Inicio Autores Posts por Elisabete Teixeira

Elisabete Teixeira

3762 POSTS 0 COMENTÁRIOS

Voe com a Emirates para o Dubai e à chegada aproveite um desconto numa viagem Uber

Os passageiros da Emirates que viajem para o Dubai ou com paragem, podem aproveitar uma viagem de Uber gratuita ou com desconto de/para o Aeroporto Internacional do Dubai, reservando já hoje, se pretenderem, para que tudo seja mais rápido e conveniente.

Esta oferta estará disponível para todos os que visitarem o Dubai, a partir de mais de 50 destinos internacionais, desde a América do Norte, América do Sul e Europa, ao Médio Oriente, Australásia e Extremo Oriente. Para os portugueses, as reservas poderão ser feitas entre 20 de março e 18 de junho de 2019 e serem usufruídas entre 20 de março e 30 de junho deste ano*.

Os passageiros que reservarem as suas viagens a partir de Portugal com as tarifas Economy Flex Plus ou Economy Flex da Emirates podem usufruir desta oferta exclusiva, através do site da Emirates durante o período promocional**.

Os passageiros que viajam com uma tarifa Economy Flex Plus podem desfrutar de duas viagens gratuitas de/para o Aeroporto Internacional do Dubai, a partir de qualquer destino no Dubai, até ao valor de 120 AED por viagem (aproximadamente 28,82 EUR), enquanto os passageiros que viajam com tarifa Economy Flex receberão 50% de desconto em duas viagens no trajeto do aeroporto para qualquer destino no Dubai, até ao valor de AED 60 (aproximadamente 14,41 EUR).

Todos os que visitarem o Dubai ficarão impressionados com as atrações existentes na cidade, desde os locais mais ecléticos, aos restaurantes requintados, centros comerciais de topo ou às praias deslumbrantes. A cidade tem um calendário de eventos agitado durante os meses de verão, que inclui feiras de arte incríveis, concertos de música, espetáculos de comédia e eventos de corridas de cavalos, como a Dubai World Cup 2019.

Os passageiros da Emirates que viajem em Classe Económica poderão usufruir do premiado sistema de entretenimento da companhia aérea a bordo com 4.000 canais de filmes, músicas e programas de TV. Os passageiros receberão ainda um serviço a bordo incomparável, oferecido pela icónica tripulação de cabine da companhia aérea, com elementos oriundos de cerca de 135 países, chegando a mais de 60 idiomas. Os passageiros também podem manter o contacto com a família e os amigos durante o voo através do Wi-Fi gratuito, até 20 MB.

* A oferta é válida para clientes atuais e novos da Uber

** Termos e condições aplicáveis

“Cidades Inteligentes – Um novo centro de competências em Portugal?”

Num momento em que as “Smart Cities” estão na agenda da União Europeia e em que já emergiram em Portugal projetos nesta área, a plataforma Portugal Agora junta em conferência representantes de empresas de referência e do Setor Público para debater o tema “Cidades Inteligentes – Um novo centro de competências em Portugal?”. A iniciativa tem lugar a 26 de março, no Jupiter Lisboa Hotel, em Lisboa.

Inês Ferreira (Altice Portugal), José Gonçalo Regalado (Millennium BCP), Miguel Pinto Luz (Câmara Municipal de Cascais), Nuno Piolty de Almeida (Samsung Electronics Portugal) e Luís Bravo Martins (IT People Group) são os oradores convidados para tentar responder a questões relacionadas com o papel da tecnologia e da inovação, processos de gestão urbana, sustentabilidade, atratividade e qualidade de vida das cidades e a possibilidade de criar um novo centro de competências em Portugal.

