Inicio Autores Posts por Beatriz Quintal

Beatriz Quintal

355 POSTS 0 COMENTÁRIOS

“Hoje, a Nomad Capital está presente em Portugal e na Holanda e pretende expandir-se para outros mercados, como França”

A Nomad Capital é uma empresa de investimento, promoção e promoção imobiliária com sede em Portugal. Em primeiro lugar, é importante conhecer melhor a história da empresa, bem como os marcos mais importantes na sua trajetória até o momento.
Cheguei a Portugal há seis anos vindo da cidade de Nova Iorque. Nessa altura, o mercado imobiliário português começava a atrair investidores estrangeiros, sobretudo graças ao programa Golden Visa. Na época, fiz parceria com outros dois empreendedores franceses e criámos o Optylon Capital. O nosso objetivo era adquirir edifícios na zona turística da Baixa de Lisboa, conhecida por “Baixa”, e dar-lhes uma nova vida. A Optylon também possui a LovelyStay, uma das principais empresas de gestão de aluguer em Portugal. A estratégia foi propor aos investidores Golden Visa um apartamento novo, numa localização privilegiada, com uma solução de gestão de alugueres e uma garantia de rendimento. Com o crescimento do turismo em Portugal, a Baixa tornou-se o principal Pólo turístico de Lisboa e o nosso negócio cresceu com o aumento da procura.
Depois de fazer vários investimentos de sucesso em Lisboa, implantamos também nos mercados do Porto e Algarve. Alguns investimentos notáveis ​​incluem o edifício Corpus Christi, em Lisboa, e o Palácio do Comércio, no Porto.
Com o amadurecimento do mercado, Portugal passou também a atrair residentes estrangeiros a tempo inteiro, nomeadamente reformados do Norte da Europa e jovens empresários dos setores imobiliário, turismo, alimentação e hotelaria. Isso criou uma nova demanda por projetos, serviços e amenidades de ponta.
Foi então criada a Nomad Capital, com o objetivo de adquirir, projetar e desenvolver projetos residenciais e resorts com serviços de luxo. A nossa marca principal Nomad Residences tem como alvo específico os mercados internacionais da América do Norte e Norte da Europa, promovendo Portugal como destino residencial a tempo inteiro.
Os serviços e comodidades do Nomad Residences oferecem aos proprietários o conforto de uma casa, enquanto desfrutam do luxo de hotéis de classe mundial. O nosso atual projeto principal, Nomad Bay, é um resort de alto padrão localizado no Carvoeiro, Algarve. O projeto tem 74 apartamentos e será inaugurado no verão de 2023 (nomad-bay.com).
Hoje a Nomad Capital está presente em Portugal e na Holanda e pretende expandir-se para outros mercados, como França. A nossa presença é muito forte entre os clientes americanos, que encontram muitas semelhanças nos nossos projetos com o tipo de produtos e serviços que estão habituados no seu país.

Como surgiu a marca Nomad Residences? O que faltava no setor imobiliário português que considerou que deveria ser preenchido? E quanto ao futuro?
Os conceitos de residências de marca e apartamentos com serviços estão presentes nos mercados imobiliários de luxo na América, Ásia e Médio Oriente há pelo menos 20 anos. No entanto, a Europa tem ficado para trás em tais desenvolvimentos, apesar de uma crescente demanda local e internacional.
Tendo passado sete anos na América, especificamente na cidade de Nova Iorque, percebi que muitos edifícios tinham ótimas comodidades, como segurança e porteiro 24 horas por dia, sete dias por semana, além de ginásio, limpeza e manutenção e uma ampla gama de outros serviços à porta dos proprietários, no âmbito dos serviços do edifício. Depois de voltar para a Europa, notei que poucos ou nenhum projeto ofereciam tal produto, e a ideia de desenvolver uma marca com base na Europa para projetos residenciais atendidos veio à mente. Foi quando nasceu o Nomad Residences.
Em 2020, a Graham Associates elaborou um relatório muito detalhado sobre os mercados globais de residências de marca e constatou que o segmento de imobiliário de luxo que mais crescia na Europa eram as residências de marca, com Portugal a liderar a tendência. Parece que as marcas de hospitalidade escolheram Portugal e o Algarve especificamente como os seus mercados de teste para a sua implantação europeia. Para além do nosso projeto Nomad Bay, que vendeu mais de dois terços dos seus 74 apartamentos em menos de nove meses, o W Residences em Albufeira e o Viceroy’s Ombria Resort são outros exemplos notáveis ​​de sucesso comercial no setor. Outras marcas estão em implementação no Algarve, assim como no resto do país. Também estamos a olhar para desenvolvimentos futuros, portanto, podemos esperar que o mercado se desenvolva fortemente nos próximos anos.
A procura dos americanos por esta tendência tem vindo a aumentar, pois descobriram em Portugal os mesmos tipos de investimentos, produtos e serviços que estão habituados a fazer no seu país. Eles também vêm Portugal como uma ótima alternativa à Flórida ou à Califórnia para se aposentar. Na verdade, Portugal oferece uma qualidade de vida muito semelhante, mas por uma fração dos preços propostos na América, com as vantagens de morar na Europa, com acesso para muitos países, culturas e experiências. Desde o início da COVID-19 em março de 2020, os norte-americanos representam cerca de 50% dos nossos compradores de imóveis.

