Inicio Tags Evento

Tag: evento

Matosinhos Independente: 1º Encontro

Paulo Morais / Joaquim Jorge

Neste 1.º encontro terá uma 1.ªparte de conferência com Paulo Morais com o tema: Negócios nas Câmaras: Urbanismo e Boys, em que Joaquim Jorge, fundador do MI, será o moderador.

Paulo Morais que se tem notabilizado pelo combate à corrupção, faz parte das personalidades, que não integram este movimento, mas acederam dar o seu contributo sem compromisso, que vamos ouvir e aconselharmo-nos. (https://www.matosinhosindependente.pt/espacoCidadao/personalidades.html )

A política é um mundo complicado e há quem tudo faça para se manter no poder, construindo grupos de interesse e de entreajuda, que se defendem e atacam, tendo acesso a tudo e uns dos outros, usando as amizades e uma rede clientelar nociva ao regime democrático.

Pelos vícios e pecados nas câmaras paga-se um preço muito alto que os seus cidadãos estão fartos, é preciso promover iniciativas sustentadas para todos e não somente para alguns.

Temos que transformar o que está mal e defender o que está bem, mas fazer compreender aos cidadãos o jogo institucional em que se insere a democracia.

A 2.ªparte do encontro, já sem a presença de Paulo Morais, será apresentado publicamente, por Joaquim Jorge, o 1.º proponente da candidatura Matosinhos Independente: Maria Lídia Viterbo Silva Cruz, licenciada em Filologia Românica, professora de português do ensino secundário no Agrupamento de Escolas Abel Salazar, em S. Mamede Infesta. Os restantes proponentes da candidatura: União das Freguesias de S. Mamede de Infesta e Senhora da Hora, Joaquim Machado, comerciante; União das Freguesias de Matosinhos e Leça da Palmeira, Maria Manuel Guerra, escriturária; União das Freguesias de Custóias, Leça do Balio e Guifões, Maria José Fabião, aposentada; União das Freguesias de Perafita, Lavra e Santa Cruz do Bispo, Sérgio Santos, informático.

Os proponentes têm que ser matosinhenses recenseados no concelho, isto é, que votem no concelho. Qualquer matosinhense pode assinar a declaração de propositura para concorrermos às eleições autárquicas em 2021, isso não quer dizer que nos apoiem, mas que nos permitem ser uma alternativa ao poder instituído em Matosinhos que fará em 2021 – 47 anos.

Dá-se assim inicio a um dos passos do processo de candidatura com a declaração das proposituras (https://mi-espacolivre.blogspot.com/2018/12/mi-processo-de-candidatura-proposituras.html) tendo em conta a informação da CNE (Comissão Nacional de Eleições), as alterações introduzidas pela Lei n.º 47/2018, de 13 de Agosto, ao Regime Jurídico do Recenseamento Eleitoral (Lei n.º 13/99, de 22 de Março), o número de eleitor foi abolido. Assim, a referência existente nos documentos à “letra” e “número de eleitor” foi retirada. As proposituras estão em PDF no site e podem ser  imprimidas e assinadas (https://www.matosinhosindependente.pt/pdf/proposituras.html).

Esta candidatura é genuinamente da sociedade civil, estamos a começar do zero e a construir uma alternativa de poder independente ao PS, para isso temos que recolher as assinaturas necessárias (15.000).

Cada matosinhense está em sua casa em qualquer lugar de Portugal ou do Mundo, não é necessário viver em Matosinhos para se gostar e amar Matosinhos.

Reclamamos um bom uso dos impostos e o carácter inédito de começar com 3 anos de antecedência e recusamos o status quo, a tirania do subsídio e o medo. O nosso objetivo não é só ganhar as eleições, mas fazer as coisas bem.

Não somos “socialistas fóbicos”, mas está na hora de virar a página. O domínio absoluto que o PS tem tido na CM Matosinhos deve deixar de existir.

Mas somos contra a cegueira voluntária dos matosinhenses que recusam saber o que se passa na câmara: uns por comodismo, outros por distração, outros porque lhes dá jeito.

A Livraria Lello celebra 113 anos, do Porto para o Mundo.

Livraria Lello

Para nós 13 é dia de sorte. Foi neste dia que, logo no primeiro mês do ano de 1906, há 113 anos, abrimos as portas para chegar ao futuro. É esse futuro que comemoramos em cada aniversário. Fazemo-lo através da melhor forma que conhecemos, celebrando os Livros e a Leitura; os Autores e os Leitores.  E celebrando também duas causas que nos acompanharam durante todo o ano de 2018: o Fado como “coisa do Porto” e a Língua Gestual Portuguesa como “coisa” de todos nós.

