Inicio Autores Posts por Vanessa Ferreirinha

Vanessa Ferreirinha

142 POSTS 0 COMENTÁRIOS

Novos episódios de The Twilight Zone e muito cinema para veres em novembro no SYFY

SÉRIES (CONTINUING)

Twilight Zone

A nova versão da clássica série The Twilight Zone continua no SYFY. Com narração de Jordan Peele, os novos episódios baseiam-se no testemunho da série original, dando-lhe um toque de atualidade, sendo que todos exploram a condição humana.

Emissão: Terças-feiras, às 22h15

 

FILMES (ESTREIAS)

Caçador de Dragões (UK, 2016) – Num mundo de fantasia em que a magia está a ser suplantada pela tecnologia, uma adolescente órfã descobre o seu destino, tornando-se caçadora de dragões.

Emissão: 2 de novembro, às 21h30

Int: Adeel Akhtar, Matt Berry, Danielle Bjelic

O Dia Depois de Amanhã (EUA, 2004) – O paleoclimatologista Jack Hall empreende uma viagem arrojada desde Washington, D.C. até Nova Iorque, para conseguir reencontrar o seu filho, preso numa súbita tempestade global que mergulha o planeta numa nova Idade do Gelo.

Emissão: 9 de novembro, às 21h30

Int: Dennis Quaid, Jake Gyllenhaal, Emmy Rossum

A Purga: Ano de Eleições (EUA, 2016) – O ex-sargento da polícia Barnes torna-se chefe de segurança da Senadora Charlie Roan, uma candidata presidencial que é alvo de uma ameaça de morte na noite da Purga, devido à sua promessa de erradicar essa tradição.

Emissão: 16 de novembro, às 21h30

Int: Frank Grillo, Elizabeth Mitchell, Mykelti Williamson

NOITES ESPECIAIS

NOITES X-MEN – 20 e 27 de novembro

X-Men (EUA, 2000) – Dois mutantes chegam a uma academia privada para jovens como eles, cuja equipa de super-heróis tem de fazer frente a uma organização terrorista com poderes semelhantes.

Emissão: 20 de novembro, às 22h15

Int: Hugh Jackman, Patrick Stewart, Ian McKellen

X-Men 2 (EUA, 2003) – Os X-Men juntam-se para perseguir um anti-mutantes, o Colonel William Stryker, que rapta e tenta assassinar o Professor X. Para o parar, terão que se aliar ao seu arquinimigo, Magneto.

Emissão: 20 de novembro, às 23h51

Int: Hugh Jackman, Patrick Stewart, Halle Berry

 

NOITE DA PURGA – 16 de novembro

A Purga: Ano de Eleições (EUA, 2016) – O ex-sargento da polícia Barnes torna-se chefe de segurança da Senadora Charlie Roan, uma candidata presidencial que é alvo de uma ameaça de morte na noite da Purga, devido à sua promessa de erradicar essa tradição.

Emissão: 16 de novembro, às 21h30

Int: Frank Grillo, Elizabeth Mitchell, Mykelti Williamson

A Purga: Anarquia (EUA, 2014) – Num futuro próximo, o governo dos Estados Unidos institui a Noite do Crime, um evento onde os assassinatos são permitidos, para que os cidadãos libertem os seus instintos violentos. Quando faltam poucas horas para o início deste feriado sangrento, cinco pessoas encontram-se nas ruas.

Emissão: 16 de novembro, às 23h14

Int: Frank Grillo, Carmen Ejogo, Zach Gilford

NOITE SHARKNADO – 24 de novembro

The Last Sharknado: It’s About Time (EUA, 2018) – Fin tem que tem que voltar atrás no tempo para se juntar aos seus amigos e lutar com tubarões, para parar o primeiro Sharknado e salvar a humanidade.

Emissão: 24 de novembro, às 21h30

Int: Ian Ziering, Tara Reid, Cassanda Scerbo

Sharknado 5: Voracidade Global (EUA, 2017) – Com os Estados Unidos em ruínas, o resto do mundo está perante uma dominação global de sharknados. Fin e a sua família vão viajar pelo mundo inteiro para os parar.

