Grupo Ferrero perto de atingir os seus objetivos de sustentabilidade

92% da eletricidade global da empresa agora provém de energias renováveis.

364

O Grupo Ferrero acaba de anunciar que está no bom caminho para cumprir os seus principais objetivos e metas de sustentabilidade. O progresso da Ferrero está documentado no 14.º Relatório de Sustentabilidade do Grupo, que destaca as medidas tomadas durante o ano financeiro de 2021/22 em quatro pilares: proteção do ambiente, abastecimento sustentável, promoção do consumo responsável e capacitação das pessoas.

“O ano financeiro foi especialmente desafiador – o início da guerra, as cadeias de abastecimento foram interrompidas, os custos de energia dispararam e a inflação aumentou juntamente com o custo das matérias-primas”, refere Giovanni Ferrero, Presidente Executivo do Grupo Ferrero. “Apesar desses desafios, a Ferrero não só conseguiu crescer, mas também progredir significativamente em várias das nossas metas de sustentabilidade – e, em alguns casos, superá-las”, acrescenta.

Como parte dos Valores Agrícolas Ferrero (FFV), uma estrutura intercommodities, o Grupo está comprometido em apoiar e melhorar o abastecimento sustentável dos seus ingredientes, além de partilhar conhecimento ao longo da cadeia de valor. Em 2021/22, o programa FFV ajudou a fornecer orientação individualizada a 32% dos agricultores de cacau em termos de planeamento agrícola e empresarial, enquanto 155.000 agricultores de cacau participaram em formações de grupo. O relatório de sustentabilidade também detalha como o Grupo agora está a alcançar rastreabilidade até ao nível da exploração agrícola em mais de 96% do seu volume de abastecimento de cacau. Além disso, 82% do volume total de cacau foi obtido de grupos de agricultores dedicados apoiados pela Ferrero. Em relação a todas as avelãs fornecidas, o Grupo consegue rastrear 79% do volume total, apesar das complexidades sistémicas na cadeia de abastecimento.

Outros destaques do Relatório de Progresso em Sustentabilidade do Grupo Ferrero incluem:

  • 92% da eletricidade global da empresa agora provém de energias renováveis – um aumento em relação aos 84% do ano passado.
  • 100% do óleo de palma é certificado e segregado pela RSPO (Roundtable on Sustainable Palm Oil), sendo que 99,95% é rastreável até 146 moinhos de óleo de palma e 722 plantações. O modelo de segregação garante que o óleo de palma sustentável seja mantido separado das plantações e fazendas, em toda a cadeia de abastecimento, sendo o Grupo uma das primeiras empresas globais a obter 100% de óleo de palma segregado certificado pela RSPO (desde 2015).
  • A conclusão do plano de quatro anos da Iniciativa Cacau e Floresta (CFI) da Ferrero, com a maioria das metas alcançadas ou até superadas, incluindo mais de 170.000 agricultores inscritos no Programa de Cacau da Ferrero, dos quais 161.000 (95%) foram mapeados e monitorizados em 2021/22, excedendo a meta inicial de 153.000.
  • A publicação do primeiro Relatório de Direitos Humanos realizado pela empresa no final de 2021. O relatório foi elaborado em torno de dez temas relacionados com os direitos humanos em todas as cadeias de valor – independentemente do produto ou geografia – e mostra como a Ferrero está a trabalhar para abordar essas questões e fornecer soluções.

“Em cada um dos quatro pilares principais do nosso quadro de sustentabilidade, o relatório mostra que fizemos progressos significativos em relação aos objetivos que estabelecemos”, afirma Lapo Civiletti, CEO do Grupo Ferrero. “Apesar de um ambiente económico e geopolítico desafiador, o Grupo aumentou os investimentos para garantir continuamente altos níveis de qualidade, frescura e segurança em todos os nossos produtos, ao mesmo tempo em que reduzimos o nosso impacto ambiental”.

Pode ler mais sobre o Relatório de Sustentabilidade da Ferrero neste link.