“A TPF Consultores está na linha da frente no Compromisso com a Ferrovia”

Para Rui Fortes Monteiro, Administrador da TPF Consultores, é fundamental que se continue a promover a Ferrovia em Portugal, sob pena de Portugal se atrasar neste domínio em relação a outros congéneres, e deixa um repto ao novo Governo que sairá do processo eleitoral de 10 de março, ou seja, “é fundamental que o processo de desenvolvimento e remodelação da infraestrutura ferroviária não seja bloqueado e lhe dê continuidade”

38

Enquanto Administrador e com a evolução contínua da tecnologia ferroviária, qual é a abordagem da Administração da TPF Consultores para integrar inovações tecnológicas nos serviços oferecidos pela empresa, garantindo a sua competitividade no mercado?
A TPF Consultores está fortemente empenhada na aplicação de novas tecnologias na área da engenharia ferroviária. Para o efeito, entre outras medidas, foi criado um departamento específico, CITIC – Centro de Inovação de Tecnologias de Informação e Comunicação que assegura, em permanência, atividades de pesquisa e atualização de novas tecnologias, colocando-as à disposição dos vários serviços, nas áreas de projeto e fiscalização, da empresa.
A busca pela inovação é transversal a toda a estrutura organizacional da TPF Consultores, sendo compreendida como fundamental para assegurar a sustentabilidade dos projetos de ferrovia.

Tendo em conta o histórico da TPF Consultores desde 1980 – e o vasto portefólio da empresa em projetos ferroviários bem-sucedidos – como avalia a importância de parcerias estratégicas para o sucesso contínuo da empresa e destes projetos em específico?
As parcerias que desenvolvemos com outras empresas são um contributo valioso para o incremento da inovação e sustentabilidade dos projetos de ferrovia que temos em carteira. Esta experiência mostra-se positiva, tanto na partilha de conhecimentos como na logística desenvolvida, sendo seguramente um caminho a prosseguir.
A TPF Consultores está, e estará, sempre disponível para se associar a outras empresas de renome, nacionais e internacionais, com a certeza de que esta é a aposta ganhadora.

Além disso, com a crescente consciencialização ambiental, qual é a posição da empresa no que concerne à sustentabilidade nos projetos ferroviários, principalmente aqueles que estão agora a ser desenvolvidos? De que forma a TPF Consultores está a adaptar as suas práticas para minimizar o impacto ambiental?
A TPF Consultores adere integralmente à sustentabilidade ambiental dos seus projetos ferroviários, sendo essa uma das suas “bandeiras”. Neste campo investimos no desenvolvimento de soluções sustentáveis de transporte ferroviário, a nível energético e ambiental, no sentido de aumentar a eficiência das soluções desenvolvidas, diminuindo a pegada ecológica do custo dos componentes e expandindo o seu ciclo de vida.

Perante as perspetivas futuras para o setor ferroviário em Portugal, quais são os principais desafios que observa e que estratégias estão a ser implementadas para os superar e continuar a responder eficazmente a estes projetos?
É fundamental que o processo de desenvolvimento e remodelação da infraestrutura ferroviária não seja bloqueado e que o novo Governo, a sair do processo eleitoral de 10 de março próximo, lhe dê continuidade.
Torna-se assim urgente que o corpo técnico nacional seja renovado nesta área específica, com formação de jovens engenheiros que sejam o garante de um futuro promissor na engenharia ferroviária em Portugal. A TPF Consultores está na linha da frente deste compromisso.
É também relevante que, para além da TPF Consultores, outras empresas nacionais do setor assegurem uma dimensão, que muitas atualmente não possuem, de modo a dotá-las de uma maior capacidade técnica para, em conjunto, respondermos a estes novos desafios.