7º Congresso da Ordem dos Contabilistas Certificados

A Revista Pontos de Vista marcou presença no 7º Congresso da Ordem dos Contabilistas Certificados, no Altice Arena, em Lisboa, no dia 21 de setembro, data em que se celebra o Dia Nacional do Contabilista Certificado. O mote do evento este ano foi a sustentabilidade e o relato não-financeiro, no entanto, houve ainda espaço para festejar e condecorar mais de quatro mil Contabilistas Certificados. Saiba tudo.

Data:

A 21 de setembro celebra-se o dia de São Mateus, um cobrador de impostos que se viria a converter num discípulo de Cristo, e como sabemos, num passado recente, também os Contabilistas Certificados eram vistos como cobradores de impostos. Felizmente, esta é uma profissão que atravessa uma transformação e o contabilista está, atualmente, a converter-se num consultor e parceiro de negócios junto dos seus clientes. Por esse motivo, este dia representa precisamente essa mudança. Foi no ano de 1997 que teve início o processo de inscrição na Associação dos Técnicos Oficiais de Contas e é neste sentido, que este ano, 2022, muitos dos presentes no evento, exercendo ou não a atividade antes daquela data, assinalam os seus 25 anos de inscrição. É um momento único e para o qual a Ordem criou uma medalha comemorativa.

A primeira a subir a palco, como não podia deixar de ser, foi Paula Franco, Bastonária da Ordem dos Contabilistas Certificados. Com um discurso emocionado, garantiu que “este é não só o maior Congresso de sempre, como certamente será o mais marcante e influenciador do futuro próximo da nossa profissão. O tema do nosso Congresso é a sustentabilidade e o relato não-financeiro. Este será o mote não apenas deste Congresso, mas também do futuro da nossa profissão, uma vez que, hoje, os vários stakeholders com quem nos relacionamos já não exigem de nós apenas informação financeira, exigem informação não-financeira e é esse o novo valor acrescentado da nossa profissão”.

Se voltarmos atrás no tempo, percebemos que foi em 1759 que Marquês de Pombal criou a primeira aula de comércio. Hoje, passados 263 anos, dia 21 de setembro, data em que se assinala o Dia Nacional do Contabilista Certificado, a Bastonária não esconde o orgulho com que entrega medalhas a mais de quatro mil profissionais. “Tenho honra e o maior orgulho em entregar as medalhas a tantos contabilistas que marcam os seus 25 anos de inscrição na Ordem”, sustenta, acrescentando ainda, ao dirigir-se a todos os condecorados: “vejam esta medalha como um símbolo de 25 anos de muito trabalho, dedicação, sacrifício, de grande criação de valor. É pelo menos um quarto de século a trabalhar em prol da nossa sociedade, por isso, sempre que olharem para ela, sintam-se orgulhosos. Exibam a medalha, mostrem que, humildemente, muito deram a toda a sociedade”.

O Congresso arrancou com o projeto de Certificação de Qualidade e abandonando o anterior Controlo de Qualidade, de forma a melhorar a qualidade e o exercício da profissão do contabilista. Segundo Paula Franco, “esta Certificação de Qualidade avançará a par com a capacitação dos contabilistas certificados com base no manual de boas maneiras”. Além disso, evento que durará três dias, debruçar-se-á sobre problemáticas como a sustentabilidade e o relato não-financeiro, a par da responsabilidade empresarial, do empreendedorismo social, da economia sustentável, passando pelos índices contabilísticos e pelos desafios populacionais contemporâneos. Isto porque, “é importante preocuparmo-nos com as consequências que o nosso trabalho tem nos mais diferentes níveis e nas mais diferentes perspetivas. Queremos e devemos ter ainda mais responsabilidade naquilo que diz respeito ao ambiente, à parte social e a uma boa gestão”, garante a Bastonária.

No último Congresso dos Contabilistas Certificados, que aconteceu em 2019, falou-se sobre a revolução digital que todos os setores de atividade – nomeadamente a contabilidade – viviam e vivem. Mas a verdade é que, nessa altura, “estávamos longe de imaginar que passados poucos meses os mais fundamentados alicerces da nossa sociedade seriam abanados, e teríamos, de um dia para o outro, mudar radicalmente os nossos hábitos pessoais e profissionais. Sem sabermos o tema deste congresso, o que aconteceu há três anos, mostrou ser fundamental e alertou todos os congressistas para um cenário que se tornou muito real. Foram três anos de enorme superação profissional. Na pandemia, caso existissem dúvidas, mostrámos que somos os agentes económicos com mais valor para o equilíbrio e balança da nossa sociedade. Perante os desafios mostrámos estar presentes”, sustenta, orgulhosamente, Paula Franco.

Quem também não prescindiu de marcar presença neste tão importante acontecimento, foi Fernando Medina, Ministro das Finanças, que não deixou espaço para dúvidas “o contributo dos Contabilistas Certificados para a nossa economia não se esgota. Num país com elevado número de micro e pequenas empresas, os contabilistas são muitas vezes o aconselhamento profissional essencial de muitos empresários, indo muitas vezes além do estrito cumprimento das suas obrigações. Gostaria de salientar o importante papel que os contabilistas recentemente desempenharam no contexto de pandemia. Tal como toda a sociedade, os contabilistas certificados tiveram que se adaptar à nova realidade imposta pela pandemia que obrigou a novas formas de organização do trabalho. Os Contabilistas Certificados estiveram à altura do desafio e continuaram a prestar um excelente serviço as empresas”.

No decorrer dos três dias, o evento resultou num ambiente de grande emoção e orgulho por parte de todos os Contabilistas Certificados, Congressistas e Medalhados, encerrado pelo Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, que terminou garantindo que “quando se decide fornecer para as pessoas o máximo de informação acerca dessa decisão, é incluí-las no processo de decisão também. A responsabilidade social passa por aí. Há medidas que têm que ser tomadas agora, embora produzindo efeitos para o ano, e nos anos seguintes”.

PAULA FRANCO
“É com enorme gosto que me associo ao 7º Congresso da Ordem dos Contabilistas Certificados, e quero salientar o papel fundamental que os mesmos têm na nossa economia. Quer na importância da profissão no quadro da atividade empresarial, quer pelo importante papel que desempenharam na nossa sociedade durante a pandemia”

FERNANDO MEDINA
“Reconhecendo que os Contabilistas Certificados são um parceiro privilegiado do Ministério das Finanças, na medida em que exercem a intermediação entre os Contribuintes e o Estado, é fundamental garantir uma cooperação e comunicação ágeis. Dessa forma, o Ministério das Finanças tem vindo a modernizar-se ao longo dos anos. O que temos feito, é, sobretudo, um compromisso para o futuro”

Partilhar

Revista Digital

Revista Pontos de Vista Edição 116

Popular

Mais Artigos deste tipo

Xiaomi conta com novos acessórios para viagens de trotinete mais seguras e confortáveis

Para garantir uma condução segura e precisa, as Xiaomi...

Braga no top 3 das cidades finalistas candidatas a Capital Europeia da Democracia

Braga é uma das três cidades finalistas candidatas a...

Cerveira: Mercado de Natal promete atividades e animação para todas as idades

Serão cinco dias repletos de atividades e animação para...