Inicio Autores Posts por Ricardo Andrade

Ricardo Andrade

1249 POSTS 0 COMENTÁRIOS

ESSÊNCIA DO VINHO – PORTO, inaugura 13ª Edição

Antes, pelas 15h, “a principal experiência do vinho em Portugal” abre as portas ao público para uma 13ª edição que logo à partida promete: mais de 3.000 de 350 produtores, nacionais e estrangeiros, dezenas de ações temáticas num programa que decorre em paralelo à prova livre, e a presença de cerca de meia centena de conceituados especialistas internacionais em vinho.

Aliás, a quase totalidade desses especialistas participará, pela manhã de quinta-feira, na eleição do “TOP 10 Vinhos Portugueses”. No cenário único do Salão Árabe do Palácio da Bolsa, a partir das 9h30 e até às 13h, o júri internacional elege seis vinhos tintos, dois vinhos brancos e dois vinhos generosos por entre um total de 55 amostras, avaliadas em regime de prova cega, sem conhecimento prévio dos vinhos, pré-selecionadas pelo painel de provas da revista especializada WINE. Os vencedores do “TOP 10” serão conhecidos sexta-feira à noite, em cerimónia a ter lugar na Feitoria Inglesa, nas imediações do Palácio da Bolsa, exclusiva a convidados e a Imprensa, onde serão igualmente entregues os prémios “Best Of Wine Tourism” das GWC – Great Wine Capitals.

Vinhos com mais de 130 anos, rótulos raros e exclusivos que marcam a história das últimas décadas das principais regiões demarcadas portuguesas a par dos mais recentes lançamentos no mercado, exemplares australianos, sul-americanos e espumantes famosos da Catalunha. São muitos e bem apelativos os pretextos para uma visita ao “ESSÊNCIA DO VINHO – PORTO”. Logo no primeiro de quatro dias, um sublinhado para as provas de “Vinhos Madeira com Indicação de Idade” (16h30), dos cavas catalães Juvé y Camps, dos Porto Vintage 2012 e 2013 e da harmonização que traz até Portugal o chefe de cozinha belga Bart de Pooter (duas estrelas Michelin, restaurante Pastorale, na vila de Reet – Antuérpia): “25 Anos Quinta dos Carvalhais Celebrados com Estrelas Michelin” (19h).

Outros destaques possíveis são a prova “Single Harvest: os Colheita da Graham’s”, que será orientada por Dominic Symington e reunirá vinhos do Porto muito raros – do Graham’s Ne Oublie, um Porto de 1882, edição limitada de apenas 656 garrafas, aos Graham’s Single Harvest das colheitas 1952, 1961, 1969, 1972 e 1982. Ainda no universo do Vinho do Porto, Bento Amaral, responsável pela Câmara de Provadores do Instituto dos Vinhos do Douro e Porto (IVDP), orientará uma prova que incluiu vinhos do Porto do século XIX e de inícios do século XX: 5G – Very Old Port (Wine & Soul), Kopke Colheita 1935 (Sogevinus), VV Very Old Tawny Port (Niepoort), Roncão Porto Muito Velho, Bulas Porto Muito Velho, Andresen Colheita 1900, Adelaide Tributa (Quinta do Vallado), Quinta do Noval Colheita 1937. O crítico de vinhos Rui Falcão, da revista WINE, conduz as provas “Os Grandes de Portugal – Uma Viagem pela Excelência” e “Bairrada, Clássicos com Modernidade”. Uma “prova mistério” com vinhos da Casa Ermelinda Freitas (Península de Setúbal), outra que celebra os 225 anos da Sandeman, uma vertical do vinho Legado (Douro) e uma prova com vinhos de referência do Dão também figuram no cartaz. Realce também para a prova de vinhos australianos da Penfolds, e para uma degustação por vinhos sul-americanos (Brasil, Chile e Argentina).

O programa integral está disponível online, em www.essenciadovinhoporto.com .

Realizado pela primeira vez em 2004, ESSÊNCIA DO VINHO – PORTO é uma organização da empresa EV-Essência do Vinho, em parceria com a Associação Comercial do Porto.

BICMINHO apoia empresas do sector agroalimentar na internacionalização e financiamento

Seminário de encerramento do projeto LANPYMEXPORT vai discutir as principais oportunidades, apoios e incentivos que as PME da Euro-região Norte de Portugal – Galiza têm ao seu dispor para entrarem e se destacarem nos mercados internacionais.

