Inicio Tags DHL Express.

Tag: DHL Express.

DHL Express abre primeira loja própria em Portugal

Localizada no centro de Lisboa, na Avenida Padre Manuel da Nóbrega, a nova loja da DHL Express visa aumentar ainda mais a rapidez e conveniência dos serviços de transporte expresso nacional e internacional. Aberta todos os dias, das 9h às 19h, os clientes poderão levantar e expedir envios até 30 quilogramas, com dimensões que não excedam os 55x45x40 cm.

José Reis, Diretor Geral da DHL Express Portugal, refere: “A abertura da primeira loja da DHL Express em Portugal tem como objetivo acompanhar as crescentes necessidades dos consumidores, assim como a intensificação do comércio online, que impulsiona o negócio particular. Queremos estar ainda mais próximos dos cidadãos portugueses e continuar a simplificar as nossas soluções de transporte expresso nacional e internacional, para que os nossos clientes possam enviar e receber as suas encomendas e documentos, da forma mais rápida, segura e conveniente. O Areeiro reúne todas as características necessárias para prestarmos um serviço de excelência aos nossos clientes, pela sua centralidade, facilidade de acesso a transportes públicos e qualidade de infraestruturas, que garantem proximidade e conveniência aos seus moradores e população em geral”.

Mais 2 lojas até ao final do ano

Além da abertura da DHL Express Store em Lisboa, a multinacional alemã prevê a abertura de mais duas lojas próprias ainda este ano, no Algarve e no Porto, unidades que complementarão as 10 instalações e mais de 350 lojas da rede DHL Service Points com serviço expresso.

20% de desconto para todos os envios em loja

Até dia 31 de agosto, os clientes terão um desconto de 20% sobre a tabela em vigor, para todas as encomendas enviadas na DHL Express Store do Areeiro.

Atualmente, a DHL Express Portugal dispõe de uma equipa de mais de 500 especialistas e uma frota com cerca de 200 veículos operacionais e 2 aviões dedicados, que garantem diariamente a ligação de Portugal com os grandes centros operacionais em todo o Mundo.

DHL Express distinguida nos Best Awards 2019 da APCC

“Pelo oitavo ano consecutivo, o Customer Service da DHL Express Portugal foi distinguido com o «Gold Award» para Distribuição e Logística nos prémios da APCC, os mais prestigiados do país, o que é para nós um grande motivo de orgulho e, sobretudo, o reconhecimento da excelência, dinamismo e esforço constante dos nossos especialistas. Na edição deste ano, fomos também reconhecidos com o «Silver Award» na Gestão Própria de contact centers, o que ainda mais contribui para continuarmos focados na melhoria da experiência e satisfação dos nossos clientes e é mais uma prova de que estamos no caminho certo”, refere Pedro Oliveira, Diretor de Customer Service da DHL Express Portugal.

Atribuídos anualmente com o selo de qualidade da APCC, os Prémios Best Awards têm como principal objetivo distinguir as organizações que mais se destacam pela implementação e adoção de boas práticas organizacionais na atividade de Contact Centers em Portugal, nos níveis de gestão estratégica, operacional, tecnológica e capital humano. Estes prémios têm ainda como propósito contribuir para o reconhecimento e valorização do setor no panorama nacional.

A entrega dos Best Awards 2019 da APCC decorreu no dia 3 de junho, no Centro de Congressos do Estoril, no encerramento da conferência internacional subordinada ao tema “Contact Centers Portugal: A Cornerstone of the Economy”.

50 Anos da DHL

Em 2019, a DHL comemora 50 anos desde a sua fundação por três empreendedores, em São Francisco, em 1969. A DHL começou como disruptora na indústria tradicional de transportes, contornando a burocracia com um serviço inovador de entrega de documentos por via aérea, durante a noite.

Desde então, a DHL tornou-se parceira global de inúmeras empresas, com cerca de 380.000 colaboradores, em mais de 220 países e territórios que cobrem todo o espectro de logística e serviços da cadeia de fornecimento. O foco no cliente e a atitude ‘can do’ da DHL impulsionam cinco décadas de inovação – da DHL 1000, um dos primeiros computadores de processamento de texto no mundo, à utilização das StreetScooter, um veículo de transporte ecologicamente mais eficiente, ativado por um sistema elétrico desenvolvido pelo Grupo Deutsche Post DHL. Com o compromisso da Missão 2050 para atingir emissões zero em todo o grupo até 2050, a DHL continua a ser pioneira no setor de logística.


