Inicio Tags DB Schenker

Tag: DB Schenker

CRISE DA COVID-19: shuttle China-Alemanha para enfrentar a emergência de saúde

• Três aviões de passageiros Boeing 767 da companhia aérea islandesa foram adaptados, exclusivamente, ao serviço da DB Schenker para exportar para a Europa equipamentos médicos, como máscaras ou EPIs.
• Serviço de shuttle, que começa a operar entre a China e a Alemanha, planeia futuras ligações com cidades como Chicago

Três aeronaves de passageiros Boeing 767 da Icelandair foram convertidas exclusivamente para que a DB Schenker, a principal empresa de gestão e logística da cadeia de abastecimento, possa estabelecer uma nova ligação diária de carga aérea entre Xangai e Munique. O shuttle, que planeia expandir ligações para outras cidades do mundo, como Chicago, foi criado de forma urgente para lidar com o estrangulamento que está a causar o transporte de cargas durante a crise do coronavírus. Na rota, três aviões de passageiros, boeing 767 da Icelandair especificamente adaptados serão usados para fornecer toneladas de equipamento médico à Europa.

As empresas documentaram a transformação dos aviões num vídeo. Em apenas três dias, os assentos, copas e casas de banho dos três aviões foram removidos, criando mais de 200 metros cúbicos de espaço de carga disponíveis nas suas cabines e decks. Além disso, pela primeira vez na história da DB Schenker e como parte do acordo de cooperação, foi colocado um logótipo da marca no casco dos três Boeing 767.

“Onde há falta de capacidade, nós criámo-la. A DB Schenker trabalha incansavelmente para expandir a rede de fornecimento global na luta contra o coronavírus”, disse Thorsten Meincke, membro do Conselho de Administração da DB Schenker’s Air and Ocean Freight. “Através da criação de rotas adicionais, demonstrámos a nossa capacidade de agir de forma flexível e rápida durante uma crise.”

O shuttle, que visa especificamente importar da China equipamentos médicos, como máscaras ou EPIs, para combater a propagação do coronavírus, já recebeu reservas para vários milhares de metros cúbicos de carga. O prazo de entrega para o destino é de cinco a sete dias. Inicialmente, estão previstos 45 voos de entre Xangai e Munique em 12 rotações por semana, uma vez que a rota fique totalmente operacional. Está a ser preparada uma expansão para outras ligações, assim como uma a duas vezes por semana com Chicago.

DB Schenker apresenta projeto iHub

O projeto, designado por iHub, foi concebido para mostrar de que forma um sistema apoiado por TI (Tecnologias de Informação) pode ser utilizado para gerir eficientemente frotas de veículos a diesel e elétricos.

Para concretizar esta ideia, a DB Schenker está a colaborar com várias empresas e entidades alemãs como a FRAMO, fabricante de camiões elétricos, a empresa de software PTV, o Instituto de Transportes Fraunhofer, a Infraestrutura de Sistemas IVI de Dresden e o Instituto de Logística de Combustíveis Pós-Fósseis. O projeto está a ser financiado pelo Ministério Federal Alemão de Economia e Energia.

A eletromobilidade apresenta desafios específicos no contexto das atividades logísticas para cargas LCL (carga de menos de um contentor), uma vez que este setor necessita que as entregas sejam rápidas, pontuais e de confiança. Dado que os veículos elétricos necessitam de ser recarregados com regularidade, podem ficar em desvantagem quando comparados a camiões movidos a diesel. Para mitigar esta questão, um prestador de serviços de logística que queira integrar camiões elétricos na sua frota de veículos precisa de um sistema de gestão inteligente que permita o planeamento dinâmico da viagem. Para tal, uma ordem de transporte é alocada a um camião elétrico apenas se este veículo conseguir registar o mesmo nível de fiabilidade que o camião a diesel. Esta forma de gestão será desempenhada pelo sistema iHub em desenvolvimento.

Ainda que os serviços de correio e as empresas de entregas estejam já a usar carrinhas e camiões pequenos elétricos, a experiência destas empresas não pode ser transferida para o contexto de logística, uma vez que este setor percorre distâncias mais longas e transporta cargas maiores.

Para a implementação do projeto iHub vão ser utilizados três camiões elétricos com peso total admissível de 18 toneladas métricas. Enquanto estiverem em trânsito e para evitar qualquer recarga, o software vai calcular a rota mais eficiente para os veículos. Para maximizar a eficiência, os dados operacionais são seguidos online e usados para recomendação de rotas de ação específicas.

Tendo em consideração a questão do alcance limitado dos camiões elétricos e a localização próxima do centro da cidade, a filial em Berlim foi estrategicamente escolhida como local de testes.

Sobre a DB Schenker

DB Schenker é o maior fornecedor de logística global com mais de 72 000 colaboradores em cerca de 2 000 locais em todo o mundo e é líder no transporte terrestre europeu. Conta com mais de 2200 milhares de TEU de volume exportado por frete marítimo e faz aproximadamente 1 200 voos charter por ano nas principais linhas aéreas, ligando os centros em todos os continentes. Apoia a indústria e o comércio na troca global de mercadoria através do transporte terrestre, do transporte mundial aéreo e marítimo, da logística de contratos e da gestão da cadeia de abastecimento.

A logística integrada reside nas mais importantes interseções do mundo, onde o fluxo de mercadoria cria uma ligação eficaz entre carreiras. As mais-valias dos serviços da DB Schenker garantem um fluxo de mercadoria contínuo e uma agilidade e otimização das cadeias de abastecimento, de modo a assegurar o sucesso. A empresa ocupa lugares de topo no setor automóvel, tecnologia, bens de consumo, logística de feiras, transportes especiais e logística de eventos especiais.

DB Schenker introduz luva inteligente na Alemanha

A unidade de digitalização é pequena, leve e está integrada numa luva usada pelos colaboradores de armazém. Localizada na zona das costas da mão, só é ativada quando se junta e pressiona os dedos polegar e indicador. Após a ativação, através da digitalização de um código de barras, o colaborador recebe um feedback ótico, acústico e háptico. Esta comunicação visual com o sistema de gestão de armazém (ou seja, quantidades do produto e próximo local de recolha de mercadoria, por exemplo) pode ser realizado através de um dispositivo eletrónico, como por exemplo, um tablet.

A ProGlove surge da necessidade de uma melhora significativa quanto à eficiência do processo. Enquanto os tradicionais scanners de anel são pouco ergonómicos e difíceis de usar, a ProGlove permite aos colaboradores desempenharem as suas funções de forma mais rápida, segura e fácil no processo de recolha de mercadorias. Os colaboradores podem continuar a utilizar as duas mãos livremente durante as operações, sem necessitar de procurar ou alcançar o leitor de código de barras. O resultado é uma economia de tempo em cerca de 40% quando em comparação com a utilização de scanners tradicionais.

“O feedback da equipa do armazém durante a fase de testes foi consistentemente positivo. Por esta razão, estou convicto que a utilização da ProGlove vai levar a um aumento de produtividade no nosso armazém em Eching. Está já planeada uma extensão para outros locais de armazenamento que será realizada em breve”, afirma Tom Schmitt, diretor comercial e membro do conselho de logística contratual, Schenker AG.

Thomas Kirchner, cofundador e CEO da ProGlove: “O desenvolvimento da ProGlove segue a ideia de que os humanos vão continuar a ser um foco importante da indústria no futuro. Foi por essa razão que desenvolvemos uma luva inteligente leve e intuitiva que pode ser usada sem nenhum esforço de integração. A ProGlove apoia os colaboradores no seu trabalho diário e liga-os à indústria 4.0”.

 

EMPRESAS