Emissão: 24 de novembro, às 22h57

Int: Ian Ziering, Tara Reid, Cassanda Scerbo

NOITES MYTHICA – 8, 15, 22 e 29 de novembro

Mythica: A Demanda dos Heróis (EUA, 2014) – Presa numa vida de escravidão, Marek sonha em tornar-se numa bruxa. Quando conhece uma bela sacerdotisa, Teela, que precisa de ajuda, Marek decide fugir do seu mestre e criar uma equipa de aventureiros – incluindo Thane, o guerreiro e Dagen, o ladrão meio elfo – embarcando numa jornada épica para a libertação da irmã de Teela, prisioneira entre orcs e ogres. Depois da invasão ao acampamento dos orcs, os aventureiros descobrem que a irmã de Teela tinha sido levada para as montanhas por um ogre gigante. Após lutar com cães do inferno e dragões, conseguem finalmente superar os obstáculos até chegar ao ogre gigante. Na reta final da sua batalha, o grupo vê-se na obrigação de unir ainda mais as suas forças para alcançar o seu objetivo e sair ileso.

Emissão: 8 de novembro, às 22h15

Int: Kevin Sorbo, Melanie Stone, Adam Johnson

Mythica: O Esporo Negro (EUA, 2015) – Marek e as suas amigas enfrentam um novo inimigo sinistro – Kishumen, um místico estrangeiro empenhado em recuperar Darkspore para o seu mestre Szorlok. Com mapas iguais, Marek e a sua equipa correm atrás do tempo entre terras repletas de criaturas e uma cidade subterrânea há muito abandonada – sempre perseguidos por caçadores de recompensas que pretendem devolver Marek à escravidão. Juntamente com o misterioso guerreiro Qole, a equipa viaja para o mundo subterrâneo para descobrir que a cidade em ruínas agora abriga um dragão morto-vivo. Presos entre Kishkumen e o dragão, Marek e a sua equipa devem unir todas as suas habilidades para lutar contra a besta e combater pelo seu tesouro duramente conquistado… e pelas suas vidas.

Emissão: 15 de novembro, às 22h15

Int: Kevin Sorbo, Melanie Stone, Adam Johnson 

Mythica: A Necromante (EUA, 2015) – Quando o seu amigo mais leal é feito refém por Peregus Malister, o cruel mestre da Thieves Guild, Marek deve embarcar numa missão difícil para o salvar. Mas quando essa demanda a leva para as garras de Szorlok – o seu maior inimigo – Marek deve sacrificar as suas ambições e talvez a sua própria alma antes que os seus amigos sejam mortos, para impedir que Szorlok consiga conquistar o Darkspore.

Emissão: 22 de novembro, às 22h15

Int: Kevin Sorbo, Melanie Stone, Adam Johnson

Mythica: A Coroa de Ferro (EUA, 2016) – Quando uma improvável equipa de heróis sequestra um vagão movido a vapor, a ousada jovem maga Marek furta a peça final do todo-poderoso Darkspore e embarca numa desesperada aventura para entregar o artefacto amaldiçoado aos deuses em segurança. No entanto, quando é apanhada numa corrida de morte entre uma equipa implacável de mercenários de elite e uma trindade de demónios, Marek deve aprender a acreditar em si mesma, antes que os seus amigos sejam mortos e o Darkspore esteja perdido e o maléfico Szorlok inunde o mundo com as suas legiões de mortos-vivos.

Emissão: 29 de novembro, às 22h15

Int: Benjamin Alexander, Kaza Marie Ayersman, James Gaisford

 

NOITES BACK TO THE FUTURE – 25 e 26 de novembro

Regresso ao Futuro (EUA, 1985) – Marty McFly, de 17 anos, é acidentalmente enviado para o passado num DeLorean que viaja no tempo, inventado pelo seu amigo cientista Doc Brown.

