“Queremos ser uma Referência no nosso Compromisso com a Segurança Rodoviária”

Nas linhas seguintes falamos da história e dos inúmeros projetos de Maria de Fátima Pereira da Silva que, enquanto Pessoa, Mulher e Profissional, tem um percurso marcado pela sua ambição e paixão por tornar as estradas do mundo seguras. Inácia Caeiro, parceira em diversas iniciativas, também falou um pouco sobre si. Conheça a perspetiva de ambas.

53

Gostaríamos de começar por saber mais sobre a sua história – que sabemos ser tão impactante. Quem é a Maria de Fátima Pereira da Silva enquanto Pessoa, Mulher e Profissional? O que nos pode contar sobre o seu percurso?
Uma trajetória de compromisso e impacto no âmbito da mobilidade e segurança no cenário rodoviário.
Nasci em Alcobaça (terra da paixão). Sou uma mulher grata por tudo o que aprendi e por tudo o que aprendo todos os dias. Sou uma mãe orgulhosa pelos dois filhos que me acompanham e sempre me incentivaram a lutar pelos meus objetivos. Sou uma mulher Feliz e realizada profissionalmente pois diariamente trabalho com satisfação e uma forte determinação em colaborar para a construção de um mundo seguro, sustentável e feliz.
Desde o ano de 2000 que integro o Politécnico de Coimbra, como Professora (atualmente Professora Adjunta na ESEC). Tive o privilégio de lecionar múltiplas unidades curriculares que me enriqueceram como profissional e pessoa. A Psicologia Organizacional em vários contextos e situações tem uma forte ligação à Psicologia do Tráfego.
Neste percurso recheado de desafios passados e atuais, para além de qualificações superiores várias, abracei um desafio de vida com uma envolvência internacional. Faço parte de múltiplas organizações internacionais com funções de direção.
Retratar um percurso de mais de 35 anos, não é tarefa fácil. Sou feliz e dedicada a projetos onde a colaboração com Automotive Coalition for Traffic Safety (ACTS) se assume como uma “paixão profissional”. Trabalho com um sorriso diário na divulgação do programa mais fantástico para salvar vidas: DADSS (Driver Alcohol Detetection System for Safety).
Tenho uma ambição e paixão inabalável por tornar as estradas do mundo seguras e onde a qualidade de vida seja uma realidade, livre de tragédias, de mortes e feridos.
O que hoje me carateriza é fruto da construção de anos de trabalho árduo e determinação. Considero que a segurança nas estradas não é uma tarefa individual, mas sim uma responsabilidade coletiva. Afinal, somente juntos podemos alcançar mudanças significativas. Acredito no capital humano, nas parcerias como valor estratégico na partilha de conhecimento. Sei que o potencial partilhado é um tesouro intangível.
Na verdade, a minha dedicação tem mais de 30 anos.
Ao longo destes anos, investi num percurso único como professora, perita, consultora, revisora, palestrante, Chair, Co-chair em múltiplos congressos ao nível mundial.
Aqui fica o meu linkedin que podem consultar e terei todo o gosto em falar mais de mim: https://www.linkedin.com/in/fatimapereirasilva/.

Sabemos que a Maria de Fátima Pereira da Silva foi, em 2019, reconhecida com o Prémio de Mérito na categoria de “Empreendedorismo” pela Associação Internacional de Mulheres Empreendedoras Europa & África, algo que reflete uma vida dedicada à Mobilidade e Segurança nas suas várias vertentes baseadas em fatores humanos. Para melhor entender, como é que esta paixão se desenvolveu ao longo dos anos?
Na entrevista realizada em 2019, expliquei parte do meu percurso profissional e algumas das minhas determinações de vida. Confrontamo-nos ainda hoje com indicadores preocupantes: “A cada vinte e quatro segundos, algures no mundo, um pai, uma mãe, um filho, uma filha, um irmão, um colega, um amigo morre num desastre de viação”. Dr Etienne Krug (World Health Organization).
Continuo com a mesma determinação e por isso partilho alguns prémios recebidos: Prémio “#miejemploeduca” atribuído pela AIPSEV no IV Congresso Internacional de Profissionais para a Segurança e Educação Rodoviária (CIPSEVI) em outubro de 2023(Madrid); Prémio de Boas Práticas/Excelência em Segurança Rodoviária 2019 (Comissão Europeia/Carta Europeia de Segurança Rodoviária) como mentora do projeto da InOutCister, Lda; Prémio Cidadania – Gala de Ouro Alcoa (Alcobaça /Portugal) – 04/2020; Silver Award- categoria Short Video- The International Safety Media Awards (Austrália) – Virtual Pre-Conference Global Injury Prevention Showcase, 2021.

