• next generation event
Inicio Autores Posts por Elisabete Teixeira

Elisabete Teixeira

3964 POSTS 0 COMENTÁRIOS

Fidelizar o shopper infiel: Realidade ou Mito?

A disseminação da informação, o fator “experiência” e o alargamento das escolhas disponibilizadas leva a que os consumidores cada vez mais procurem produtos originais, de nicho e que lhes ofereçam valor acrescentado. Este ambiente de expetativa encontra-se a conduzir os consumidores a experimentar novos produtos, serviços e experiências.

Em Portugal, 89% dos consumidores assume gostar de comprar e experimentar novas marcas e produtos. Quase metade dos portugueses afirmam até que é agora mais provável que experimentem novas marcas do que há 5 anos atrás.

Neste contexto, será a lealdade um conceito do passado com os dias contados ou será este ainda mais valioso no sentido de estabelecer e potenciar a relação a longo-prazo com as marcas?

Para Ana Rei, Consumer Insights Leader da Nielsen, “as relações a longo-prazo são cada vez mais difíceis de conquistar. Segundo o estudo ShopperTrends, da Nielsen, os portugueses são dos mais ‘Brand Switching’[1] da Europa. Neste novo paradigma, as marcas necessitam de criar relações fortes e de permanecer no top of mind dos consumidores, que diariamente são aliciados por novas tendências, produtos e marcas. É crítico inovar de forma holística e contínua, não só ao nível do produto, como também da comunicação (através do conteúdo e dos meios) e dos canais de distribuição, procurando surpreender o shopper em todos os momentos de interação. As marcas devem criar experiências positivas que vão ao encontro das novas necessidades do consumidor e potenciem o engagement”.

O que leva o shopper a mudar de marca?

São várias as razões que podem levar o shopper a decidir experimentar ou trocar para uma nova marca. Em Portugal, a relação custo-benefício destaca-se claramente, com metade dos consumidores a afirmar que esta variável influencia sempre a sua decisão por uma nova marca. As promoções e reduções de preço, as recomendações, a qualidade, a conveniência e os benefícios associados são outras das características que promovem a experimentação de novas ofertas.

Qual é o peso da marca nas diferentes categorias?

De acordo com este estudo, a importância da marca difere entre categorias, impactando a lealdade do shopper. No processo de decisão de compra, a escolha da marca adquire maior relevância em categorias como as bebidas alcoólicas, o café, o chá ou os produtos para o cabelo e para a pele, e mostra-se menos importante na compra de produtos frescos, snacks salgados ou produtos de papel, entre outros.

Millennials são 1,3 vezes mais abertos à experimentação

Os Millennials privilegiam a novidade, estando mais abertos a novas tendências e conceitos criativos. Mais de metade dos consumidores desta geração a nível global (52%) revelam ter uma apetência particular por experimentar novas marcas e produtos. Uma deslealdade assumida que é condicionada essencialmente pela procura da qualidade e da conveniência.

“A deslealdade é o novo normal”

De acordo com os resultados do estudo da Nielsen, os consumidores estão cada vez mais conscientes e interagem com um maior número de marcas, o que põe à prova a capacidade de engagement e alcance das mesmas. É por isso crucial que as marcas consigam oferecer novidade e possibilidade de escolhas enquadradas nos interesses dos seus targets para conseguirem sobreviver e manter os seus clientes fidelizados.

“A deslealdade é o novo normal. O efeito da procura do consumidor por mais variedade, pela melhor relação qualidade-preço e por mais benefícios (via qualidade, sustentabilidade e conveniência) lança novos desafios aos marketeers. Há que acompanhar estas novas tendências ditadas pelo mercado para poder voltar a ambicionar uma maior lealdade junto deste shopper, que se tornou desleal por natureza”, conclui Ana Rei.