DHL – A companhia de Logística para o mundo

A DHL é líder global de mercado na indústria da logística. As diferentes divisões da DHL oferecem um portfolio sem rivais em serviços de logística, desde a entrega nacional ou internacional, às soluções de transporte e atendimento e-Commerce, ao transporte expresso internacional, aéreo, marítimo e rodoviário, até ao abastecimento industrial de cadeias de gestão (industrial supplychain management). Com cerca de 380 mil membros, e presente em mais de 220 países e territórios em todo o mundo, a DHL liga pessoas e negócios de forma segura e de confiança, permitindo fluxos comerciais globais.

Com soluções especializadas para mercados e indústrias em crescimento, incluindo tecnologia, ciências da vida e saúde, energia, automóvel e retalho, a DHL tem demonstrado o seu compromisso para com a sua responsabilidade corporativa e investido numa presença forte nos mercados em desenvolvimento, posicionando-se de forma decisiva como “A companhia de Logística para o mundo”.

A DHL faz parte do Grupo Deutsche Post DHL. O Grupo gerou receitas superiores a 61 mil milhões de euros em 2018.

A DHL Express Portugal tem como atividade o transporte expresso internacional de encomendas e documentos, servindo a totalidade do território nacional através de 10 instalações e mais de 350 lojas da rede de servicepoints com serviço expresso. Uma equipa de mais de 500 especialistas e uma frota composta por cerca de 200 veículos operacionais e 2 aviões dedicados garantem diariamente a ligação de Portugal com os grandes centros operacionais em todo o Mundo.

Dia Mundial do Ambiente: DHL Express simplifica serviço GoGreen

Simplificar a neutralização das emissões de carbono através do serviço GoGreen

O serviço GoGreen da DHL Express é destinado a todas as pessoas que pretendem um método fiável para neutralizar as emissões de carbono inerentes ao transporte do seu envio. O cálculo das emissões é feito através de uma ferramenta patenteada, em função da origem e destino do envio, e a respetiva compensação é concretizada através do investimento em programas ambientais acreditados, no âmbito da reflorestação, criação de redes de energia eólica, entre outros. A partir de agora, este serviço passa a estar disponível para qualquer cliente, não estando limitado a acordos prévios, e para qualquer envio, com um custo adicional de 10 cêntimos por kg que reverte na íntegra para os programas ambientais acreditados.

José Reis, Diretor Geral da DHL Express Portugal, refere: “Como a maior empresa de transportes e logística a nível global, a DHL tem a responsabilidade acrescida de tornar o transporte mais sustentável, usar os recursos naturais de maneira mais eficiente e sensibilizar os nossos Clientes para a importância da proteção ambiental. Alinhada com os objetivos do Grupo, a DHL Express tem investido em ações que promovam a responsabilidade ambiental e o reforço desta solução é a prova do nosso esforço.”

Missão 2050 – atingir Zero Emissões em todo o Grupo DPDHL até 2050

Para monitorizar o progresso da missão 2050, a DHL definiu quatro metas intermédias até 2025:

  • Melhorar a eficiência carbónica em 50% face a 2007;
  • Assegurar que 70% da frota própria de distribuição é constituída por soluções isentas em carbono;
  • Assegurar que mais de 50% das vendas incluem soluções ecológicas, tornando a cadeia logística dos Clientes mais “verde”;
  • Dar formação ambiental a 80% dos Membros e envolvê-los em atividades ambientais, plantando 1 milhão de árvores em cada ano.

Recorde-se que a DHL Express Portugal é certificada segundo as normas ISO 14001 (Ambiente) e ISO 50001 (Energia) e investe continuamente em projetos locais na área ambiental, contribuindo para um futuro mais sustentável.