Emissão: 25 de novembro, às 22h15

Int: Michael J. Fox, Christopher Lloyd, Lea Thompson

 

Regresso ao Futuro Parte II (EUA, 1989) – Marty acode rapidamente ao pedido de ajuda de Doc, viajando ao futuro para solucionar um problema que os seus próprios filhos desencadearam.

Emissão: 25 de novembro, às 00h07

Int: Michael J. Fox, Christopher Lloyd, Lea Thompson

 

Regresso ao Futuro Parte III (EUA, 1990) – A máquina do tempo avaria e Doc fica preso no Velho Oeste. Marty vai em seu auxílio, quando percebe que no seu jazigo lê que o amigo morreu em 1885.

Emissão: 26 de novembro, às 22h15

Int: Michael J. Fox, Christopher Lloyd, Mary Steenburgen

Toda a informação sobre estas séries e filmes está disponível na página web do SYFY, ou no Facebook e Instagram do canal.

Estes filmes poderão ser visualizados nos seguintes operadores de televisão por cabo:

MEO: SYFY HD: Posição 76 // SYFY: Posição 576

NOS: SYFY HD: Posição 90

NOWO: SYFY HD: Posição 347 // SYFY: Posição 47

VODAFONE TV: SYFY HD: Posição 101 // SYFY: Posição 102

APIFVET reforça importância do controlo da saúde dos animais na luta contra a fome

O apelo é da Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO), que chama também a atenção para o facto de dois milhões de pessoas em todo o mundo sofrerem da chamada ‘fome oculta’ ou microdeficiência de nutrientes, reforçando a necessidade de aumentar para o dobro a produção de carne até 2050 para ajudar a alimentar 10 mil milhões de pessoas. A APIFVET, Associação Portuguesa da Indústria Farmacêutica de Medicamentos Veterinários, associa-se a esta causa, reforçando a importância do controlo da saúde dos animais destinados a consumo.

É a FAO que garante que 149 milhões de crianças sofrem de problemas de crescimento devido à desnutrição. Um problema que pode ser minimizado com o consumo de carne, uma vez que os produtos pecuários fornecem micronutrientes essenciais, como vitamina B12, ferro e cálcio. “Investir em nutrição faz sentido economicamente, pois melhora a produtividade e o crescimento económico e promove a saúde da nação”, refere a organização.

Tendo em conta que um em cada cinco animais destinados a consumo morrem devido a doenças evitáveis, o que representa uma perda de 20% da produção, e tendo em conta também que cerca de 50% da população mais pobre do mundo depende da agricultura e pecuária não só para a alimentação, mas também para a sua sobrevivência financeira, proteger os animais contra doenças é uma das melhores formas de fazer esse investimento. É, afirma Jorge Moreira da Silva, Presidente da APIFVET, “garantia de qualidade e segurança alimentar”, sendo por isso essencial “esclarecer a população sobre a importância da vacinação e do tratamento de doenças e infeções nos animais para consumo”.

“Ao reduzir a incidência de doenças nos animais de produção para consumo, que é aliás uma das formas de sustento de muitas famílias nos chamados países subdesenvolvidos, estamos a contribuir para o combate à fome e, por isso, várias entidades mundiais têm aproveitado esta efeméride para alertar para esta realidade e desmistificar a ideia de que o uso de medicamentos veterinários em animais para consumo é prejudicial para a saúde humana”, acrescenta.

Jorge Moreira da Silva explica que, “por exemplo, em Portugal o uso de vacinas nos animais permitiu erradicar doenças como a raiva e a febre aftosa”. Já os suplementos alimentares em animais são também importantes, na medida em que, “tal como nós humanos, a sua correta utilização em animais é muitas vezes necessária para garantir a saúde”. Embora existam atualmente métodos eficazes de controlo no combate a doenças, a APIFVET alinha na mensagem destas entidades, que enaltece a importância de se “continuar a investir no desenvolvimento de novas vacinas, medicamentos, testes de diagnóstico e biocidas, para reduzir as perdas por várias doenças em animais de produção para consumo”.