A partir das 12h00, e até às 19h de domingo, dia 13 de janeiro, estaremos juntos, de portas abertas e de acesso livre, à volta de dois Livros que são dois tesouros. Um que nos conta epopeias vividas e nos lembra a inveja sobrevivente; e outro que nos diz aventuras imaginadas para nos recordar como sonhar o que se vive é o supremo ato de liberdade.

As montras da Livraria Lello ganharão vida para, a partir delas e em todo o interior da Livraria Lello, homenagearmos o universo do nosso poeta nacional, Camões; e o do herói internacional que partilhamos com todo o planeta, Harry Potter.

Como as letras não se esgotam nos livros, partilharemos com os primeiros leitores que nos visitem neste dia (a partir das 12h00), 1906 fac-símiles  da primeira Gazeta portuguesa, a chamada Gazeta da Restauração (1641), homenageando assim todos os homens de letras que são os jornalistas e os indispensáveis livros do quotidiano que são os jornais, que vivem hoje, uns e outros, um delicado momento de reconfiguração da sua missão original: contarem-nos o mundo que vivemos para que nele possamos viver de facto.

LIVRARIA LELLO, UMA LIVRARIA DE CAUSAS 

A Livraria Lello abraçou durante o ano de 2018 e continuará a abraçar durante 2019 uma série de causas, das quais se destacam Os Lusíadas, a Língua Gestual Portuguesa e o Fado.

Às 16h00, no primeiro andar da Livraria, será inaugurada a exposição A Severa que vocês nunca viram – instantâneos em torno do primeiro fonofilme português: “A Severa”. Com curadoria científica da Universidade de Aveiro e no âmbito da qual estarão expostos alguns dos primeiros fonogramas gravados em Portugal e será exibido, numa colaboração com a Cinemateca Portuguesa, o primeiro fonofilme produzido no nosso país, A Severa (1930).

Pelas 16h30 inicia-se uma conversa aberta em torno do tema O Porto, o Fado e outras Músicas, promovida pela Universidade de Aveiro com três convidados –  José Moças, Maria do Rosário Pestana e Rui Vieira Nery, com moderação de Jorge Castro Ribeiro.

Às 18h00, e ainda subordinado ao tema Livraria Lello, uma Livraria de Causas, a institucionalização da Língua Gestual Portuguesa como Língua Curricular por Gilda Nunes Barata e José Saraiva, e Os Lusíadas por Maria João Lopo de Carvalho.

Para encerrar as celebrações dos 113 anos da Livraria Lello, às 18h30 a fadista Patrícia Costa vem cantar o Fado da Livraria Lello, um poema criado pela poeta Maria do Rosário Pedreira, e outras músicas do Porto, acompanhada pelos seus músicos Pedro Martins, na guitarra portuguesa, João Moutinho na viola de fado, e Luís Lumini no baixo.

Celebramos esta festa na nossa cidade de sempre, o Porto. Cidade livreira, cidade cultural e cidade turística distinguida pela autenticidade. Se há um visível e reconhecido amor da cidade do Porto pela cultura, esse amor realiza-se no Património e na Literatura desde há muito, o Porto é, e bem, visto como uma cidade literária, através dos seus jornais, tertúlias, autores, editoras, leitores e livrarias.

Precisamente no núcleo histórico da cidade do Porto mora um ícone que se conseguiu partilhar a todo o mundo como tesouro da cidade, que vive, expande e multiplica este amor da cidade pela Literatura: ele dá, há quase 113 anos, pelo nome de Livraria Lello e está pujante como nunca esteve, recebendo diariamente milhares de leitores, sendo a livraria que mais vende e exporta literatura portuguesa em língua estrangeira e tendo um vasto programa cultural quase diário que edifica a sua vocação de livraria de todos os leitores e de livraria dos melhores autores.

O crescente fluxo turístico na cidade não nos afastou da nossa verdadeira essência: fazer dos turistas leitores, ser uma embaixadora da cultura com projeção em todo o globo e um porta estandarte orgulhoso da identidade portuguesa.

Somos, muitos dizem e nós naturalmente concordamos, um templo às Letras e às Artes da cidade e do mundo, um espaço de saber e do livro. Nascemos para ser livraria e assim nos mantemos, fiéis à identidade que vivemos desde 1906, a mesmíssima identidade que nos guiará nos próximos 113 anos.

Alunos da Escola de Hotelaria e Turismo de Viana do Castelo vão surpreender com harmonizações improváveis

© Minho Digital

Na próxima terça-feira, 15 de janeiro, os alunos da Escola de Hotelaria e Turismo de Viana Castelo  vão, em concurso, apresentar o resultado  do desenvolvimento de harmonizações improváveis. Desafiar os paladares de um prato típico da região onde a escola está inserida com diferentes estilos de Soalheiro e consolidar conhecimentos enograstronómicos foi a proposta e as ideias já fervilham na cozinha da escola.

