69% dos consumidores vão fazer compras na Black Friday, revela estudo da Escolha do Consumidor

Mais de metade dos consumidores planeia fazer compras na Black Friday e 72% refere esperar por esta altura do ano para adquirir certos produtos.

109

O estudo online realizado pela Escolha do Consumidor, baseada na opinião dos consumidores, de forma a saber “as suas preferências, tendências e hábitos de consumo, no dia em que as marcas recorrem a diversas campanhas para celebrar a Black Friday”,revelou que 69% dos consumidores, este ano, irá fazer compras nessa altura, aproveitando assim os descontos disponíveis.

De acordo com a análise deste sistema de avaliação, que foi divulgada em comunicado, 55% da amostra inquirida admitiu que fez essa opção no ano passado e 72% dos inquiridos destacou que espera por esta campanha para comprar certos produtos, e nesse sentido, 70% adquire artigos previamente selecionados e 30% compra na hora.

Para este ano, 25% dos participantes desta pesquisa quer comprar roupa ou itens de moda, 19% afirmam o seu interesse pela tecnologia e 12% em eletrodomésticos para a sua casa. Para além disso, 11% estima aproveitar em cosmética, e os últimos 22% em livros, viagens ou outros momentos, mas também peças de desporto.

Com o natal à porta, 76% dos inquiridos diz aproveitar estes dias de promoções para comprar as prendas de natal, e em particular, 12% pretende adquirir brinquedos.

Neste estudo da Escolha do Consumidor, também foi perguntado aos consumidores quanto estimam despender na Black Friday. 47% comunica que tenciona gastar entre os 100 a 300 euros; 39% indica até 100 euros; 9% aponta entre 300 a 500 euros e 5% determina um desembolso superior aos 500 euros.

Relativamente ao modelo de compra, mais de 50% efetua compras online e 41% admite a sua preferência pelas compras presenciais, “90% em centros comerciais, 7% no comércio local e 3% noutro tipo de lojas”, lê-se na nota partilhada.

Como esta campanha é maioritariamente referenciada pela aquisição de bens tecnológicos, ou eletrónicos, a Escolha do Consumidor questionou os consumidores sobre que tipo de produtos prevêem ter, dentro dessa categoria, e afirma que os dados obtidos foram os esperados. Ou seja, “14% evidencia tablets e e-readers, 14% smartphones, outros 14% pequenos domésticos, 12% computadores e, igualmente, 12% acessórios de som/imagem, além de 5% que indica outros produtos desta natureza. Uma pequena percentagem (16%) afirma que não comprou nem tenciona comprar produtos tecnológicos na Black Friday”, pode ler-se no comunicado.

Nesse seguimento, José Borralho, CEO da Escolha do Consumidor, salienta que “atualmente, praticamente todas as marcas aderem à Black Friday, o que alargou o espectro de categorias de produto procuradas pelos consumidores neste dia de promoções. Ainda assim, tradicionalmente este período é aproveitado para comprar produtos que normalmente têm um preço mais elevado ao longo do ano e é por isso sempre existiu uma forte aposta das lojas e marcas de tecnologia na Black Friday”.