SAVILLS APRESENTA ESTUDO “WHAT WORKERS WANT PORTUGAL 2019”

Esta primeira edição, especialmente dedicada à importância da necessidade de se conhecerem as principais tendências que motivam o mercado imobiliário português, será apresentada no Hub Criativo do Beato (Rua da Manutenção 118), em Lisboa.

Este estudo desenvolvido pela Savills Portugal tem como principal objetivo esclarecer a importância da necessidade de se conhecerem as tendências que motivam o mercado de escritórios e como estas estão relacionadas com o espaço e design utilizados.

As conclusões do estudo basearam-se num inquérito realizado aleatoriamente a cerca de 11.000 colaboradores europeus, dos quais 1000 trabalham em Portugal. O mesmo teve como objetivo analisar os fatores que se consideram ter mais impacto no seu local de trabalho, tais como os níveis de satisfação e estabilidade emocional.

Atualmente é primordial que se conheçam todos os colaboradores e que se compreenda o seu comportamento. A mudança dos vários paradigmas que estão sob a influência das próximas gerações vão, claramente, afetar cada vez mais as decisões referentes a espaços imobiliários.

O Estudo “What Workers Want 2019” será apresentado por Alexandra Gomes, do Departamento de Research da Savills Portugal e por Mike Barnes, do Departamento de Research da Savills Europe.

A sessão de abertura ficará a cargo de Patrícia de Melo e Liz, CEO da Savills Portugal e Joana Rodrigues, Architecture Director da empresa, sendo que o evento contará ainda com a presença de José Mota Leal, Project Manager da Startup Lisboa e João Pedro Tavares, Presidente da ACEGE, entre outros, conforme agenda (abaixo).

ANI promove seminário internacional sobre Compras Públicas de Inovação

O seu objetivo é poupar recursos e otimizar a sua eficiência. Tenta lançar um concurso público, mas a solução que procura ainda não está disponível no mercado e não obtém candidaturas que lhe permitam prosseguir com o projeto. No entanto, pode estar, nesse momento, a ser desenvolvida uma tecnologia ou a ideia já existir e apenas precisar de financiamento. A solução, neste caso, seria uma Compra Pública de Inovação (CPI).

E para debater este assunto, as suas vantagens e os seus constrangimentos que, no dia 16 de outubro, a Agência Nacional de Inovação (ANI) promove o seminário internacional “Capacity building a driver for IPP [Innovation Public Purchases] transnational cooperation”, no Laboratório Nacional de Engenharia Civil, em Lisboa. Prevê-se a participação de 150 especialistas, oriundos de 40 entidades e de 12 países.

Este será o primeiro evento organizado em Portugal sobre CPI e tem como objetivo discutir a importância dos Centros de Competência e de outros instrumentos de política pública para promover a capacitação na implementação da contratação pública de inovação. Será ainda uma oportunidade para abordar o papel das Compras Públicas na promoção da inovação e de oportunidades de cooperação transnacional.

Durante a manhã, a discussão centrar-se-á nos casos de estudo relativos a processos de Compra Pública de Inovação em seis países (Finlândia, Lituânia, Letónia, Roménia, Grécia, Espanha). A tarde será dedicada à apresentação das experiências dos atuais cinco centros de competências, existentes na Áustria (PPPI), Alemanha (KOINNO), Holanda (PIANOo), Espanha (CDTI) e Suécia (Nationella upphandlingsstrategin). Terá ainda lugar uma mesa redonda entre os países em que foi proposto localizar futuros centros de competência de CPI: além de Portugal, Estónia, Grécia, Irlanda e Itália.

Spaces: Conceito único e inspirador de espaços de trabalho chega a Portugal

Mais do que oferecer espaços de trabalho flexível, a marca do grupo IWG – que chega pela primeira vez a Portugal -, pretende criar uma comunidade dinâmica de empreeendedores e empresas com espírito inovador. Sob o mote “Inspire-se enquanto trabalha”, a insígnia quer criar uma energia contagiante e um ambiente ideal para alimentar a criatividade e, consequentemente, contribuir para o sucesso das empresas.