O BICMINHO, em cooperação com a Câmara Municipal de Melgaço, a ANFACO-CECOPESCA, a Confederación de Empresarios de Lugo e o Centro Tecnolóxico da Carne, reúne convidados nacionais e galegos de áreas como o apoio ao financiamento e investimento, governo e internacionalização, em Melgaço. O evento acontece na próxima sexta-feira, 26 de fevereiro, no Salão Nobre da Câmara Municipal de Melgaço, pelas 14h00, e marca o encerramento do projeto LANPYMEXPORT. A tendência para a crescente globalização da concorrência e dos mercados, o número cada vez mais vasto de setores e de atividades e a explosão da Internet fazem com que a Internacionalização faça parte integrante das preocupações estratégicas das empresas. Surgem novos desafios e é necessário definir com clareza uma estratégia sustentável. É nesse sentido que o evento, intitulado “Indústria Agroalimentar – Desafios e Soluções para o Financiamento e a Internacionalização”, vai dar a conhecer às empresas as principais soluções de financiamento e internacionalização que estão ao seu dispor, bem como identificar e dinamizar um conjunto de contactos comerciais que se concretizem em vendas e oportunidades de negócio.

A abertura do seminário estará a cargo do Presidente da Câmara Municipal de Melgaço, Manoel Batista; do Presidente do BICMINHO, André Vieira de Castro; do Adjunto a Secretaria General de ANFACO-CECOPESCAO.

Siemens transforma estação de tratamento de águas residuais de Viena numa central elétrica ecológica

A Siemens vai ajudar a cidade de Viena a otimizar a eficiência energética da sua principal estação de tratamento de águas residuais. Para tal, fornecerá os sistemas de comando, de medida e análise, e de distribuição de energia, bem como os equipamentos de baixa e média tensão. A encomenda inclui ainda a instalação e o comissionamento de cada um destes sistemas. Orçamentado em cerca de 24 milhões de euros, faz parte do plano “E_OS 2020” (Otimização da Eficiência Energética do Tratamento de Lamas), o maior projeto ambiental alguma vez realizado pela cidade de Viena. A partir de 2020, esta estação aproveitará o gás de lamas para produzir autonomamente toda a energia necessária para o tratamento das águas residuais. Para o tratamento das lamas recorre-se a um método particularmente eficaz que precisa de menos água, enquanto duplica o teor dos sólidos. Daí resulta uma redução significativa do consumo de energia durante os processos de digestão anaeróbica e de geração de gás. Calcula-se que a estação de tratamento principal, que atualmente constitui um dos maiores consumidores de energia do município, terá capacidade para gerar 78 GWh de energia elétrica e 82 GWh de energia térmica. No total, este método eliminará cerca de 40.000 toneladas de CO2 por ano.

Christian Gantner, diretor-geral da principal estação de tratamento de águas residuais de Viena, afirma: “A conversão da estação de tratamento de águas residuais numa central elétrica ecológica é um contributo valioso, tanto para o aproveitamento responsável dos recursos naturais como para a produção sustentável de energia. As tecnologias eficientes do nosso parceiro Siemens desempenham um papel fundamental para conseguirmos alcançar os nossos ambiciosos objetivos de proteção ambiental e climática.”

Wolfgang Hesoun, CEO da Siemens AG Áustria, diz: “Um dos fatores essenciais para um município alcançar com sucesso os objectivos ambientais é tomar medidas que geram um máximo de benefícios ecológicos e económicos. Com base nas análises abrangentes realizadas em parceria com o nosso cliente conseguimos desenvolver uma solução à medida das necessidades deste, a qual ajudará a tornar o maior projeto ambiental jamais realizado pela cidade de Viena num grande sucesso. Neste âmbito, o foco vai tanto para a eficiência energética, a conservação de recursos e a sustentabilidade como para tecnologias inteligentes e sistemas ligados em rede.”

A encomenda inclui a migração e expansão do sistema de controlo de processos SIMATIC PCS 7 existente para a sua versão mais recente: 8.1. Os trabalhos de conversão estão a decorrer em paralelo com o funcionamento normal da estação de tratamento. Durante a fase de engenharia todas as funções foram testadas com Simit, um software de simulação, o que permitiu garantir a qualidade da solução e encurtar os prazos de comissionamento.

