“A nossa busca pela Transformação Digital no mercado é intensa e diária”

Com 13 anos no mercado, a Gestisoft é hoje um dos principais «atores» em Portugal no domínio da inovação e da tecnologia. Fernando Silva, CEO da Gestisoft, deu a sua visão, em entrevista à Revista Pontos de Vista, sobre a dinâmica da marca no que concerne à Transformação Digital e a outros temas de suma relevância.

284

A Gestisoft assume-se como uma marca de prestígio no domínio do fornecimento e implementação de Soluções em tecnologias de informação, sendo hoje um player de enorme relevo como parceiro dos seus clientes. No sentido de contextualizar junto do nosso leitor, de que forma é que a marca perpetua essa dinâmica, apoio e ligação ao cliente e ao mercado?

Já contamos com 13 anos de GestiSoft! 13 anos à procura de novas soluções, novos processos, e em busca de inovar sempre na nossa atuação perante cada projeto que abraçamos.

Dispomos de uma equipa qualificada e muito focada na necessidade do cliente. Uma equipa humana, cujo alguns dos membros já colaboram connosco há vários anos. Temos também clientes que estão connosco há mais de uma década. Somos um projeto de pessoas, fidelização e colaboração!

Consideramos que estamos sempre atentos a novas ferramentas de trabalho e novas dinâmicas de equipa. Por isso, implementámos também um conjunto de processos que nos permitem uma maior proximidade do cliente: webinares, inquéritos de satisfação, emails de comunicação, envio de relatórios de intervenção de forma automática, entre outros, entre outras táticas.

A Transformação Digital está, cada vez mais, na ordem do dia, principalmente no que concerne às marcas que pretendem continuar “ligadas ao mundo”. Qual o papel da Gestisoft nesse desiderato de promotor da Transformação Digital junto das empresas?

Sendo a GestiSoft uma empresa tecnológica, a sua busca pela transformação digital no mercado é intensa e diária.

Apresentamos parcerias em ERP como ARTSOFT, PHC e SAGE, onde se faz sentir a exigência por parte destes três softwares em: mobilidade, automação de processos e em encontrar tecnologias mais capazes e robustas para responder a esta necessidade constante de transformação digital.

Acreditamos estar no caminho certo, pois apresentamos uma equipa assertiva e parceiros de ERP excelentes, que nos ajudam a trilhar o nosso caminho da transformação digital. Também nós trilhámos a nossa transformação digital, mas neste caso, através da aposta na nossa comunicação e marketing digital.

Soluções de Gestão e Desenvolvimentos Específicos, Sistemas de Infraestrutura Informática, Segurança e Proteção Cibernética, são alguns dos vossos produtos e serviços. De que forma é que na Gestisoft cada caso é um caso?

Começando pela Cibersegurança, consideramos que esta é fundamental nos dias hoje. Aliás, deve ser uma prioridade por parte dos gestores de empresas. As ameaças estão a crescer e os danos causados são cada vez maiores. É necessário estar devidamente preparado para evitar estes ataques, sejam eles phishing, malware, ransomware, man-in-the-middle, etc, entre outros.

Na GestiSoft temos um conjunto de soluções robustas para os nossos clientes:  Cloud, Backup, Firewall, entre outros. Cabe-nos a nós, analisar e avaliar as necessidades do projeto do cliente, e apresentar soluções válidas e personalizadas que as colmatar.

Conseguem apresentar soluções personalizadas a cada cliente independentemente do setor de atividade do mesmo? Essa é uma mais valia que conseguem apresentar ao mercado?

Temos parcerias há mais de uma década com ARTSOFT, PHC e SAGE. Podemos afirmar que o nosso crescimento e desenvolvimento é atingido em conjunto, focado sempre na transparência e inovação.

Cada um dos ERPs possuem capacidades distintas, mas eficazes para ler e responder as necessidades de cada cliente. A nossa equipa de ERP tem mais de 20 anos de experiência.

E sobre os ERPS, a nossa equipa de desenvolvimento pode acrescentar e complementar a solução com mais valor, na criação de plataformas, de dashboards e de mobilidade. Conseguimos implementar soluções para diferentes áreas atividade: alimentar, indústria, financeira, retalho e bens e serviços. Por isso, a resposta é SIM.

O conceito de disrupção digital invadiu o universo empresarial. As novas tecnologias evoluíram a uma velocidade vertiginosa e apresentaram conceitos como Big data, nuvem, realidade virtual, IoT, RR. SS, entre outros. Desta forma, é visível que os modelos de negócios mudaram as estruturas e modificaram a forma como as empresas são organizadas. É legítimo afirmar que olhando para este cenário só existem duas opções: adaptar ou desaparecer?

