Escola onde estudou António Variações vai ser transformada num centro interpretativo de homenagem ao cantor

A escola primária que António Variações frequentou nos anos de 1950, em Fiscal, concelho de Amares, distrito de Braga, vai ser transformada num centro interpretativo de homenagem ao cantor e compositor, com o contributo da família e de fãs.

310

“Tínhamos este edifício em estado de degradação, com o decorrer dos anos, da humidade, e queríamos dar uma finalidade. E surgiu a ideia de que fosse criado um centro interpretativo. Arrancámos com uma candidatura, tivemos sorte e foi contemplada”, explica à agência Lusa o Presidente da Junta de Freguesia de Fiscal, terra onde António Joaquim Rodrigues Ribeiro, nome de batismo, nasceu em 03 de dezembro de 1944 e foi sepultado em 1984.

Augusto Macedo conta que na escola onde Variações fez todo o ensino primário, propriedade da junta que preside, vai ser recriada uma barbearia, em alusão à profissão que o cantor abraçou após rumar a Lisboa, sublinhando que o espaço de tributo ao “filho da terra” vai ter também fotografias e roupas, estas cedidas por uma das irmãs.

Ainda em declarações à Lusa, a secretária da junta e uma das impulsionadoras do projeto afirma que “além desta recriação, teremos expostas fotografias e alguns trajes dele. Pensamos também passar o filme que foi feito dele, ter sempre músicas a decorrer e haver um espaço onde poderá haver formação musical. Temos parceria com duas escolas de música do concelho e a ideia é que elas possam ministrar o ensino da música. Que este espaço não seja só expositivo, mas também de ensino”.

Liliana Brandão explica que a ideia é que uma das escolas de música esteja “mais na parte formativa”, enquanto a outra promova a animação musical, “fazendo miniconcertos, muito familiares”, de tributo ao ‘ícone’ musical, que deixou dois álbuns – “Anjo da Guarda” (1983) e “Dar & Receber” (1984) – que marcaram indelevelmente a história da música em Portugal.