Grande parte do que desenvolve passa pela organização de eventos a nível nacional e internacional. Realçamos o Global Road Safety Film Festival, que terá lugar em Alcobaça, de 8 a 10 de outubro deste ano. Poderia partilhar um pouco sobre a importância deste evento e como o mesmo contribui para alcançar as metas definidas pela 2ª Década de Ação para a Segurança Rodoviária?
O Global Road Safety Film Festival, é um evento de destaque no âmbito da 2ª Década de Ação para a Segurança Rodoviária. O 9º Festival Global de Cinema de Segurança Rodoviária de Alcobaça será uma excelente oportunidade para promover a cultura de segurança rodoviária nos cinco continentes e contribuir para a concretização dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável das Nações Unidas.
O Festival em Alcobaça assume um papel preponderante nas campanhas de sensibilização e é um dos meios mais eficazes de atuação para influenciar comportamentos e alterar a perceção relativamente às questões de segurança rodoviária. Promove ainda a cooperação internacional e assume-se pedagogicamente como uma forma de mudar mentalidades visando a construção de cenários de mobilidade mais seguros, através de ferramentas de formação/sensibilização em diferentes contextos (escolas, empresas, ONG, entre outros).

Com mais de 40 países a participar e uma variedade de filmes a serem submetidos, o Global Road Safety Film Festival promete ser um evento verdadeiramente diversificado e impactante. Sendo a líder e organizadora deste grande evento, quais são as suas expetativas para o mesmo?
O convite para a realização deste Festival em Alcobaça em cooperação com a World Association for Connecting People – WACP (da qual sou presidente) assume-se como um momento único para o nosso País, sendo uma oportunidade por excelência para mostrar o nosso compromisso na construção de um mundo seguro no cenário rodoviário.
Estamos seriamente empenhados em posicionar Portugal num lugar de relevo. Para o efeito para além da envolvência de uma equipa da WACP empenhada e dedicada, contamos com o apoio da Câmara Municipal de Alcobaça, com a União das Freguesias de Alcobaça e Vestiaria, ACSIA, Wisebrand, Inoutcister, Lda e esperamos o apoio de algumas entidades nacionais e internacionais de referência.
Apelamos à participação de todos e estamos recetivos a possíveis parcerias que assumam este evento como uma oportunidade de excelência para mostrar o seu compromisso e responsabilidade social com uma causa que é de todos. link: https://filmfreeway.com/globalroadsafetyfilmfestival.

Além disso, em março deste ano, estará também presente na reunião do WP1 (UNECE) nas Nações Unidas, em Genebra, onde terá a oportunidade de apresentar Portugal no âmbito do Global Road Safety Film Festival. O que podemos esperar desta apresentação? Como diria que Portugal se está a destacar internacionalmente neste domínio?
A comunicação sobre o “Global Road Safety Film Festival” em Alcobaça tinha sido já incluída no ponto 52 do relatório ECE/TRANS/WP.1/185 da 87ª sessão do WP.1- Global Forum for Road Traffic Safety.
A divulgação do festival já foi feita em vários eventos internacionais sendo o último na “Iniciativa Global de Segurança Rodoviária” organizada pela IRTE, em associação com a UNESCAP e a UNECE (4 a 6 de dezembro de 2023), Faridabad, Delhi, onde estive presente como oradora convidada.
A apresentação em março de 2024 no âmbito da reunião do WP1 (UNECE), em Genebra visa reforçar o convite à participação de todos os Estados-Membros e peritos convidados. Iremos apresentar Alcobaça e as suas fortes valências turísticas e gastronómicas bem como os objetivos do festival. Queremos ser uma referência no nosso compromisso com a segurança rodoviária.