A Siemens fornecerá também equipamento de instrumentação e de análise de processo Sitrans, dispositivos para análise de gás (Ultramat / Oximat), bem como componentes de rede Scalance, incluindo cablagem, instalação e comissionamento. A fim de assegurar um fornecimento de energia seguro e de elevada disponibilidade para os cerca de 450 motores e acionamentos da estação de tratamento de águas residuais, a Siemens está ainda a instalar um sistema de distribuição de média tensão redundante de 20 kV, tipo NXAir (28 armários, um sistema de distribuição de energia de baixa tensão, tipo SIVACON S8 (cerca de 80 armários, um sistema de canalizações prefabricadas, e 14 transformadores.

Adicionalmente, a Siemens equipará os dispositivos de proteção dos sistemas existentes e dos novos sistemas com interfaces de comunicação baseados em Ethernet. O sistema SICAM AK 3 processa todos os dados do fornecimento de energia, envia-os para o sistema de distribuição de nível superior e, posteriormente, para o novo sistema de controlo de processos para efeito de monitorização global.

Dia Mundial das Doenças Raras

No dia 29 de fevereiro, data “rara”, assinala-se o Dia Mundial das Doenças Raras e o Núcleo de Estudos de Doenças Raras (NEDR) da Sociedade Portuguesa de Medicina Interna (SPMI) alerta para o facto de ainda não estarem definidos os centros de referência para as doenças hereditárias metabólicas, uma situação que se arrasta desde setembro de 2015.

Luís Brito Avô, coordenador do NEDR, explica que “em março de 2013, foi criado pelo Ministério da Saúde um grupo de trabalho que produziu um extenso relatório que propõe regras para a implementação dos Centros de Referência. Daí resultou em setembro de 2014 uma portaria regulamentando finalmente os Centros de Referência e caracterizando os processos de concurso para a sua certificação e criando uma Comissão para por tudo isto em prática. Em janeiro de 2015 foram publicadas as áreas prioritárias para lançar os concursos respetivos. Tiveram lugar em julho/agosto desse ano”.

“É do nosso conhecimento estarem aprovados os centros para as áreas de oncologia de adultos e pediátrica, para a epilepsia, doenças cardiovasculares, transplantes de órgãos, e paramiloidose familiar. O concurso para doenças hereditárias metabólicas, que afetam centenas de pessoas em Portugal, de extrema importância para as doenças raras, parece estar bloqueado, pois as candidaturas foram apresentadas em setembro/2015 e ainda não foram publicados os seus resultados. A definição destes centros é fundamental para o melhor tratamento dos portadores de doenças hereditárias metabólicas”, defende o especialista.

O coordenador do NEDR refere ainda que “do ponto de vista da Organização dos Cuidados de Saúde prestados pelo SNS para esta área, deve dizer-se que a sua maturação tem sido um longo processo. No ano de 2008 foi aprovado um Plano Nacional para as Doenças Raras (PNDR) pelo Ministério da Saúde. Um dos principais vetores deste plano é o estabelecimento de uma rede de referenciação dos doentes e a creditação de Centros de Referência com elevada diferenciação de prestação de cuidados para estas patologias. Pouco aconteceu e esse PNDR foi inclusivamente revogado pelo anterior governo e substituído por uma estratégia tripartida entre o Ministério da Saúde, Segurança Social e Ministério da Educação – o que nos parece adequado. No entanto, até ao momento, não tivemos conhecimento de grandes ações conjuntas decorrentes dessa estratégia”.

Além de alertar para estas situações que precisam de ser corrigidas, o NEDR vai juntar-se às associações de doentes da área na comemoração deste Dia Mundial das Doenças Raras. No Porto, a Aliança Portuguesa de Associações das Doenças Raras realiza uma sessão em que serão apresentadas as conclusões e recomendações da reunião do EUROPLAN (Organismo da Comunidade Europeia relacionado com esta área da Saúde) decorrida em Lisboa em 2015 e a sua repercussão na atual legislação portuguesa para as Doenças Raras. Em Lisboa, a Federação das Doenças Raras de Portugal (FEDRA), organiza um Open Day da Casa dos Marcos, durante o qual abrirá as portas a convidados de todas as áreas envolvidas nos cuidados de saúde prestados a estes doentes.