A unidade Spaces ficará situada no “coração” de Lisboa, mais precisamente no Marquês de Pombal, num edifício de nove pisos, com uma área de mais de cinco mil metros quadrados, onde toda a decoração e design foi pensada ao pormenor para proporcionar boas ideias e bons negócios. Esta aposta do IGW traduz-se num investimento de mais de três milhões de euros. Pela sua localização privilegiada, o Spaces permite acesso rápido e fácil a vários serviços, restaurantes, bares, etc. Desta forma, os empreendedores e empresas que escolherem o Spaces podem deixar-se contagiar pelo espírito vibrante de Lisboa.

“Todos somos mais produtivos e eficazes num espaço agradável, sociável e inspirados, e esta ideia reflete o nosso ADN”, refere Martijn Roordink, fundador de Spaces,
acrescentando: “A entrada de Spaces em Portugal é mais um passo importante na nossa estratégia de expansão mundial, já que nos permite ajudar a fomentar um espírito empreendedor cada vez mais importante para a economia do país”.

Já Jorge Valdeira, Country Manager de Spaces em Portugal, afirma: “No Spaces, o ambiente é descontraído, informal e aberto, o que estimula a criatividade dos profissionais residentes. São unidades de coworking de grande dimensão, localizadas em grandes áreas metropolitanas e que oferecem espaços e momentos de interação variados para quem os usa. Isto permite criar uma verdadeira comunidade que partilha ideias e talento, fomentando assim a criatividade, a inovação e o empreendedorismo. A equipa Spaces do Marquês de Pombal irá disponibilizar tanto eventos ligados ao conhecimento e à cultura, como momentos de descontração e socialização. No Spaces será possível partilhar uma cerveja ao final da tarde, participar em workshops, usar o ginásio ou correr no parque à hora do almoço sabendo que há um duche disponível no final. Os nossos ambientes de trabalho são diversificados, permitindo partilhar espaço com outros profissionais ou então usar um espaço privado ou de empresa, e ainda assim trabalhar em zonas partilhadas quando assim quisermos, incluindo um espaço ao ar livre. E claro, estamos no centro de Lisboa, perto de tudo o que por lá acontece e com acessibilidades excelentes e variadas”.

Com a entrada em Portugal, Spaces continua a fase de expansão internacional da marca, que introduz uma oferta mais inovadora para satisfazer as necessidades das novas empresas. O Spaces dispõe de áreas de trabalho dinâmicas e completamente equipadas para ajudar as equipas mais criativas, além de fomentar uma cultura que vai mais além da logística do negócio para construir uma comunidade de profissionais com interesses comuns e espírito empreendedor.

Recorde-se que a marca nasceu em 2006 em Amesterdão e está a impulsionar uma nova forma de trabalhar, com espaços de trabalho baseados nos princípios de colaboração e comunidade. Além disso, o Spaces proporciona aos seus membros a possibilidade de trabalhar em qualquer uma das unidades da marca espalhadas por todo o mundo, como Londres, Paris, Milão, Zurique, Nova Iorque, Melbourne, Sidney ou México.

Alexandra Bento reeleita Bastonária da Ordem dos Nutricionistas

De acordo com os resultado provisórios divulgados pela Comissão Eleitoral, a Lista A, liderada por Alexandra Bento, obteve 1210 dos 1827 votos apurados, tendo a Lista B, encabeçada por Fernando Pichel, registado 568 dos votos.

O ato eleitoral contou com a participação de 1827 dos 3510 eleitores da Ordem dos Nutricionistas, registando-se uma abstenção de 47,9%.

A “Lista A – Alexandra Bento, Pelo Valor da Profissão” arrecadou a maioria dos votos para os restantes órgãos que foram igualmente a eleição. Para o Conselho Jurisdicional da Ordem, a Lista A obteve 66,2% dos votos, enquanto que a Lista B registou 32,1%. Relativamente ao Conselho Geral, a Lista A conquistou 27 dos 40 mandatos disponíveis, sendo que os restantes 13 mandatos serão destinados à Lista B.