Ao longo do primeiro período, os alunos têm vindo a desenvolver os seus projetos e agora chegou a atura de os apresentar a um painel de jurados.

O evento, ao estilo “Master Chef”, realiza-se nas instalações da Escola, entre as 11h00 e as 17h30 e conta com a participação de 12 equipas compostas por alunos de cozinha e restaurante. O Júri, externo à escola, é composto por Carlos Fernandes, Juiz (Presidente) da Confraria dos Gastrónomos do Minho, Hélder Fernandes, Chef e antigo aluno da escola e Lúcia Barbosa, responsável de Produção da Adega da Quinta de Soalheiro. Trata-se de um desafio que permitirá demonstrar que a gastronomia portuguesa é rica e variada e que pode ser combinada com perfis distintos de Vinho Verde, especificamente dentro da casta Alvarinho. 

“O nosso objetivo é contribuir para que estes alunos aprendam a trabalhar com diferentes estilos de vinho, para que possam adaptar esses conhecimentos a vinhos de qualquer parte do mundo”, afirmam os produtores. 

Consciente da importância da formação de base para a criação de profissionais de topo, a Quinta de Soalheiro desafiou a Escola de Hotelaria e Turismo de Viana Castelo para um projeto que permitirá uma educação sustentada dos seus alunos e que contribuirá certamente para criar embaixadores de Portugal e dos vinhos portugueses nos quatro cantos do mundo.

O projeto arrancou no dia 20 de novembro. O modelo base do projeto centra-se em visitas formativas ao terroir Monção e Melgaço: a origem do Alvarinho e Master Class sobre as especificidades dos Vinhos Portugueses, com especial incidência no Vinho Verde e na Casta Alvarinho, e os paralelismos destes com os vinhos do mundo.

O Soalheiro, pela sua diversidade de gama, disponibiliza ainda um kit de formação composto por vinhos de todas as suas dimensões, um info kit explicativo da origem do terroir, Monção e Melgaço e da história do Alvarinho e Fichas Técnicas dos Vinhos. Este kit formação é utilizado de acordo com as necessidades das escolas e serve de ferramenta de trabalho para professores e alunos nas ações letivas e projetos educativos.

VINHO É CULTURA: PARTIR À DESCOBERTA DE CHEIROS, MEMÓRIAS, LUGARES…

“Não é preciso beber vinho, para ter cultura de vinho” desmistifica o enólogo Luís Cerdeira quando se refere à formação de base em que os alunos começam a frequentar os cursos profissionais com 14/15 anos. Acrescentando, “o vinho faz parte da nossa tradição. Está enraizado na dieta mediterrânea e é fundamental que os jovens aprendam e evoluam. Não é beber por beber. A cultura do vinho tem a ver com a entrega, com a dedicação, com o simbolismo do momento. Podemos dar história, dar dimensão”.

Na primeira fase deste projeto piloto, a arrancar este ano letivo, integram escolas de norte a sul do país e de diferentes níveis de ensino. O projeto abrange, desta forma, alunos com formações diversas: gestão e administração hoteleira, cozinha, catering, restauração e bar, uma vez que, os sentidos devem ser desafiados e trabalhados num todo para que a harmonia final seja perfeita. Durante o primeiro semestre letivo será implementado também nas Escolas de Hotelaria de Fátima, Porto, Coimbra e Faro e na Escola Superior de Hotelaria e Turismo do Instituto Politécnico do Porto.

“Acreditamos que o turismo pede criatividade para dar a conhecer o potencial do nosso país. Não podemos estagnar face ao presente. É necessário evoluir e desafiar convenções para que façam ver as potencialidades da nossa terra, do nosso património, das nossas tradições. É preciso saber fazer as escolhas adequadas. O futuro deles prende-se com inovação e diferenciação. Só os melhores se vão destacar”, concluem os produtores.

Eurogin: Hora de combinar visões com ações

Entre os dias 2 e 5 de Dezembro o EUROGIN – Organização Europeia de Pesquisa em Infeção Genital e Neoplasia – reuniu médicos e cientistas cujo trabalho está relacionado infeções genitais e a neoplasia.

O congresso internacional multidisciplinar dedicado ao Vírus Papiloma Humano (HPV) abriu portas com um workshop lusófono intitulado “HPV na mulher e no homem: da investigação ao rastreios e vacinação”, com o objetivo de promover um fórum de discussão e de troca de resultados e experiências entre profissionais, investigadores e clínicos, “em português”.