Olhando para o futuro, temos ainda a apresentação da Conferência Mundial T2025 em Alcobaça, que será um marco importante, especialmente por ser a primeira vez que a mesma será realizada fora de uma capital de um país. Quais são as suas expetativas para este evento? De que forma Alcobaça se está a preparar para receber um evento desta magnitude?
Alcobaça será referenciada mundialmente como o ponto de encontro do maior congresso mundial sobre álcool, drogas e segurança no trânsito: T2025 – 24ª trienial Conference –Time for Change: Traffic Safety for a Sustainable World, decorrerá de 15 a 18 de junho de 2025. https://t2025.org/.
As conferências do The International Council on Alcohol, Drugs and Traffic Safety (ICADTS) reúnem mundialmente participantes de múltiplas áreas e peritos de reconhecido nome mundial.
A conferência trienal do ICADTS é um importante palco internacional para o intercâmbio do saber e partilha de conhecimento. A conferência pretende apresentar contribuições de elevada qualidade sobre uma vasta gama de tópicos relacionados com o álcool, drogas e segurança no trânsito.
São esperados mais de 320 participantes de todo o mundo.
Estamos conscientes dos enormes desafios. alcobaça ficará na história como uma cidade de excelência na forma como acolhe, recebe, apoia e acarinha todos os que se dedicam à segurança das pessoas nas estradas em todo o mundo. Contamos naturalmente com o apoio da Câmara Municipal de Alcobaça e com outros parceiros já referidos e esperamos o apoio de algumas entidades nacionais e internacionais

O tema desta Conferência Mundial, “Time for Chance – Traffic Safety for a Sustainable World” é extremamente relevante, tendo em conta o momento atual em que a sustentabilidade e a segurança são prioridades globais. Como é que este tema reflete os desafios e as oportunidades que estão na linha da frente no campo da segurança rodoviária?
A sustentabilidade e a segurança são questões cruciais que afetam a nossa qualidade de vida. Várias são as ligações e a diferentes níveis (a) apostamos na sustentabilidade na forma como a conferência está organizada (b) no Impacto Ambiental e Saúde Pública; (c) na concretização dos objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) visando melhorar a vida das pessoas e proteger o planeta. O consumo de álcool e drogas é uma barreira impeditiva para a concretização desse objetivo.

Os feitos não ficam por aqui. Recentemente, como Consultora Internacional de ACTS – USA publicou o artigo “In-vehicle technology to prevent drunk driving: Public acceptance required for successful deployment”. O que destaca relativamente a este artigo e a sua importância no contexto da segurança rodoviária?
ACTS é uma organização sem fins lucrativos sediada nos Estados Unidos da qual fazem parte os principais fabricantes de automóveis. Tem como objetivo prioritário desenvolver tecnologias que garantam a segurança das pessoas e dos veículos.
Em 2008, ACTS estabeleceu uma parceria público-privada com o governo federal nos USA para investigar e desenvolver tecnologias a integrar nos veículos com o objetivo de prevenir a condução sob o efeito de álcool, conhecido como Driver Alcohol Detection System for Safety Program (DADSS). Estão atualmente em desenvolvimento duas tecnologias que visam detetar a presença de álcool no condutor através da respiração e ou pela sensibilidade tátil (ao tocar no volante ou no botão de arranque da viatura).
Um programa líder e que será uma “revolução tecnológica” que contribuirá para um mundo sem condutores embriagados.
O artigo publicado tem como objetivo: avaliar a aceitação do público à implementação do DADSS Program. Os resultados são francamente positivos sendo que 73% dos inquiridos aceitam e acreditam que esta tecnologia pode salvar muitas vidas. https://www.sciencedirect.com/science/article/pii/S2352146523010396.

