Inicio Tags Companhia aérea

Tag: Companhia aérea

Emirates lança o seu mais recente Boeing 777-300ER em Malé a partir de 1 de junho

Os passageiros que viajarem de/para o arquipélago idílico nos voos EK658 e EK659 da Emirates, num dos três serviços diários sem escala*, poderão experimentar as suites privadas da Primeira Classe, totalmente fechadas e inspiradas na luxuosa marca Mercedes-Benz.

“As Maldivas tornaram-se num destino cada vez mais popular para a Emirates, atraindo viajantes de topo, recém-casados ​​e famílias de todo o mundo. A introdução do novo Boeing 777 com as suites da Primeira Classe nesta rota vem reforçar o nosso compromisso de longa data com Malé. É também reflexo do nosso esforço contínuo para oferecer aos viajantes de toda a rede uma experiência inigualável, reforçando a promessa da Emirates quando convida os passageiros a Voar Melhor (Fly Better)”, destacou Ahmed Khoory, Vice-Presidente Sénior da Emirates, Ásia Ocidental e Oceano Índico.

Os passageiros que voarem de/para as Maldivas podem experimentar o novo Boeing 777 da Emirates no voo EK658, que parte do Dubai diariamente às 04:20hrs e chega a Malé às 09:30hrs. O voo de regresso EK659 sai de Malé às 11:00hrs, chegando ao Dubai às 14:00hrs.

Desde as cabines de Primeira Classe às da Classe Executiva e Económica, o mais recente avião Boeing 777 da Emirates apresenta assentos ergonómicos, melhorias de vários milhões de dólares e a última versão do sistema de entretenimento a bordo ice. Desenhadas a pensar no conforto e na privacidade máxima do passageiro, as suites Boeing 777 da Emirates incluem portas de correr do chão ao teto e apontamentos com um design ultramoderno, que contrasta com as cores frescas e os cinzas. Oferecendo até cerca de 3,7 metros quadrados de área pessoal em cada uma, as suites privadas estão dispostas numa configuração 1-1-1, para um total de seis suites.

Estas novas suites incluem assentos reclináveis, com várias posições, incluindo uma posição totalmente plana, “gravidade zero”, inspirada na tecnologia da NASA, para transmitir uma sensação de leveza durante o voo. Os passageiros podem escolher ainda entre uma infinidade de tons de iluminação e ajustar a temperatura das suas suites para uma experiência totalmente personalizada. As primeiras janelas virtuais da indústria poderão ser experimentadas pelos passageiros sentados no interior das suites que estão localizadas no corredor do meio. Estas janelas virtuais mostram uma visão do exterior do avião, recorrendo a uma tecnologia de câmara de fibra ótica, em tempo real.

Os assentos da Classe Executiva são inspirados no interior de um carro desportivo moderno e apresentam um encosto de cabeça ergonómico com um design elegante. Os passageiros desta classe também podem personalizar a sua experiência, através dos comandos touchscreen para o sistema do assento e entretenimento, ajustando ainda as opções de iluminação pessoal. A cabine também inclui painéis de privacidade entre assentos, uma área para guardar sapatos, apoio para os pés e um minibar pessoal.

A cabine da Classe Económica apresenta um conjunto de cores em tons suaves de cinza e azul. Os assentos vêm com encostos de cabeça flexíveis, em couro, e com painéis laterais que podem ser ajustados verticalmente para garantir o suporte ideal.

A Emirates opera atualmente este Boeing 777-300ER, equipado com as suites de Primeira Classe, para Bruxelas, Genebra, Viena, Tóquio (Haneda), Londres Stansted e Riyadh, tendo anunciado que avançará brevemente com voos para o Kuwait a partir de 1 de junho de 2019.

A Emirates é a maior operadora mundial de Boeing 777, operando mais de 160 destes aviões modernos e eficientes para seis continentes, a partir do seu hub no Dubai.

Qantas eleita a companhia aérea mais segura do mundo

Ao todo, foram avaliadas 407 companhias, classificadas num ranking de segurança com a nota máxima de sete estrelas. A melhor nota foi atribuída a 148 e cerca de 50 tiveram apenas três estrelas ou menos. Com uma estrela, há dez companhias aéreas, todas com sede no Nepal, Indonésia e Suriname.

Neste relatório, de todas as companhias avaliadas são destacadas as 20 mais seguras (veja a listagem completa abaixo): a seguir à australiana Qantas, surge a Air New Zealand, da Nova Zelândia, e em terceiro a norte-americana Akaska Airlines. A japonesa All Nippon Airlines vem em quarto e, a fechar o top cinco, a American Airlines, dos EUA.