“Atrevo-me a dizer que o EUROGIN, apesar de ser europeu, é um dos congressos mais importantes a nível mundial dedicado ao Vírus Papiloma Humano”, afirma Miguel Coelho, Country Manager da Procare Health Portugal, realçando que este congresso inteiramente dedicado ao tratamento do HPV e de todas as suas consequências assume uma importância crescente para Portugal enquanto anfitrião desta comunidade científica que tem hoje por objetivo a erradicação total do vírus a nível global.

“Para nós, ProCare Health, felizmente este congresso coincide com o nascimento da empresa em Portugal, por isso acabamos por ter um papel relevante na organização do congresso, não obstante que a nossa presença seja global, representando por isso mesmo todos os países onde temos atividade”, elucida Miguel Coelho.

A ProCare Health Portugal assumiu a responsabilidade da logística da organização, num suporte direto à estrutura internacional responsável pelo EUROGIN. “É para nós uma enorme responsabilidade, mas também um orgulho e uma oportunidade única de podermos mostrar à comunidade científica portuguesa a verdadeira dimensão da ProCare Health, com uma estratégia global pensada para o tratamento de todos os doentes com HPV positivo, com ou sem lesões decorrentes desta patologia”, acrescenta Miguel Coelho.

De realçar que a ProCare Health terminou recentemente um estudo clínico sobre o HPV e que quer reforçar a parceria com a Universidade de Los Angeles no que diz respeito ao desenvolvimento do projeto direcionado para a recriação das células do cérvix através da tecnologia, substituindo, assim, a experimentação em animais. “Este é um passo muito importante na investigação e que vai ao encontro do ADN da ProCare Health que procura desenvolver uma empresa à base de produtos e processos naturais”, diz-nos Miguel Coelho. “Na ProCare Health, tudo o que fazemos assenta numa base de evidência clínica”.

Miguel Coelho refere, ainda, que a investigação em Portugal não tem grande expressão, no entanto, no que diz respeito à investigação clínica, existe uma enorme vontade por parte dos médicos e hospitais portugueses em fazer parte do desenvolvimento clínico de novos produtos. “Em particular, na área da saúde da mulher existem excelentes projetos de investigação”, conclui.

Também Yann Gaslain, CEO Mundial da Procare Health, não escondeu a sua satisfação quanto aos objetivos alcançados neste congresso pela empresa, enquanto “Silver Sponsor” do EURGIN 2018. “O EUROGIN conta já com a presença regular da Procare Health. A edição deste ano assumiu uma particular importância para nós, num momento em que terminamos um importante estudo clínico, cujos resultados serão disponibilizados muito brevemente, e apresentamos o ambicioso plano de Investigação Clínica que irá reforçar a Evidência de eficácia dos nossos produtos, num espaço onde se reúnem os mais importantes especialistas de todo o mundo. 2018 foi também o ano em que iniciámos a nossa atividade em Portugal e o facto do EUROGIN decorrer em Lisboa deu-nos a oportunidade de reforçar o interesse estratégico da empresa em estar de modo próprio neste país, alargando toda a atividade, quer comercial, quer de Investigação, para toda a Península Ibérica”.

“Sonhe. Nós encontramos. Seja feliz”

GALA 25 ANOS

São 25 anos de luta, garra e determinação. São 25 anos a promover a mediação de imóveis de norte a sul do país. São 25 anos a trabalhar para ser a “SUA” imobiliária e para ter a chave da casa dos “SEUS” sonhos. “Incrível! Já lá vão 25 anos desde que iniciámos o nosso projeto. O tempo passa muito rápido”, celebra Paulo Sérgio, CEO da Paulo Sérgio Propriedades, onde as pessoas são o ativo mais importante!

“Mais importante que as marcas, que os produtos, que as instalações, são as relações com as pessoas que marcam a diferença e que nos fazem crescer. A confiança, o compromisso, a segurança e a relação com os nossos clientes, os nossos fornecedores, os bancos e os concorrentes… tratamos todos com muito respeito, sempre comprometidos”, afirma Paulo Sérgio.

25 anos depois, a Paulo Sérgio Propriedades venceu as dificuldades típicas de uma empresa jovem, contrariando as estatísticas que anunciavam que 90% das empresas desaparecem antes dos primeiros cinco anos de vida. 25 anos depois a Paulo Sérgio Propriedades continua a ser uma empresa Portuguesa, sem capital estrangeiro e sem “ vestir “ franchising. “Somos nossos. Somos de relações duradouras”.

O que é que aprendemos em 25 anos? “ Aprende-se a saber o ritmo da caminhada, aprende-se a dar passos cada vez mais largos, mas nunca maiores do que aqueles para os quais estamos preparados “. “Aos 25 anos de empresa, tenho muitas certezas, contudo tenho uma mão cheia de interrogações, acrescenta Paulo Sérgio”.