DHL Express expande rede internacional com novos aviões Boeing 777 Freighter

O primeiro dos novos aviões Boeing 777 encomendados pela DHL, líder mundial em serviços de correio e logística, já iniciou o transporte de envios internacionais. No passado sábado, 25 de maio, o novo modelo 777 voou, pela primeira vez, do Aeroporto Internacional de Cincinnati / Northern Kentucky (CVG), a sua futura base operacional, com destino ao Bahrain.

A substituição gradual da frota intercontinental mais antiga pelo modelo mais moderno e energeticamente mais eficiente, permite à DHL dar resposta à crescente procura do transporte expresso internacional. O novo Boeing 777 fortalecerá os serviços intercontinentais da DHL e permitirá a conexão entre os principais hubs em Cincinnati, Leipzig, Hong Kong, entre outros. Operado pela parceira da DHL, Southern Air, o avião iniciará em breve as operações programadas.

“O primeiro voo do nosso primeiro Boeing 777 Freighter representa um marco importante no objetivo de renovação da nossa frota intercontinental. Este avião de carga mais eficiente, de longo alcance e de alta capacidade, irá permitir-nos servir mais mercados com voos ininterruptos e contribui significativamente para o cumprimento da nossa estratégia de sustentabilidade ‘zero emissões até 2050’”, refere John Pearson, CEO da DHL Express.

Com uma capacidade de carga de 112 toneladas e um alcance de 9.200 km, o novo modelo possui a maior capacidade e alcance do mercado de aviões de carga bimotores. Os aviões são também mais eficientes no consumo de combustível ​​do que os modelos anteriores, reduzindo as emissões de CO2 em 18% em relação aos restantes modelos. Prevê-se que cheguem ainda este ano mais três aeronaves, que substituirão gradualmente os atuais aviões B747-400.

A DHL Express opera mais de 260 aviões a nível internacional, através de 17 companhias aéreas parceiras, com mais de 600 voos diários em 220 países.

50 Anos da DHL

Em 2019, a DHL comemora 50 anos desde a sua fundação por três empreendedores, em São Francisco, em 1969. A DHL começou como disruptora na indústria tradicional de transportes, contornando a burocracia com um serviço inovador de entrega de documentos por via aérea, durante a noite. Desde então, a DHL tornou-se parceira global de inúmeras empresas, com cerca de 380.000 colaboradores, em mais de 220 países e territórios que cobrem todo o espectro de logística e serviços da cadeia de fornecimento. O foco no cliente e a atitude ‘can do’ da DHL impulsionam cinco décadas de inovação – da DHL 1000, um dos primeiros computadores de processamento de texto no mundo, à utilização das StreetScooter, um veículo de transporte ecologicamente mais eficiente, ativado por um sistema elétrico desenvolvido pelo Grupo Deutsche Post DHL. Com o compromisso da Missão 2050 para atingir emissões zero em todo o grupo até 2050, a DHL continua a ser pioneira no setor de logística.

DHL – A companhia de Logística para o mundo

A DHL é líder global de mercado na indústria da logística. As diferentes divisões da DHL oferecem um portfolio sem rivais em serviços de logística, desde a entrega nacional ou internacional, às soluções de transporte e atendimento e-Commerce, ao transporte expresso internacional, aéreo, marítimo e rodoviário, até ao abastecimento industrial de cadeias de gestão (industrial supplychain management). Com cerca de 380 mil membros, e presente em mais de 220 países e territórios em todo o mundo, a DHL liga pessoas e negócios de forma segura e de confiança, permitindo fluxos comerciais globais. Com soluções especializadas para mercados e indústrias em crescimento, incluindo tecnologia, ciências da vida e saúde, energia, automóvel e retalho, a DHL tem demonstrado o seu compromisso para com a sua responsabilidade corporativa e investido numa presença forte nos mercados em desenvolvimento, posicionando-se de forma decisiva como “A companhia de Logística para o mundo”.

A DHL faz parte do Grupo Deutsche Post DHL. O Grupo gerou receitas superiores a 61 mil milhões de euros em 2018.

A DHL Express Portugal tem como atividade o transporte expresso internacional de encomendas e documentos, servindo a totalidade do território nacional através de 10 instalações e mais de 350 lojas da rede de servicepoints com serviço expresso. Uma equipa de mais de 500 especialistas e uma frota composta por cerca de 200 veículos operacionais e 2 aviões dedicados garantem diariamente a ligação de Portugal com os grandes centros operacionais em todo o Mundo.