Referiu que a Nomad Capital possui uma vasta experiência em sourcing, aquisição, contratação e gestão imobiliária, sendo o parceiro local ideal para investidores internacionais que pretendem marcar presença em Portugal. Como pode descrever a essência desses produtos e serviços no nosso país? Podemos afirmar que são únicos no mercado português?
Portugal é um mercado muito específico, com regras e regulamentos próprios e formas de fazer negócios. Nesse sentido, a maioria dos investidores estrangeiros que procuram alocar fundos em Portugal devem procurar um parceiro local para servir os seus interesses e aumentar os seus investimentos locais.
A maior parte das nossas operações é realizada internamente e contamos com equipas multiculturais, dedicadas e experientes em todos os itens da cadeia de valor essenciais a qualquer empreendimento imobiliário. Por exemplo, um bom investimento imobiliário costuma ser feito no momento da compra inicial. A nossa equipa de propriedades de sourcing tem uma ampla gama de opções, permitindo-lhes encontrar ativos fora do mercado e usando estratégias exclusivas e inovadoras. Também fornecemos toda a arquitetura e design de interiores, o que ajuda a manter os prazos de acordo com as expectativas. Além disso, integramos também toda a modelagem e estruturação financeira, marketing e vendas, gestão de projetos e obras e, por fim, pós-venda e gestão imobiliária. A única tarefa que terceirizamos atualmente é a própria construção.
Os nossos investidores típicos incluem indivíduos com elevado património líquido, family offices e outras entidades institucionais, que nos contactam porque vêm o potencial de crescimento de Portugal, mas carecem do know-how e da rede específicos para Portugal. Tornamo-nos efetivamente na equipa portuguesa desses investidores, estando no terreno 24 horas por dia, sete dias por semana, para garantir a boa implantação, desenvolvimento e saída dos seus investimentos.
Este modelo integrado de incorporação imobiliária é um atributo fundamental, pois proporciona eficiência e transparência, ao mesmo tempo em que proporciona um balcão único e um ponto de contacto único para os nossos investidores, independentemente do empreendimento. Outro atributo importante é fornecer flexibilidade total e adaptar cada um dos nossos projetos às necessidades e objetivos dos nossos investidores.
Para além da Nomad Residences, temos sido contactados por outras marcas de hotelaria, uma vez que muitas delas estão interessadas em desenvolver projetos em Portugal e no resto da Europa. Num futuro próximo, estamos à procura de uma marca potencialmente branca com o nosso know-how e experiência e ajudar as marcas de luxo a adaptarem-se ao espaço residencial de serviço. Isso inclui, é claro, marcas de hotéis, mas também estaríamos interessados ​​em explorar parcerias com marcas de moda e de consumo de alto padrão, pois sabemos que algumas delas estão a sair-se bem noutros continentes.

Quais são as principais diferenças entre uma residência de marca e uma unidade convencional? Acredita que a mesma tem potencial para ser o futuro do setor?
As residências de marca têm dois componentes específicos que as diferenciam dos projetos residenciais tradicionais. Primeiro, elas oferecem serviços semelhantes aos de um hotel, embora continuem a ser um apartamento padrão. Em segundo lugar, por ser uma marca, os investidores e hóspedes podem esperar um certo nível de serviço, design e amenidades que é semelhante a outros projetos da mesma marca. Ou seja, a Branded Residences disponibiliza o apartamento em si, mas também um amplo leque de serviços e, acima de tudo, uma garantia de qualidade.
Com o surgimento da geração Millennials, as experiências tornaram-se num componente essencial do consumo. Os compradores procuram mais do que apenas uma localização privilegiada e um bom apartamento, também (principalmente) procuram os serviços prestados, tendo tudo pronto e mantido por sua conta e, o mais importante, com o objetivo de desfrutar de uma experiência.
Então veio a COVID-19 no início de 2020, o que tornou as residências de marca ainda mais atraentes para os compradores. Na verdade, como as viagens não eram permitidas, os investidores que queriam comprar um novo imóvel tiveram de contar com reuniões virtuais para tomar decisões. A marca auxilia muito os compradores, uma vez que lhes dá conforto no resultado final.
Com a COVID-19 também surgiu uma nova demanda por residências bi-primárias. Com o fecho dos escritórios, as pessoas passaram a trabalhar em casa e muitas decidiram mudar-se das grandes cidades e passar períodos mais longos noutras localidades. Portugal é um grande vencedor nesta tendência, especialmente o Algarve.
Cerca de 60% dos nossos compradores nos últimos dois anos esperam passar pelo menos quatro a seis meses em Portugal e desfrutar da sua casa. No resto do tempo, eles apreciam que a sua propriedade seja cuidada, mantida ou reparada quando necessário, e estará totalmente pronta para quando eles voltarem. Os proprietários também podem beneficiar das receitas de aluguer, já que fornecemos opções, propriedade e gestão de aluguer para todos os nossos projetos.
Na nossa opinião, essas tendências provavelmente ficarão no futuro, e as residências de marca irão oferecer a melhor opção para as pessoas com propriedades nómadas.