Aprende-se ainda, a sonhar, sempre! Não tivesse sido a Paulo Sérgio Propriedades das primeiras a aderir à revolucionária era da divulgação online no imobiliário e a apostar no mercado internacional. “ Estamos sensíveis à mudança que há-de vir. Estamos integrados. E é essa a nossa visão”, afirma Paulo Sérgio.

PAULO SÉRGIO

“QUEREMOS FAZER MAIS. EMPREENDER E EVOLUIR”.

“Se me perguntarem como estamos hoje, eu respondo-vos estamos bem! “ Fortes, conscientes e organizados, mas conscientes de que temos e queremos fazer mais e melhor”, afirma Paulo Sérgio.

Num mercado cada vez mais volátil e competitivo, a Paulo Sérgio Propriedades sabe que precisa de estar em constante evolução e de ter uma enorme capacidade de adaptação sempre que o mercado “mexe”. “Cada vez que o vento muda, cá estamos nós a arranjar a vela. Reconstruímo-nos várias vezes, evoluimos  a cada dia e diferenciamo-nos no mercado, porque pretendemos ser simplesmente iguais a nós mesmos”.

 “Em 25 anos aprendemos que a esperança não é a última a morrer. A memória sim, é a última a morrer. E é por isso que estamos gratos e não nos esquecemos de quem gostamos”, realça Paulo Sérgio, referindo que para chegarem aos 25 anos, muito contribuíram os que colaboram e colaboraram com a empresa e que de uma forma ou de outra deixaram a sua marca na empresa. “Algumas dessas pessoas não estão aqui hoje, e eu quero dizer-vos que também lhes estou profundamente grato”.

Em 2019 o Road Show “Os Especialistas” volta à estrada

O Road Show “Os Especialistas” vai voltar à estrada em 2019, passando por várias cidades do país. A sua 14ª edição terá início no Algarve no dia 18 de fevereiro de 2019, seguindo-se o evento na cidade de Lisboa no dia 22 de fevereiro de 2019.

O Porto receberá a visita de “Os Especialistas” no dia 25 de fevereiro e nos dias 26, 27 e 28 será a vez das cidades de Braga, Viana do Castelo e Coimbra receberem o Road Show 2019. Viana do Castelo é, assim, a nova novidade e paragem nesta 14ª edição d’ “Os Especialistas”.

O evento conta, como habitualmente, com um conjunto de empresas que propõem alguns produtos e/ou programas que, pela diferença, pelo detalhe, as tornam efetivamente “Especialistas” no sector do Turismo.

Em todas as cidades, para além dos workshops, os agentes poderão disfrutar de um welcome drink e jantar, bem como o sorteio de vários prémios.

Fundação AEP lança 2º edição do Match Point Porto

“A fuga de talentos de Portugal é uma preocupação da Fundação AEP. O MATCH POINT PORTO pretende ser o ponto de encontro entre os jovens qualificados que deixaram o país recentemente, e as empresas sediadas em Portugal, carentes de recursos humanos de qualidade,” afirma Paulo Nunes de Almeida, Presidente da Fundação AEP.

Neste evento os jovens qualificados que emigraram nos anos recentes são convidados a vir a Portugal apresentar um pitch dos seus sonhos de encontrar colocação qualificada em Portugal, e para isso contam com uma agenda de speed meetings com responsáveis de Recursos Humanos e dirigentes de Empresas sedeadas em Portugal.

Muitas Empresas portuguesas de primeiro plano debatem-se atualmente com a falta de recursos humanos qualificados, em diversas áreas, sobretudo ao nível das engenharias e biociências, devido ao facto de muitos quadros terem deixado o país, à procura de melhores oportunidades no exterior.

O evento conta ainda com diversos momentos de networking, career market approach, career counselling. A participação das empresas tem uma taxa de inscrição mas é gratuita e aberta a todos os jovens, mediante inscrição nas redes sociais do Match Point https://www.facebook.com/matchopportunities/.

Portuguesa Domótica SGTA vence prémio em encontro EcoXpert BMS realizado em Boston

No passado mês de outubro, realizou-se o encontro mundial de parceiros EcoXperts da Schneider Electric, o evento denominado de EcoXpert BMS Master Event teve lugar em Boston e contou com a presença de 35 empresas de 18 países. Portugal foi representado pelos parceiros Easycontrol, Microprocessador e Domótica SGTA, esta última vencedora na categoria de “Technical Innovation”. Uma distinção que visou premiar os melhores projetos implementados a nível mundial.

Inaugurada em 1988, a Domótica Sgta foi pioneira em Portugal na concepção, instalação e colocação em serviço de sistemas de controlo e gestão técnica em edifícios. Na base da sua atividade está a criação de soluções inovadoras de Gestão Integrada de Edifícios que consigam responder às necessidades dos seus utilizadores garantindo conforto, segurança e eficiência energética. A Domótica SGTA é um dos parceiros estratégicos da Schneider Electric e peça fundamental para a implementação de diversas soluções em solo nacional.

