• next generation event
Inicio Tags Futebol

Tag: Futebol

Tecnologia portuguesa chega ao futebol africano

A plataforma FootballISM, desenvolvida pela agap2IT, foi implementada nas equipas de futebol de formação e profissional do El Gouna FC, do Egito. Será utilizada por mais de 50 profissionais do staff do clube e incorporará a gestão de dados de 200 jogadores, das equipas de formação à profissional. Para o clube, a aquisição da plataforma tecnológica visa maximizar os talentos da formação e do plantel sénior, os processos internos e a performance desportiva.

A plataforma vai ser utilizada pelo El Gouna FC num formato de Plano Premium – incorporando a totalidade de funcionalidades disponibilizadas, nomeadamente de gestão de jogador, pro scouting, departamento jurídico, gestão de equipamentos, área técnica, departamento médico, logística, recrutamento e instalações, agentes e nutrição; a par de aplicações móveis de jogador, treinador e scouting de formação.

O clube irá usar a versão Árabe do FootballISM lançada em abril, a pensar no desenvolvimento do futebol profissional dos países que se expressam diariamente na quinta língua mais falada no mundo.

Segundo Nader Shawky, CEO da Eleven 11, empresa gestora do clube El Gouna FC “o FootballISM é uma plataforma tecnológica bastante completa que nos vai ajudar a melhorar a nossa eficácia de processos. O El Gouna FC tem uma mentalidade orientada para a inovação e, nesse sentido, acreditamos que o FootballISM é o veículo perfeito para nos levar a um futuro de relevo no futebol. Ao adotarmos a solução, estamos confiantes de que iniciamos um caminho de constante desenvolvimento do nosso clube e que contribuiremos para a melhoria do próprio futebol africano.

Para Filipe Esteves, Diretor Geral da agap2IT e responsável pelo FootballISM: “a implementação do FootballISM num clube com as metas ambiciosas de crescimento do El Gouna FC e num campeonato como o egípcio, que se destaca no continente africano, é a constatação prática da sua eficácia e da possibilidade de adaptação desta solução a distintas realidades e necessidades. A partir deste momento, e através de uma única plataforma personalizável, estão integrados a totalidade dos departamentos do clube, o que permite potenciar a sofisticação da sua realidade desportiva e operacional. O objetivo passa por conferir a oportunidade a qualquer clube para alcançar um novo patamar no modo como gere o bem-estar e a progressão dos seus atletas e os distintos processos que contribuem para o seu sucesso.

A plataforma FootballISM é disponibilizada em três modelos possíveis consoante o plano e funcionalidades escolhidos. A configuração de aquisição apresenta valores diferentes, adaptáveis ao orçamento e necessidades de cada clube. Este modelo de subscrição (SaaS), mais flexível, foi desenvolvido no sentido de democratizar o acesso da tecnologia a todo o futebol profissional e de formação, com isto tendo uma abordagem solidária com todos os clubes independentemente do seu orçamento ou dimensão. A ferramenta, que agiliza todos os processos de um clube e academias de futebol e permite a tomada de decisões que se repercute em ganhos financeiros e desportivos, está ao alcance de todos.

O FootballISM foi desenvolvido com a experiência da Academia de Alcochete (Sporting Clube de Portugal), está implementado em clubes de três continentes (Europa, América do Sul e África) e é a plataforma tecnológica escolhida pela Liga Portugal para a profissionalização dos seus 36 clubes associados.

O El Gouna FC é um clube ambicioso, fundado em 2003, e milita na divisão principal do campeonato de futebol do país. O Egito é uma potência no futebol em África tendo conquistado o Campeonato Africano de Nações por sete vezes. Os seus clubes já venceram a Champions League africana 14 vezes, um número record face a equipas de outros países.

Finais da Liga Europa e Liga dos Campeões disponíveis a bordo da Emirates nos voos de e para Inglaterra

Um Estádio nas Nuvens

A Emirates tem atualmente 175 aviões equipados com televisão em direto, incluindo todos os Boeing 777 e os Airbus 380. Estima-se que 70.000 passageiros dos EAU possam ver as finais durante o voo, tornando o “Estádio nas Nuvens” da Emirates equivalente à capacidade do Estádio Olímpico de Baku, onde será disputada a final da Liga Europa e do Wanda Metropolitan Stadium, em Madrid, onde acontecerá a final da Liga dos Campeões.

Os passageiros da Classe Económica que assistirem a bordo podem usufruir dos maiores ecrãs do setor em 13,3 polegadas. Os ecrãs de Classe Executiva da Emirates com 23 polegadas e os de Primeira Classe com 32 polegadas, continuam a ser os maiores da indústria na sua  categoria.

Ronaldo torna-se o primeiro a marcar em 10 jogos consecutivos

Em Turim, no embate com a Juventus, o avançado luso deu vantagem ao Real Madrid logo aos três minutos e manteve a série de jogos seguidos a marcar na ‘Champions’, tornando-se no primeiro futebolista a alcançar a dezena.

