“Para as Mulheres, pelas Mulheres, todos os caminhos são possíveis”

“Sou conselheira, incentivadora, mentora, provocadora”. Quem o afirma é Ana Gomes, CEO da Remax For.Ever, que em entrevista à Revista Pontos de Vista, abordou a evolução do papel da Mulher no ramo imobiliário e ainda destacou o trabalho que tem desenvolvido na sua página pessoal de Instagram - WomenempoweredbyForever – onde faz “programas de mentoria a Mulheres que querem empreender”.

634

A Ana Gomes é atualmente CEO da Remax For.Ever, sediada em Lisboa, nas Avenidas Novas. Contudo, já esteve ligada à área da saúde durante 20 anos. Ao longo de todo o seu percurso profissional, nas mais diversas áreas de atividade, qual foi o impacto e a marca que acredita ter deixado?

Eu vivo em constante mudança e aprendizagem. Hoje, sou uma mulher diferente daquilo que era ontem. Esta consciência trouxe-me uma maior responsabilidade. O meu exemplo transforma e inspira. Acho que todos deixamos uma marca por onde passamos. No entanto, mais importante do que aquilo que eu deixei, é o que entrego todos os dias. É a presença e sentido de missão com que abraço a vida. A intensidade e a gratidão com que saboreio cada momento. A humildade em querer ser e fazer melhor, diariamente. Inspirar as minhas pessoas a serem mais e melhores, melhores companheiros, amigos, filhos, pais, profissionais. A alegria de celebrar com eles as suas conquistas. Provocar mudança ao meu redor. Por isso mesmo, criei uma comunidade, uma página de Instagram @WomenempoweredbyForever. É uma página pessoal e fora da minha área profissional, mas onde me entrego completa. Deixo aquilo em que acredito, os meus pensamentos e aprendizagens em todas as áreas da vida. Procuro ajudar, tanto a nível pessoal como profissional, faço programas de mentoria direcionado para mulheres que querem empreender, em qualquer área. É uma comunidade aberta. Que cresceu na consciência feminina. Para as mulheres, pelas mulheres, todos os caminhos são possíveis. Sou conselheira, incentivadora, mentora, provocadora. Tento que sonhemos sempre mais e que queiramos sair da nossa zona de conforto. Melhorar, mudar, criar. Estou neste projeto para dar o exemplo e ajudar, aprender em conjunto e apoiar. Podem pedir ajuda, partilhar, deixar perguntas ou sugestões. Aqui: IG:@womenempoweredbyforever.

Ainda no mesmo tópico de conversa, na sua opinião, quais foram os fatores que a «conduziram» até ao patamar onde hoje se encontra? Quais são, enquanto líder, as suas grandes prioridades?

A minha prioridade enquanto líder são as pessoas. O capital humano é o nosso maior ativo. Nessa medida, investir nelas é determinante para o sucesso de qualquer organização. Enquanto líder, acredito que o exemplo e a coerência são os ingredientes que definem uma liderança inspiradora e transformadora. Eu costumo dizer que só podemos oferecer aquilo que vibra em nós. Nessa medida, é fundamental investir no desenvolvimento humano, em simultâneo com o estímulo das competências técnicas e conhecimento aprofundado do negócio. Esse trabalho de descoberta e a ambição de me tornar um melhor ser humano, todos os dias, começa em mim e repercute-se por toda a equipa, de uma forma saudável e fluida. Cada um tem o seu tempo e é preciso respeitar a ambição e o timing de cada um. A minha área são as vendas. As vendas podem ser muito desgastantes e desafiantes. Requerem muita resiliência, persistência e foco. É uma preocupação para mim entregar ferramentas que ajudem em todo o processo de construção do ser e conhecimento do negócio. Não nos podemos separar do negócio, enquanto seres humanos. Não existe o pessoal e o profissional. Nós somos um todo. Acumulamos vários papéis no nosso dia a dia e há que aprender a geri-los da melhor forma.  Exemplo: se eu for uma pessoa insegura e com baixa autoestima como é que eu vou ser capaz de transmitir segurança e confiança ao longo de um processo de compra ou venda de um imóvel, junto do meu cliente? Contribuir para o desenvolvimento humano dos profissionais é essencial para o sucesso de todos.

No mês de março, celebra-se o Dia Internacional da Mulher, uma data de extrema importância. De acordo com a sua experiência profissional, qual diria ser o papel da mulher na liderança de uma empresa, no mercado imobiliário?

Para mim, o dia da mulher é todos os dias. Infelizmente, por razões de profundas desigualdades, ainda temos de assinalar a data. Tenho a sorte de trabalhar numa área em que há muitas oportunidades para empreender e cada vez mais são as mulheres que empreendem e lideram equipas. No universo de consultores Remax, 55% são mulheres e a idade média é 45 anos. Na minha empresa, 57% são mulheres. Sinto que o papel das mulheres é de grande relevância. Elas são mais propensas a pedir ajuda quando necessário e estão disponíveis para apoiar quem precisa. Entendem a importância do colectivo e consequentemente trabalham bem em equipa.