Fernando Ferreira, Ecobuildings Manager da Schneider Electric, referiu que “É com orgulho que vemos um parceiro Português em destaque pela inovação tecnológica, concorrendo com a solução implementada numa grande cadeia de supermercados, que teve origem numa parceira entre a Schneider Electric e o parceiro, tendo esta a particularidade de juntar EcoStruxure Buildings (BMS) com EcoStruxure Power (PME).”

No EcoXpert BMS Master Event para além da apresentação da evolução de produtos e soluções, foram criados grupos de trabalho, entre os diferentes parceiros, capazes de dar feedback sobre o atual estado do mercado. O concurso no qual a Domótica SGTA saiu vencedora na categoria de “Technical Innovation” premiou ainda outros três parceiros da Austrália, Estados Unidos da América e Hong Kong, nas categorias de “Achievement in Business Development”, “Partner of Distinction” e “Project of the Year” respectivamente.

Francisco Pombas, Diretor Geral, sobre esta distinção afirmou que “Este prémio reflete o trabalho que toda a equipa da Domótica SGTA tem desenvolvido desde o início da sua atividade. Fazer parte do programa de parceiros EcoXpert da Schneider Electric veio acrescentar valor às  nossas soluções e muito tem contribuído para o desenvolvimento, com sucesso, de diversos projetos a nível global”.

Sobre a Schneider Electric

A Schneider Electric lidera a Transformação Digital na Gestão de Energia e Automação em Habitações, Edifícios, Data Centers, Infraestruturas e Indústrias.

Com uma presença global em mais de 100 países, a Schneider é líder incontestável na gestão de energia – em Média e Baixa Tensão, Alimentação Elétrica Segura e em Sistemas de Automação.

Fornecemos soluções integradas e eficientes que combinam energia, automação e software. No nosso Ecossistema global, colaboramos com a maior Comunidade de Parceiros, Integradores e Programadores através de uma Plataforma Aberta para proporcionar controlo em tempo real e eficiência operacional.

Acreditamos que bons colaboradores e parceiros fazem da Schneider uma grande empresa e que o nosso compromisso com a Inovação, Diversidade e Sustentabilidade garantem que Life Is On em qualquer lugar, para todos e em todos os momentos.

LUSA

Coleção Penhalta 2019: Carlo Porto e Fiona Bunnett brilham na passerelle

Na passerelle em que se destacaram Fiona Bunnett, Carla Matadinho e Carlo Porto desfilaram 18 vestidos de noiva e 14 fatos de noivo.

Rendas e decotes ditam as tendências no que respeita a vestidos de noivas. No que toca a fatos de noivo aumenta o leque de cores disponíveis.

Questionado sobre as tendências para 2019 para as noivas, Miguel Peñalta realça: “Temos os decotes em V, costas abertas, pedraria, tule, sedas, micados, rendas. Tudo isto faz parte do vestido de noiva e cada noiva é especial.” As noivas e noivos que procuram o vestuário ideal para o dia de sonho, poderão encontrar uma coleção com preços que variam entre 1250€ a 3500€ sendo que todo o processo, desde a escolha, personalização e entrega do produto final, pode demorar entre 6 a 9 meses. “Muitos vestidos ainda são trabalhados à mão” afirma Miguel Peñalta, avançando que “o que tentamos fazer é chegar ao máximo de estilos”.

Conseguir agradar a todos os gostos e chegar a todos os bolsos é também o objetivo da Dara Jewels tal como afirma David Gomes responsável da marca. “Somos capazes de apresentar uma solução dentro do preço e de acordo com o gosto do cliente com alianças a partir de 80 euros”, explicou. O joalheiro revela ainda que as alianças e anéis de noivado simples e clássicos voltaram a conquistar as preferências dos noivos. “Estamos a voltar às origens e ao que não passa de moda e que é intemporal”. Em relação aos acessórios, explica que as noivas preferem a prata e os apontamentos em brilho. “Nada de muito ostensivo mas com um apontamento em brilho muitas vezes combinado com pérola”, complementou.

O evento em que o ator Quimbé foi anfitrião contou com a presença de mais de 70 casais em busca do vestuário, jóias e o local ideal para a realização do seu casamento.

Sara Alves e Pedro Patrício desvendam que estão em busca de ideias sobretudo no que toca a vestuário. “Vamos casar em setembro do próximo ano e estou aqui para ver os vestidos da nova coleção da Penhalta”, atesta a noiva, revelando a sua expectativa em relação à possibilidade de encontrar o seu vestido.“ Quero mesmo conhecer a nova coleção, até porque não tenho ainda uma ideia muito formada”, referiu.