[1] Procuram ativamente as promoções na loja e compram marcas diferentes em função das mesmas

Mamãs Sem Dúvidas esclarecem sobre sono, banho e babywearing em Coimbra

Chegar a casa com um recém-nascido é um momento muito especial e para o qual todas as dicas podem ser úteis. A BebéVida promove em Coimbra dois workshops Mamãs Sem Dúvidas, onde especialistas vão partilhar conselhos sobre sono do bebé, babywearing, a muda da fralda e o banho. Serão também prestados esclarecimentos sobre a importância das células estaminais e a criopreservação.

A Loja ProBebé recebe dia 4 de julho, às 18h00, o workshop sobre “O banho do bebé” e “A assadura da fralda”, enquanto o Hospital da Luz Coimbra  acolhe a 5 de julho, às 18h30, as sessões sobre “O Sono do Bebé” e “Babywearing”.

Ainda, nos dias 9 e 10 de julho os futuros pais da região podem conhecer os seus bebés mesmo antes de nascerem, com a realização de uma sessão gratuita de captação de imagem Eco MyBaby 4D, que pode ser realizada a partir das 17 semanas de gestação.

Na Farmácia Quaresma, em Tábua, vai ser possível realizar a sessão gratuita entre as 10h30 e as 19h30 do dia 9 de julho. No dia seguinte, na loja Yupi Baby, a tarde é dedicada à captação de imagem, entre as 14h30 e as 19h30.

Com o objetivo de apoiar os futuros pais nos desafios que a parentalidade acarreta, a BebéVida realiza os workshops Mamãs Sem Dúvidas por todo o país, debruçando-se sobre diversos temas importantes para os casais grávidos e futuros pais.

As inscrições são gratuitas, mas obrigatórias, e podem ser feitas em www.bebevida.com, por telefone (212 744 021) ou email (mamas.sem.duvidas@bebevida.com).

Os participantes recebem um kit de ofertas, descontos e amostras para o bebé e a futura mãe.

Unbabel co-organiza nona edição da Lisbon Machine Learning School

A Unbabel, startup portuguesa que alia a inteligência artificial com pós-edição humana à tradução automática, co-organiza a nona edição do Lisbon Machine Learning School (LxMLS), na qual o co-fundador e CTO da Unbabel, João Graça, e o VP de AI Research, André Martins, receberão de novo investigadores e estudantes de Linguagem Natural e Linguística Computacional.

Ao longo de uma semana o conjunto de palestras e atividades irá contar com mais de uma dúzia de oradores convidados dos EUA e da UE, incluindo o representante local do Instituto de Telecomunicações, Mário Figueiredo, bem como representantes da IBM Research, Google DeepMind UK, Carnegie Mellon University, Universidade Cornell e da israelita Bar Ilan University.

O LxMLS 2019 decorrerá de 11 a 18 de julho no Instituto Superior Técnico e é co-organizado pelo IST, Instituto de Telecomunicações, Instituto de Engenharia de Sistemas e Computadores, Investigação e Desenvolvimento em Lisboa (INESC-ID), Unbabel, Priberam Labs e Feedzai.

Concebido para investigadores, estudantes de pós-graduação, cientistas da computação e profissionais da indústria interessados em estatística e machine learning, o LxMLS é também conhecido por seu Demo Day, que será realizado no Salão Nobre do Pavilhão Central do IST na segunda-feira, dia 15 de julho, das 17h00 às 20h00.

“O Demo Day é um encontro informal que reúne uma série de empresas altamente técnicas e instituições de investigação, ao lado de estudantes experientes do LxMLS e de outras instituições portuguesas, todos com o objetivo de resolver problemas de machine learning através da tecnologia”, afirmou o organizador João Graça. “Encorajamos qualquer pessoa com interesse em Processamento de Linguagem Natural e machine learning a participar. É uma ótima oportunidade para expandir a sua rede de contactos, ver como os outros resolvem problemas semelhantes e mostrar como os seus produtos resolvem os problemas”.

Este ano, os patrocinadores do LxMLS estão a financiar a presença de 20 estudantes de todo o mundo, que mostrem potencial, mas que não têm meios para financiar a sua própria participação.