No seu programa eleitoral, Alexandra Bento apresenta várias propostas alicerçadas em cinco eixos estratégicos: “melhor qualificação e acesso”, “mais e melhor emprego”, “mais e melhor exercício profissional”, “mais proximidade com os membros” e “mais e melhor nutrição”.

As eleições decorreram, entre as 11 e as 16 horas, por voto presencial em sete assembleias de voto distribuídas pelo país (Norte, Centro, Lisboa, Alentejo, Algarve e regiões autónomas da Madeira e Açores) e, ainda, por voto por correspondência.

Recorde-se que este foi apenas o terceiro ato eleitoral na história da Ordem dos Nutricionistas, estabelecida em 01 de janeiro de 2011. Foi Alexandra Bento quem iniciou o seu processo de criação em 1998, enquanto presidente da Associação Portuguesa dos Nutricionistas, período após o qual assumiu funções como primeira Bastonária da história da Ordem dos Nutricionistas.

Mutações genéticas BRCA e o cancro: o que precisamos de saber?

Depois de Coimbra e Porto, a campanha “saBeR mais ContA”, lançada no mês de maio, chega agora à capital, com a realização da sessão de esclarecimento “As mutações genéticas BRCA e o cancro”, no próximo dia 17 de outubro, pelas 15 horas, no Auditório do IPO Lisboa. O que são as mutações genéticas BRCA? Qual a sua relação com o cancro, em particular com o cancro do ovário e mama? O que é o teste genético e quem deve fazê-lo? Estas e outras questões serão respondidas, numa conversa moderada por Adelaide de Sousa, que contará com especialistas na área da oncologia e genética humana, associações de doentes e testemunhos reais.

Cerca de 72% das mulheres portadoras de mutações patogénicas no gene BRCA1 e cerca de 69% das mulheres portadoras de mutações patogénicas no gene BRCA2 irão desenvolver cancro da mama até aos 80 anos [1]. No cancro do ovário,  o cenário é idêntico, cerca de 44% das mulheres portadoras de mutações patogénicas no gene BRCA1 e cerca de 17% das portadoras de mutações patogénicas no gene BRCA2 irão desenvolver este tumar até aos 80 anos [1]. Saber como podem ser identificadas as mulheres portadoras destas mutações, antes ou durante a doença, que tipo de respostas podem ser conseguidas através desta identificação ou como encarar a mutação enquanto doente e enquanto portadora saudável serão também alguns dos tópicos que irão alimentar a sessão, para a qual as inscrições (gratuitas), poderão ser feitas para campanhasabermaisconta@gmail.com.

A campanha “saBeR mais ContA”, uma iniciativa da Evita, da Liga Portuguesa Contra o Cancro, da Sociedade Portuguesa de Genética Humana, da Sociedade Portuguesa de Ginecologia, da Sociedade Portuguesa de Senologia e da Sociedade Portuguesa de Oncologia e a AstraZeneca, conta ainda com uma exposição fotográfica, com testemunhos de famílias onde houve diagnóstico de cancro da mama e/ou ovário, associados à mutação BRCA, e outros que realizaram o teste genético, que poderá ser vista de 7 a 21 de outubro na estação de metro do Marquês de Pombal (junto ao acesso à linha amarela).

Pedro Rocha e Silva é nomeado CEO da Neves de Almeida HR Consulting

Pedro Rocha e Silva

Há quatro anos na organização e com um percurso profissional de duas décadas nos Recursos Humanos, Pedro Rocha e Silva, Managing Partner da Neves de Almeida HR Consulting, assume o cargo de CEO da consultora de Recursos Humanos.

A nova função traduz a estratégia da Neves de Almeida HR Consulting de crescimento sustentável, excelência operacional, foco no cliente, adaptação ao ambiente de elevada e permanente transformação, associada às exigências de empresas e profissionais e à dinâmica atual no mundo do trabalho. Com esta alteração organizacional, haverá uma maior clarificação de responsabilidades funcionais, nomeadamente na gestão de cada área de negócio.