O projeto que merece toda a atenção é o Nomad Bay – Um Resort situado no Algarve. O que o distingue?
O Nomad Bay é o nosso projeto principal atual, e estará pronto no verão de 2023. Adquirimos o terreno no início de 2018 e passamos quase dois anos no conceito de design do projeto.
Como se trata de uma construção nova num terreno anteriormente vazio, permitiu-nos desenhar tudo do zero e criar o que acreditamos ser o projeto de marca e serviço perfeito. Estamos felizes em ver que o mercado reagiu de forma muito positiva ao nosso projeto. Na verdade, desde que lançamos as vendas no final de 2020, já vendemos cerca de 70% dos apartamentos.
Com vista para o oceano e localizada no Carvoeiro, uma encantadora vila costeira, a Nomad Bay desfruta de vistas únicas e de inúmeras atividades. 74 apartamentos de alto padrão com vistas deslumbrantes, variando de um a três quartos, todos com terraço privativo ou cobertura, comercializados com a marca Nomad Bay e disponibilizados para arrendamento por meio de uma central de reservas interna.
A poucos minutos da praia, restaurantes requintados, belos campos de golfe e convenientemente perto do aeroporto Internacional de Faro, a localização do Nomad Bay garante uma excelente conectividade com o que torna o Algarve fabuloso, bem como a exclusividade e intimidade de um resort privado para desfrutar com amigos ou família. Todos os apartamentos possuem janelas do chão ao teto, combinando totalmente os espaços internos amplos e bem iluminados com os terraços ao ar livre. Móveis e materiais de inspiração global, atenção aos detalhes em cada etapa, proporcionando elegância, conforto e funcionalidade.
Os interiores são selecionados com acabamentos sob medida, utilizando materiais naturais e sustentáveis. Na nossa opinião, o valor agregado de longo prazo reside no amplo design criativo e na habilidade artesanal de materiais simples.
Como residência principal, casa de férias ou como investimento, existe uma propriedade Nomad Bay para cada investidor.

Inevitavelmente, temos dr abordar a questão do dia, que é a pandemia que está a ocorrer mundialmente. Qual foi o impacto da mesma no setor imobiliário, tanto a nível nacional como europeu?
A COVID-19 certamente criou muitos desafios e problemas e prejudicou muitas indústrias em todo o mundo. Portugal também não foi exceção. No entanto, acredito que a crise traz o seu próprio conjunto de oportunidades, e com esta pandemia não é diferente.
Com o anúncio do primeiro confinamento, o mundo teve de se adaptar a um novo modo de vida e os negócios pararam totalmente.
O mercado imobiliário é um setor bastante estabelecido, que geralmente não é propenso a mudanças e inovações. A COVID-19 forçou os desenvolvedores a adaptarem-se e inventarem novas maneiras de continuar as suas atividades e desenvolvimentos, bem como atrair novos compradores.
Do lado da Nomad, tivemos que preparar as nossas equipas para trabalhar remotamente e nos mantermos atualizados, principalmente nas divisões técnicas. Mas a verdadeira transição veio da digitalização de todas as nossas divisões de marketing e vendas. Como a maioria dos desenvolvedores, costumávamos contar com corretores e roadshows internacionais para vender os nossos projetos e encontrar novos compradores. Da noite para o dia, as fronteiras fechadas, as viagens não eram permitidas. Não podíamos encontrar-nos com os nossos clientes lá fora, e eles não podiam visitar os seus investimentos. Decidimos fortalecer as nossas estratégias nos media e explorar maneiras para promovermos ainda mais os nossos projetos. É uma tendência que percebemos nas indústrias de luxo e moda e pensamos em aplicá-la nos nossos projetos.
Isso foi uma verdadeira revolução para a nossa empresa, e hoje pelo menos 4 em cada 10 de nossos novos clientes encontraram-nos no Instagram ou no Facebook. Hoje, estamos muito mais próximos do nosso público, podemos comunicar diretamente com eles, receber feedback, tudo sem a camada adicional de terceiros. Beneficiou todas as partes interessadas envolvidas nos nossos projetos, desde os nossos investidores até às nossas equipas internas e compradores finais de imóveis.
Claro, desenvolver uma marca provou ser um elemento chave de vendas, e a nossa base de seguidores no Instagram cresce a cada dia (@nomadresidences).

Mais precisamente no Algarve, muitos afirmam ser a região do país onde a pandemia tem um impacto mais exigente. Para a Nomad Capital, que desafios surgiram nesta área?
De facto, prejudicou o turismo significativamente, e foi um período difícil e assustador, mas acho que a longo prazo o Algarve e Portugal vão beneficiar de tudo isto. Além disso, descobri ao longo dos anos que Portugal é muito resistente às crises e sabe como se adaptar e recuperar de tempos difíceis. Espero que aconteça o mesmo agora, aliás, o verão de 2021 provou que é o caso.
Assim que Portugal abriu as suas fronteiras, os turistas voltaram imediatamente. Notámos em turistas vindos de países não típicos do turismo em Portugal nos anos anteriores, e mais uma vez a COVID-19 teve um papel essencial, visto que Portugal é hoje o país com maior percentagem de vacinados no mundo. Além disso, o país mostrou-se um exemplo internacional na forma como lidou com o primeiro confinamento.
Mais importante, todas as razões pelas quais Portugal é tão atraente para estrangeiros e turistas ainda existem hoje, apesar da pandemia. Ou seja, não estou preocupado com o futuro e tenho plena confiança em Portugal para recuperar rapidamente, mas também para encontrar formas de se reinventar e tornar-se ainda mais atraente.
Uma coisa que já podemos observar após a pandemia é que ela também atraiu muitos novos interesses na região. Estamos a assistir a uma nova vaga de compradores de imóveis, não olhando para Portugal apenas como um destino de férias, mas como uma residência de longa duração. Não só para a reforma, pois estes novos indivíduos são muito mais jovens, e esperam estabelecer novos negócios e empreendimentos em Portugal.
Os exemplos mais notáveis ​​são os americanos, que olham para Portugal como uma alternativa à Flórida e à Califórnia para se aposentar. Os canadenses estão à procura de se poderem beneficiar do novo regime tributário vantajoso no setor de criptomoedas, que também é uma nova tendência. E, finalmente, o Norte da Europa pretende deslocar-se e trabalhar remotamente durante o mês de inverno a partir de Portugal, enquanto o clima ainda é agradável no sul da Europa.
Na minha opinião, a COVID-19 foi o principal impulsionador destes novos tipos de clientes, que vão trazer muito valor de longo prazo para o país. E tenho a certeza de que veremos novas tendências nos próximos meses, conforme a situação evoluir ainda mais.