Allianz reforça seguro de Saúde com nova linha de apoio telefónica

Em parceria com a Advance Medical, os cartões de saúde contam já com o novo número da linha Allianz – 213 108 321. A Allianz reforça, assim, o seu posicionamento enquanto player de referência no ramo Saúde, com uma oferta integrada de produtos e serviços que melhoram a experiência dos seus Clientes e que dão resposta aos desafios da atual transformação digital.

Recorde-se que em abril deste ano a Allianz lançou uma solução 100% digital, com o objetivo de simplificar a compra e utilização do seguro de saúde. Através desta solução, é possível realizar simulações e efectuar a compra do seguro na plataforma eCliente, solicitar o reembolso das despesas efectuadas fora de Rede, recebendo-as em 24h, e ainda efectuar consultas médicas, tudo online, simples e sem preocuipações.

Mais recentemente, a Allianz lançou o Programa de Vida Saudável, que visa a promoção de rotinas favoráveis à saúde, através de uma equipa de nutricionistas que analisam os hábitos alimentares e de saúde e disponibilizam um plano de refeições e exercício físico, adequados aos objetivos de cada pessoa.

Para mais informações sobre o Allianz Saúde consulte https://bit.ly/2HXEpa7.

LEO Pharma conclui aquisição do negócio de Dermatologia da Bayer

LEO Pharma e Bayer anunciaram hoje a conclusão da operação de transferência do negócio global de Dermatologia de prescrição.

As empresas anunciaram pela primeira vez a operação em julho de 2018 e concluíram a primeira fase da aquisição com o encerramento do negócio dos EUA, a 4 de setembro do ano passado.

 

A segunda, e última fase, conclui-se hoje com o acordo de encerramento para os restantes países onde ainda têm presença.

 

Gitte Aabo, Presidente e Diretora Executiva da LEO Pharma, disse: “Hoje é um dia histórico para LEO Pharma. Com a adição das reconhecidas marcas de medicamentos dermatológicos e dos colaboradores da Bayer, fazemos avanços significativos para alcançar o nosso objetivo de ajudar 125 milhões pacientes até 2025. Aumentamos a nossa gama de tratamentos dentro das áreas da acne, infeções fúngicas da pele e rosácea, bem como a nossa gama de corticosteroides tópicos. Ao completar a parte final da aquisição, melhoramos significativamente a nossa presença em mercados-chave, como Brasil, Áustria e África do Sul, demonstrando a nossa ambição de tornarmo-nos líderes mundiais em Dermatologia médica.”

 

“Estamos satisfeitos por ter encontrado o parceiro certo na LEO Phama para levar o nosso negócio de Dermatologia médica para o próximo nível”, afirmou Heiko Schipper, membro do Conselho de Administração da Bayer e Presidente da Saúde do Consumidor. “Com esta venda, reforçamos o nosso objetivo de focarmo-nos no nosso core business, a categoria OTC (sem receita médica) e desenvolver o nosso negócio de saúde do consumidor, fazendo-o atingir o seu pleno potencial.”, acrescentou.

 

Como parte do acordo, a LEO Pharma adquiriu os direitos de produto para o negócio global de Dermatologia de prescrição da Bayer, com a exceção do Afeganistão e Paquistão. Isso inclui uma instalação de produção em Segrate, Itália e um total de 347 funcionários que se juntarão à LEO Pharma.

 

Especificamente em Portugal, a LEO Pharma vai começar a comercialização de novos medicamentos para a dermatite atópica, a acne, a rosácea, o eczema e as infeções fúngicas da pele.

 

A LEO Pharma e a Bayer trabalharam estreitamente para garantir uma transição eficaz e o fornecimento ininterrupto de produtos e tratamentos, de acordo com a legislação vigente.

LeasePlan celebra contrato para fornecimento de mais 159 veículos 100% elétricos ao Fundo Ambiental

Este Programa de Apoio à Mobilidade Elétrica na Administração Pública teve início em 2015, com um piloto realizado pela entrega de 30 veículos 100% elétricos seguido de mais 170 veículos elétricos, em 2018. Nesta 2ª fase, realizar-se-á uma entrega complementar de 159 veículos.

