Inicio Tags EDP

Tag: EDP

DECO quer operador independente a fazer a mudança de fornecedor de energia

“É importante que este operador facilite o acesso permanente dos consumidores aos seus dados de consumo, para lhes ser mais fácil avaliar se devem mudar”, defendeu a associação, recordando que a criação deste operador logístico está prevista na lei.

Ainda no âmbito da liberalização do setor energético, a Deco sublinha a obrigação de todos os comercializadores de eletricidade e de gás natural terem que divulgar com clareza a oferta mais simples, que permite ao consumidor contratar só a energia, sem serviços ou complementos associados.

“A falta de clareza e de transparência das faturas são pontos que afetam a satisfação com os comercializadores e não favorecem a livre concorrência”, acrescenta a associação.

No mesmo comunicado a que a Lusa teve acesso, a Deco considera que as empresas estão a promover a discriminação entre os clientes, uma vez que em vários fornecedores para acederem a um desconto melhor, é necessário aderir ao débito direto e à fatura eletrónica.

“As empresas devem dispor de uma ampla gama de meios de pagamento e estes não devem promover a discriminação entre clientes”, considera a Deco.

A associação está a promover um leilão de energia, a realizar a 21 de abril, em www.paguemenosenergia.pt, em que os comercializadores terão que aceitar que a associação reveja as condições gerais e particulares dos seus contratos, para garantir que respeitam os direitos dos consumidores.

 

António Mexia aplica mais de 86 mil euros em ações da EDP

De acordo com uma nota da cotada distribuída nesta segunda-feira, depois do fecho de bolsa, através da Comissão do Mercado de Valores Mobiliários, as compras foram realizadas na Euronext Lisbon, na semana passada (04 de março), em três lotes diferentes de 10 mil papéis cada um (ao preço de  2,87 euros; 2,873 euros e 2,884 euros/ação).

Em virtude da aquisição acima referida, «o Dr. António Luís Guerra Nunes Mexia passou a ser titular de 71.000 acções representativas do capital social da EDP», conclui a nota que dá conta da operação do gestor.

As ações da EDP fecharam hoje em queda na bolsa portuguesa  (-4,41%, nos 2,753 euros/título), destacando-se como a mais penalizada do índice PSI20 (Euronext Lisbon).

Venda de ativos nos EUA vale 556 milhões de euros à EDP Renováveis

Esta operação foi comunicada nesta quarta-feira à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM) pela empresa, esclarecendo que, com esta transação, a EDP Renováveis totaliza 800 milhões de euros com o programa de rotação de ativos estabelecido para o período entre 2014 e 2017.

Neste programa estava definida uma meta de 700 milhões de euros a encaixar até 2017, o que significa que a venda desta carteira de ativos eólicos nos EUA permite à empresa ultrapassar o valor dois anos antes do previsto.

A comunicação à CMVM informa que, agora, a EDPR “poderá investir adicionalmente na sua estratégia de crescimento baseado no desenvolvimento de projetos competitivos com visibilidade a longo prazo”.

O consórcio de investidores liderado pela Axium Infrastructure, uma companhia canadiana, comprou à empresa liderada por Manso Neto uma participação minoritária de 340 MW num portfólio cuja capacidade de produção totaliza 1.002 MW, sendo composto por  sete parques eólicos, dos quais 0,6 GW em operação desde 2008 e 0,4 GW com o início de operações previsto para 2015.

Depois de iniciar a sessão em terreno positivo, a meio da manhã a cotação da EDP Renováveis em bolsa registava ganhos de 2,12% para 6,512 euros.

EDP Renováveis fecha contrato de venda de energia nos EUA

O comunicado da empresa energética salienta que “este novo acordo permite à EDPR construir um projeto adicional aos objetivos de crescimento para 2014-2017 apresentados em Maio de 2014, e demonstra as elevadas competências da empresa no desenvolvimento de oportunidades geradoras de valor com um baixo perfil de risco”. A EDP Renováveis complementa que nos EUA, a extensão dos PTC (Production Tax Credits) em Dezembro de 2014 prolongou o ambiente favorável para o desenvolvimento de novos projetos de energia eólica, assente na evolução tecnológica”.

As ações da EDP Renováveis seguem na bolsa lisboeta a desvalorizar 0,71%, para os 6,337 euros.

EMPRESAS