“Temos profissionais de excelência”

Enquanto Diretora de Recursos Humanos e Qualidade no Wyndham Grand Algarve, Célia Crato confidenciou-nos que este se trata de um projeto especial: pela sua localização, pela sua infraestrutura e, principalmente, pelas Pessoas que o integram. Saiba quais são os seus objetivos profissionais, a sua ambição para o futuro e a sua visão, enquanto Mulher líder de uma marca prestigiada, sobre o Dia Internacional da Mulher.

187

A Célia Crato é, atualmente, Diretora de Recursos Humanos e Qualidade no prestigiado Wyndham Grand Algarve. Para começar, como nos pode descrever o seu percurso de vida até chegar a este cargo de liderança numa das propriedades mais exclusivas do Algarve?
Iniciei o meu percurso profissional na Marina de Vilamoura, S.A., empresa que na altura fazia parte do Grupo André Jordan (grupo que reunia, entre outras, as empresas responsáveis pela gestão dos campos de golfe e por toda a gestão urbanística e desenvolvimento imobiliário de Vilamoura). Recém-licenciada em engenharia do ambiente, pela Universidade Nova de Lisboa, comecei a exercer gestão ambiental na marina e, mais tarde, nas restantes áreas de negócio do grupo. Desde essa época, desenvolvi sempre a minha atividade profissional na área do turismo. Mas foi em 2007, na altura já casada e com uma filha, que ao juntar-me à equipa do Monte da Quinta Resort (anterior nome desta unidade hoteleira), iniciei a minha atividade em hotelaria, inicialmente nas áreas de gestão ambiental e da qualidade e, desde 2014, acumulando com a gestão de RH. Com a entrada nesta nova área profissional, tornou-se fundamental adquirir novas competências técnicas, tendo, por isso, completado um programa avançado em gestão de RH, na Universidade Católica Portuguesa, nesta altura já mãe pela segunda vez. Em janeiro de 2020, após a venda do hotel e alteração da entidade gestora, o Monte da Quinta Resort deu origem ao atual Wyndham Grand Algarve. Consciente do papel que os profissionais de RH desempenham em matéria de liderança, completei no ano passado um programa executivo em gestão estratégica de pessoas e liderança, no ISCTE Executive Education.

No contexto do seu cargo profissional, como é, para si, ser uma personalidade de destaque não só nesta área exigente e competitiva, mas também neste projeto especial que é o Wyndham Grand Algarve? Quais têm vindo a ser os maiores desafios, neste sentido?
Antes de mais, gostaria de esclarecer que não me vejo, de todo, com esse destaque e protagonismo que refere. Dito isto, tenho consciência que aquilo que fazemos hoje em dia pode ser mais observado do que aquilo que temos, muitas vezes perceção, não só por via da nossa exposição em redes sociais, mas pelo facto da nossa posição enquanto líderes influenciar e impactar a vida das pessoas com as quais trabalhamos. Vivo esta influência e impacto com um grande sentido de responsabilidade e com o máximo cuidado para que as minhas pessoas se sintam respeitadas, estimuladas a fazer mais e melhor e orgulhosas do local onde trabalham. E sim, o Wyndham Grand Algarve é um projeto muito especial, pela sua localização, pela sua infraestrutura e, principalmente, pelas pessoas. Pessoas que todos os dias se dedicam a proporcionar um serviço de excelência a todos os nossos hóspedes e clientes (externos e internos), com foco na inovação, na sustentabilidade e na satisfação e bem-estar de todos.
Sobre os nossos desafios, diria que os principais se relacionam com o talento, a atração contínua de talento e a gestão da felicidade das pessoas que trabalham no projeto. Acolher, gerir e integrar as necessidades e expetativas de um grupo de pessoas com características tão diversas no dia a dia da empresa, garantindo o respeito pela diferença, equidade e inclusão desafiam-nos diariamente.

