Alterações climáticas provocam pragas mais destrutivas e descontroladas

A prevenção, limpeza e desinfestação dos espaços é a melhor forma de se defender.

Data:

A primavera é tradicionalmente a estação em que insetos e roedores saem dos seus esconderijos para procurar água, comida e abrigo. No entanto, “com as alterações climatéricas, começamos a não ter pragas sazonais” em Portugal, explica Luís Morais, diretor técnico da Truly Nolen.

Segundo a ONU, “as alterações climáticas estão a tornar as pragas que devastam culturas agrícolas importantes ainda mais destrutivas, aumentando as ameaças à segurança alimentar global e ao ambiente”. Um estudo da FAO (Organização das Nações Unidas para a Alimentação e Agricultura) indica que “as alterações climáticas já expandiram a gama de hospedeiros e a distribuição geográfica de algumas pragas, e podem aumentar ainda mais o risco de introdução de pragas em novas áreas”.

A única praga que ainda mantém um pouco a sua rotina é a processionária do pinheiro”, adianta Luís Morais. Este inseto é mais perigoso na fase da “procissão”, no final do inverno, altura em que desce das árvores e se enterra no solo, transformando-se em crisálida. O contacto da lagarta do pinheiro com a pele, olhos e mucosas pode provocar alergias graves, incluindo inchaço, irritação e dificuldades respiratórias. A desinfestação profissional de espaços como jardins, parques e escolas, é fundamental para o controlo de pragas.

Serviços de desinfestação são essenciais para controlar pragas urbanas

No meio urbano, as pragas são cada vez mais um motivo de preocupação sobretudo pelo impacto na saúde. As picadas de alguns insetos e as mordidas de roedores podem provocar alergias, falhas respiratórias, infeções e transmissão de doenças.

É importante perceber que, apesar de serem mais visíveis na primavera e no verão, as baratas, ratos, térmitas, aranhas e outras pragas conseguem estar ativas durante todo o ano.

A praga mais difícil de combater são os percevejos, as que provocam mais chamadas são os ratos e baratas”, diz o responsável da Truly Nolen.

As baratas usam as antenas para encontrar comida e conseguem percorrer grandes distâncias para a alcançar. O calor faz com que as gorduras, açúcar e lixo tenham um cheiro mais forte, atraindo estes insetos.

Os ratos também procuram alimento, pelo que é importante selar potenciais pontos de entrada de roedores, com fendas nas paredes e portas, bem como guardar todos os produtos alimentares em recipientes herméticos.

“A prevenção é a melhor maneira de não ter graves infestações”, sublinha Luís Morais. “Aconselhamos a manter elevados padrões de higiene e medidas físicas, tais como vedação de buracos, frestas, colocação de telas nas janelas para evitar entrada de insetos voadores, etc.”

Quando estas medidas não são suficientes, é recomendável chamar um serviço de desinfestação especializado, com técnicos experientes e equipamento específico para resolver o problema de raiz. A Truly Nolen é uma empresa especializada em controlo de pragas, com recurso a “novas metodologias e novos produtos” e reforço de procedimentos mais amigos do ambiente, certificados com a Norma Ambiental NP EN ISO 14001:2015.

Partilhar

Revista Digital

Revista Pontos de Vista Edição 128

Popular

Mais Artigos deste tipo

Burger King em Silvares pelas mãos da Work3

A chegada do estabelecimento de restauração e bebidas Burger...

Work3 e o seu projeto Burger King em Lourosa

A Work3 apresenta um projeto Burger King na freguesia...

MARO é a nova confirmação do Festival Cool Jazz

Cantora, multi-instrumentalista, compositora e produtora, são algumas das facetas...