“A tecnologia atual apresenta-nos possibilidades de inovar na gestão urbana de forma nunca antes vista: no planeamento de espaços, numa maior conectividade entre pessoas e instituições, na busca de soluções que maximizem a eficiência energética, na gestão de resíduos e sustentabilidade ambiental, em novos modelos de mobilidade urbana e mesmo na alavancagem da uma cidadania mais ativa. Todas estas dimensões se conjugam nas chamadas Smart Cities.” explica Carlos Sezões, Coordenador do Portugal Agora.

O responsável do projeto acrescenta que “governar é tomar opções e definir uma estratégia, é decidir o que fazer e o que não fazer. Parece-me, pois, que criar condições para uma maior atratividade e qualidade das nossas cidades devia ser um desígnio para a próxima década.”

O tema em discussão encerra notório potencial, com a expectativa que o mercado global de Smart Cities alcance mais de 1,5 triliões de dólares até 2020, entre projetos embrionários e experiências mais consolidadas. Estudos recentes estimam mais de 600 projetos de cidades inteligentes a nível global até ao final da presente década. Muitas são iniciativas de “refundação” inteligente de cidades com séculos de história, exemplo de Santander, Barcelona ou Amesterdão, a par da construção de cidades de raiz.

As cidades, como polos de atração e inovação social, têm e continuarão a ter um papel importantíssimo no desenvolvimento humano. O talento, capacidade de inovação e competências tecnológicas de instituições portuguesas, pode ser decisivo, com ideias a aplicar na inovação local e, quem sabe, a exportar. Iniciativas meritórias, como eventos, debates e plataformas, têm emergido nos últimos anos, agregando os esforços de dezenas de entidades para potenciar o desenvolvimento de soluções inovadoras nestas áreas.

A participação na conferência, à semelhança de todos os eventos da plataforma Portugal Agora, é de entrada livre mediante inscrição prévia através do endereço info@portugalagora.com. 

PROGRAMA:

17.30h – Abertura: Carlos Sezões (Coordenador do Portugal Agora)

17.45h – Painel de oradores:

  • Inês Ferreira (M2M and IoT Group Product Manager – responsável pela Internet Of Things da Altice Portugal)
  • José Gonçalo Regalado (Chief Marketing Officer – Corporate & SMEs ∙ Millennium BCP)
  • Miguel Pinto Luz (Vice-Presidente da Câmara Municipal de Cascais)
  • Nuno Piolty de Almeida (B2B Enterprise Sales Manager – gestor de desenvolvimento de negócio da Samsung Electronics Portugal)
  • Luís Bravo Martins (Head of Marketing – IT People Group, especialista em AV/VR – Realidade Aumentada e Realidade Virtual)

19.00h – Debate

19.30h – Encerramento 

Sobre o Portugal Agora:

O projeto “Portugal Agora” destina-se a criar uma visão, desdobrada em modelos estratégicos para o país, para as próximas décadas. Tal será conseguido através de um espaço plural de discussão, durante um período delimitado, com o intuito de determinar onde são possíveis convergências, que se materializem em prioridades, nas quais Portugal se possa desenvolver. O projeto assume dimensões estratégicas – Atratividade, Conhecimento, Empreendedorismo – para Portugal e quer ligá-las à execução e à ação. Informações adicionais: http://www.portugalagora.com/

Pequeno-almoço solidário desmistifica consignação de IRS

Com o objetivo de desmistificar as questões relacionadas com a consignação de 0,5% do IRS a uma instituição, a Associação Salvador promove “Pequenos Almoços IRS” nas empresas. Nesta ação simples, mas muito importante, voluntários e pessoas com deficiência apoiadas pela Associação Salvador oferecem um snack a todos os colaboradores e um cartão com os dados da associação.

Com esta ação solidária a Associação Salvador alerta que “cada um de nós poderá consignar 0,5% do seu IRS sem qualquer custo, demorando apenas 15 segundos e em média contribuindo com 14€, pelo que estas ações são fundamentais para conseguirmos ajudar mais pessoas. Conseguimos sensibilizar muitos colaboradores e consequentemente o número de pessoas com deficiência apoiadas”.