O Dia Internacional da Mulher vem realçar, ainda mais, a importância de destacar as Mulheres e as suas conquistas ao longo dos tempos. Sendo uma Mulher e profissional de sucesso na sua área de atuação, como observa a importância desta efeméride?
É fundamental não deixar de assinalar e relembrar que tudo o que as Mulheres têm atualmente foi resultado de lutas e convulsões sociais, foi conquistado. E esse percurso deve ser relembrado e celebrado, não só como forma de homenagear quem nos permitiu chegar até aqui, mas também para mostrar às novas gerações o percurso realizado e para que estejamos atentos e não permitamos retrocessos. No nosso hotel, fazemos questão de assinalar esta data com atividades e mimos especiais às nossas Mulheres.

Ser uma Mulher de sucesso em posições de liderança, hoje em dia, pode estar associado a desafios acrescidos. A Célia Crato enfrentou, ao longo do seu percurso, obstáculos maiores pelo simples facto de ser Mulher no mundo da hotelaria? Como os superou?
Aqui, tenho que confessar que não. Talvez seja a exceção que, infelizmente, ainda confirma a regra. Mas a verdade é que sempre me senti tratada com respeito, reconhecida pelo meu desempenho e nunca experienciei qualquer tipo de desconforto, entrave ou injustiça que possa atribuir ao facto de ser Mulher.
Na indústria hoteleira e de lazer, onde a excelência no atendimento ao cliente e a gestão de qualidade são essenciais, como integra a sua visão feminina a experiências na condução das suas responsabilidades como Diretora de Recursos Humanos e Qualidade?
Em hotelaria de cinco estrelas, segmento de luxo, trabalhamos num posicionamento onde o valor acrescentado ao cliente se centra no detalhe, enquanto elemento diferenciador. Como muitas vezes dizemos, quartos todos os hotéis têm, pelo que alguma coisa de diferente o nosso hotel tem que ter que leve a que os clientes nos escolham a nós em detrimento de outros. Talvez esta orientação e cuidado com o detalhe nos seja, a nós Mulheres, mais fácil e eu beneficie dessa característica para o desempenho da minha função. Enquanto responsável de recursos humanos, também considero importantes outras caraterísticas que muitas vezes são atribuídas mais às Mulheres, como o papel de cuidador, conciliador e, até mesmo, pedagógico.

Quão gratificante é saber que é um exemplo de que a sociedade está a caminhar a passos largos para uma efetiva igualdade de oportunidades? Sente que existe alguma pressão adicional ou responsabilidade associada a esse papel?
Sinto-me muito privilegiada nesta matéria, por nunca ter sentido aquilo que para muitas Mulheres ainda é uma realidade no que respeita à desigualdade de oportunidades. Confesso que estas situações são tão chocantes para mim que tenho muita dificuldade em conseguir aceitar e lidar com esta realidade. E talvez por isso não sinta essa pressão ou responsabilidade que refere. Aliás, aqui a responsabilidade adicional que posso sentir seria a de ajudar e de contribuir para uma efetiva igualdade de oportunidades, estando sempre disponível para apoiar outras mulheres, como já tenho feito.

Por fim, quais são os seus planos e objetivos profissionais no Wyndham Grand Algarve? O que gostaria de alcançar enquanto Diretora de Recursos Humanos e Qualidade desta marca de referência?
Quero muito que, num futuro próximo, se veja o resultado de todo o trabalho que tem vindo a ser desenvolvido nos últimos anos, com maior expressão desde janeiro de 2023. Estou certa de que a estratégia que temos vindo a seguir em termos de gestão de talento, formação, employer branding a par de todo o investimento na melhoria da infraestrutura, qualidade de serviço e sustentabilidade fará do Wyndham Grand Algarve uma unidade de referência, que nos deixará a todos, os que fazemos parte deste percurso, muito orgulhosos. Temos profissionais de excelência, grandes Mulheres (mas também homens, claro) que todos os dias se empenham e põem o melhor de si naquilo que fazem, como profissionais e como pessoas. Poder continuar a contar com o melhor de cada uma destas pessoas e fazer com que se sintam reconhecidas, motivadas e orgulhosas por fazerem parte do Wyndham Grand Algarve, será o meu maior objetivo enquanto Diretora de Recursos Humanos e Qualidade do Wyndham Grand Algarve.