A Medicina Interna lida com doentes raros desde sempre e, sendo cerca de 80% destes doentes portadores de doenças genéticas, muitos delas ligadas ao metabolismo, foram criadas em Portugal há mais de uma década as Consultas de Doenças Hereditárias do Metabolismo do Adulto. Desde há 9 anos que o NEDR realiza ações de formação para as doenças raras e em 2016 será promovido o primeiro curso sobre este tipo de patologias em formato de e-learning.

Bolsa atribui 10 mil euros a jovens investigadores

Já estão abertas as candidaturas à Bolsa para Jovens Investigadores em Dor 2016, uma iniciativa da Fundação Grünenthal, que pretende promover e incentivar jovens até aos 35 anos a realizar estudos relacionados com a temática da dor. A Bolsa, no valor de 10 mil euros, será atribuída, este ano, a projetos de investigação básica. O investigador principal, dos trabalhos a concurso, não pode ter mais do que 35 anos de idade e deverá estar afiliado a uma universidade ou centro de investigação português.

Para avaliação dos projetos serão tidos em consideração os seguintes critérios: âmbito do projeto; originalidade da pergunta de investigação, incluindo a importância e possíveis repercussões científicas e sociais; e, qualidade do plano de investigação.

As candidaturas a esta Bolsa deverão ser enviadas, até 30 de abril de 2016, por correio eletrónico para fundacaogrunenthal.pt@grunenthal.com

A Fundação Grünenthal é uma entidade sem fins lucrativos que tem por fim primordial a investigação e a cultura científica na área das ciências médicas, com particular dedicação ao âmbito da dor e respetivo tratamento.

Para mais informações consulte o regulamento da Bolsa em http://www.fundacaogrunenthal.pt/.

Carlos Zorrinho defende Hub Ibérico de Gás

Durante a sessão de apresentação do pacote do Gás pelo Comissário Arias Cañete, na Comissão da Indústria, Investigação e Energia, Carlos Zorrinho considerou a diversificação do abastecimento como uma das prioridades da União da Energia e condição essencial da segurança energética. “Não obstante a importância económica e política do abastecimento de gás pelas fronteiras leste da Europa, não podemos descurar as oportunidades que se abrem a Oeste”, sublinhou o eurodeputado socialista, reforçando que “a Península Ibérica pode e deve constituir um Hub de gás”.

Ainda de acordo com Carlos Zorrinho, uma boa gestão do mercado do gás é “decisiva para uma transição energética sem riscos e sustentável”. Na sua resposta, o Comissário Arias Cañete reconheceu a importância estratégica da plataforma ibérica de gás e do reforço das suas interligações ao restante mercado europeu, manifestando confiança de que a combinação entre o investimento privado e público, tendo em conta, designadamente, os instrumentos europeus de financiamento (CEI e EFSI), possa concretizar em breve os projetos de interesse comum necessários para tornar o Hub uma realidade.

 

 

CBRE e MÉTODO IMOBILIÁRIA juntas

Localizados a uma curta distância do centro de Cascais e a 700 metros da Casa da Guia, os apartamentos deste condomínio fechado estão disponíveis nas tipologias T3 e T4 (duplex), com preços a partir dos 575 mil euros.

Frederico Mendoça, Diretor da Agência de Residencial da CBRE, refere que “o Condomínio Terraços da Guia vem completar o que é neste momento uma lacuna na oferta imobiliária em Cascais. O empreendimento Terraços da Guia beneficia duma localização privilegiada, 3 minutos a pé do Mar, com ótimos acessos, e todo o comércio que este segmento exige. Não há dúvida que é uma opção segura, quer do ponto de vista de investimento, quer do ponto de vista de utilização “.

Pedro Lopes Alves, Diretor Geral e fundador da Método Imobiliária, acrescenta “a relação preço qualidade bem como a sua conceção e arquitetura, transformam o Condomínio Terraços da Guia numa alternativa imobiliária muito atrativa tanto para clientes estrangeiros como nacionais. De facto, a sua localização entre Cascais e a estrada do Guincho, a pouca distância da entrada da A5 (autoestrada para Lisboa) colocam este empreendimento numa localização privilegiada”.