Recorde-se que a consignação de 0,5% do IRS não implica qualquer encargo para o contribuinte.

Com o apoio da Associação Salvador, a vida de milhares de pessoas com deficiência motora não para. Por mais voltas que a vida dê, encontram novos caminhos através da acessibilidade, do desporto, da empregabilidade e de diversos outros apoios.

GLS lança FlexDeliveryService em Portugal

“O acréscimo de mais quatro países à rede de mercados que já se encontravam conectados pelo serviço é mais um marco neste pan-Europeu FlexDeliveryService”, afirma Anne Putz, Diretora de Comunicação e Marketing do Grupo GLS. “As lojas online e os seus clientes, em particular, irão beneficiar do processo, já que a entrega será feita de acordo com a escolha do destinatário, complementando assim a experiência de compra internacional”.

Independentemente do mercado escolhido pelos compradores no momento da compra, estes irão sempre receber as informações sobre as entregas na sua língua materna. Dependendo do país em questão, terão várias opções para gerir o horário e a localização da entrega. Isso inclui, por exemplo, entrega de encomendas num dia que lhes seja mais conveniente, a opção de entrega numa morada diferente ou a opção de recolha numa Parcelshop mais próxima, sendo que a GLS conta já em Portugal com uma rede de mais de 200 lojas disponíveis para recolha.

Países com o FlexDeliveryService:

Alemanha (DE)

Áustria (AT)

Bélgica (BE)

Bulgária (BG)

Croácia (HR)

Dinamarca (DK)

Eslováquia (SK)

Eslovénia (SI)

Espanha (ES)

Finlândia (FI)

França (FR)

Holanda (NL)

Hungria (HU)
Itália (IT)

Irlanda (IE)

Luxemburgo (LU)

Polónia (PL)

Portugal (PT)

Reino Unido (UK)

República Checa (CZ)

Roménia (RO)

Sobre o Grupo GLS

GLS Portugal é uma filial da GLS, General Logistics Systems B.V. (com sede central em Amesterdão). A GLS oferece serviços de encomendas com confiança e alta qualidade a mais de 270 000 clientes na Europa e oferece também serviços urgentes e soluções logísticas. O princípio da GLS assenta em ser «líder europeu em qualidade logística de encomendas», e a sustentabilidade é um dos valores fundamentais. Mediante filiais próprias e empresas associadas, o grupo cobre com rede própria 41 países europeus e oito estados de EE. UU., e Canadá tem presença a escala global mediante acordos contratuais. A GLS conta com cerca de 50 hubs centrais e mais de 1000 delegações e agências e, graças à sua sólida rede de transporte, é uma das principais empresas de encomendas na Europa. A GLS conta com 18 000 colaboradores e uma frota diária de 30 000 veículos. No ano fiscal 2017/18, a GLS registou uma faturação de 2.9 mil milhões de euros e transportou 584 milhões de encomendas.

Qual é o melhor mundo que conseguimos imaginar?

O tema escolhido é o Imaginar, como convite a utilizarmos o nosso poder criativo na construção do melhor mundo que conseguimos imaginar.

Serve, ainda, como provocação para reflexão à volta das questões: Quão livre é a nossa imaginação? O que nos mantém alheados do nosso poder criativo e desejo mais profundo de sermos uma sociedade equilibrada e saudável?

Cidade Mais

O Cidade Mais é um festival anual que celebra a Sustentabilidade. Tem como intuito ampliar a cultura urbana da sustentabilidade ambiental, social e económica através da criação de sinergias entre cidadãos, projectos, autarquias e empresas que inspiram.

É um evento gratuito onde acontecem conferências, sessões de trabalho, oficinas, aulas abertas, espectáculos, uma praça empresarial e um mercado.

O festival acontece em Julho nos Jardins do Palácio de Cristal e Biblioteca Almeida Garrett.