A missão da Nomad Capital é, desde o primeiro dia, imaginar e desenvolver as melhores experiências da vida, criando projetos inspirados no mundo e respondendo de forma consistente às necessidades dos seus clientes. Que novidades e projetos estão a ser planeados? De que forma irá acompanhar as mudanças esperadas no futuro do setor?
Temos muitas ideias em desenvolvimento.
O nosso principal objetivo atualmente é expandir ainda mais as nossas operações no Algarve, visto que pensamos que o próximo boom imobiliário português será nesta região. Atualmente estamos a trabalhar num projeto potencial de € 100 milhões na região do Algarve.
Queremos também criar o primeiro Urban Resort na zona de Lisboa, que seria gerido sob a égide do Nomad Residences.
A longo prazo, como esperamos que a tendência e a procura de residências de marca cresçam nos próximos 20 anos, confiamos que haverá potencial para os nossos produtos e serviços em vários locais da Europa. O nosso objetivo, graças ao nosso know-how e experiência, é tornarmo-nos no principal parceiro de desenvolvimento para conceitos residenciais de marca e serviços baseados na Europa. Pode ser através de marca própria ou em parceria com marcas internacionais de hotelaria, luxo e moda.
E claro, continuar a inovar estando sempre no topo das tendências!

Por fim, o que significa Nomad?
Historicamente, um Nomad é um membro de uma comunidade cujo estilo de vida adaptou-se a regiões inférteis e onde a mobilidade é a estratégia mais eficiente para explorar recursos escassos.
No mundo moderno, falamos sobre nómadas digitais, pessoas que estão constantemente a viajar, a descobrir o mundo, novas culturas e a conhecer pessoas de todas as esferas da vida. Acho que muitos dos nossos compradores de imóveis se identificam com esse estilo de vida e têm lugares diferentes para chamar de lar à volta do mundo. A marca Nomad encaixa-se nesse ambiente.
Antes de me estabelecer em Portugal, morei muitos anos no Japão, China, Índia, Médio Oriente, América e muitos outros países. Nessa época, descobri muitos estilos de vida, e interessei-me muito pelo setor de hotelaria. Especialmente como o luxo e os serviços são aplicados de forma diferente em várias partes do mundo. Os projetos Nomad são inspirados no mundo, pegamos nas especificidades que preferimos em cada mercado e aplicamos às localizações-alvo em que investimos, como Portugal. ▪

Luso Financial Planning: Transparency and Accuracy in the provision of its services

Founded in 2000, Luso Financial Planning is a boutique company specializing in international financial consulting, providing professional financial knowledge that is fully focused on the client. To better understand, what distinguishes this company in the market for 21 years and what made it a successful player?
For 21 years LUSO FINANCIAL PLANNING (LF) have been providing tailor made tax efficient investment solutions to the niche expatriate and domestic market in Portugal.

Luso Financial Planning offers customized financial solutions to help build and protect its clients’ assets. So, how can you define the services they provide and how they add value to people’s lives and businesses?
# Cross Boarder portability to E.U. residents, and the rest of the World;
# Confidentiality up to 100% capital protection;
# Succession Planning;
# Tax Efficiency;
# Capital Gains taxes benefits inside the solutions.

Portugal is in the center of all attention, for several reasons. Currently, considered a country of choice to live and bet, how has Luso Financial Planning been promoting and framing its activity in the Portuguese market?
Strategic partnerships, Lawyers, Accountancies, Relocation services, Networking and… Events Sponsorships.

Taking into account your experience, what potentials in the Portuguese market have attracted the attention of foreigners, in the various aspects of an opera by Luso Financial Planning?
# Golden Visa;
# NHR – Non-Habitual Resident;
# Brexit;
# Security/Terrorism;
# Savings&Pension Plans;
# Access to PPLI (Private Placement Life Insurance) solution compliant in Portugal, provided by LF.

To what extent is it legitimate to say that the pandemic we are currently experiencing, despite the possible adversities for all, has boosted the Portuguese market? In your view, what has changed?
The need to have a long term financial planning in place, both for firms, and private citizens, to include succession and Estate planning, Legacy Planning, protection against volatile markets and economic crashes, global diversification of assets, ring fencing of assets and divorce contingency planning.

As the core business of Luso Financial Planning is private placement life insurance, how has this area gained prominence and recognition by both Portuguese and foreigners?
PPLI (Private Placement Life Insurance) is a tax efficiency, fully confidential, and secure way to invest assets, bonds, stock options, corporate and private pension plans.
These solutions are compliant and portable throughout the E.U. also worldwide.

With an eye on the future, what are the main challenges of Luso Financial Planning and how can we continue to expect the commitments that they assume in society?
Changes E.U. legislations and regulations, also large banks monopolizing the market and edging out.
Boutique firms like LUSO FINANCIAL have unique advantages and can provide:
# Independency and Confidentiality;
# Flexibility;
# Agility;
# Being able to build unique and off-the-shelf open structures to single and corporate clients…
# …and the foresight to anticipate changes in Regulation and Legislation for our firm and first and foremost for our clients and prospects.