Refira-se que os 170 veículos elétricos, relativos à 1ª fase deste Programa começaram a ser entregues em fevereiro do ano passado, em cerimónia presidida pelo Senhor Primeiro-Ministro António Costa.

Para Pedro Pessoa “este é mais um passo no caminho para a sustentabilidade futura da mobilidade, e o esforço conjunto por parte de operadores e do Estado para uma transição para frotas mais sustentáveis. A LeasePlan orgulha-se do seu papel de parceiro estratégico fundamental neste processo.”

O Fundo Ambiental foi criado em 2017 e tem por finalidade apoiar políticas ambientais para a prossecução dos objetivos do desenvolvimento sustentável, contribuindo para o cumprimento dos objetivos e compromissos nacionais e internacionais, designadamente os relativos às alterações climáticas, aos recursos hídricos, aos resíduos e à conservação da natureza e biodiversidade.

Os veículos contratados são Renault ZOE 40 Life e serão atribuídos a 52 organismos da Administração Pública.

Vamos falar de cibersegurança

Violação da privacidade, captura e venda de dados pessoais, fraudes financeiras, roubo de informação de negócios, pedidos de resgate, chantagem e extorsão.

A digitalização da vida em sociedade, com a consequente proliferação de dados e o aumento exponencial, em volume e natureza, da informação sensível, que hoje é armazenada, tratada e partilhada, através de um sem número de plataformas tecnológicas cada vez mais complexas, e a crescente valorização que essa informação tem vindo a ter enquanto ativo comercial potenciam não só a multiplicação como também o grau de sofisticação dos ataques cibernéticos, ao ponto de ser vulgar ouvir, da boca de especialistas, que, cada um de nós, empresas e instituições, “ninguém está seguro”. Ou que, ainda assim, não há mais problemas porque não existem hackers em número suficiente “para ir a todas”.

Porque é com esta realidade incontornável que pessoas, empresas e instituições vivem e convivem, a UNAVE – Associação para a Formação Profissional e Investigação da Universidade de Aveiro, leva a efeito, no próximo dia 10 de julho, uma primeira abordagem ao problema da Cibersegurança.

Para falar dos vários aspetos que a Cibersegurança envolve, das medidas tecnológicas às atitudes comportamentais, vamos ter connosco, para uma conversa tanto quanto possível descontraída, quatro especialistas: João Gaspar, da CIIWA – Competitive Intelligence & Information Warfare Association, Ivo Rosa, da EDP, João Paulo Magalhães, do IPP – Instituto Politécnico do Porto, e   Fernando Amorim, empresário, gestor e especialista em Gestão de Risco.

Esta sessão das Tardes Com…Saberes(*) sobre Cibersegurança antecipa um ciclo de formações sobre as múltiplas questões de segurança que se colocam às pessoas, empresas e serviços na era digital, que a UNAVE pretende levar a efeito durante o próximo ano letivo (a partir de outubro),

Tratar-se-á de um ciclo de ações de informação/sensibilização/formação dirigidas umas ao público em geral e outras a técnicos, empresários e outros decisores, com duração e níveis de aprofundamento das temáticas adequados a cada público.

As entradas são livres, mas sujeitas a inscrição, através do e-mail unave.formacao@ua.pt.

(*) Tardes Com… Saberes é uma marca registada da UNAVE-UA e conta, na presente edição, com a parceria do jornal Diário de Aveiro. 

Livraria Lello assinala a data de falecimento da poetisa Sophia de Mello Breyner

Sophia de Mello Breyner foi e é uma das mais importantes poetisas portuguesas do século XX.

A primeira mulher portuguesa a receber o mais importante galardão literário da língua portuguesa, o Prémio Camões, em 1999.

Pecol PowerTools: Ferramentas elétricas com qualidade e performance profissionais

Qual o motivo para o lançamento da marca Pecol Power Tools?

AN: A Pecol tem vindo, nos últimos anos, a reforçar a sua liderança em Portugal na fabricação e venda de produtos e sistemas de fixação. Muitos destes produtos necessitam de Ferramentas Elétricas para a sua aplicação.

