• next generation event
Inicio Tags Evento

Tag: evento

Corrida entre navios e contentores no Porto de Leixões é já em setembro

O Porto de Leixões abre as suas portas anualmente para receber esta corrida e as inscrições têm superado todos os anos as expectativas da Administração dos Portos do Douro, Leixões e Viana do Castelo (APDL).

Para os amantes do desporto nada melhor do que aliar a atividade física a uma competição saudável num convívio inserido num ambiente invulgar entre navios e contentores num local histórico da cidade.

Existem duas provas disponíveis para os participantes, uma para os atletas que gostam de desafios mais exigentes com uma corrida de 10 Km e outra com um caráter mais descontraído e não competitivo com uma caminhada de 5 Km.

“Esta iniciativa tem todos os anos cumprido os objetivos a que se propôs: Promover a prática desportiva e proporcionar uma experiência única aos participantes dentro do Porto de Leixões. Temos também um sentimento de dever cumprido, por outro lado, por vermos que a adesão a este evento, todos os anos, excede a sua lotação”, salienta a APDL.

As inscrições online já estão abertas em www.corridaportodeleixoes.pt e www.eventsport.pt  até às 23h59 do dia 14 de setembro, depois dessa data só se aceita inscrições no local de entrega de kits com custo adicional de 5 euros. Até dia 15 de agosto, o custo para as inscrições é de 6 euros para a caminhada e de 8 euros para a corrida.

Todos os participantes podem levantar o seu kit de corrida no Mar Shopping até às 22h do dia 13 e 14 setembro, ou no próprio dia e local do evento para os residentes fora do distrito do Porto.

A corrida é organizada pela APDL e pela EventSport, em colaboração com o Centro de Cultura e Desporto da APDL.

Diga adeus às férias de verão…de copo na mão

A agenda de eventos de Lisboa já não dispensa a festa que celebra o fim das férias e o regresso à vida ativa. A Bye Bye Summer Wine Party já vai para a quinta edição, sempre no jardim do Lisbon Marriott Hotel, mas este ano há uma novidade: pela primeira vez a o evento realiza-se também a norte de Portugal, em Vila do Conde, no Villazur Restaurante & Tapas e em simultâneo na Capela de S. Sebastião, espaço que servirá de palco para verdadeiras “Provas à Capela”, vinhos especiais, apresentados pelos enólogos em solo sagrado do séc. XIV.

Fica triste só de pensar que as férias de verão estão a terminar? Anime-se! Esta festa é para si! Num só sítio estarão reunidos os vinhos de produtores selecionados de Portugal, petiscos perfeitos para acompanhar, música para dançar e um espaço atrativo para de tudo isto desfrutar. Na verdade, este ano são dois os espaços, em Vila do Conde e em Lisboa. Está a chegar a Bye Bye Summer Wine Party, evento coorganizado pela revista Paixão Pelo Vinho, pelo Villazur e Lisbon Marriott.

A festa vínica que celebra o final das férias de verão vai realizar-se, pela primeira vez, em Vila do Conde, no dia 31 de agosto, a partir das 18 e até às 23 horas. Apreciadores de vinhos e das coisas boas da vida vão reunir-se nas instalações do Villazur Restaurante & Tapas e na Capela de São Sebastião. O Villazur é um restaurante já bem conhecido por todos quantos apreciam a arte de bem viver, os sabores que pela simplicidade, identidade e delicadeza fazem percorrer quilómetros e chegar aquele sítio que a que se chama “casa” sem o ser. É um espaço com decoração cosmopolita e atrativa, perfeitamente integrada na paisagem onde está inserido e onde os elementos da natureza são privilegiados.

A sala panorâmica do primeiro andar será dedicada aos produtores selecionados e às provas de vinhos, no piso de baixo, esplanada e rua circundante haverá espaços para sentar e desfrutar das deliciosas iguarias, que prometem acompanhar divinalmente os vinhos em prova, não vai faltar a música, a festa e muita animação. Mesmo ao lado está a Capela de S. Sebastião, espaço preservado que está em recuperação e servirá de palco sagrado para as provas de vinhos premium, apresentadas pelos enólogos e produtores, serão verdadeiras “Provas à Capela”, uma seguramente experiência memorável!