Why Luso Financial Planning?
The boutique company, tailored to serve international/national clients;
Offers clients a variety of products and services, including life insurance, mutual funds and investment management;
Founded in 2000, it has been 21 years of providing customized financial solutions to help build and protect your assets. Their consultants provide professional, client-focused financial planning designed to save you time and help you save your assets and gives you the exclusive benefit to enjoy capital gains free of taxes, inside the policy.

Luso Financial Planning: Transparência e rigor na prestação dos seus serviços

Fundada em 2000, a Luso Financial Planning é uma empresa especializada em consultoria financeira internacional, que proporciona um conhecimento financeiro profissional totalmente focado no cliente. Para melhor entender, o que distingue esta empresa no mercado há 21 anos e que a tornou num player de sucesso?
Há 21 anos que a LUSO FINANCIAL PLANNING (LF) tem vindo a fornecer soluções de investimento fiscalmente eficientes e à medida, para o nicho de mercado interno e expatriado em Portugal.

A Luso Financial Planning oferece soluções financeiras personalizadas para ajudar a construir e proteger os ativos dos seus clientes. Assim, como pode descrever os serviços que prestam e de que forma aportam valor à vida das pessoas e aos negócios?
# Portabilidade Cross Boarder para residentes da U.E. e para o resto do mundo;
# Confidencialidade sobre 100% de proteção do capital;
# Planeamento de sucessão;
# Eficiência tributária;
# Benefícios fiscais de ganhos de capital dentro das soluções.

Portugal está no centro de todas as atenções, por vários motivos. Atualmente considerado um país de eleição para viver e apostar, como tem vindo a Luso Financial Planning a promover e a enquadrar a sua atividade no mercado português?
Parcerias estratégicas, Advogados, Accounts, Realocação, Networking e… Patrocínios de Eventos.

Tendo em conta a v/ experiência, que potencialidades do mercado português têm chamado à atenção dos estrangeiros, nas várias vertentes onde opera a Luso Financial Planning?
# Golden Visa;
# NHR – Residente Não Habitual;
# Brexit;
# Segurança / Terrorismo;
# Savings&Pension Plans
# Acesso a soluções de PPLI compatíveis com a regulação nacional (Compliance) em Portugal disponibilizada pela LF.

Em que medida é legítimo afirmar que a pandemia que vivemos, apesar das inúmeras adversidades, impulsionou o mercado português? Na vossa perspetiva, o que mudou?
A necessidade de ter um planeamento financeiro de longo prazo, tanto para empresas como para cidadãos, para incluir sucessão e planeamento imobiliário, planeamento de legado, proteção contra mercados voláteis e quebras económicas, diversificação global de ativos, ring fencing de ativos e contingência de divórcio.

Sendo o core business da Luso Financial Planning o seguro de vida com colocação privada, como é que esta área ganhou destaque e reconhecimento por parte de portugueses e estrangeiros?
O PPLI (Private Placement Life Insurance) é uma forma de investimento de ativos, títulos, opções de ações, planos de previdência privada e empresarial com eficiência tributária, totalmente confidencial e segura.
Essas soluções são compatíveis e portáteis em toda a U.E. e também em todo o mundo.

De olhos no futuro, quais são os principais desafios da Luso Financial Planning e como podemos continuar a esperar os compromissos que a mesma assume na sociedade?
Mudanças na U.E. nas legislações e regulamentações, também grandes bancos a monopolizar o mercado, acabando por tirar qualquer vantagem financeira (juros/ganhos) dos seus produtos para o cliente.
Empresas boutique como a LUSO FINANCIAL têm vantagens únicas e podem fornecer:
# Independência e confidencialidade;
# Flexibilidade;
# Agilidade;
# Ser capaz de construir estruturas abertas exclusivas e prontas para clientes individuais e corporativos…
#… E a previsão de mudanças na regulamentação e  legislação sobre os produtos financeiros, para os nossos clientes e futuros.

Porquê a Luso Financial Planning?
Uma empresa boutique desenhada para servir clientes internacionais/nacionais;
Oferece aos clientes uma variedade de produtos e serviços focados na confidencialidade e planeamento fiscal; Fundada em 2000, são 21 anos a fornecer soluções financeiras personalizadas para ajudar a construir e proteger os ativos dos clientes. Os seus consultores oferecem um planeamento financeiro profissional e focado no cliente, projetado para economizar tempo  e proporcionar ganhos nos seus investimentos, de uma forma totalmente segura (em alternativa à Banca) e com benefícios fiscais.

“Com esta solução, o serviço atualmente prestado pelo nosso Centro de Controlo Operacional – CRMA, sai reforçado”

A STRONG CHARON é uma empresa portuguesa de soluções de segurança que representa no mercado a maior e mais diferenciadora oferta de serviços de segurança privada, apostando na conceção de soluções integradas de vigilância e tecnologia de vanguarda. A marca propõe-se, assim, a mudar a história do setor. Como tem vindo a ser o concretizar deste foco principal?
Tem sido acima tudo, muito desafiante! A STRONG CHARON está efetivamente focada, nas melhores soluções de segurança que aportam valor aos seus Clientes.
Incorporámos na nossa missão um espírito de constante inovação, sendo a participação de todos os Colaboradores STRONG CHARON determinante para o alcançar este propósito. Todos os dias nos confrontamos com novos desafios, saber reconhecê-los e transformá-los em oportunidades de melhoria através do desenvolvimento de novas soluções ou produtos é uma tarefa de todos e só alcançável com verdadeiro trabalho em Equipa.
O conceito de Segurança, e tudo aquilo que representa para nós, foi recentemente sujeito a uma das maiores provas pela ameaça da Pandemia, só com paralelo nas experiências vividas em palco europeu com as grandes guerras.
Também nesta nossa “guerra”, a tecnologia revelou-se essencial não só para permitir alcançar em tempo recorde uma resposta vacinal, como em inúmeras soluções que nos permitiram aceder a um conjunto de serviços de forma totalmente remota, ou simplesmente colocaram “numa mesma sala” tantos, ainda que fisicamente distantes.
Certamente, que a grande aprendizagem que retiramos desta realidade a que fomos forçados a viver, é a da nossa capacidade de resiliência e adaptação, o que nos convida a desmontar tabus e preconceitos inibidores de fazermos mais e melhor.
É nesta dimensão que a STRONG CHARON se posiciona no mercado e sustenta parcerias com Clientes e Fornecedores!