As principais metas:

• Descobrir o ecossistema local empresarial, cultural e ambiental;

• Provocar a reflexão e o encontro;

• Facilitar a adopção de hábitos responsáveis.

• Criar comunidades resilientes;

• Simplificar a sustentabilidade. O CIDADE+ abre-se à cocriação com todos os interessados, desde a sua fase de concepção à produção do mesmo.

Organização: daRaiz (Associação Moving Cause)

Parceiro Principal: Câmara Municipal do Porto

Parceiros Estratégicos: Booq e BioRumo

Casafari quer contratar mais de 50 profissionais em Portugal

Com escritório no centro de Lisboa e uma equipa composta por mais de 15 nacionalidades, o objetivo da Casafari passa por contratar profissionais para as áreas de data e software, mas também para os departamentos de vendas e recursos humanos. Mais concretamente, a startup pretende contratar python developers, técnicos de operações e reforçar as suas equipas de vendas e recursos humanos.

A contratação de 50 profissionais pretende responder ao processo de forte crescimento que a Casafari tem registado desde a sua entrada em Portugal e à crescente procura pelos seus serviços inovadores, procurando atrair e recrutar os melhores talentos na área tecnológica.

A Casafari tem como objetivo tornar o mercado imobiliário mais eficaz e mais transparente através da Inteligência Artificial. A plataforma agrega mais de oito milhões de referências na Alemanha, Espanha e Portugal de sete mil fontes sobre imóveis dispersos e repetidos por diferentes páginas na internet, conseguindo identificar quando se trata do mesmo imóvel e disponibilizando toda a informação sobre esse imóvel num único local.

Deste modo, a plataforma fornece acesso aos dados mais completos do mercado, ajudando os agentes imobiliários a aceder a novos imóveis listados, controlar as reduções de preços, verificar todas as agências que listam uma propriedade e a que preço, e a obter uma análise adequada do preço por metro quadrado e do preço de venda habitual na área. Através da Casafari, as agências conseguem monitorizar todas as alterações no seu próprio portfólio feitas pelos concorrentes, bem como as violações de exclusividade.

De acordo com Nils Henning, co-fundador da Casafari, “estamos num processo de rápido crescimento, com uma forte procura por parte dos nossos clientes e pretendemos reforçar a equipa para acompanhar este momento e preparar o futuro. Queremos atrair, recrutar e trabalhar com os melhores talentos para continuar a desenvolver a nossa plataforma e a inovar junto dos nossos clientes”.

A Casafari consegue agregar e disponibilizar toda a informação em tempo real sobre os imóveis listados em todo o país e já trabalha com agências imobiliárias de referência no mercado português, como a Sotheby’s International Realty Portugal, várias RE/MAX e Century 21, a JLL, a Savills, a Fine&Country, LajeCapital, a Engel & Völkers, a Keller Williams Ábaco e Prime, Christie’s, Coldwell Banker entre outras.

Pioneira na resolução de um problema com um conjunto de características únicas no imobiliário, a equipa da Casafari esteve os dois últimos anos a desenvolver uma infraestrutura própria interna e modelos de machine learning, estando constantemente a evoluir o seu sistema através da limpeza de dados e da criação de recursos bem pensados que facilitam a vida dos seus utilizadores. 

Sobre a CASAFARI:

A CASAFARI é uma metasearch para o mercado imobiliário que, recorrendo a soluções de Inteligência Artificial, faz diariamente o levantamento de todos os imóveis listados online, agregando mais de 8 milhões de referências de 7 mil fontes. A plataforma dá acesso aos dados mais completos do mercado, ajudando os agentes imobiliários a obter os novos imóveis listados, mudanças de preços, a saber quais as agências que listam quais propriedades e a que preço, e a obter uma análise adequada do preço por metro quadrado e do preço de venda habitual na área. Assim, as agências monitorizam todas as alterações no seu portfólio e no dos concorrentes, e são capazes de identificar de forma rápida as violações de exclusividade. A CASAFARI tem como objetivo tornar o mercado imobiliário Português mais eficiente e transparente, oferecendo informação completa e fidedigna, sempre em tempo real.