A integração no nosso portfólio de uma gama de máquinas elétricas pensadas para profissionais surge como uma extensão natural. Precisávamos de desenvolver máquinas que garantissem a performance e a durabilidade que o mercado exige bem como potenciem os fantásticos e inovadores consumíveis com os quais lideramos o mercado há vários anos!

É desta forma que surge o aparecimento da nova e arrojadora marca Pecol PowerTools, para os profissionais mais exigentes.

Quais as vantagens das ferramentas elétricas Pecol Power Tools?

AN: Nós temos uma equipa de engenharia de produtos especializada em Ferramentas Elétricas que há cerca de 5 anos, e de uma forma intensiva nos últimos 3 anos, têm vindo a desenvolver máquinas em conjunto com os nossos parceiros, de modo a construir soluções que combinem os atributos que elegemos como fundamentais:

– Qualidade e Robustez dos Componentes/Maior Durabilidade e Resistência

– Máxima Performance

– Inovação Tecnológica

– Excelente Relação Qualidade/Preço

Na verdade, existem marcas profissionais mundialmente conhecidas que têm uma estrutura de distribuição que tornam o seu preço final de venda desajustados em relação ao valor da marca.

O que nós estamos a provar é que podemos construir Ferramentas Elétricas com qualidade e performance profissionais pelo seu preço justo!

Temos de agradecer a muitos clientes que ao longo destes últimos anos nos ajudaram a fazer as afinações, melhoramentos e inovações necessárias para conseguirmos atingir este objetivo!

São os detalhes que fazem a diferença e evidenciam a qualidade que vamos trazer ao mercado com a gama Pecol PowerTools.

A Pecol vende de uma forma regular a cerca de 12.000 clientes em Portugal e mais cerca de 1000 clientes distribuídos por todo o mundo! Esta capacidade de penetração está a permitir conseguir este compromisso qualidade/competitividade de uma forma clara, beneficiando os nossos clientes que são a nossa maior riqueza!

António Novais

Qual a estratégia para competir com as grandes marcas?

AN: A estratégia é clara… temos uma liderança no mercado dos sistemas de fixação… temos uma relação de confiança com muitos milhares de clientes…. Temos uma marca com uma forte reputação de qualidade junto dos profissionais… e temos 100% confiança na gama Pecol PowerTools que tão criteriosamente construímo.

Somos a primeira marca portuguesa de Ferramentas Elétricas 100% Profissionais… testada e aprovada por Profissionais!! Uma marca de profissionais…para profissionais!

Vamos dinamizar os nossos esforços de comunicação off-line e digital, de modo a consolidar a nossa reputação de especialistas, estreitar relações com os diversos públicos-alvo – clientes e utilizadores profissionais- e alargar a nossa rede de retalho, para chegar mais facilmente a todo o lado.

Qual a ambição da marca?

AN: Pecol PowerTools vai, seguramente, consolidar os seus créditos enquanto marca especialista, pensada para profissionais, construída para durar e surpreendente nos seus resultados. Queremos ser, cada vez mais, uma marca mais moderna e atual, com propostas de valor mais relevantes e ajustadas ao mercado, conquistando assim cada vez mais fãs.

Vamos ser uma marca mais global, multicanal, cada vez mais presente e digitalmente mais surpreendente.

Privilegiamos também o nosso serviço ao cliente, através de um Call Center dedicado e a aposta num Serviço de Assistência Técnica (SAT) altamente qualificado e preparado para um serviço rápido e de excelência.

Não temos dúvidas do caminho a percorrer e acreditamos que podemos ser uma referência no panorama das marcas presentes no setor e um parceiro indispensável, cada vez mais importante para todos os nossos clientes.

Como descreveria a marca Pecol Power Tools?