Podemos afirmar que a forte aposta no investimento tecnológico, a construção de um dos mais sofisticados centros operacionais de segurança do país, a formação qualificada dos seus quadros e adoção das melhores práticas, constituem alguns dos principais fatores de diferenciação da empresa? De que forma as soluções Strong Charon são a pensar no futuro dos seus clientes?
Esses são claramente os principais fatores que nos diferenciam! É uma aposta para a qual não estabelecemos limites, conscientes da importância que esse património tem para a STRONG CHARON.
Os Clientes são absolutamente centrais para nós! É por eles que surgem as oportunidades de desenvolvimento de novas soluções, seja por o partilharem diretamente connosco, ou resultando de iniciativas da STRONG CHARON em que desde logo conseguimos identificar cenários de mais-valia a aportar à Operações dos nossos Clientes, suportados em realidades à escala internacional que não podemos deixar de ter presentes.

A Strong Charon estabeleceu uma parceria com a Stampstar para a expansão da implementação do SADI Connect, um Sistema Automático de Deteção de Incêndio que permite fazer a ligação direta à corporação de bombeiros mais próxima das instalações onde foi acionado o alarme de incêndio. De que forma esta parceria e força conjunta vai potenciar o valor percecionado desta solução?
A Stampstar é uma empresa de referência no mercado, o que nos permite abraçar este projeto com muita convicção!
O equipamento e a solução desenvolvida pela Stampstar é de uma enorme robustez e fiabilidade, pelo que uma vez conectada com Corporações de Bombeiros permite uma resposta completa perante cenários de incêndio. Contudo, esta parceria Stampstar com a STRONG CHARON, alarga o âmbito de monitorização do serviço prestado, potenciado pela possibilidade do nosso Centro de Controlo Operacional – CRMA suportar o acompanhamento da potencial ameaça recorrendo à visualização remota de CCTV para validação de sinais, interagir com sistemas de controlo de acessos locais, assim como disponibilizar os Serviços de Piquete para facilitar o acesso das Equipas de Bombeiros ao local.

Em que medida esta solução e esta parceria cumpre o objetivo da Strong Charon de construir uma relação de total confiança com todos os que confiam a proteção dos seus ativos, pessoas, bens e negócios, garantindo uma relação duradoura e rica em experiências vanguardistas e positivas?
A nossa principal preocupação, é garantir a existência de medidas/soluções suficientemente robustas que anulem ou permitam mitigar o efeito de determinadas ameaças junto dos nossos Clientes.
Dispor de um sistema que assegure de uma forma autónoma e segura, a comunicação de um sinal de incêndio diretamente com uma Corporação de Bombeiros é uma efetiva mais-valia para todos os Clientes, para mais perante um risco tão crítico como aquele que resulta do incêndio.
Com esta solução, o serviço atualmente prestado pelo nosso Centro de Controlo Operacional – CRMA, sai reforçado! Mantemos a gestão e monitorização de incidentes desta natureza, garantindo uma redundância de sinal entre Bombeiros e a CRMA da STRONG CHARON.
Paralelamente, há que destacar o potencial de utilização desta solução em diversos setores de atividade, como espaços culturais/museológicos; hotelaria; setor da distribuição; indústria e demais gestão imobiliária, em que a preocupação na defesa patrimonial é determinante.

