“A Directel tem desempenhado um papel significativo no desenvolvimento económico dos países africanos onde opera”

Em entrevista à Revista Pontos de Vista, Pedro Silva Gomes, CEO da Directel, acompanhado por Joseane Monteiro (DG Cabo Verde e São Tomé e Príncipe) e Sofia Almeida (DG Moçambique), detalhou a evolução da empresa e destacou o seu caminho como líder em marketing digital em África. Além disso, discutiu o impacto económico da empresa, a sua colaboração com parceiros locais e o seu compromisso com o desenvolvimento regional. Fique a par.

119

Para começar, seria interessante fornecer uma contextualização sobre a evolução da Directel. Poderia contar-nos um pouco sobre a história da mesma e como tem sido a sua presença e desenvolvimento no continente africano?
A história da Directel é marcada por um crescimento consistente e uma forte presença no continente africano ao longo dos anos. Fundada há mais de três décadas, como subsidiária da Portugal Telecom e com o objetivo de gerir as operações de Listas Telefónicas, as famosas Páginas Amarelas, nas suas operações em África. Desde então, temos trabalhado incansavelmente para nos adaptar às necessidades dinâmicas dos países onde operamos, expandindo os nossos serviços e aprimorando a nossa infraestrutura tecnológica. Ao longo desse processo de evolução, desde o papel para o digital, consolidamos a nossa posição como líderes no setor, oferecendo uma ampla gama de serviços de marketing digital e soluções de conectividade para empresas e consumidores em toda a região.

Além disso, como especifica as operações regionais da Directel no continente africano? Que produtos ou serviços a empresa oferece nesses mercados distintos?
As operações regionais da Directel em África são abrangentes e multifacetadas, visando atender às necessidades específicas de cada mercado. Oferecemos uma variedade de serviços de marketing digital, incluindo a listagem na Lista Telefónica digital e impressa, a gestão de redes sociais, publicidade online (Google Ads, Facebook Ads), criação de websites, SEO (Search Engine Optimization) e muito mais. O nosso portfólio de produtos é adaptado para atender tanto às demandas dos consumidores quanto às necessidades das empresas, garantindo uma presença digital eficaz e uma experiência personalizada para os nossos clientes em toda a região.

No seu entender, qual tem vindo a ser o impacto da Directel na economia dos países em que está inserida, em África? De que forma, as operações da empresa, têm contribuído para o crescimento económico, para a criação de empregos, entre outros?
Desde a sua constituição, a Directel tem desempenhado um papel significativo no desenvolvimento económico dos países africanos onde opera. As nossas operações contribuem para o crescimento do PIB, a criação de empregos diretos e indiretos e o fortalecimento das empresas locais. Antes éramos a única forma de as pequenas empresas anunciarem que existem, através da Lista Telefónica. Atualmente ao ajudar as empresas a expandir sua presença online e alcançar novos clientes, estamos a impulsionar a economia digital e estimulando a inovação em toda a região. Além disso, fornecemos oportunidades de emprego para profissionais locais qualificados, promovendo o crescimento profissional e pessoal dentro das comunidades onde atuamos. Atualmente temos mais de 300 quadros nas nossas operações.

No seio da operação regional africana, existem parcerias estratégicas para impulsionar o crescimento e a inovação destes países? De que forma, essas parcerias têm beneficiado tanto a empresa como as comunidades locais?
Estabelecemos parcerias estratégicas com diversas empresas e organizações locais para impulsionar o crescimento e a inovação nos países africanos. Trabalhamos em estreita colaboração com agências governamentais e empresas privadas para desenvolver soluções digitais inovadoras e promover o empreendedorismo local. Essas parcerias beneficiam tanto a empresa quanto as comunidades locais, proporcionando oportunidades de crescimento económico e desenvolvimento tecnológico nos países que atuamos. Todos os nossos parceiros tecnológicos são originários de países onde a tecnologia está super avançada, tais como Israel, e Estados Unidos e claro cabe-nos a nós como parceiro local disponibilizar nos mercados onde atuamos.

Tendo em conta o Dia da CPLP, celebrado a 5 de maio, que ressalta a cooperação entre países lusófonos, em que medida a Directel analisa essa celebração e contribui para promover a integração e colaboração entre os países africanos e para fortalecer os laços entre os mesmos?
Reconhecemos a importância da cooperação entre os países lusófonos, especialmente no contexto da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP). Como empresa com presença em Cabo Verde, Moçambique, São Tomé e Príncipe e com planos para Angola no segundo semestre deste ano, a Directel valoriza essa celebração como uma oportunidade para fortalecer os laços culturais, económicos e comerciais entre esses países. Através das nossas soluções de marketing digital, facilitamos a comunicação e a colaboração entre empresas e indivíduos em toda a região, promovendo o intercâmbio e o desenvolvimento regional.

Com os olhos postos no futuro, quais são os planos e perspetivas da Directel para consolidar ainda mais a sua presença e impacto nos mercados africanos em que opera?
Estamos empenhados em expandir e aprimorar os nossos serviços digitais para atender às crescentes demandas dos mercados africanos. Pretendemos investir em tecnologias emergentes, como inteligência artificial e análise de dados, para oferecer soluções ainda mais inovadoras aos nossos clientes. Além disso, estamos comprometidos em fortalecer as nossas parcerias estratégicas e em expandir a nossa presença em novos mercados africanos, incluindo Angola, onde iniciaremos operações no segundo semestre deste ano.

Para finalizar, qual é a sua visão sobre o futuro da Directel e sobre o setor onde atua, especialmente em relação à sua operação em África e ao seu compromisso com o desenvolvimento regional?
A nossa visão é de liderança e excelência no campo do marketing digital em África. Continuaremos a inovar e a adaptar nossos serviços para enfrentar os desafios e oportunidades do mercado africano. Estamos dedicados em contribuir para o desenvolvimento regional, capacitando as empresas locais com soluções digitais eficazes e promovendo o crescimento económico sustentável em toda a região. Com o nosso compromisso com a excelência e o desenvolvimento, acreditamos que a Directel continuará a desempenhar um papel crucial no avanço do setor digital em África.