Os analistas do website levam em conta vários critérios para definir as 20 companhias mais seguras, nomeadamente se a companhia é certificada pela International Air Transport Association (IATA), a associação de transportes aéreos internacional, se está na “lista negra” da União Europeia, se registou algum acidente nos últimos dez anos e mesmo se a frota não voa devido a preocupações de segurança. Caso a companhia opere apenas com aviões de fabrico russo, uma estrela é imediatamente retirada.

“As nossas 20 companhias mais seguras estão sempre na vanguarda da inovação em termos de segurança, excelência operacional e no lançamento de aparelhos mais avançados”, esclareceu Geoffrey Thomas, editor do AirlineRatings.com. Sobre a Qantas, realçou que nenhum dos editores teve dúvidas de que a companhia permanece um exemplo “nas melhorias de segurança e ao nível das melhores práticas”.

Para construírem a listagem e destacarem as companhias mais seguras, os peritos analisam a história da própria empresa e a sua excelência operacional.

A única companhia portuguesa avaliada, a TAP, consegue seis estrelas em sete.

A plataforma apresenta ainda o top dez das companhias low cost mais seguras. A irlandesa Aer Lingus está no lugar cimeiro, seguindo-se a britânica Flybe e a HK Express, de Hong Kong, em terceiro lugar.

As 20 companhias aéreas mais seguras
1. Qantas
2. Air New Zealand
3. Alaska Airlines
4. All Nippon Airlines (ANA)
5. American Airlines
6. Cathay Pacific Airways
7. Emirates
8. Etihad Airways
9. EVA Air
10. Finnair
11. Hawaiian Airlines
12. Japan Airlines
13. KLM
14. Lufthansa
15. Scandinavian Airline System (SAS)
16. Singapore Airlines
17. Swiss
18. United Airlines
19. Virgin Atlantic
20. Virgin Australia

As 10 companhias low-cost aéreas mais seguras
1. Aer Lingus
2. Flybe
3. HK Express
4. Jetblue
5. Jetstar Australia
6. Thomas Cook
7. TUI Fly
8. Virgin America
9. Volaris
10. Westjet

Reservas da Flydubai potenciadas pela Indra

A Indra e a Flydubai firmaram um acordo estratégico para o desenvolvimento e suporte dos sistemas de reservas da companhia aérea, com o objetivo de melhora a experiência dos passageiros.

A Indra é especialista na manutenção e desenvolvimento de soluções tecnológicas para companhias aéreas permitirá aumentar a atual oferta de serviços aos passageiros quando efetuarem a reserva e voarem com a flydubai

A Indra trabalha com a flydubai há três anos na evolução do sistema de reservas e este acordo irá reforçar os vínculos entre as duas empresas para os próximos três anos.

No triénio que agora começa, a Indra continuar a trabalhar e a desenvolver sistemas que permitam transformar a sua Plataforma de Reservas e melhorar a experiência dos seus passageiros desde o primeiro passo do processo da reserva até ao fim da sua viagem.

A Indra trabalhará para impulsionar a estratégia da flydubai, que fará a gestão do seu próprio Sistema de Reservas de Passageiros, proporcionando à companhia aérea maior flexibilidade e eficácia para as suas soluções tecnológicas.

O acordo abre ainda a possibilidade de colaboração com um amplo número de áreas tecnológicas da companhia aérea nas quais a Indra já tem experiência com outras empresas de primeiro nível como, por exemplo, estratégia digital, iniciativas B2B, Big Data, gestão de clientes, geração de “ancillaries” e serviços de assistência em terra.

Este projeto no Dubai não reforça apenas a posição da Indra no Médio Oriente e Emirados Árabes, como também consolida a sua presença num país que nos próximos anos enfrentará importantes projetos de renovação tecnológica e modernização de infraestruturas.

A Indra tem escritórios em Abu Dhabi e Dubai, a partir dos quais gere a sua atividade nos Emirados Árabes Unidos, com projetos em mercados como Administrações Públicas, Indústria, Transporte e Tráfego, assim como Consultoria e Outsourcing.

Os novos sistemas para companhias aéreas da Indra são de grande interesse para mercados no Media Oriente, já que minimizam os custos de distribuição e respondem às necessidades provenientes dos próprios condicionamentos deste espaço aéreo, que se está a converter num dos principais núcleos mundiais na distribuição de viagem e fluxo de passageiros.

A Indra, fornecedora de sistemas e soluções para o setor da aviação, implementou com êxito projetos a grande escala para companhias aéreas em todo o mundo, colaborando em todas as áreas de operações e ciclo de negócio (reservas, comércio eletrónico, estratégia digital, contabilidade de bilhetes, Big Data, consultoria, gestão de aplicações, CRM, fidelização, entre outros).

EMPRESAS