Para o futuro, de que forma a Strong Charon irá continuar a fazer jus ao seu título de líder de mercado na categoria de segurança e vigilância? Que novos projetos estão a caminho?
A procura das melhores soluções de segurança, que permitam aos nossos Clientes, num contexto de sustentabilidade, assegurar os seus principais valores, é e será uma realidade na vida da STRONG CHARON.
O nosso reconhecimento por parte de Clientes, como um Parceiro estratégico no qual possam confiar, é a melhor liderança que podemos alcançar enquanto empresa!
A nossa aposta no Centro de Controlo Operacional – CRMA, com todo o investimento realizado, é um princípio, permitindo-nos abraçar este projeto conjunto com a Stampstar, mas não só! A infraestrutura criada, sustentada na mais avançada tecnologia existente, complementada com a eficiência dos recursos humanos que operam a CRMA, desafia-nos a abraçar outros projetos a publicitar brevemente.
Temos em plena comercialização, soluções como o STC CONTACTO – Sistema Autónomo e Móvel de Circuito Fechado de Televisão (CCTV) desenvolvido pela nossa equipa de I&D.
Tendo por base a nossa extensa experiência em sistemas CCTV, reconhecemos a forte necessidade do mercado para a criação um sistema inovador móvel de CCTV que reunisse características que nenhuma outra solução comercial até hoje conseguiu reunir – ser compacta; autónoma com recurso a painéis fotovoltaicos; com conexão permanente à central de segurança; e especialmente dirigida ao mercado português.
O STC CONTACTO trata-se de um sistema CCTV para utilização no exterior, de fácil e rápida instalação, sem necessidade de infraestrutura de comunicações e alimentação elétrica. O sistema comercializado pela Strong Charon apresenta baixo peso, feita de um material leve e adequado, com respiração interior para evitar sobreaquecimento e um mecanismo de fixação ao poste. A alimentação do sistema é realizada primeiramente por painéis fotovoltaicos, podendo haver um intercâmbio com uma alimentação secundária de backup por célula de combustível (metanol). O sistema recorre à rede Wi-Fi ou à rede 4G, cada vez mais difundida por todo o país, para realizar transmissão de vídeo em tempo real.
O STC CONTACTO dirige-se especialmente a Clientes industriais que necessitem de instalar sistemas de CCTV que vigiem grandes áreas sem necessidade de criar infraestruturas de suporte. Estes sistemas revelam também enorme potencialidade, em eventos temporários pela sua natureza móvel.
Paralelamente, disponibilizamos aos nossos Clientes uma ferramenta de gestão operacional integrada – STC Pro permitindo a gestão de operações de segurança em ambiente paperless, acessível a partir de qualquer computador (PC), tablet ou smartphone. Especialmente focado na gestão de equipas, pois facilita a realização e acompanhamento de todas as tarefas planeadas e executadas, suportadas por instruções de trabalho documentadas, registo de incidentes e eventos, mantendo toda a informação centralizada e acessível.
Ainda que seja uma valência já conhecida e reconhecida na STRONG CHARON, decidimos especializar a nossa oferta nos alarmes residenciais e comércio, garantindo uma oferta de soluções perfeitamente adaptadas às necessidades deste mercado tão específico, surgindo assim a STRONG CHARON Alarmes.
Dirigimos esta nossa oferta a todos os Clientes que não se revêm em soluções 100% standard, mas procuram uma solução de alarme perfeitamente adaptada ao seu espaço e suas rotinas. Temos especial preocupação com soluções de teleassistência, especialmente dirigida a todos que merecem cuidados especiais.
Até ao final do ano surgirão produtos especificamente dirigidos ao Setor da Distribuição, potenciando uma gestão mais otimizada de recursos.  Dispomos de um pipeline de soluções em laboratório, que estamos certos, marcarão o mercado da Segurança Privada em Portugal!

Missão Stampstar – Melhorar a segurança imobiliária através do SADI Connect

Gerir com profissionalismo e rigor a empresa, de forma a maximizar a criação sustentável de valor, procurando a excelência quer ao nível de modelo de negócio, quer ao nível dos produtos e serviços que desenvolvem, é a missão da Stampstar. Assim, fornece soluções integradas que permitam aos seus clientes construir e implantar infraestruturas eficientes e confiáveis para monitorizar e gerir ativos remotos, quando e onde necessário.
Para que tal seja possível, a equipa da empresa é formada por um conjunto de operacionais com vasta experiência nas áreas das Telecomunicações, Tecnologias de Informação, Marketing, entre outras que, diariamente, se dedica ao desenvolvimento e comercialização de soluções M2M (Machine to Machine) e serviços inovadores, à medida das necessidades do mercado.
À frente da Stampstar desde 2018 está Luís Teodoro e Jorge Carvalho, profissionais que reformularam a marca e dinamizaram o negócio no sentido de a mesma estar em consonância com todas as empresas que detêm , como é o caso da SoftFinança (onde também são acionistas e Administradores) e, assim, criar sinergias essenciais para o desenvolvimento desta atividade.
A inovação tem sido, desde então, a chave principal desta gestão, através do SADI Connect (o core business da Stampstar) que, apesar de estar há já longos anos no mercado, é atualmente mais inovador do que nunca, uma vez que se trata de uma solução de comunicação dos alarmes de deteção de incêndios, cujas particularidades são únicas no mercado.

Como funciona o SADI Connect?

Sabe-se que, um dos fatores mais determinantes para o sucesso no combate de um incêndio, reside na rapidez de alerta às autoridades responsáveis e no tempo que decorre até ao momento fulcral do início desse mesmo combate. Com uma maior rapidez e eficácia na deteção, comunicação e tratamento dos alarmes de incêndio, podem ganhar-se minutos preciosos para minimizar os estragos possíveis.
No caso do SADI Connect, o tempo de comunicação entre o disparo do alarme e os Bombeiros não são minutos, mas sim segundos, sendo este um dos (muitos) pormenores fundamentais deste serviço.
Segundo Luís Teodoro, “esta solução tem a particularidade de fazer, garantidamente – e que a concorrência não faz – a entrega do sinal de disparo de alarme e ter um conjunto de funcionalidades que permitem às corporações dos Bombeiros registar todas as suas operações, para definirem os meios de socorro a utilizar”, acrescentando ainda que “colocamos um equipamento no escritório onde o cliente se encontra, e quando dispara o alarme, em muito poucos segundos toca também na corporação dos Bombeiros. Por sua vez, os Bombeiros possuem um ecrã onde vêm, desde logo, a identificação do imóvel em si e, quando aplicável, o local onde foi originado o incidente… Além disso, têm uma série de outras informações, como o tipo de construção, se há matérias perigosas, proximidade de postos de combustível – tudo o que os Bombeiros pedem que seja incluído na caracterização de cada cliente – e ainda todos os contactos hierarquizados por prioridade e que devem ser utilizados em caso de disparo de alarme”.
Prático e dinâmico também para o cliente, uma vez que, em caso de alguma transformação na planta do edifício, pode muito facilmente aceder à plataforma e sinalizar essa mesma alteração de modo a que os Bombeiros disponham da informação sempre atualizada em caso de incêndio.
Importa ainda referir que, até o Bombeiro assinalar na plataforma que tomou conta da ocorrência, o alarme não deixa de soar.
Atualmente, o SADI Connect tem cobertura na zona da Grande Lisboa e Évora, estando a ser trabalhada a zona centro do país e, recentemente, irá prestar serviço em Vila Nova de Gaia, sendo o primeiro de vários municípios no norte de Portugal onde ficará também disponível. Ainda antes do final do presente ano, o objetivo é disponibilizar o serviço na Madeira, mais precisamente no Funchal.
Já a nível internacional, “estamos a olhar com especial interesse para as geografias onde a SoftFinança já tem atividade comercial e cujo modus operandi das corporações de Bombeiros seja parecida à de Portugal, para não nos desviarmos do nosso objetivo principal, que é auxiliá-los no combate aos incêndios”, esclarece Luís Teodoro.