Há um ano atrás, a respeito deste tema mencionei: Investir na transformação digital é agora ou nunca!

Muito já foi feito por parte dos nossos gestores de empresa, e falamos também por experiência própria:

▶ A Cloud é a solução mais procurada, pela sua versatilidade, mas também pelo investimento competitivo e a segurança que a solução pode representar;

▶ Mobilidade, dá-nos a simplicidade de aceder a qualquer informação decisiva e importante através do nosso smartphone, uma realidade cada vez mais usual;

▶ O Bigdata, cada vez são mais dados que precisam de ser processados e armazenados. E é preciso responder sobre este volume, dados de uma forma capaz e as vezes num simples clique.

Sentimos estar no bom caminho, mas ainda temos caminho por percorrer. Por exemplo, algo que já mencionei acima que passa pela nossa aposta também. Isto é as empresas terem o website institucional atualizado em termos de conteúdo e tecnologicamente inovador, é um caminho a percorrer.

Olhando para o mercado luso, e pela Sua/Vossa experiência, sente que hoje em dia o mercado empresarial luso e os seus decisores estão mais sensibilizados para a necessidade da inovação? Acredita que a pandemia foi a alavanca necessária para esse passo?

Cada vez mais as empresas procuram soluções de mobilidade e cloud, com o objetivo da informação estar mais perto dos decisores, dos seus colaboradores e dos seus parceiros de negócios – clientes e fornecedores.

O crescimento destas duas 2 áreas potenciou também o teletrabalho, sendo que colaborador hoje em dia é mais autónomo, mais informado e mais responsável.

Não há dúvida que a pandemia acelerou, e muito, estas áreas tornando-as mais competitivas.

Sabemos que hoje em dia as Pessoas são um pilar essencial no crescimento, evolução e sucesso das marcas. Desta forma, qual o papel do Capital Humano da Gestisoft para que a mesma alcance um sentido de qualidade, excelência e reconhecimento superior?

Neste momento, a maioria das nossas equipas já trabalham em modelo híbrido. Mas para chegar até aqui foi necessário criar internamente um grupo de pessoas e estudar o tema:

  1. Quais os processos a implementar?
  2. Quais as ferramentas a utilizar?
  3. A importância do modelo híbrido

Hoje podemos dizer que as nossas equipas dispõem de mobilidade no seu trabalho e utilizam ferramentas que as ajudam nessas mobilidades. Ferramentas desenvolvidas por nós para mais facilmente poderem desenvolver o seu trabalho diário, com acesso a toda a informação que precisam.  Realizamos Teambuildings durante o ano para reforçar o espírito de equipa e é atribuído um dia de férias no dia de aniversário de cada colaborador.

É legítimo afirmar que a Gestisoft tem vindo a ajudar a transformar as organizações e a melhorar a vida das pessoas? Em que sentido?

Atualmente desenvolvemos RPA – Robotic Process Automatic, isto é automação robótica de processos. É uma ferramenta tecnológica cuja finalidade é automatizar processos de negócio.

Um exemplo prático: imagine um conjunto de dados que são processados e são enviados todos os dias manualmente por email para um conjunto de clientes. Pode ser criado um RPA, que automaticamente elimine o cansaço desta rotina diária e o erro humano, libertando o colaborador para outras tarefas mais criativas. Também temos a nossa solução de logística que permite responder às solicitações de todos os processos logísticos, interligados com o ERP.

Para onde está focado o vosso desenvolvimento interno e externo para 2023? O que podemos esperar por parte da marca para este ano?

Vamos estar atentos as novas ferramentas no mercado tecnológico, com objetivo de criar soluções mais dinâmicas e sedutoras para os nossos clientes.

2023 será a aposta na formação interna na GestiSoft. O foco estará nos colaboradores e nos nossos clientes. É importante para nós e ajudará os nossos clientes a encontrar a melhor forma para inovar e elevar o seu negócio connosco.

Para um cliente que não conhece a Gestisoft, que mensagem lhe aprazaria deixar no sentido de escolher a marca como parceira no percurso da Transformação Digital?

Se procura soluções objetivas e diferenciadoras, convidamo-lo a vir conhecer-nos e a falar connosco. A sua escolha é GestiSoft. Uma equipa próxima de si, que cresce, inova e eleva o seu negócio. Junte-se a nós e permita-nos criar consigo uma sinergia de grande valor!