“A empresa encontra-se num processo de crescimento para o qual é necessário escolher uma pessoa que esteja adequada ao momento estratégico que se vive. O Pedro Rocha e Silva tem o perfil necessário e acreditamos que sob a sua liderança a Neves de Almeida continuará num processo de crescimento sustentável”, afirma Fernando Neves de Almeida, fundador e presidente não-executivo da Neves de Almeida HR Consulting.O cargo de CEO vem alicerçar a estratégia de tornar a empresa mais ágil e flexível, capaz de dar respostas às necessidades e exigências da mudança no paradigma dos Recursos Humanos” para que a Neves de Almeida se torne “cada vez mais um sítio apetecível para se fazer carreira nos RH”.

Já Pedro Rocha e Silva, o novo CEO da Neves de Almeida HR Consulting salienta que o “objetivo é o mesmo de sempre: continuar a crescer, alargando a esfera de atuação, tornando a nossa oferta cada vez mais integrada e ainda mais inovadora, permitindo desenvolver a nossa base de clientes. Queremos, no fundo, apoiar mais clientes e apoiar ainda mais os atuais clientes, desafiando-os e desafiando-nos”.

Mais de 20 anos de experiência profissional diversificada que refletem a passagem pela consultoria e também por organizações cliente, com exposição a todas as áreas de desenvolvimento do ativo humano, são algumas das caraterísticas do percurso profissional de Pedro Rocha e Silva.

Licenciado em Organização e Gestão de Empresas pelo ISCTE-IUL, iniciou o seu percurso profissional na Andersen Consulting, onde esteve seis anos. Posteriormente, ingressou na Watson Wyatt de onde saiu para a Portugal Telecom, para assumir responsabilidades em áreas várias de desenvolvimento de RH, numa organização com mais de 10.000 colaboradores. Em 2007, ingressou na Talent Search antes de desenvolver um percurso de mais de oito anos na Heidrick&Struggles, com a liderança de projetos na área de Executive Search e de Leadership Consulting.

Porto de Setúbal- Plataforma Janela Única Logística entra em atividade em Março de 2020

Esta, constitui um passo significativo para tornar o porto mais competitivo, com processos totalmente digitais, mais rápidos e mais baratos, e concretizando um projeto integrado na “Estratégia para o Aumento da Competitividade da Rede de Portos Comerciais do Continente — Horizonte 2026”, aprovada por Resolução do Conselho de Ministros sob iniciativa do Ministério do Mar.

Para preparar a entrada em funcionamento da JUL, a APSS realizou em 10 de Outubro uma demonstração dessa plataforma a agentes de navegação, autoridades e prestadores de serviços, a qual se revelou bastante útil pois permitiu proporcionar bastante informação e esclarecer muitos aspetos relacionados com o funcionamento, objetivos e vantagens decorrentes da sua utilização.

A JUL é um alargamento da Janela Única Portuária (JUP) a todos os modos de transporte terrestre, desenvolvendo a ligação aos portos secos e plataformas logísticas, irá contribuir para o aumento da competitividade das cadeias logísticas nacionais através da desmaterialização e redução do tempo de transporte, englobando os modos de transporte terrestre e os diferentes intervenientes na cadeia logística de transporte de mercadorias situados no hinterland dos portos.

O projeto JUL é desenvolvido pela Direção-Geral de Recursos Naturais, Segurança e Serviços Marítimos (DGRM), sob a tutela do Ministério do Mar que coordena e envolve outros organismos deste ministério e a Associação dos Portos de Portugal (APP).

O primeiro projeto-piloto foi lançado, em abril deste ano, nos portos da região Autónoma da Madeira, vocacionado para a gestão das escalas de navios nos portos sob administração da APRAM, um segundo foi apresentado, em setembro, no porto de Sines.