AN: A Pecol já tem um capital de marca único, construído ao longo dos seus 36 anos de história. Somos, naturalmente, a escolha dos especialistas pelas provas dadas ao longo destes anos. Pecol Powertools vem trazer novos desafios, pela especificidade desta categoria – rigor, proximidade, dedicação, conhecimento e inovação são alguns dos principais pilares no desenvolvimento e consolidação de um posicionamento que é o nosso DNA natural – Profissional, Por Natureza!

Quais os projetos que vêm a caminho?

AN: O “segredo é a alma do negócio”, mas posso confidenciar que temos muitos lançamentos e inovações em carteira para apresentar ao mercado nos próximos 12 meses!

Quais as perspetivas até ao fim do ano e para o futuro da marca?

AN: Temos um plano de internacionalização da marca Pecol PowerTools que já está em marcha. Estamos já a receber vários grandes distribuidores internacionais interessados em representar a nossa marca o que nos deixa orgulhosos pelo trabalho feito!

Tanto no mercado nacional como internacional, a recetividade às nossas máquinas tem sido fantástica, o que nos deixa uma perspetiva bastante positiva para os próximos 6 meses.

Estamos a preparar novas ações, como o lançamento da nossa plataforma online em www.pecol-powertools.pt para que todos possam aceder a informação completa, registar as suas máquinas, visualizar manuais de utilização ou fichas técnicas e, até mesmo, entrar em contacto para fazerem parte da nossa “família”.

Na verdade, já estamos projetados para ser mais um ano histórico para a Pecol.

Esta importante gama Pecol PowerTools vai ajudar a reforçar ainda mais a nossa liderança!

Descrição da empresa:

A PECOL faz parte de um Grupo Português (PCL-Investimentos) de origem industrial, fundado em Águeda, em 1983. Atualmente, ocupa um lugar de relevo a nível europeu, disponibilizando uma oferta global de produtos e serviços na área da fixação e montagem, para todo o tipo de indústrias, em conformidade com os mais rigorosos critérios de qualidade.

O Grupo PCL-Investimentos é constituído por diversas plataformas de negócio implantadas em Portugal, Espanha, Itália, Angola, Brasil e Marrocos. A PECOL – Sistemas de Fixação, está integrada neste dinâmico, sólido e experiente grupo empresarial. O seu desenvolvimento sustentado assenta numa rigorosa gestão e política de qualidade, sendo certificada no âmbito da comercialização e distribuição de parafusaria (Norma ISO 9001/2008), aliada a uma forte aposta em investigação e desenvolvimento de novos produtos.

A estes junta uma robusta dinâmica comercial, baseada na proximidade com os clientes, na utilização de modernas tecnologias e na competência dos seus profissionais, recrutados através de um rigoroso processo de seleção e alvo de formação contínua.

Nas suas instalações em Águeda, o Grupo PECOL possui um armazém com capacidade para armazenar em stock 45.000 paletes, uma fábrica para tratamentos térmicos (RETSACOAT), uma unidade de fabrico de ferramentas e peças especiais em metal duro (SERMOCOL) e a maior unidade da Península Ibérica de fabricação de peças por estampagem a frio (PECOL AUTOMOTIVE).

O Grupo, no seu conjunto, conta com mais de 700 colaboradores, tem a sua sede instalada na cidade de Águeda – Portugal numa área aproximada de 150.000m2.

Gateway de Pagamentos e Intermediadores: o que são?

Apesar de muito distintas, ainda existem pessoas que desconhecem a existência destas opções de implementação ou que não sabem distingui-las. Esse conhecimento é necessário, já que muitas lojas podem estar a perder a oportunidade de poupar centenas de euros mensalmente.

Conheça as diferenças entre as formas de implementação de pagamentos referidas acima e alguns dos meios de pagamento mais utilizados atualmente em Portugal.

Em que consiste o gateway de pagamentos?

Um gateway de pagamento, ao contrário do intermediador, é mais complexo e requer um investimento inicial nas empresas de pagamento. Também existe a necessidade de recorrer a um programador ou a uma empresa para implementar o sistema.

