Sucesso da InovFood -Summit’22 dita o regresso do evento para o próximo ano

O grande sucesso da primeira edição, que decorreu entre 8 a 10 de novembro, no Centro de Cultura Contemporânea, em Castelo Branco, ditou a continuidade do evento. Este ano, cerca de 50 oradores e mais de 300 participantes marcam presença.

266

No passado dia 10 de novembro terminou a primeira edição de InovFood Summit’22, desenvolvida pela InovCluster – Associação do Cluster Agro-Industrial do Centro, com foco na inovação, sustentabilidade e transição do setor agroalimentar, que decorreu no Centro de Cultura Contemporânea, em Castelo Branco.

A forte adesão ao evento ditou a realização de uma segunda edição, marcada para 2023, como anunciou a Presidente da InovCluster, Patrícia Coelho, na sessão de encerramento do mesmo.

Durante os três dias de realização do InovFood – Summit’22 (8,9 e 10 de novembro), estiveram presentes aproximadamente 50 oradores de relevo e de destaque ligados ao ramo, como a Ministra da Coesão Territorial, Ana Abrunhosa, mas também mais de 300 participantes.

Neste encontro, estiveram em destaque temas como: a “importância da resiliência no agroalimentar e como a inovação e a capacidade de adaptação podem contribuir para a continuidade das empresas no mercado; o caminho que o agroalimentar está a percorrer no campo da transição digital; bem como as boas práticas, ao nível da sustentabilidade, já implementadas no setor”, como se lê na nota divulgada.

Para além destes assuntos, a InovCluster adiantou que foram partilhadas algumas pesquisas “desenvolvidos no âmbito do Programa de Valorização Queijo da Região Centro; realizadas inspirational talks sobre a valorização dos territórios, através dos produtos endógenos, evidenciando um caso de sucesso de produção DOP; bem como apresentado o lançamento da nova marca “Queijos do Centro Portugal”.

A par disso, sucederam-se “sessões no âmbito dos projetos Inov2B – que reuniram players do ecossistema Empreendedor da NUT III Beira Baixa – e Fusilli – através de um workshop ligado à alimentação saudável e sustentável”, pode ler-se no comunicado.