Com Alma – Creative Studio: Há oito anos a contar as Histórias do interior de Portugal

Fundada em 2015, a Com Alma – Creative Studio nasceu com a missão de apoiar os empreendedores do interior de Portugal. Passado oito anos a marca continua, com mais sucesso do que nunca, a dar corpo e voz às raízes e histórias do território da beira e das suas gentes. Conversámos com Susana Lopes, Owner e CEO deste atelier, que nos deu a conhecer as mais diversas conquistas, os desafios do mercado e de como é ser líder de uma equipa. Fique a par.

Data:

A nossa entrevistada, Susana Lopes, assume ser, desde logo, uma apaixonada pelo design, pela comunicação, pela descoberta, pelo que existe de novo, pela relação entre o passado e o presente e por conseguir interligar ambas as linhas temporais. Contar as histórias que não são visíveis aos olhos é o que, desde sempre, a motiva e fascina.
A Com Alma – Creative Studio, sediada em Proença-a-Nova, nasceu a partir da sua ambição, precisamente para apoiar os projetos do interior de Portugal, na comunicação e na promoção das suas marcas e produtos. As histórias que são aqui contadas falam, sobretudo, das pessoas que as representam e das suas lutas nestes lugares que apesar de serem considerados de baixa densidade, são férteis e abundantes.
“Estamos numa região onde a comunicação, a divulgação do território e da sua identidade está em expansão e cada vez mais as empresas sentem necessidade de contarem a sua história em resposta às exigências dos consumidores. O facto de sermos desta região também faz com que sejamos conhecedores do seu enorme potencial e das lacunas existentes”, afirma a CEO da Com Alma.
Certo é que, ao longo dos anos, a inovação e a paixão levou a Com Alma a conquistar o coração de cada cliente em áreas como o branding, o packing, o marketing online e a assessoria de comunicação sendo que, nestes campos, existem vários fatores que determinam a posição diferenciada da empresa no mercado. Uma delas, e a mais vincada, é a visão de que uma marca é muito mais do que o seu logótipo e produto – envolve história e experiência física e emocional, que «seduz» o consumidor e o convence da sua escolha. Segundo Susana Lopes, “todo o processo de ações, vai culminar numa relação de fidelização e para que isso se mantenha é de extrema importância que as empresas sejam verdadeiras com os seus valores, que surpreendam o cliente e satisfaçam os seus ideais, mesmo os mais intangíveis”.
A estratégia, a história, o conceito, a identidade visual e, claro está, o público, elevam as marcas do interior a patamares de grande escala. Neste processo, a Com Alma tem demonstrado ser uma peça fundamental e o parceiro ideal desta caminhada.

As conquistas de 2023

Embora a Com Alma tenha, ao todo, oito anos de vida, os últimos anos foram o consolidar do seu posicionamento do mercado.
“Os últimos tempos e, especificamente 2023, têm sido anos muito positivos para nós. Durante a pandemia conseguimos aumentar o número de clientes e, consequentemente o volume de trabalho, o que nos permitiu trabalhar na divulgação e no posicionamento da Com Alma”, refere Susana Lopes.
Além dos novos projetos que a marca tem em carteira, também prova do sucesso e reconhecimento do mercado foi o prémio AHRESP (Associação da Hotelaria, Restauração e Similares de Portugal), que distinguiu a Com Alma na categoria de “Serviço do Ano”. Este prémio visa distinguir o melhor serviço na garantia de valor e inovação e traduz, essencialmente, o trabalho que tem vindo a ser desenvolvido pela marca, a par com as empresas do território da beira. “Foi um prémio que validou o nosso trabalho e que nos permitiu continuar com força”, acrescenta a CEO.
Contudo, as realizações não ficaram por aqui. 2023 também impulsionou o crescimento da Com Alma no mercado estrangeiro, nomeadamente em Cabo Verde. “Este ano fui convidada para ser júri do prémio nacional de publicidade, em Cabo Verde, podendo ainda partilhar a nossa experiência enquanto atelier, na vertente da promoção dos produtos e do território”, confirma Susana Lopes.
Apesar da instabilidade que se verifica no mercado, a Com Alma é a prova de que é possível, mesmo em tempos complexos, encontrar as oportunidades certas e definir uma estratégia para o vindouro.