Parceria Stampstar e Strong Charon

A pensar na expansão do SADI Connect foi feita uma parceria com a Strong Charon – empresa portuguesa de soluções de segurança que representa no mercado a maior e mais diferenciadora oferta de serviços de segurança privada, apostando na conceção de soluções integradas de vigilância humana e tecnologia de vanguarda – para a implementação do serviço nos seus clientes.
“A Strong Charon é uma companhia reconhecida e de grande valor no mercado, um player muito forte a nível nacional e, assim, começámos por valorizar o benefício da solução SADI-Connect na oferta que a Strong Charon disponibiliza no mercado e onde se poderia agregar também esta cobertura adicional”, afirma o Sócio Gerente da Stampstar.
As mais-valias desta força conjunta são inúmeras, a começar pelo facto de, quando há um disparo de alarme (no caso de um cliente Strong Charon), para além de tocar na corporação dos Bombeiros, toca também na sala de operações da empresa, o que permite uma articulação de intervenção muito mais rápida e eficiente.
Por outro lado, “é uma forma de nós termos um novo canal comercial com credibilidade reconhecida, para promover este serviço, o que nos permite chegar a um maior número de Clientes”, reconhece o nosso entrevistado.

Promover valor no mercado imobiliário

A visão da Stampstar ao promover o SADI Connect é demonstrar (e até consciencializar) a população do valor que a sua implementação pode causar no mercado imobiliário.
Esta solução pode ser colocada em tudo o que são edifícios institucionais, organismos públicos, autarquias, escolas, lares, hotéis, alojamentos locas, condomínios habitacionais, entre outros. Apenas não pode ser utilizada em casas particulares.
“No que diz respeito ao mercado imobiliário, obviamente que tudo aquilo que mitigue o risco ou que minimize uma hipotética consequência de um incêndio, é valor acrescentado na consideração da opção de investimento. Quanto mais se acautelar o património em que se investe, nas mais diversas formas, mais a promoção e valorização são reforçadas. E mais, algumas companhias de seguros têm adotado uma política comercial muito interessante, que é conceder descontos em prémios na área de multirriscos para as instalações que estão protegidas com este serviço. Isto tem particular impacto na redução do custo em geral, com o ganho de um serviço adicional. Portanto, por estas razões, o setor imobiliário valoriza, cada vez mais, este tipo de soluções, aliás, se reparamos é cada vez mais comum, as plataformas de alojamento de curta duração terem uma indicação de que o imóvel possui este tipo de serviço”, sustenta Luís Teodoro.
A nível internacional é algo que já se verifica em todos estes contextos. Já no mercado nacional existe ainda a perceção de que basta ter, por exemplo, uma central de deteção de incêndios, e assim, não necessita do nosso serviço – o que está errado, uma vez que aquilo que o SADI Connect oferece é muito mais do que uma supervisão, garante a entrega do Alarme aos Bombeiros sem falhas de comunicação.
“Apesar disso, existem já clientes que entendem e valorizam a pertinência deste serviço e que, cada vez que adquirem novos edifícios ou instalações não prescindem do mesmo e vão, sucessivamente, à medida que se expandem, adquirindo-o. O que acaba por ser também um impulsionador para entrarmos estrategicamente no mercado em novos municípios”, defende o nosso interlocutor.

Os próximos passos da Stampstar

Sendo este e os próximos anos de forte investimento, as perspetivas são de crescimento e de consolidação. A Stampstar tem vindo a crescer, ao nível dos Recursos Humanos, Clientes e Municípios onde está presente e a disponibilizar o SADI Connect.
Quanto ao produto, irá evoluir para novas funcionalidades e, assim, incrementar mais (e melhor) valor ao equipamento, tal como Luís Teodoro assevera: “Está previsto disponibilizarmos ainda na área da deteção de incêndio mais serviços de valor acrescentado, como também estender as funcionalidades das comunicações a outros tipos de centrais”.
É agora prioridade continuar a alargar a base de municípios, em especial naqueles que apresentam uma maior densidade populacional e com edifícios elegíveis para o serviço. Continuar a trabalhar tecnologicamente na inovação para continuar a oferecer soluções diferenciadoras também faz parte do plano para os próximos tempos, assim como, e, não menos importante, de consciencializar a sociedade de que o objetivo é – e sempre será – melhorar a segurança imobiliária e a qualidade dos serviços das corporações dos Bombeiros.

EMPRESAS