Turismo no Algarve: Comprometidos com a Eficiência Hídrica

O turismo é o grande motor da economia do Algarve, contribuindo significativamente para a receita nacional. No entanto, a região enfrenta desafios sérios devido à crise hídrica que tem vindo a agravar-se nos últimos anos. Esta situação não só ameaça a sustentabilidade ambiental do Algarve, mas também coloca em risco a economia da região, que depende grandemente do setor turístico.

236

Por André Gomes, Presidente do Turismo do Algarve

Para enfrentar este desafio, o Turismo do Algarve tem vindo a implementar diversas medidas para garantir a eficiência hídrica na região. Uma das iniciativas mais recentes é a implementação, em conjunto com o Turismo de Portugal e a Agência para a Energia (ADENE), do selo “Save Water” nos empreendimentos turísticos. Este selo visa reconhecer e premiar os estabelecimentos que adotam práticas e tecnologias eficientes no uso da água, incentivando a sustentabilidade hídrica no setor.

Ao mesmo tempo, foi lançada a linha de apoio “+Eficiência Hídrica Algarve”, que disponibiliza um apoio financeiro de 10 milhões de euros para a implementação de medidas de eficiência hídrica em empresas turísticas de micro, pequena e média dimensão. Esta linha de apoio visa acelerar o processo de adoção de práticas sustentáveis no setor e contribuir para a meta estabelecida na Estratégia Turismo 2027, que prevê que mais de 90% das empresas do turismo adotem procedimentos de eficiência no uso da água.

A adesão dos operadores turísticos a este compromisso tem sido significativa, com cerca de uma centena de empreendimentos turísticos do Algarve aderentes ou em fase de adesão ao “Compromisso com a Eficiência Hídrica”. Estas empresas estão empenhadas em cumprir o plano de ação estabelecido e em reportar o consumo de água de acordo com as fases previstas.

Além do selo “Save Water” e da linha de apoio, o setor do turismo tem desenvolvido campanhas de sensibilização para promover o uso responsável da água. Exemplo disso, a campanha “Save Water, Be a Futourist”, apresentada pelo Turismo de Portugal, visa sensibilizar os turistas para a importância da utilização responsável da água.

Por fim, o setor do golfe, tão importante no Algarve, também tem vindo a implementar medidas para reduzir o consumo de água. A gestão dos campos de golfe tem sido otimizada para reduzir o uso de água dos aquíferos e barragens, sem comprometer a qualidade da experiência dos jogadores. Cada vez mais campos estão a ser regados com águas residuais tratadas, contribuindo assim para a preservação dos recursos hídricos da região.

A escassez hídrica é um problema que afeta não só o Algarve, mas toda a bacia do Mediterrâneo. É um desafio que exige uma resposta urgente e coordenada de todos os setores da sociedade. No entanto, estamos confiantes de que, com as medidas que estão a ser implementadas, conseguiremos enfrentar esta crise de forma eficaz e garantir a sustentabilidade do turismo no Algarve a longo prazo.

Em suma: o Turismo do Algarve está empenhado em promover a eficiência hídrica na região e em garantir que o setor turístico continue a crescer de forma sustentável. Com a colaboração de todos os agentes envolvidos, estou certo de que conseguiremos superar este desafio e manter o Algarve como um destino turístico de excelência.