Metro de Lisboa instala 32 esculturas na estação Encarnação

O Metro de Lisboa procedeu hoje, dia 15 de setembro, à inauguração de um painel de esculturas de autoria da artista belga Françoise Schein, numa cerimónia que contou com a presença do Secretário de Estado da Mobilidade Urbana, Jorge Delgado.

Data:

O painel intitulado “Mapeamento inacabado do conhecimento” integra 32 esculturas e tem um comprimento de 12 metros por 2,50 metros de altura. Françoise Schein define a sua obra como uma Re-Encarnação, já que as referidas esculturas reencarnaram na estação Encarnação do Metro de Lisboa.

A estação Encarnação passa, assim, a integrar o vasto património artístico das estações do Metropolitano de Lisboa com intervenções plásticas de uma artista internacional e de renome. As peças escultóricas são compostas por materiais diversos (aço, madeira, vidro e objetos encontrados), e foram imaginadas como um corpo pensante composto pela inúmera informação sobre a história de algumas das grandes descobertas mundiais, com especial destaque para a origem do mundo e os descobrimentos portugueses.

Estas esculturas inseriam-se num projeto mais vasto, datado de 1994, que consistia na construção de um café Cartográfico, no Parque Eduardo VII em Lisboa, junto à estação Parque (também ela intervencionada por esta artista plástica, sob a temática da Declaração Universal dos Direitos do Homem), subordinado à temática das grandes invenções e no profundo desejo do conhecimento de toda a humanidade. Esse projeto acabou por ser suspenso, por questões orçamentais, mas as esculturas já se encontravam produzidas.

O Metro de Lisboa, continua, assim, desde a construção das primeiras estações na década de cinquenta, a manter a preocupação em dotar as estações de uma dimensão estética e cultural, humanizando, valorizando e tornando atrativo o seu espaço, aberto a qualquer público e idade. Uma viagem através deste singular museu permite admirar um conjunto muito significativo de trabalhos de artistas plásticos de primeiro plano, nacionais e estrangeiros. Funcionando como modelos museológicos de arte contemporânea, o Metro de Lisboa transporta com arte e difunde cultura.

Metro de Lisboa…um Museu na sua viagem.

Partilhar

Revista Digital

Revista Pontos de Vista Edição 132

Popular

Mais Artigos deste tipo

Moda Online: As Últimas Tendências

Com a crescente popularidade das lojas de roupa online...

Perfumes Online: As Fragrâncias que estão em alta

Descubra o encanto dos perfumes online Comprar perfumes online é...

Festival Alive começa hoje com Arcade Fire e The Smashing Pumpkins

O festival abre as suas portas às 15 horas...

Ensino superior amplia oportunidades de emprego e melhora salários para os jovens

Após a crise pandémica, as taxas de desemprego juvenil...