Por último (e também tão importante), gostaríamos de abordar o Dia Internacional da Mulher. Como uma Mulher Empreendedora e Líder, como observa a importância desta efeméride e qual é a sua visão sobre o papel das Mulheres no Empreendedorismo e na promoção da igualdade de género no mundo empresarial e além?
O empreendedorismo feminino tem desempenhado um papel crucial na valorização da mulher no mundo empresarial. O perfil empreendedor não se restringe apenas aos que abrem seus próprios negócios, mas está presente em qualquer profissional determinado, inovador e corajoso. Quero destacar ainda as mães que lutam por estradas mais seguras em todo o mundo. Essas mães enfrentam a dor insuportável de perder os seus filhos em desastres rodoviários. Mulheres que transformam a sua dor em ação, criando associações e movimentos que educam, alertam e sensibilizam para a segurança nas estradas.
Nestes desafios encontramos pessoas que nos apoiam e acompanham nesta estrada da vida. Partilhamos vitórias, desesperos, alegrias e tristezas, mas em conjunto caminhamos nos desafios que abraçamos – Obrigada Inácia Caeiro.

Inácia Caeiro

Membro da Comissão organizadora do Global Road Safety Film Festival em Alcobaça.

Co-Chair da 24ª trienal Conferência – T2025- Time for Change: Traffic Safety for a Sustainable World – International Council on Alcohol, Drugs and Traffic Safety (ICADTS).

Dois eventos internacionais que irão projetar Portugal, a região Centro, zona oeste e a cidade de Alcobaça. Abracei este desafio com determinação, dada a extrema importância dos temas em causa, somos responsáveis por envolver todos os atores do cenário rodoviário para a construção de um mundo mais seguro e sustentável. Todos queremos voltar a casa em segurança.

O meu percurso profissional e pessoal sempre foi traçado por desafios múltiplos que se entrelaçam permanentemente: a responsabilidade social e a potenciação do desenvolvimento sócio-económico.

Sou natural de Évora (Alentejo), mas estou Alcobaça há 53 anos, cidade que considero como minha. Casada, mãe de quatro filhos e avó, concilio desde há 42 anos a função de empresária, em coo-responsabilidade com o meu marido, na área da contabilidade, formação e gestão de empresas.

Trabalhar como CEO na empresa Ruivo, Lda., Informática e Programação empresarial, em conjunto com a função de administradora da Empresa AGE – Assessoria e Gestão de Empresas, SA. e diretora financeira de outras, fazer aconselhamento e apoio às pequenas e médias empresas, que muitas vezes se confrontam com uma gestão diária difícil, mas, ambicionam adotar procedimentos mais estratégicos, criativos e e reconhecimento empresarial, é meu dia a dia.

Atualmente sou presidente da ACSIA- Associação Comercial, de Serviços e Industrial de Alcobaça e Região de Leiria. Paralelamente e porque considero que a cooperação é um fator fundamental fomos pioneiros na constituição da FAERO- Federação das Associações da Região do Oeste em 2017 onde, neste momento, assumo a função de tesoureira, em representação da ACSIA. Trabalhamos para ciar organizações que sejam o motor de desenvolvimento, sustentáveis e de sucesso.

Aceitei o convite para ser Embaixadora do Centro Qualifica, das Escolas de Cister e membro do júri em provas de conclusão percursos formativos, assim, como pertencer ao Conselho Geral da Escola Profissional de Agricultura e Desenvolvimento Rural de Cister (EPADRC), funções que ainda mantenho.

Partilhar ambições, projetos de futuro e boas práticas empresariais são ainda os objetivos da FAERO, na 2ª edição do Congresso Empresarial da Região Oeste, que irá decorrer a 29 de maio de 2024, nas Caldas da Rainha, e do qual faço parte da Comissão Organizadora.

Todos nós estamos cientes da nossa resposabilidade conjunta ao nível local, regional, nacional e até mundial em promover uma mobilidade segura e sustentável. Este é um dos objetivos da World Association for Connecting People (WACP) Associação da qual faço parte da direção e que com muita honra me dedico  com a Presidente e demais membros, para organizar os dois eventos mundiais que irão decorrer em Portugal em 2024 e 2025.

Como gestora, sempre acreditei que a visão estratégica e a boa liderança são essenciais para enfrentar novos desafios com coragem e resiliência. A minha paixão pelo trabalho é evidente em cada projeto que abraço.