No dia 6 de setembro, das 18 às 23h00, é a vez de Lisboa receber a Bye Bye Summer Wine Party. O jardim do Lisbon Marriott Hotel será, pelo quinto ano consecutivo, o cenário escolhido para receber as cerca de 1500 pessoas esperadas, depois do grande sucesso da última edição da Hello Summer Wine Party. Para além dos mais de 200 vinhos em prova, haverá cocktails, petiscos e iguarias, porco no espeto, música e animação e, imagine, um espaço onde a única missão é: ganhar prémios! “Arrisque e ganhe” é a iniciativa patrocinada pela Enoport Wines com as marcas Faisão, Cabeça de Toiro e Lagosta. Há centenas de prémios para oferecer, basta arriscar e ganhar, quantas vezes quiser, até acabar!

Os bilhetes para a Bye Bye Summer Wine Party Vila do Conde e Lisboa já estão disponíveis através da Ticketline on-line e em todos locais habituais de venda de espetáculos como Fnac, Worten, El Corte Inglés, por exemplo. Em pré-venda o bilhete “Wine Party” tem um custo de 10€ e no dia do evento custará 15€, sempre com oferta do copo de prova. Em Vila do Conde para participar nas provas especiais “à Capela” terá de comprar o bilhete “Premium” que custa 15€ em pré-venda e 20€ no dia da festa, os lugares são limitados.

O evento este ano conta com o patrocínio da Adega de Favaios. Ao comprar antecipadamente o bilhete receberá, no check-in da festa vínica, uma garrafa de Favaíto, o delicioso Moscatel do Douro, companhia perfeita para assistir ao pôr-do-sol. Um evento assim, vai ser mesmo… “bonito, bonito”!

Prepare-se para dizer adeus às férias de verão… a brindar! A norte ou a sul, estará tudo preparado para uma grande e glamorosa festa, plena de irresistíveis sugestões vínicas, deliciosos petiscos, música, pessoas felizes e muitos brindes ao amor, à amizade e à partilha… Seja no Villazur Restaurante & Tapas ou no jardim do Lisbon Marriott Hotel, o encontro está marcado para as 18h00.

Ordem dos Revisores Oficiais de Contas debate novos caminhos da Auditoria

Os temas escolhidos para o Congresso dos ROC, um evento de referência e de debate incontornável surgem como consequência dos Novos Caminhos da economia, da informação e da Auditoria e passam pelo Desenvolvimento e Novas Tecnologias, Governo das Sociedades, Cibersegurança e Globalização e Tecnologias de Informação e Mercados, Pessoas e Informação.

Para a Sessão de Abertura do evento a OROC endereçou o convite ao Professor Mário Centeno, Ministro das Finanças, à Dra. Gabriela Figueiredo Dias, presidente da CMVM, ao Conselheiro Ernesto Cunha, Vice-Presidente do Tribunal de Contas. Cabe a José Rodrigues de Jesus, Bastonário da Ordem dos Revisores Oficiais de Contas dar início aos trabalhos.

Com o objetivo de debater o Desenvolvimento e Novas Tecnologias está confirmado um painel de debate composto pela Professora Fernanda Ilhéu, Investigadora e Professora do ISEG, o Padre Afonso Seixas Nunes, Sacerdote Jesuíta e Docente na Universidade de Oxford e o Professor Arlindo Oliveira Presidente do Instituto Superior Técnico.

No XIII Congresso dos ROC irá também ser abordado o tema Governo das Sociedades, Cibersegurança e Globalização, que contará com oradores de renome como o Professor Nadim Habib, Docente da Nova School of Business da Universidade Nova de Lisboa, com o Almirante António Gameiro Marques, Diretor-Geral do Gabinete Nacional de Segurança e com Nicolau Santos, Presidente da LUSA e jornalista.

De seguida será abordado o tema Mercados, Pessoas e Informação pela Dra. Isabel Ucha, Presidente da Euronext, pelo Dr. Francisco Miranda Rodrigues, Bastonário da Ordem dos Psicólogos Portugueses e com Alan Johnson, Vice-Presidente da International Federation of Accountants (IFAC).