A Casafari está em constante recrutamento, à procura dos melhores talentos portugueses no sector TI, e conta já em Portugal com vários clientes de renome e de referência:  Sotheby’s International Realty Portugal, várias RE//MAX, JLL, Savills, Fine&Country, Century21, Engel & Völkers, Keller Williams, Lucas Fox, Christie’s, Coldwell Banker, entre outros.

Lacovale – Technology and Innovation renova frota para elétricos

A LACOVALE – Technology and Innovation, empresa metalomecânica com sede em Gondomar (distrito do Porto), renovou a sua frota automóvel passando a contar com oito veículos 100% elétricos (modelo Nissan Leaf), num investimento em regime de renting junto da Nissan Business Finance. Com esta medida – inserida na política de sustentabilidade ambiental -, a empresa espera diminuir significativamente a sua pegada ecológica, reduzindo as emissões de CO2 para a atmosfera.

“A renovação de frota é mais um passo evolutivo na política de sustentabilidade ambiental que temos vindo a desenvolver. O aumento da nossa frota operacional – agora com nove veículos elétricos -, permitirá reduzir significativamente o uso das viaturas a gasóleo. Com esta medida, a LACOVALE pretende, não só, reduzir a sua pegada ecológica, ao diminuir a emissão de gases com efeito de estufa, como também, apoiar o setor da mobilidade elétrica, setor onde se integram alguns dos nossos clientes.”, refere Carla Soares, diretora-geral da LACOVALE.

A sustentabilidade ambiental tem sido uma das maiores bandeiras da LACOVALE. Para além dos seus produtos serem quase todos recicláveis, a educação ambiental é uma prática interna da empresa ao instruir os seus colaboradores a adotarem comportamentos que visam contribuir para a redução da pegada ecológica.

“A atestar a preocupação ambiental da LACOVALE estão várias ações de incentivo à redução do consumo de papel; à redução do consumo de garrafas de plástico através da oferta – a cada colaborador – de uma garrafa reutilizável para consumo de água; à reciclagem de resíduos em todos os departamentos e à gestão responsável do uso da energia”, sublinha Carla Soares, anunciando ainda que estará para breve o aumento do número de painéis solares.

Aumento dos painéis solares

De acordo com a diretora-geral da LACOVALE, “atualmente, está em curso um estudo junto do nosso fornecedor de energia elétrica para o aumento significativo de painéis solares instalados de forma a sermos, cada vez mais, autossuficientes em consumo energético”, revelando que: “este estudo comtempla ainda o compromisso de consumo junto da rede elétrica, apenas de energia com origem ecológica.”.

De referir que, esta cultura de responsabilidade ambiental esteve em destaque na comunicação interna da LACOVALE, ao longo de fevereiro, mês escolhido pela empresa para reforçar, junto da equipa, a mensagem de consciencialização para gestos de preservação ambiental, numa iniciativa que intitulou de ‘Green February’.

Na opinião de Carla Soares, “é importante estarmos na vanguarda do desenvolvimento e, simultaneamente, darmos o nosso contributo para um mundo, cada vez mais, verde. Esta posição é fundamental na forma como abordamos o mercado, sempre com responsabilidade, honestidade, transparência e inovação.”

Sobre a LACOVALE – Technology and Innovation

Fundada em 1996, a LACOVALE – Technology and Innovation é uma metalomecânica, sediada em Gondomar, que dispõe de vários serviços ligados à transformação do metal – corte laser, quinagem cnc, soldadura e pintura electrostática – suportados por processos e materiais da mais alta tecnologia e inovação.

Considerada uma referência nacional no setor da metalomecânica, a LACOVALE assume um posicionamento bastante competitivo pela experiência e forte know-how acumulados ao longo de mais de duas décadas, procurando sempre implementar a melhoria contínua nas suas soluções, responder às necessidades de mercado e antecipar tendências.

