“Portugal Contemporary Art Guide”, é a nova App que vai mapear a arte contemporânea em todo o país

É gratuita e irá disponibilizar informações ligadas à arte contemporânea em território nacional, a partir de 2 de novembro.

Data:

Portugal Contemporary Art Guide, é a nova aplicação para telemóveis Android e IOS, que “divulgará informações atuais e em tempo real de toda a produção de arte contemporânea no país, como “os artistas, os equipamentos existentes, a coleção, entre outros”, revelou à Lusa Celine Brás, fundadora e diretora da revista Contemporânea, editora especializada em arte contemporânea, e também responsável pelo projeto.

Esta ferramenta digital é gratuita e direcionada a todos os tipos de público e idades. Foi produzida com o apoio da Direção Geral das Artes (DGArtes), no âmbito da Rede Portuguesa de Arte Contemporânea (RPAC). A mesma irá ser lançada no próximo dia 2 de novembro, às 11 horas, no Palácio da Foz, em Lisboa.

De acordo com Celina Brás, o projeto surge “para colmatar a lacuna que existia em termos de agendas da oferta de arte contemporânea” em Portugal e por isso é dirigida tanto a “alguém que venha do estrangeiro como a qualquer pessoa no território nacional que quer procurar o que se passa em termos de arte contemporânea em Portugal e que tinha de ir ao Facebook, que não é uma agenda e tem informação dispersada”.

A acrescentar às referências acerca dos artistas, exposições e coleções, a aplicação também contém elementos relativos às infraestruturas expositivas, são elas: os museus, as galerias, as coleções públicas e privadas, as fundações, os bienais e espaços independentes sem fins lucrativos.

Isso, é possível porque se trata de uma base de dados interativa, que utiliza filtros para escolher o espaço desejado, ou aqueles que estão disponíveis “in loco”. A Portugal Contemporary Art Guide foi criada com design, tecnologia e software para tal, e integrando a plataforma Google Maps, possibilita aos usuários de cada cidade de Portugal um acesso mais fácil e rápido às ofertas artísticas do local onde se encontram.

Celina Brás referiu também que existem três formas de consultar aplicação. Ou seja, o utilizador pode informar-se sobre as exposições que vão ser inauguradas, dentro de uma semana, aquelas que estão em exibição e ainda as que vão terminar.

Para além disso, a app disponibiliza o acesso a notícias relacionadas com a arte contemporânea, bem como conteúdos editorais e um motor de busca, onde dá para fazer pesquisas por localização, artista, coleção ou equipamento.

Partilhar

Revista Digital

Revista Pontos de Vista Edição 116

Popular

Mais Artigos deste tipo

Nível de polarização na Ibero-América cresceu quase 40% nos últimos cinco anos

O nível de polarização na Ibero-América cresceu quase 40%...

S21sec prevê um aumento de 15% dos ataques de ransomware face a 2021

No contexto do Dia Mundial da Cibersegurança, que se...

IMT vai lembrar os condutores para renovarem a carta de condução

O instituto da Mobilidade e dos Transportes (IMT) referiu,...