A Sessão de Encerramento está a cargo de Óscar Figueiredo, Coordenador da Comissão Organizadora do XIII Congresso dos ROC e conta com Professor Pedro Siza Vieira, Ministro Adjunto e da Economia. José Rodrigues de Jesus, Bastonário da Ordem dos Revisores Oficiais de Contas fecha os trabalhos.

As inscrições no XIII Congresso da OROC, abertas até 12 de setembro e com um custo de 100 euros, poderão ser feitas utilizando a ficha de inscrição que está no website da OROC – http://www.oroc.pt/ – e enviadas para sec.orgsociais@oroc.pt  ou para XIIICongresso@oroc.pt. Também poderão ser feitas através do telefone 213 536 158.

 

PROGRAMA

08h30 RECEÇÃO DOS PARTICIPANTES

09h00 SESSÃO DE ABERTURA

José Rodrigues de Jesus

Bastonário da Ordem dos Revisores Oficiais de Contas

Professor Mário Centeno

Sua Excelência o Ministro das Finanças

Dra. Gabriela Figueiredo Dias

Presidente da Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM)

Conselheiro Ernesto Cunha

Vice-Presidente do Tribunal de Contas

10h30 COFFEE BREAK

11h00 DESENVOLVIMENTO E NOVAS TECNOLOGIAS

Professora Fernanda Ilhéu

Professora do ISEG, investigadora

Padre Afonso Seixas Nunes

Sacerdote Jesuíta e Docente na Universidade de Oxford

Professor Arlindo Oliveira

Presidente do Instituto Superior Técnico

 12h30 ALMOÇO

14h30 GOVERNO DAS SOCIEDADES, CIBERSEGURANÇA E GLOBALIZAÇÃO

 Professor Nadim Habib

Docente da Nova School of Business – Univ. Nova de Lisboa

Almirante António Gameiro Marques

Diretor-Geral do Gabinete Nacional de Segurança

Nicolau Santos

Presidente da LUSA, jornalista

 16h00 COFFEE BREAK e TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO PARA AUDITORIA

Espaço livre para contactos com os patrocinadores

 16h45 MERCADOS, PESSOAS E INFORMAÇÃO

 Dra. Isabel Ucha

Presidente da Euronext

Dr. Francisco Miranda Rodrigues

Bastonário da Ordem dos Psicólogos Portugueses

Alan Johnson

Vice-Presidente da IFAC

 18h15 SESSÃO DE ENCERRAMENTO

As maiores redes de Mediação Imobiliária estão presentes no SIL 2019

Entre os dias 10 e 13 de Outubro, na Feira Internacional de Lisboa – FIL, as empresas lideres da mediação imobiliária marcam mais uma vez uma forte presença no SIL. Nomeadamente a Re/MAX , a Century 21, a Era Portugal, a Mais Consultores, a Sotheby´s, a Castelhana, a Garvetur, a Exclusive Lisbon, a Hall, a Habita, Engel &Volkers, IAD Portugal, Comprar Casa, a Keller Williams, a Carpe Domus a Area Gest XXI, Easygest, a Zoom, Viver nas Ondas, Chave Nova, A Infante e Riu, a Comprar Casa, Imotemplários, a Imodistrito, Resposta Convergente, Veigas e Veigas, entre outras vão estar presentes no maior e mais importante salão do setor do país, bem como a Associação que as representa a APEMIP.

O Salão Imobiliário de Portugal – SIL tem sido uma das principais ‘montras’ dos mediadores portugueses e na 22ª edição, a aposta mantém-se. Trata-se do segmento de mercado que aproveita este evento para trazer as melhores ofertas e produtos que estão em carteira. Imóveis, apartamentos, moradias, quintas, vilas, terrenos e lojas, novos e usados, são centenas de ofertas que resultam em negócio.

Sandra Fragoso, Gestora do SIL

Sandra Bértolo Fragoso, Gestora do SIL, revela que este é um dos  segmentos mais consolidado do setor. “A presença de empresas de mediação imobiliária tem sido sempre fiel e constante, sendo o SIL o ponto alto para o encontro de todas as mediadoras e agentes do mercado imobiliário e queremos que continuem em força no SIL”.

A responsável garante ainda que além de todas as redes  que participaram nas edições anteriores, este ano surgem novas empresas, o que mostra o dinamismo do mercado.