O compromisso com a qualidade dos serviços e produtos que apresenta e o foco na satisfação dos seus clientes garantiram à LACOVALE, em 2015, a certificação – do seu Sistema de Gestão de Qualidade – pela norma ISO 9001.

Formada por uma equipa de 70 colaboradores, a LACOVALE tem inscrito no seu ADN “empresa familiar”, uma cultura que reflete no ambiente familiar da sua gestão interna, bem como, no modelo de negócio de proximidade, disponibilidade e flexibilidade que promove junto de fornecedores, parceiros e clientes.

A sustentabilidade ambiental é uma das maiores bandeiras da LACOVALE, sendo que, os seus produtos são quase todos recicláveis. A educação ambiental é uma responsabilidade incutida, também, na equipa com a prática de várias ações internas que visam a redução da sua pegada ecológica.

Comemore o dia da Mulher com Fábio Lagarto

O jantar decorrerá entre as 18:30h e as 22:30h e será composto por bebida à descrição, da selecção do Hotel, uma variedade de entradas, pratos quentes e sobremesas, tudo isto por apenas 25€ por pessoa.

No buffet destacam-se as entradas de salada grega com azeitonas, pérolas de novilho com molho barbecue, espargos brancos com queijo creme e presunto, salgadinhos e tábua de enchidos. Os pratos quentes são compostos por sopa de tomate com manjericão, penne carbonara, lombinho de porco assado com laranja e pica-pau de peixe. Por fim, as deliciosas sobremesas como crème brûlée de alfarroba, torta de canela, semi-frio de morango e chocolate.

Na companhia das suas amigas venha divertir-se ao som da música de Fábio Lagarto, entre as 20h e as 23h, um dos ícones no mundo da música no Algarve. A noite prolonga-se com DJ live, apartir das 23h até à 1:30h.

Não perca a oportunidade de ter uma noite exclusiva de mulheres para começar o fim-de-semana da melhor maneira!

Medicamentos sujeitos a receita médica obedecem a novas regras de controlo de autenticidade

© Datalogic

A falsificação de medicamentos tem sido alvo de uma constante preocupação da União Europeia, tendo, no início de fevereiro, entrado em vigor a Diretiva dos Medicamentos Falsificados, que, entre outras medidas, implica a introdução de dispositivos de prevenção de adulterações e de um identificador único nas embalagens dos medicamentos sujeitos a receita médica e alguns medicamentos não sujeitos a receita médica, e, por conseguinte, medidas adicionais de verificação da autenticidade dos medicamentos ao longo do circuito.

Em Portugal, a implementação e operacionalização do Sistema que permite verificar a autenticidade dos medicamentos é da responsabilidade da MVO Portugal, entidade criada pelas associações representativas dos intervenientes na produção, distribuição e dispensa de medicamentos. Desde a fundação que a ADIFA – Associação de Distribuidores Farmacêuticos, assim como as suas associadas, colabora ativamente com a MVO Portugal para a implementação, no nosso país, do Sistema Nacional de Verificação de Medicamentos.

As novas medidas de verificação da autenticidade e integridade dos dispositivos colocados nas embalagens dos medicamentos permitem assegurar que o seu conteúdo é fidedigno, tratando-se de um mecanismo adicional de segurança para a saúde pública.

Os distribuidores farmacêuticos associados da ADIFA (Alliance Healthcare, Botelho & Rodrigues, COOPROFAR, OCP Portugal, Plural e UDIFAR) desenvolveram esforços e realizaram os investimentos necessários para adaptar os seus procedimentos e sistemas informáticos, estando, desta forma, a cumprir com as novas regras europeias e a contribuir para um circuito do medicamento mais seguro e de confiança.