O mundo está cada vez mais consciente do papel da mulher, no seio das organizações. Todavia, é certo que há ainda um caminho longo a percorrer. Na sua perspetiva, quais são as medidas que urge implementar para reduzir a desigualdade de género nas empresas? Na Remax For.ever como é que contribuem para a igualdade de oportunidades?

Atualmente, há estudos que indicam que as mulheres estudam por mais tempo que os homens e têm uma maior apetência para desenvolver soft skills e liderar. Na minha opinião, as vantagens em apostar na diversidade de género vão além da componente social. Cada vez mais, temos mulheres muitíssimo bem preparadas em várias áreas, prontas para assumir cargos de liderança e dispostas a lutar por empresas mais sustentáveis e produtivas. Um estudo da McKinsey comprovou que organizações que apresentam equipas executivas com igualdade de género têm 14% mais probabilidades de superar a concorrência. Como referi anteriormente, na Remax For.ever 57% são mulheres e a igualdade nas oportunidades começa aqui. Acredito que, a complementaridade de géneros traz visões distintas sobre temas e situações semelhantes. Nesta diversidade as soluções serão sempre mais completas. Assim, tal como o fazemos em casa, na Remax For.Ever, a minha sugestão neste combate à desigualdade de género nas empresas passa pelo início; pela igualdade nas contratações, nas oportunidades, na igualdade salarial, na igualdade em cargos de liderança. Na promoção e defesa de direitos de educação. Quando damos ferramentas e flexibilidade para o crescimento pessoal de cada um dos nossos elementos, quando promovemos o seu crescimento, quer no reforço de hard skils, quer no apoio de desenvolvimento de consciência, estaremos sempre a promover o próprio negócio. Comportamento gera comportamento. Pessoas bem-sucedidas são semente de sucesso. Esta consciência trazida aos negócios, é o caminho que tenho traçado.

Atualmente, ocupar cargos administração no ramo imobiliário ainda é algo visto pela sociedade como uma posição, maioritariamente, ocupada por homens? Se sim, sente algumas dificuldades pelo facto de ser mulher e ter uma carreira de liderança?

Hoje em dia, as mulheres e os homens desempenham papéis de extrema relevância na gestão do negócio. Curiosamente, é uma área onde trabalham muitos casais, dado que o negócio exige muito foco e disponibilidade de tempo. Eu sou um desses casos. Não sinto dificuldade alguma, pelo contrário. Sempre me senti muito estimulada e encorajada em fazer crescer a minha empresa e transmitir essa confiança, apoiada nos excelentes resultados que, ao longo destes quase 10 anos, fui alcançando a todas as pessoas com quem trabalho e trabalhei.

Ainda sobre o mesmo assunto. No seu entender, quais são as caraterísticas femininas que favorecem a construção de uma carreira de liderança no mercado imobiliário?

O sucesso das organizações depende 15% das competências técnicas e 85% das competências sociais. A formação e o conhecimento do mercado são um fator muito importante. No entanto, na minha opinião, as soft skills são o que faz a diferença nas relações. Características como persistência, disciplina, cooperação, flexibilidade, empatia, diferenciação são a meu ver os pontos chave para uma carreira consistente no imobiliário. A jornada do empreendedor é solitária e nessa medida ao escolher esta atividade, faz-me todo o sentido estar associada a uma organização com uma proposta de valor que acrescente mais valia ao negócio do consultor imobiliário. A exigência de tempo neste negócio é elevada, como já referi, e o mercado é muito dinâmico. As tarefas do consultor imobiliário são muitas e, por vezes, não há tempo para pensar o negócio do ponto vista da estratégia, da inovação, da criatividade. Sendo, na minha opinião, fundamental estar inserido numa organização forte, com uma marca reconhecida no mercado, onde se apliquem as melhores práticas.

Sendo uma líder, o que a motiva, diariamente, para expandir o seu conhecimento e transmiti-lo à sua equipa de trabalho? E que conselhos pretende deixar às nossas leitoras, que tal como a Ana Gomes querem traçar um caminho próspero no setor imobiliário?

Aquilo que mais me motiva é o que mais me desafia. Liderar-me! Esta busca diária da minha melhor versão tem me conduzido a um processo profundo de autoconhecimento. Todo este trabalho de despertar tem impactado todas as áreas da minha vida, positivamente. Não existe evolução, sem autoconhecimento.

Quando estamos muito seguras dos nossos valores, dos nossos limites, daquilo que queremos, daquilo que não queremos, aceitamos a dualidade que nos habita, aprendemos a viver com o nosso caos, o caminho torna-se mais fácil e com muito mais clareza. As melhores viagens da minha vida têm sido para dentro. É lá que tenho encontrado todas as respostas e é nesse lugar que encontro a força, a coragem e a resiliência para continuar o meu caminho inspirando e transformando vidas.