De recordar que este ano, para quem procura no SIL  bons negócios, promoções ou condições especiais, tem a possibilidade de descarregar a APP, SIL EXCLUSIVE ADVANTAGES, onde encontrará a Planta do SIL e serão indicadas as empresas que oferecem condições especiais para as aquisições de imóveis/serviços que sejam realizadas no SIL.

Uma feira para gerar negócios

O evento de 2019, organizado pela Fundação AIP, dedica os dois primeiros dias (10 e 11) aos profissionais e o fim-de-semana de 12 e 13 ao público em geral.

Para esta edição, a organização do SIL tem como objetivos alcançar a participação de mais de 380 empresas e mais de 20 mil metros quadrados ocupados.

Um salão que é o principal ponto de encontro de todos os profissionais nacionais e internacionais, a maior sala do país para networking.

A edição deste ano, promete grandes novidades. Entre elas a renovação da imagem e um novo horário.

O SIL é uma feira transversal a todos os segmentos do setor, desde a promoção, mediação, banca, serviços, municípios e entidades públicas. Não esquecendo as empresas de reabilitação, arquitectura, engenharia, construção sustentável, eficiência energética, de construção e obras públicas, comércio, retalho, escritórios e turismo.

Mais uma vez contará com diversas atividades que são já uma referência. O SIL Cidades que terá uma cidade convidada para apresentar os projetos estruturantes.

Sendo Portugal um destino de investimento de muitos estrangeiros, este ano, o SIL vai proporcionar mais uma vez o ‘I Choose Portugal’, onde residentes e personalidades estrangeiras irão revelar os motivos que os levou a escolher o nosso país para viver.

Nesta edição, vamos assistir novamente à 2ª Edição do “Luxury SIL, um espaço onde estarão representadas diversas marcas de luxo e prestígio, dos mais variados setores, imobiliário, automóveis, bebidas, moda, entre outras.

2ª edição do SIL INVESTMENT PRO powered by APPII

Depois do sucesso do ano passado, também em outubro, o SIL vai receber  no dia 10, a 2ª edição do SIL INVESTMENT PRO powered by APPII, onde serão debatidos temas importantes neste momento para o setor, como o imobiliário turístico e o investimento estrangeiro em Portugal.  Nesta edição, serão convidados investidores nacionais e internacionais de diversas nacionalidades, com o enfoque no mercado espanhol, bem como Fundos de Investimento.

Este ano, o salão irá apresentar mais uma vez os ‘Prémios SIL do Imobiliário’, onde serão distinguidos projectos nas áreas da construção sustentável e eficiência energética, melhor empreendimento imobiliário nas categorias de comércio, serviços e logística, escritórios, habitação e turismo. Também a reabilitação urbana será premiada nas categorias de habitação, turismo, espaços públicos, escritórios e comércio e serviços.

No âmbito do SIL INVESTMENT PRO powered by APPII, o salão apresenta novidades, entre elas, a primeira edição do SIL VILLAGE. Trata-se de um espaço premium, reservado  para network, um espaço onde negócios podem ser realizados , em ambiente informal, que funciona durante a hora de almoço e jantar para empresas parceiras, grupos imobiliários, banca, seguradoras, consultoras  e organizadores de eventos.

Para os mais novos, o SIL 2019 vai proporcionar um espaço especial pensado exclusivamente para eles. O “SIL KIDS CLUB” irá apresentar diversas actividades lúdicas e educativas para as crianças dos 3 aos 12 anos.

Outros momentos importantes do salão são as habituais conferências que irão decorrer durante os dias da feira.

Este ano, o SIL 2019 terá ainda um novo horário:

Quinta-feira e Domingo – 11h00 às 20h00

Sexta-feira e Sábado – 11h00 às 22h00

O Salão Imobiliário de Portugal – SIL 2019 irá ocupar dois pavilhões (2 e 3)

A Fundação AIP é uma pessoa coletiva de direito privado sem fins lucrativos. Tem por fim promover, patrocinar e realizar ações que visem o desenvolvimento das atividades das empresas portuguesas, nos domínios associativo, técnico, económico e comercial, contribuindo para o crescimento da economia portuguesa. A Fundação tem ainda como finalidade a prossecução de fins científicos, culturais, de solidariedade social e de defesa do ambiente.