Índice de Conectividade Global da DHL: Globalização atinge novo recorde

Apesar das crescentes tensões antiglobalização observáveis em diversos países, a conectividade atingiu um recorde em 2017, à medida que os fluxos de comércio, capital, informação e pessoas através das fronteiras nacionais se intensificaram significativamente, pela primeira vez, desde 2007. O forte crescimento económico impulsionou fluxos internacionais, enquanto as importantes mudanças políticas, como os aumentos tarifários nos EUA, não estavam ainda implementadas.

O índice de 2018 mede o estado atual da globalização, bem como as classificações individuais de cada país, com base na profundidade (intensidade dos fluxos internacionais) e na amplitude (distribuição geográfica dos fluxos) das conexões internacionais de cada país. Os cinco países mais conectados do mundo em 2017 foram a Holanda, Singapura, Suíça, Bélgica e Emirados Árabes Unidos. Oito dos 10 países mais conectados são europeus, o que ajuda a tornar a Europa na região mais conectada do mundo, em particular no que diz respeito ao comércio e fluxo de pessoas. A América do Norte, líder em fluxos de capital e informação, ficou em segundo lugar no ranking mundial, seguida pelo Médio Oriente e o Norte da África, em terceiro lugar.

“Mesmo que o mundo continue num processo de globalização, existe ainda um tremendo potencial por explorar. O GCI mostra que, atualmente, a maioria dos movimentos e intercâmbios são domésticos, e não internacionais, mas temos noção de que a globalização é um fator decisivo para o crescimento e a prosperidade”, refere John Pearson, CEO da DHL Express. “O aumento da cooperação internacional continua a contribuir para a estabilidade, de modo que as empresas e os países que adotam a globalização têm enormes benefícios”.

“Surpreendentemente, apesar das recentes conquistas da globalização, o mundo está ainda menos conectado do que a maioria das pessoas pensa”, comenta o coautor do GCI, Steven A. Altman, Investigador da NYU Stern School of Business e Diretor Executivo do NYU Stern’s Center for the Globalization of Education and Management. “Isto é importante porque quando as pessoas sobrestimam os fluxos internacionais têm tendência a preocupar-se mais com os mesmos. Os dados no nosso relatório podem ajudar a mitigar estes receios e a concentrar a atenção em soluções reais para as preocupações sociais acerca da globalização”.

A um nível global, o GCI revela, por exemplo, que apenas cerca de 20% da produção económica em todo o mundo é exportada, que aproximadamente 7% dos minutos de chamadas telefónicas (incluindo chamadas através da Internet) são internacionais e que apenas 3% das pessoas vivem fora do seu país de origem. O relatório também desmistifica a crença de que a distância está a tornar-se cada vez mais irrelevante. A maioria dos países está muito mais conectada com os seus vizinhos do que com as nações mais distantes.

Economias emergentes estão menos conectadas que economias mais avançadas

O GCI continua a revelar as disparidades entre os níveis de globalização observáveis em economias mais avançadas e economias emergentes. As economias emergentes negociam de forma praticamente tão intensa como as economias avançadas, mas as segundas estão mais de três vezes mais ligadas aos fluxos internacionais de capital, cinco vezes mais ligadas no que se refere ao fluxo de pessoas e quase nove vezes mais em relação aos fluxos de informação. Além disso, enquanto os líderes dos grandes mercados emergentes se tornaram principais defensores da globalização no cenário mundial, o progresso das economias emergentes em termos de conectividade ficou estanque.

Nações do Sudeste Asiático superam expectativas

Os cinco países cujos fluxos internacionais superam as expectativas são o Camboja, a Malásia, Moçambique, Singapura e o Vietnam. Quatro destes cinco países estão localizados no sudeste da Ásia. Os países do Sudeste Asiático beneficiam de vínculos com amplas redes de fornecimento asiáticas, bem como iniciativas políticas da ASEAN, que promovem a integração económica. Esta é uma novidade positiva para a região, já que uma conexão global mais profunda poderá facilitar a aceleração do crescimento económico dos países asiáticos.

EMPRESAS