Carlo Porto não esconde a emoção de “ desfilar em fato de noivo” acrescentando que o casamento “é um universo que tem uma magia especial”. O conhecido modelo brasileiro apresentou-se com 2 fatos de noivo, um mais clássico e outro mais arrojado, desvendando que também ele espera dar o nó em breve. Quando questionado sobre se casaria na Quinta do Roseiral, Carlo Porto não hesitou e disse: “é lindíssima e casaria aqui facilmente.”

Com um espaço envolvente de 2500 m2, Ana Batalha, responsável da Quinta do Roseiral adianta que “a quinta oferece várias opções adequadas a todo o tipo de casamento ou evento”. Em média, a Quinta do Roseiral realiza 90 casamentos por ano sendo que “o espaço deve ser requisitado com um ano e meio de antecedência para casamentos em épocas altas” afirma Ana Batalha. “Pedidos como chegadas de helicópteros ou de balão são excepcionais mas já foram realizados neste espaço” declara Ana Batalha.

Para além de eventos de moda e eventos sociais, a Quinta do Roseiral realiza também eventos corporate e oferece um espaço acolhedor para quem pretende fazer jantares de natal ou comemorar dias especiais.

Penhalta celebra 30 anos
A marca assinala três décadas de existência com o lançamento de um livro de testemunhos das noivas Penhalta. Uma edição limitada que se prevê que seja lançada no início do próximo ano. “Um júri selecionado pela Penhalta escolherá uma noiva por cada ano para dar o seu testemunho que será complementado com fotos da época”, avança Miguel Penhalta. Este responsável clarifica ainda que “mudou tudo desde há 30 anos. A mulher é sempre exigente. No entanto existe agora muito mais diversidade de estilos”.

No que toca ao casamento, Miguel Peñalta refere que vemos agora cerimónias mais intimistas para amigos e pessoas próximas e não tanto para 300 pessoas como víamos antigamente”. O responsável conta que estão previstas outras ações para assinalar a efeméride. “Temos outras novidades que só vamos revelar no próximo mês” concluiu.

Conselhos dos famosos aos noivos
O evento contou com a presença de várias celebridades que aproveitaram o momento para dar conselhos aos mais de 70 casais que ali estavam.

Os irmãos Ciomara Morais e Carlos Paca assistiram na primeira fila ao desfile e aconselham os casais a serem sinceros e a comunicar mais. Carlo Porto aconselha a que os noivos celebrem os melhores momentos com pessoas especiais.

Quimbé, que leva a vida sempre a sorrir, aconselha a que pensem nos convidados e na necessidade de que este seja um dia especial também para eles.

SOBRE A PENHALTA
https://www.penhalta.com/
Com mais de 30 anos de história, a Penhalta é uma marca Ibérica fiel aos valores de uma empresa familiar. Confiança, profissionalismo, dedicação e simpatia são as diretrizes que levaram ao seu reconhecimento nível internacional. Em termos de lojas, a Penhalta tem atualmente as flagships stores em Lisboa, na avenida Miguel Bombarda 83 e 91A.

Aliando a qualidade excepcional ao design adequado às tendências e mantendo um serviço profissional personalizado, a Penhalta tem como objetivo liderar o mercado nupcial português.

A Penhalta introduz em Portugal o conceito de Fato de Cerimónia para o homem, há mais de 18 anos. Desde então é considerada marca líder e inovadora no segmento a nível nacional e internacional.

SOBRE A QUINTA DO ROSEIRAL
http://www.quintadoroseiral.com

A Quinta do Roseiral concilia a harmonia da natureza com bom gosto e elegância num espaço de sonho, com uma decoração de luxo, gastronomia requintada, serviço de qualidade e uma equipa especializada.

Está localizada numa propriedade com 21 hectares, com espaços verdes cuidadosamente cuidados, com ambientes lounge, ideais para os momentos mais descontraídos.

Dispõe ainda de uma zona com parque infantil e espaço para realização de cerimónias de casamento civil. Está situada na Ericeira, no concelho de Mafra, numa zona privilegiada e com fáceis acessos. Organiza casamentos, congressos, banquetes de empresa e outros eventos sociais, atendendo apenas um evento por data, garantindo a total exclusividade do espaço.

SOBRE A DARA JEWELS
https://darajewels.com

A Dara Jewels nasceu em 1980 com o nome de Gomes Joalheiros Lda. Desde então foi competências e experiência sempre com a finalidade de satisfazer cada vez melhor e de forma mais exigente os desafios colocados pelo mercado.