C-DAYS: Especialistas em cibersegurança reunidos no Porto

780 participantes, perto de 80 conferencistas, 47 sessões, 28 parceiros, mais de 15.500 visualizações em redes sociais, cobertura por 12 OCS e 50 pessoas do staff. Isto são apenas números, mas que exemplificam e bem a dimensão e a relevância do evento e que ano após ano tem marcado uma nova forma de estar e, acima de tudo, um novo paradigma assente em três pilares: pessoas/tecnologias/processos.

Foram diversos os momentos de atenção no C-Days, mas o mais marcante e relevante passou pelo lançamento do Quadro Nacional de Referência para a Cibersegurança, que, segundo Lino Santos, Coordenador do Centro Nacional de CIbersegurança, “era algo que define o que deve ser realizado para o presente e futuro”, comprometendo-se, com a sua equipa, a continuar a trabalhar e a apresentar ferramentas sobre o “como deve ser realizado”, afirmou, lembrando que este foi também um certame que “chamou” a comunidade mais jovem, especificamente nas sessões mais técnicas. “Foi uma surpresa e demonstra o interesse dos mais jovens para este tema, o que é bom pois precisamos deles para melhorar a capacidade do nosso país”, salientou Lino Santos.

Lisboa, Coimbra e agora a Invicta, ou a cidade do Porto. Esta tem sido a filosofia do CNCS, ou seja, de apostar numa política de descentralização e assim levar todas as ideias, ferramentas e instrumentos, iniciativas e players a todo o país. “A escolha da cidade do Porto, correlacionada com o tema das pequenas e médias empresas, perspetivava ma forte afluência e foi isso o que aconteceu. Tivemos um público bastante diverso, muitas pessoas da área técnica, mas também pessoas da administração local, de pequenas e médias empresas, e dirigentes da administração pública, o que significa que alcançamos o nosso objetivo que é transformar esta conferência anual num ponto de encontro nacional de referência na área da cibersegurança”, salienta.

Um dos principais focos desta edição, é que a mesma centrou-se mais no universo das PME’s, que, no fundo, são aquelas que mais «sofrem» com todas estas novas dinâmicas da Cibersegurança, da Transformação Digital e das Novas Tecnologias, sendo fundamental que se antecipem problemas que eventualmente possam surgir. “Se pensarmos que a cibersegurança é um tema algo difuso e de difícil compreensão, é natural que as grandes empresas, com os recursos e com a capacidade que têm, beneficiem de uma maior aptidão para responder aos desafios que enfrentam do que as pequenas e médias empresas. Nesta “guerra de recursos escassos”, que são os profissionais de cibersegurança, as pequenas e médias empresas são consideradas o elo mais fraco, são aquelas que vão ter mais dificuldade em encontrar soluções e recursos para os apoiar no seu processo de transformação digital, que vai acontecer mais cedo ou mais tarde”.

Mas, e como é que se antecipam esses eventuais obstáculos e problemas? “Atualmente, existem falta de recursos e de profissionais especializados nesta área. A forma de antecipar o problema é dando referenciais e dizendo exatamente às pequenas e médias empresas o que devem fazer e quais são as melhores práticas, e depois ajudá-las a saber como implementar essas mesmas práticas e a seguir esses mesmos referenciais. Este é um trabalho conjunto entre a academia, o Governo e o setor privado, até porque a fase da sensibilização para a cibersegurança já foi ultrapassada, por isso é que nesta conferência demos enfoque ao passo imediatamente a seguir: e então? O que é que devo fazer?”

Venha a edição de 2020. Onde será? Neste momento a mesma começará a ser trabalhada em meados de Setembro, sendo que o local ainda não foi escolhido para voltar a reunir a grande comunidade de cibersegurança, mas que será, mais uma vez, um enorme sucesso.