Desvalorizar a dor nas costas pode levar a incapacidade crónica

No âmbito do Dia Mundial da Coluna, que se assinala a 16 de outubro, a Campanha Olhe pelas suas costas lança o alerta “Prevenir a dor de costas é sempre o melhor remédio”. Este tema tem como objetivo alertar para a importância duma atitude pró-ativa de cada um na prevenção das dores nas costas, que são um problema extremamente prevalente na população.

“Estima-se que as dores nas costas afetem 7 milhões de portugueses em algum momento da sua vida e isto é preocupante. As doenças da coluna vertebral são já a principal causa de anos vividos com incapacidade em todo o mundo. Se uma dor que é persistente e incapacitante for ignorada, pode resultar num problema potencialmente mais grave, ou até limitar o acesso a opções de tratamento mais simples”, alerta Bruno Santiago, neurocirurgião e coordenador da Campanha Olhe pelas suas costas.

A Campanha pretende destacar os diferentes tipos de dor nas costas, um mais frequente, de dor transitória que alivia em 3-4 semanas e outro mais persistente ou recorrente, com impacto na vida social e profissional e que se pode tornar crónica e incapacitante.

“Saber interpretar o tipo de dor nas costas é fundamental e sempre que esta se acompanha de dor ou falta de força num dos membros, se agrava durante a noite, se acompanha de febre ou perda de peso devemos procurar ajuda médica”, explica Bruno Santiago.

“Também os doentes com osteoporose, os que sofreram quedas recentemente ou que têm história anterior de um tumor também têm maior risco de ter uma lesão mais séria na coluna quando têm dores. O não ignorar destes sintomas  é o primeiro passo para proteger a nossa coluna”, refere o especialista.

Pretende-se sobretudo promover a educação para a saúde destacando a importância de pequenas mudanças no estilo de vida, através de conselhos, em primeiro lugar,  sobre a prática de exercício físico. “Os exercícios que contribuem para o fortalecimento dos músculos que dão suporte à coluna, feitos com regularidade, são a principal forma de mantermos uma coluna saudável, evitando dores, e melhorando muito a qualidade de vida. A natação, o pilates, as caminhadas ou exercícios específicos em ginásio são alguns exemplos. ”, conclui Bruno Santiago.

Outras recomendações úteis são as posturas corretas a adotar no dia-a-dia, o controlo do peso,  evitar o tabagismo, o cuidado com o transporte de sacos ou mochilas e a posição do pescoço na  utilização de smartphones e tablets.

Estes são apenas alguns exemplos das mensagens que esta campanha pretende passar aos portugueses.

A Campanha Olhe pelas suas costas este ano comemora 10 anos de existência o que ficará marcado pelo lançamento do novo site da campanha, onde é possível encontrar informação sobre diagnóstico, prevenção e tratamento das patologias da coluna vertebral, bem como informações sobre a incidência destas doenças em Portugal.

Esta campanha tem vários suportes com mensagens diferentes que podem ser vistos, durante várias semanas, nos transportes públicos – Carris, STPC e SMTUC, Metro do Porto e  Metropolitano de Lisboa, em mupis publicitários espalhados por Lisboa e Porto, em vários centros comerciais e também nas redes sociais da Campanha Olhe pelas suas costas.

A Campanha Olhe pelas suas costas vai promover ainda, no final do mês de outubro, uma iniciativa de esclarecimento e rastreio na zona norte do país, para o público em geral, através da qual os portugueses podem avaliar a saúde da sua coluna, numa altura em que os profissionais de saúde da especialidade se juntam também no VIII Congresso da Sociedade Portuguesa de Patologia da Coluna Vertebral (SPPCV), que acontece na Fundação Cupertino de Miranda, no Porto, entre 31 de outubro e 2 de novembro.

Os rastreios acontecem de 29 de outubro a 1 de novembro em centros comerciais da zona norte do país e através do site e da página de Facebook da Campanha. “Todas estas ações de sensibilização e alertas são de extrema importância, mas é fundamental ter sempre em conta a necessidade de procurar o médico em caso de dor persistente, para que seja possível atuar numa janela temporal favorável ao tratamento mais adequado”, explica o neurocirurgião.

EMPRESAS