O conceito Dara Jewels surgiu mais tarde em 2001 com o objetivo de apostar em três pilares fundamentais: personalização, especialização e comunicação. O seu Mix de Serviços é pioneiro em várias áreas e apresenta soluções de ruptura com algumas soluções mais conservadoras no setor de Ourivesaria na loja de Azeitão sita na R. José Augusto Coelho no12 e em Lisboa na Av. D.João II, 33B* e na Av. da Liberdade, 127.

Quinta do Roseiral será palco da apresentação da coleção 2019 da Penhalta

“Uma excelente oportunidade para as noivas que procuram um vestido de sonho para o seu grande dia”, explica Miguel Peñalta, CEO da marca. O responsável acrescenta que a coleção apresenta modelos clássicos e sedutores, modernos e sensuais.

Rendas, saias de tule, cintos de inspiração clássica, costas em V, corpo de sereia e muita elegância vão estar em destaque na passerelle, onde vão desfilar outras caras conhecidas como Carla Matadinho, Hoji Fortunato e Rui Figueiredo.

No que respeita a fatos de noivo, a nova coleção Penhalta 2019 apresenta duas linhas: uma elegante e clássica e outra mais moderna e casual, “para noivos que seguem as novas tendências”, adianta Miguel Peñalta.

O desfile terá lugar na Quinta do Roseiral, um espaço com mais de 20 hectares, salas luxuosas e jardins encantadores onde já se realizaram cerca de 2000 casamentos. Ana Batalha, responsável da Quinta, realça que “uma vez que a área de negócio em que mais apostamos são os casamentos, a organização deste evento surge naturalmente como complemento para dar a conhecer o nosso espaço”, desvendando que “esta vai ser uma tarde com muitas surpresas”. A receção aos convidados fica a cargo do ator Quimbé.

O evento conta com a colaboração de marcas como Sephora, Crème e Bmagic Agency. Entre outras ofertas, será sorteado um vestido de noiva, um fato de noivo e um vestido de cerimónia. O programa inicia-se às 16h00 com a atuação do grupo Chiara Timas.

Com entrada gratuita, sendo apenas necessária uma inscrição prévia na página: https://www.penhalta.com/por/desfile-noiva-2019/, são esperadas mais de duas centenas de participantes à procura do melhor para o seu dia de sonho.

NOTAS PARA O EDITOR

PROGRAMA
16.00 – Início do Evento
17:30 – Desfile
18.15 – Entrega de prémios do Sorteio
18.30 – Afternoon Snack e atuação da banda Chiara Timas
19.00 – Encerramento e despedida

SOBRE A PENHALTA
https://www.penhalta.com/
Com mais de 30 anos de história, a Penhalta é uma marca Ibérica fiel aos valores de uma empresa familiar. Confiança, profissionalismo, dedicação e simpatia são as diretrizes que levaram ao seu reconhecimento nível internacional.

Em termos de lojas, a Penhalta tem atualmente as flagships stores em Lisboa, na avenida Miguel Bombarda 83 e 91A. Aliando a qualidade excepcional ao design adequado às tendências e mantendo um serviço profissional personalizado, a Penhalta tem como objetivo liderar o mercado nupcial português.

A Penhalta introduz em Portugal o conceito de Fato de Cerimónia para o homem, há mais de 18 anos. Desde então é considerada marca líder e inovadora no segmento a nível nacional e internacional.

SOBRE A QUINTA DO ROSEIRAL
http://www.quintadoroseiral.com/
A Quinta do Roseiral concilia a harmonia da natureza com bom gosto e elegância num espaço de sonho, com uma decoração de luxo, gastronomia requintada, serviço de qualidade e uma equipa especializada. Está localizada numa propriedade com 21 hectares, com espaços verdes cuidadosamente cuidados, com ambientes lounge, ideais para os momentos mais descontraídos. Dispõe ainda de uma zona com parque infantil e espaço para realização de cerimónias de casamento civil.

Está situada na Ericeira, no concelho de Mafra, numa zona privilegiada e com fáceis acessos. Organiza casamentos, congressos, banquetes de empresa e outros eventos sociais, atendendo apenas um evento por data, garantindo a total exclusividade do espaço.

SOBRE A DARA JEWELS
https://darajewels.com/
A Dara Jewels nasceu em 1980 com o nome de Gomes Joalheiros Lda. Desde então foi competências e experiência sempre com a finalidade de satisfazer cada vez melhor e de forma mais exigente os desafios colocados pelo mercado. O conceito Dara Jewels surgiu mais tarde em 2001 com o objetivo de apostar em três pilares fundamentais: personalização, especialização e comunicação. O seu Mix de Serviços é pioneiro em várias áreas e apresenta soluções de ruptura com algumas soluções mais conservadoras no sector de Ourivesaria.

EMPRESAS