O que eles dizem…

“As pessoas estão cada vez mais em alerta”

“Reunir todas estas pessoas do mercado é cada vez mais importante para uma partilha de experiências. A convivência permite-nos perceber a direção que o mercado está a tomar nesta componente da cibersegurança e essa direção vai no sentido da tecnologia edge, no sentido de proteger cada device por si só. Em todas estas movimentações, quando queremos ter tudo interligado entre si, precisamos de ter a perceção a este nível, a perceção da segurança a partir de todos os dispositivos que utilizamos cada vez mais. Todos sabemos que o elo mais fraco é o fator humano e quanto mais cuidado e campanhas de sensibilização existirem melhor é. A massificação destes conceitos através dos meios de comunicação social têm contribuído para isso. As pessoas estão cada vez mais em alerta” – Daniel Ferreira – Fortinet, Regional Sales Manager

“Queremos continuar a promover a cibersegurança”

“Todos os eventos relacionados com a área da cibersegurança são importantes. Infelizmente, em Portugal existem poucos. Este ano há dois eventos importantes no Porto e outro em Lisboa. São importantes para nós enquanto empresas e são importantes para a sociedade. Falta formação de pessoas, formação de jovens, mais sensibilização a nível geral, mas sobretudo a colaboradores das empresas. O CNCS tem feito o esforço bastante notável e a Redshift também tem procurado levar a cabo formações junto dos seus colaboradores. Queremos continuar a descobrir novos produtos, novas soluções e encontrar novas tecnologias para, junto com os nossos parceiros, continuar a promover a cibersegurança” – João Manso, CEO da Redshift Consulting

“As empresas são fundamentais no domínio da cibersegurança”

“Sabemos que o tema da cibersegurança é um tema que afeta muitas empresas, mas também o cidadão comum, por isso é importante que estes eventos sejam organizados em zonas distintas do país para que o tema da cibersegurança consiga chegar a todas as empresas. Podemos partilhar aqui experiências e trocar algumas impressões com clientes e parceiros, fundamental para que as empresas e os cidadãos em geral estejam mais consciencializados para os desafios relacionados com a cibersegurança. As próprias empresas assumem um papel relevante na formação e sensibilização para esta área, mas os meios de comunicação social também têm desempenhado um papel importante para alertar para os problemas relacionados com a cibersegurança que está presente no nosso dia-a-dia, quer a nível pessoal quer a nível profissional” – Pedro Leite, Country Manager da S21sec em Portugal

“A cada edição sinto que o evento está mais apelativo”

“A cada edição sinto que o evento está mais apelativo. O atual coordenador do Centro Nacional de Cibersegurança é um empreendedor, uma pessoa que sabe fazer e que sabe colocar o seu know-how ao dispor da comunidade da cibersegurança em Portugal. Isso tem vindo a refletir-se e a edição deste ano comprova que uma liderança eficaz consegue alcançar excelentes resultados.

É importante direcionar esta área para as pequenas e médias empresas porque sabemos que as grandes empresas têm equipas de TI com conhecimentos e capacidades para responder aos desafios relacionados com a cibersegurança. As pequenas e médias empresas, e sobretudo as microempresas que são a grande fatia do tecido empresarial em Portugal, não têm essa capacidade e conhecimento, por isso é muito importante alertar e dotá-los do know-how necessário para estarem atentos às fragilidades” – Luísa Gueifão, Presidente do Conselho Diretivo da Associação DNS.PT.

“Este é o trabalho que o país tem de fazer”

“Estes eventos são absolutamente críticos para a área da cibersegurança. Em Portugal temos conhecimento técnico nos centros e investigação e desenvolvimento, nas universidades e nas entidades governamentais. Não temos falta de conhecimento, o que temos falta é de reconhecimento da importância desta área por parte dos utilizadores e das empresas. Este é o trabalho que o país tem de fazer e por isso mesmo estes eventos são cada vez mais fundamentais para a promoção da cibersegurança. Estamos num caminho que se faz lentamente, não somos dos países que estão na frente no que diz respeito ao tema da cibersegurança, mas é um assunto que tem de ser tratado de forma a conciliar a segurança com o conforto do utilizador” – Pedro Paiva – Diretor de Mobilidade Empresarial da Samsung Portugal

COTEC Portugal discute a agenda da inovação para a Era 4.0

A 16.ª edição do COTEC Innovation Summit tem lugar na Casa das Artes, em Vila Nova de Famalicão, na próxima segunda-feira, dia 8 de Julho.

Leading 4.0: Highway to Manufacture Value with People and Intelligent Machines é o tema do evento anual da COTEC Portugal, este ano no coração de uma das grandes regiões industriais portuguesas.

