Inicio Tags Fórum Lisboa

Tag: Fórum Lisboa

Ordem dos Revisores Oficiais de Contas debate novos caminhos da Auditoria

Os temas escolhidos para o Congresso dos ROC, um evento de referência e de debate incontornável surgem como consequência dos Novos Caminhos da economia, da informação e da Auditoria e passam pelo Desenvolvimento e Novas Tecnologias, Governo das Sociedades, Cibersegurança e Globalização e Tecnologias de Informação e Mercados, Pessoas e Informação.

Para a Sessão de Abertura do evento a OROC endereçou o convite ao Professor Mário Centeno, Ministro das Finanças, à Dra. Gabriela Figueiredo Dias, presidente da CMVM, ao Conselheiro Ernesto Cunha, Vice-Presidente do Tribunal de Contas. Cabe a José Rodrigues de Jesus, Bastonário da Ordem dos Revisores Oficiais de Contas dar início aos trabalhos.

Com o objetivo de debater o Desenvolvimento e Novas Tecnologias está confirmado um painel de debate composto pela Professora Fernanda Ilhéu, Investigadora e Professora do ISEG, o Padre Afonso Seixas Nunes, Sacerdote Jesuíta e Docente na Universidade de Oxford e o Professor Arlindo Oliveira Presidente do Instituto Superior Técnico.

No XIII Congresso dos ROC irá também ser abordado o tema Governo das Sociedades, Cibersegurança e Globalização, que contará com oradores de renome como o Professor Nadim Habib, Docente da Nova School of Business da Universidade Nova de Lisboa, com o Almirante António Gameiro Marques, Diretor-Geral do Gabinete Nacional de Segurança e com Nicolau Santos, Presidente da LUSA e jornalista.

De seguida será abordado o tema Mercados, Pessoas e Informação pela Dra. Isabel Ucha, Presidente da Euronext, pelo Dr. Francisco Miranda Rodrigues, Bastonário da Ordem dos Psicólogos Portugueses e com Alan Johnson, Vice-Presidente da International Federation of Accountants (IFAC).

A Sessão de Encerramento está a cargo de Óscar Figueiredo, Coordenador da Comissão Organizadora do XIII Congresso dos ROC e conta com Professor Pedro Siza Vieira, Ministro Adjunto e da Economia. José Rodrigues de Jesus, Bastonário da Ordem dos Revisores Oficiais de Contas fecha os trabalhos.

As inscrições no XIII Congresso da OROC, abertas até 12 de setembro e com um custo de 100 euros, poderão ser feitas utilizando a ficha de inscrição que está no website da OROC – http://www.oroc.pt/ – e enviadas para sec.orgsociais@oroc.pt  ou para XIIICongresso@oroc.pt. Também poderão ser feitas através do telefone 213 536 158.

 

PROGRAMA

08h30 RECEÇÃO DOS PARTICIPANTES

09h00 SESSÃO DE ABERTURA

José Rodrigues de Jesus

Bastonário da Ordem dos Revisores Oficiais de Contas

Professor Mário Centeno

Sua Excelência o Ministro das Finanças

Dra. Gabriela Figueiredo Dias

Presidente da Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM)

Conselheiro Ernesto Cunha

Vice-Presidente do Tribunal de Contas

10h30 COFFEE BREAK

11h00 DESENVOLVIMENTO E NOVAS TECNOLOGIAS

Professora Fernanda Ilhéu

Professora do ISEG, investigadora

Padre Afonso Seixas Nunes

Sacerdote Jesuíta e Docente na Universidade de Oxford

Professor Arlindo Oliveira

Presidente do Instituto Superior Técnico

 12h30 ALMOÇO

14h30 GOVERNO DAS SOCIEDADES, CIBERSEGURANÇA E GLOBALIZAÇÃO

 Professor Nadim Habib

Docente da Nova School of Business – Univ. Nova de Lisboa

Almirante António Gameiro Marques

Diretor-Geral do Gabinete Nacional de Segurança

Nicolau Santos

Presidente da LUSA, jornalista

 16h00 COFFEE BREAK e TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO PARA AUDITORIA

Espaço livre para contactos com os patrocinadores

 16h45 MERCADOS, PESSOAS E INFORMAÇÃO

 Dra. Isabel Ucha

Presidente da Euronext

Dr. Francisco Miranda Rodrigues

Bastonário da Ordem dos Psicólogos Portugueses

Alan Johnson

Vice-Presidente da IFAC

 18h15 SESSÃO DE ENCERRAMENTO

Combate ao terrorismo em debate em Lisboa

“Como combater a radicalização e o terrorismo: mecanismos de prevenção e conhecimento partilhado no espaço mediterrânico europeu” é o tema do encontro internacional do organismo do Conselho da Europa com sede em Lisboa, e que vai decorrer no Centro Ismaili.

O diretor executivo do Centro Norte-Sul, José Ludovice, disse à Lusa que pode ser necessário reforçar a segurança na Europa, “num contexto de ameaça” terrorista, mas que é possível manter o respeito pela democracia e pelo Estado de Direito.

A intervenção de abertura dos trabalhos, na quinta-feira, está a cargo da fundadora e presidente da associação “A Voz das Mulheres Líbias”, Alaa Murabit, estando ainda previstas apresentações sobre “a política do Conselho da Europa em relação às regiões vizinhas”, por Max Gilbert, e sobre “liberdade versus controlo: uma resposta democrática”, por Rabea Willers, ambos do Conselho da Europa.

Representantes políticos e de instituições internacionais e organizações locais vão debater o terrorismo em mesas-redondas dedicadas a temas como o Estado de Direito e as respostas democráticas; a prevenção da radicalização através da educação e do diálogo; a capacitação dos jovens e das mulheres; o papel do diálogo intercultural e inter-religioso na construção de sociedades inclusivas e o papel das comunidades sociais para prevenir a radicalização.

Para José Ludovice, o “combate ao flagelo” do terrorismo exige “uma união a nível da sociedade, um envolvimento profundo entre os vários setores”.

“Quando temos sociedades muito divididas e com barreiras e com participação deficiente de setores da sociedade estas questões tornam-se muito mais problemáticas”, sustentou o diretor executivo do Centro Norte-Sul, em entrevista à Lusa.

Criado em 1989, o Centro Norte-Sul, com 16 Estados-membros, pretende promover o diálogo e a cooperação do Conselho da Europa com as suas regiões vizinhas, privilegiando abordagens integradas e abrangentes com a participação ativa das instituições e da sociedade civil, em particular dos países da margem sul do Mediterrâneo. A Bulgária será membro efetivo deste organismo a partir de 01 de janeiro de 2016, estando a Tunísia, Bósnia-Herzegovina e Roménia em processo de adesão.

Fundado a 05 de maio de 1949, o Conselho da Europa é a mais antiga instituição europeia em funcionamento, integrando 47 Estados, incluindo todos os países que formam a União Europeia.

EMPRESAS