No entanto, a longo prazo, esta torna-se uma solução mais barata, profissional e vantajosa pois os seus consumidores não irão para outra página; todo o processo de compra é realizado no seu website. Claro que, devido à simplicidade do processo, o número de vendas tende a subir.

O inconveniente do gateway passa pela necessidade de contratação para a gestão de riscos. Este valor pode ser mais baixo se adicionar determinadas condições, como a gestão apenas para produtos de valor superior a 100€, por exemplo.

Nesta opção, será necessário fazer um pagamento mensal às entidades dos meios de pagamento que quer implementar no seu website. Escolher entre um a dois métodos de pagamento será suficiente. Esta opção pode ser contratada à Redunicre e pode aceitar pagamentos com cartões das principais marcas, pagando uma taxa por transação.

Método ideal para:

  • Empreendedores que tenham suporte técnico para o seu e-commerce – mesmo que em regime freelancer;
  • Lojas que tenham um elevado volume de vendas mensais.

Em que consiste o intermediador de pagamentos?

Esta forma de implementação permite uma maior facilidade no processo de integração de pagamentos numa loja e-commerce. Com apenas alguns cliques, estes intermediadores podem ser associados à sua loja online e estará pronto para receber pagamentos online dos seus clientes.

Apesar de vantajosa a nível de instalação, esta opção apresenta taxas associadas um pouco mais elevadas em cada pagamento.

Neste método, todo o processo é feito fora do seu website, portanto é provável que alguns clientes sejam recusados – algo que podia não acontecer caso o meio fosse seu.

Método ideal para:

  • Empreendedores que estão em fase inicial na sua loja online;
  • Lojas com um baixo número de pedidos mensais.

Meios de Pagamento mais Comuns no E-Commerce em Portugal

Referência Bancária ou Cartões

Seja através do uso da referência bancária e da entidade ou através da inserção dos códigos do próprio cartão, ou  com cartões usando o serviço de 3D Secure, estas são as soluções que não podem faltar na sua loja online. São práticas e conferem uma maior segurança ao processo de pagamento.

Alguns cartões, no entanto, não possuem os códigos necessários ao uso online – falamos essencialmente do CVV ou CVC. Nestes casos, e se a loja em questão for aderente, a aplicação móvel MBWay pode ser usada como alternativa.

Através desta opção, os consumidores podem pagar apenas com o seu número telefónico ou podem criar um cartão virtual que forneça todas as informações essenciais para pagamento na sua loja.

Existem empresas que podem ajudá-lo a implementar um sistema para receber pagamentos online. Em alguns casos, conseguirá receber pagamentos de qualquer parte do mundo, tendo sempre um ambiente online seguro para os seus clientes.

Transferência Bancária

Apesar de ser uma opção que vai requerer um pouco mais de atenção da sua parte – e, provavelmente, de envolvimento do próprio consumidor, não deixa de ser uma a que os portugueses já estão acostumados e de relativa facilidade.

Nesta opção deve fornecer o seu IBAN aos consumidores e estes farão a transferência do valor a ser pago. Como recomendação, peça sempre ao cliente que envie o comprovativo de transferência no final do pagamento, para confirmar que este foi realizado.

Paypal

Esta é uma das opções mais conhecidas para fazer compras online, e uma das mais usadas atualmente. O seu uso é simples e rápido, sendo possível comprar com apenas um clique, caso o consumidor assim o deseje.

No entanto, existem portugueses que ainda sentem alguma reticência no uso deste meio de pagamento. O Paypal requer a criação de uma conta pessoal e a ligação da mesma a uma conta bancária.
E se não puder integrar uma plataforma de e-commerce no meu site?
Mesmo para os comerciantes que não possuem um site ou que não têm possibilidade de integrar uma plataforma de e-commerce no seu site, existem alternativas digitais bastante práticas.

É o caso do Redunicre@Payments, uma solução de pagamentos à distância na qual é enviado um link da transação para o email do cliente final. Através deste link, o cliente faz o pagamento e o comerciante recebe na hora o valor da compra/reserva.

Luís Inverno – SEO EXECUTIVE – UniK SEO

EMPRESAS