Estão inscritos no evento de inovação empresarial do ano em Portugal mais de 700 participantes, incluindo empresários e gestores, líderes associativos, académicos, decisores políticos e estudantes.

O programa da conferência, com enfoque nas principais tendências da inovação tecnológica na era da Indústria 4.0, está dividido em sessões plenárias e em nove sessões paralelas. Mais de 35 oradores, na maioria internacionais, terão oportunidade de partilhar a sua experiência e perspectivas sobre como antecipar e gerir a transição do tecido empresarial, instituições académicas, organismos políticos e a sociedade, em geral, para uma era de mudança a grande velocidade e de necessidade de adaptação constante a novas condições de mercado.

O presidente da Câmara de Vila Nova de Famalicão, Paulo Cunha, e o ministro do planeamento, Nelson de Souza, darão início aos trabalhos. Anand Vengurlekar, do INSEAD, fará a intervenção sobre o tema The Digital Advantage, Selling More, Farer and with Higher Value.

Durante o evento, os participantes poderão ter contacto com diversas tecnologias 4.0 no Tech Demonstration Floor.

Na sessão de encerramento desta Cimeira Empresarial haverá tempo para uma mensagem do Ministro da Economia, Pedro Siza Vieira e intervenções da Presidente da Direcção da COTEC Portugal, Isabel Furtado, e do Presidente da República, e Presidente Honorário da COTEC Portugal, Professor Marcelo Rebelo de Sousa que entregará o prémio do Desafio i4.0 (Challenge i4.0) para o melhor modelo de gestão empresarial.

Principais tendências da inovação tecnológica na Era da Indústria 4.0

  • The “SME Test”: EU’s Digital Single Market Policies for 4.0 Transition;
  • Classroom Meets the Workplace;
  • “Test Before Invest”: Overcoming the “Death Valley”;
  • Is i4.0 a Make or Break Challenge for Europe and Portugal?;
  • Snapshots of the Future: Intelligent Assets for Unlocking the Circular Transition;
  • The Transformation of the Workplace: Putting People and Intelligent Machines to Work Together;
  • Frontrunners of Industry 4.0;
  • Careers in Industry: Creating the Best Workplaces, Attracting and Retaining Talent;
  • Defending your Key Assets: Preserving Competitive Advantage by Protecting Inventions and Industrial Secrets.

Unbabel co-organiza nona edição da Lisbon Machine Learning School

A Unbabel, startup portuguesa que alia a inteligência artificial com pós-edição humana à tradução automática, co-organiza a nona edição do Lisbon Machine Learning School (LxMLS), na qual o co-fundador e CTO da Unbabel, João Graça, e o VP de AI Research, André Martins, receberão de novo investigadores e estudantes de Linguagem Natural e Linguística Computacional.

Ao longo de uma semana o conjunto de palestras e atividades irá contar com mais de uma dúzia de oradores convidados dos EUA e da UE, incluindo o representante local do Instituto de Telecomunicações, Mário Figueiredo, bem como representantes da IBM Research, Google DeepMind UK, Carnegie Mellon University, Universidade Cornell e da israelita Bar Ilan University.

O LxMLS 2019 decorrerá de 11 a 18 de julho no Instituto Superior Técnico e é co-organizado pelo IST, Instituto de Telecomunicações, Instituto de Engenharia de Sistemas e Computadores, Investigação e Desenvolvimento em Lisboa (INESC-ID), Unbabel, Priberam Labs e Feedzai.

Concebido para investigadores, estudantes de pós-graduação, cientistas da computação e profissionais da indústria interessados em estatística e machine learning, o LxMLS é também conhecido por seu Demo Day, que será realizado no Salão Nobre do Pavilhão Central do IST na segunda-feira, dia 15 de julho, das 17h00 às 20h00.

“O Demo Day é um encontro informal que reúne uma série de empresas altamente técnicas e instituições de investigação, ao lado de estudantes experientes do LxMLS e de outras instituições portuguesas, todos com o objetivo de resolver problemas de machine learning através da tecnologia”, afirmou o organizador João Graça. “Encorajamos qualquer pessoa com interesse em Processamento de Linguagem Natural e machine learning a participar. É uma ótima oportunidade para expandir a sua rede de contactos, ver como os outros resolvem problemas semelhantes e mostrar como os seus produtos resolvem os problemas”.