Tiago Galvão, Membro da Direção da ADIFA refere que “No dia-a-dia os distribuidores farmacêuticos de serviço completo desempenham um verdadeiro serviço público, assegurando um abastecimento contínuo de todas as farmácias do território nacional, independentemente da sua localização ou dimensão, cumprindo os mais elevados padrões de segurança, eficiência e qualidade para o circuito do medicamento. Neste contexto, uma vez mais, os nossos associados corresponderam positivamente a este desafio e estão totalmente preparados, cumprindo a sua missão de proteção da saúde pública”.

Acrescenta ainda que “com a entrada em vigor da Diretiva Europeia, os distribuidores têm, em determinadas circunstâncias, a obrigatoriedade de verificar e desativar o identificador único das embalagens, como por exemplo nos medicamentos que lhes sejam devolvidos por outras entidades (verificar) ou quando abastecem entidades autorizadas a adquirir medicamentos que não estejam abrangidas pela Diretiva e que, por essa razão, não se encontrem ligadas ao repositório nacional (desativar)”.

Os medicamentos com estas novas características são introduzidos no mercado de forma gradual, sendo que os medicamentos que já se encontram em circulação, sem dispositivos de segurança, podem ser utilizados até ao final do seu prazo de validade. Não obstante, os distribuidores farmacêuticos continuam a aplicar um conjunto altamente rigoroso de procedimentos de certificação e qualificação de fornecedores e clientes, contribuindo, por si só, para a segurança do circuito do medicamento.

Sobre a ADIFA

A ADIFA é uma associação sem fins lucrativos que representa distribuidores farmacêuticos de serviço completo, tendo como missão a defesa dos seus interesses comuns – a nível político, empresarial e económico -, a colaboração com as Autoridades e diversos stakeholders da Saúde, e a promoção da saúde pública dos cidadãos portugueses – através da procura constante de melhores soluções logísticas e serviços aplicados à distribuição de medicamentos e produtos farmacêuticos -, desenvolvendo todas as diligências necessárias para o progresso dos seus associados e, consequentemente, do setor da saúde.

UTAD resgatou e catalogou 99 contos e lendas de Trás-os-Montes

© UTADNEWS

Este trabalho foi desenvolvido, no âmbito de um protocolo com a Direção Regional de Cultura do Norte, e vai agora ser implementado nas comunidades escolares dos dois municípios com a colaboração da Academia Ibérica da Máscara, entidade igualmente parceira do projeto.

Os concelhos de Bragança e Vinhais, selecionados para o projeto, são considerados entre os mais ricos do país em património cultural imaterial vivo, assinalando-se a existência de um grande número de narradores ativos, o que permitiu incorporar, igualmente, no projeto 39 vídeos com os “contadores de histórias” a transmitirem de viva voz os seus contos e lendas, tal como os ouviram aos antepassados.

No espólio recolhido, sobressaem os contos populares, classificados de acordo com os catálogos internacionais, onde figuram os contos religiosos, contos de animais, contos de fadas, contos jocosos e anticlericais, entre outros, a par de um numeroso conjunto de lendas de lugares, de capelas, alminhas e cruzeiros, milagres, aparições da Virgem, tesouros em ruínas de castros e castelos, mouros guerreiros e mouras encantadas, lobisomens, bruxas, almas penadas, trasgos e demónios.

Ainda do domínio das lendas enquanto interpretações do povo sobre a “história oficial”, não faltam também alusões às atrocidades do reino de Castela, sobressaindo em Vinhais o mito de Gasparona, uma heroína local que com dois chuços nas mãos afugentou “meio exército de castelhanos”.

Por sua vez, no concelho de Bragança, sobressai o mito do Conde de Ariães que, arrependido dos pecados terríveis que cometeu em vida, um deles foi atirar a sua mãe aos leões, antes de morrer introduziu-se num túmulo de pedra cheio de serpentes para aí ser devorado por elas e assim obter as bênçãos de Deus.

UTADNEWS

EMPRESAS