V Semana da Proteção Civil de Cascais

A Câmara Municipal de Cascais e o CascaiShopping promovem pelo 5ª ano consecutivo, de 29 de fevereiro a 6 de março, a Semana da Proteção Civil de Cascais que visa envolver a população nas atividades de prevenção do Sistema Municipal de Proteção Civil e alertar para a necessidade de uma cultura de Prevenção e de Planeamento de Emergência. O evento assinala ainda o Dia Internacional da Proteção Civil (1 de março). Com o tema “Prevenção no Sistema Municipal de Proteção Civil”, a abertura oficial realiza-se às 15h00 na presença de Carlos Carreiras, Presidente da Câmara Municipal de Cascais, de Luís Vilhena de Mendonça, diretor do CascaiShopping, e de representantes das várias entidades participantes. Ao longo da semana está patente uma exposição que divulga o trabalho das entidades que integram o Sistema Municipal de Proteção Civil de Cascais.

Mars manda recolher chocolates em 55 países

A fabricante mundial de doces norte-americana – Mars – ordenou a recolha de produtos em 55 países. Segundo avançam as agências internacionais, um consumidor alemão encontrou plástico dentro de uma barra.

Roel Gover, porta-voz da Mars da Holanda confirmou à AFP a decisão de “recolha voluntária”, mas escusou a avançar mais pormenores. Já um representante da empresa em Portugal, confirmou à TVI que Portugal está incluído na lista. Serão recolhidos alguns produtos na Alemanha, Holanda, França, Reino Unido, Itália e Bélgica, mas com referências diferentes segundo os países.

Na Alemanha, a retirada inclui as barras Mars e Snickers, os Milky Way Mini e Miniaturas e alguns bombons Celebrations cuja data de validade se situa entre 19 junho 2016 e 08 de janeiro de 2017, segundo um comunicado da Mars Alemanha. De acordo com a agência holandesa ANP, que cita a filial da Mars na Holanda, os mesmos produtos serão recolhidos neste país. Em França a retirada diz respeito a “algumas barras de chocolate produzidas na Holanda”: Mars, Snickers e bombons Celebrations, com data de validade até outubro de 2016. A Mars França informou que se trata “de um incidente isolado e estritamente delimitado, que apenas diz respeito aos produtos mencionados”, aconselhando os consumidores que compraram um dos produtos em causa a não o consumir e contactarem o serviço do cliente.

Mars Incorporated é um gigante norte-americano do setor agroalimentar, conhecido sobretudo pelos seus chocolates, mas que fabrica também arroz, massas e alimentos para animais domésticos.

 

Ricoh Portugal apoia referência nacional do atletismo em cadeira de rodas

A Ricoh Portugal, especialista em Soluções de Escritório, Impressão de Produção, Managed Document Services e IT Services vai patrocinar João Correia, primeiro atleta português a conseguir uma medalha internacional para o atletismo adaptado.
No âmbito da sua política de responsabilidade social, a Ricoh Portugal decidiu apoiar João Correia no ano que marca o seu regresso à competição com a principal ambição de participação nos Jogos Paraolímpicos, em setembro.
Como primeira conquista da sua época desportiva, no passado sábado e no Estádio Municipal da Póvoa de Varzim, na prova de 100 metros, obteve a marca de qualificação exigida pela Federação Portuguesa de Atletismo, para a presença no Campeonato de Europa de Atletismo, que decorre entre os dias 10 a 15 de junho, na cidade de Grosseto, em Itália.
Jorge Silva, Diretor de Marketing da Ricoh Portugal afirma: “o João Correia é um exemplo de perseverança e não tivemos dúvida na associação com a Ricoh. Queremos fazer a nossa parte para que o João atinja os seus objetivos. O lema de vida do João – Nunca! Desistas – é uma inspiração para todos nós. Uma lição de vida, pessoal e profissional, para nunca desistirmos, apesar das dificuldades”.
“É um grande orgulho para mim, ter marcas da grandeza da Ricoh a acreditar no meu potencial, mesmo após uma longa ausência por lesão. Tudo farei para encher de orgulho, todos aqueles que acreditam em mim.” afirma João Correia.
João Correia nasceu em 1983 e, aos dois, anos, sofreu um acidente que o deixou numa cadeira de rodas. Em 1991, começou a praticar desporto, tendo-se tornado no primeiro atleta português a ganhar uma medalha internacional, para o atletismo em cadeira de rodas. Atualmente está a preparar o regresso em força à competição, depois de uma ausência de quase dez anos por lesão.

Mais informações aqui: http://www.joaocorreia.com/

EMPRESAS