Susana Lopes enquanto pessoa, mulher e profissional

Sabemos que, a nossa entrevistada, é alguém que olha para a vida e para a sua marca com paixão e que se move pelas descobertas do território onde se insere. Mas, como será enquanto líder da sua equipa? Atualmente, a Com Alma, conta com uma equipa de quatro pessoas que apoiam, idealizam, sonham e criam os projetos da empresa de forma coletiva e, Susana Lopes, é o rosto principal por detrás desta gestão.
“Penso que, acima de tudo, temos de ter muita paixão pelo que fazemos e eu lidero, precisamente, com esta convicção em mente e é a mensagem que tento transmitir à minha equipa. Caso contrário, os desafios deixam de ser positivos e passam a ser obstáculos no nosso caminho. Tento gerar um bom espírito de equipa e tenho consciência de que cada membro é importante. Saber ouvir e dar a palavra é crucial. Todos sabemos que os resultados que temos atualmente são coletivos”, assume a nossa interlocutora, acrescentando ainda que, “mesmo do ponto de vista dos clientes, é necessário saber ouvi-los. Nesta região existem muitas empresas familiares, que têm a mesma cultura enraizada há 20 ou 30 anos e, às vezes, temos de ouvir as suas necessidades, ao mesmo tempo que os ajudamos a implementar um refresh no seu dia a dia. Pode ser um desafio, mas é muito gratificante assistir a esta evolução”.
Importa referir ainda que além de ser líder da sua marca, Susana Lopes é também um exemplo de uma mulher que conquistou o universo empresarial. Quanto a isto, a mesma afirma que “temos de demonstrar pelas nossas ações, pelo nosso dia a dia e pelo nosso trabalho que não existe diferença entre uma gestão feminina e uma gestão masculina – e se houver alguma discrepância, é simplesmente por sermos todos diferentes. Enquanto mulheres ativas no mercado, temos de impulsionar esta mensagem pelo exemplo que damos, pensando sempre nas muitas referências que felizmente já existem”.
Sendo mulher ou não, a verdade é que a forma de gerir a sua marca e liderar a sua equipa, tem gerado uma história de sucesso que tem muitas asas para voar.

Novidades para 2024

As asas vão começar a bater no ano que já se avizinha. Apesar do reconhecimento que a Com Alma consolidou em 2023, é agora tempo de pensar neste futuro próximo.
“Já estamos a trabalhar em 2024 e já temos projetos a andar nesse sentido. Esta região está a ter um nome cada vez mais vincado no mercado e um posicionamento maior, não só em território, mas também em riqueza e produtos. De forma a acompanhar esta tendência de crescimento, queremos incrementar a nossa Academia Com Alma, que será uma cadeia de apoio aos jovens que têm ideias e projetos, mas que têm dificuldade em colocá-los em prática. Já a nível pessoal, vou iniciar um mestrado em Espanha que, apesar de me ocupar algum tempo, será uma mais-valia no futuro”, finaliza Susana Lopes.
Estas são as promessas que a fundadora e CEO da Com Alma deixa, com a expetativa de que os meses que se seguem serão positivos e, com certeza, de muito sucesso.

Partilhar

Revista Digital

Revista Pontos de Vista Edição 131

Popular

Mais Artigos deste tipo

Feira do Livro de Lisboa terá atingido mais de um milhão de visitantes

O Presidente da Associação Portuguesa de Editores e Livreiros...

Rock in Rio Lisboa emite um comunicado

A organização do evento lamenta o excesso de rigor...

Diogo Costa entra em campo com BMcar

A BMcar tem o prazer de anunciar que Diogo...

O Xiaomi Pad 6S Pro 12.4 chega às lojas portuguesas

Um ecrã emblemático para uma produtividade aprimorada O Xiaomi Pad...