Este ano, os patrocinadores do LxMLS estão a financiar a presença de 20 estudantes de todo o mundo, que mostrem potencial, mas que não têm meios para financiar a sua própria participação.

Porto recebe a 5ª edição da Conferência anual C-DAYS

Tendo como pano de fundo a Cibersegurança e as PME, a edição deste ano pretende, ao longo de dois dias, focar-se nas grandes temáticas que dizem respeito, direta ou indiretamente à segurança da informação e do ciberespaço.

Este ano o evento terá lugar na cidade do Porto e conta já com vários nomes nacionais e internacionais confirmados para debater o tema central desta edição. Para isso, a conferência que conta já com grande repercussão a nível nacional e internacional, assegura uma agenda focada em intervenções da academia, indústria e sector público.

A sessão de abertura, agendada para dia 26 de junho, às 9h15 terá a intervenção de Mariana Vieira da Silva, Ministra da Presidência e da Modernização Administrativa, Lino Santos, Coordenador do Centro Nacional de Cibersegurança e Rui Moreira, Presidente da Câmara Municipal do Porto.

Desta forma, em destaque para esta edição estarão temas da atualidade, como por exemplo, a apresentação do Quadro de Referência em Cibersegurança ,“Cibersegurança e as empresas”, “Cidades Inteligentes seguras”, “Sociedades (Des)informadas”, “Cibersegurança e as PME – desafios e práticas empresariais”, “Confiança digital para serviços energéticos”, “Capacitação nacional em cibersegurança”, mas também haverá lugar para a discussão de tópicos que têm estado na ordem do dia, tais como, ou “Qualificações, Especialização e Investigação em Cibersegurança”, entre outros.

Porto Tech Hub reúne, pela 5ª vez, a comunidade tecnológica da Invicta

Cerca de 1.000 participantes são esperados para mais uma edição do evento que promove a discussão e partilha de conhecimentos em torno da área da Tecnologia, este ano sob o tema “Art, Culture and Tecnologies”.

São 23 as empresas que constituem a Porto Tech Hub (PTH), uma associação sem fins lucrativos voltada para a promoção e capacitação tecnológica na cidade do Porto, que trabalham em conjunto para a organização desta grande conferência anual. Com a intenção de proporcionar networking, partilha de conhecimentos e experiências profissionais e pessoais em torno do universo tecnológico, a conferência da PTH é já referência em matéria de eventos institucionais, contando com cinco edições de sucesso e largas centenas de participantes.

Para esta edição, o tema explora dimensões múltiplas que vão desde a intervenção da tecnologia nas práticas artísticas à própria Cultura das organizações, com nomes ainda por desvendar mas que prometem, à semelhança dos anos anteriores, deixar rendida a audiência. As inscrições para a conferência já se encontram disponíveis a preço reduzido aqui.

Paralelamente, decorrem também as candidaturas ao programa SWitCH, dinamizado por esta associação em parceria com o Instituto Superior de Engenharia do Porto (ISEP). Esta formação tem por objetivo o combate ao desemprego, através da requalificação de licenciados e da sua rápida inserção num mercado com carência de profissionais qualificados, com excelentes perspetivas de uma carreira profissional, como é o caso das TI, em particular em empresas ligadas ao desenvolvimento de software.

Arquivo Portos de Lisboa, Setúbal e Sesimbra presente na Exposição “A Cidade dos Arquivos”

O evento que visa a divulgação dos acervos destes arquivos, conta com a presença do Arquivo dos Portos de Lisboa, Setúbal e Sesimbra, através da divulgação de diferentes documentos pertencentes ao seu espólio, sobre entidades e figuras ligadas ao desenvolvimento económico e urbano do Barreiro, mostrando, assim, a estreita ligação do concelho do Barreiro ao rio e às atividades portuárias.

Durante os 5 dias da exposição os visitantes poderão ainda participar em visitas orientadas aos diversos arquivos. Hoje decorrerão, das 14h00 às 19h00, as visitas ao Arquivo dos Portos de Lisboa, Setúbal e Sesimbra.

 

EMPRESAS