Ronaldo superou a marca de nove jogos que pertencia ao holandês Ruud van Nistelrooy, em 2003, com a camisola do Manchester United.

O internacional português fez o seu 119.º golo na Liga dos Campeões e marcou em todos os seis jogos em que defrontou a Juventus.

LUSA

Líder dos Super Dragões colaborou com forças de segurança altura de evacuar as bancadas

A segunda parte do encontro do Estoril-FC Porto foi obrigado a ser adiado para uma data ainda por determinar e tudo por causa do risco do topo norte… desabar – onde se encontrava a claque dos azuis e brancos.

Fernando Madureira, líder dos Super Dragões, foi um dos elementos que colaborou com as forças de segurança na altura de evacuar as bancadas e, em declarações ao jornal Record, deu o seu testemunho sobre a insólita situação.

“Ao intervalo, fui chamado pelos elementos de segurança, para ver uma fenda no interior do estádio. Estavam aflitos e disseram que era preciso evacuar a bancada, pois estava a cair”, explicou.

“Quem estava em baixo, ia para o relvado; quem estava na parte de cima, era encaminhado para o exterior. Era importante que as pessoas não entrassem em pânico”, referiu Madureira.

FCP Lidera campeonato português após vitória frente ao Feirense e empate do clássico

O FC Porto entrou em 2018 como se despediu de 2017 e segue embalado na melhor sequência de vitórias desta temporada – já se contam sete, distribuídas pelas quatro competições em que se encontra envolvido. Na noite desta quarta-feira, no Estádio Marcolino de Castro, bateu o Feirense por 2-1, com golos de Aboubakar e Felipe, num jogo em que sai líder da Liga e com fortes razões de queixa do trio de arbitragem liderado por Fábio Veríssimo, que perdoou três expulsões à equipa da casa e ainda um penálti sobre Marcano.

Sérgio Conceição apresentou em Santa Maria da Feira um onze com cinco alterações relativamente àquele que alinhou de início no passado sábado frente ao Paços de Ferreira, para a Taça da Liga (3-2). José Sá reocupou o lugar na baliza para liderar uma defesa à qual também voltou Felipe; ao meio-campo regressou Danilo, que cumpriu castigo na Mata Real; e no ataque, Corona e Aboubakar recuperaram a titularidade.

Os Dragões entraram a mandar no jogo, apostando na profundidade para chegar rapidamente à última linha de definição, mas encontraram pela frente um adversário muito compacto, com os setores muito próximos e bem organizado defensivamente. A muralha feirense resistiu até o inevitável Aboubakar aparecer: Brahimi ganhou uma bola na esquerda e assistiu o camaronês para o 50.º golo com a camisola azul e branca, o 24.º golo na temporada e o 13.º na Liga (22m).

A vantagem, porém, durou apenas quatro minutos, porque, na sequência de um livre, Luís Rocha ganhou a bola nas alturas e devolveu o empate ao marcador (26m). A partir daí, a equipa de Santa Maria da Feira baixou o bloco, o FC Porto sentiu mais dificuldades em chegar junto da baliza de Caio e até ao intervalo só conseguiu fazê-lo com perigo por duas ocasiões, que o guarda-redes brasileiro resolveu com duas boas intervenções: primeiro num remate de Brahimi (28m) e depois num livre frontal de Alex Telles (36m), nascido de uma falta violenta cometida à entrada da área sobre o extremo argelino, mas que Fábio Veríssimo decidiu punir apenas com um cartão amarelo. Pouco antes, o árbitro de Leiria já tinha estado em evidência ao não expulsar Kakuba por outra falta sobre Brahimi às margens da lei (32m).

Sem Herrera, a cumprir castigo, faltava aos portistas quem construísse jogo, Sérgio Conceição percebeu isso e, no início da segunda parte, lançou Óliver para o lugar de André André (57m), já depois de ter visto Fábio Veríssimo não ter assinalado grande penalidade por falta de João Silva sobre Marcano (52m), que daria o segundo amarelo ao avançado local. A verdade é que, apesar de conceder o domínio territorial ao FC Porto, o Feirense estava confortável no jogo, conseguia controlar as ações dos portistas, tapando-lhes o caminho para a baliza de Caio. Sérgio Conceição voltou a mexer, colocando Soares no lugar de Corona, mas acabou por ser um defesa a resolver um problema que ameaçava tornar-se bicudo: Alex Telles bateu o canto e Felipe subiu ao terceiro andar para cabecear, de forma fulminante, para o fundo das redes (76m).

A partir daí, Fábio Veríssimo voltou a entrar em ação: o juiz de Leiria começou por exibir um cartão amarelo a Soares por supostamente simular uma falta que, de facto, existiu (79m); depois, expulsou Felipe por acumulação de amarelos (83m), quando antes não revelou o mesmo critério em relação a Tiago Silva, que, já com um amarelo, cometeu uma falta sobre Óliver também merecedora de ação disciplinar (69m); e, já no tempo de compensação, amarelou Marcano por uma falta que mais ninguém viu (90+5m). Os três pontos foram mesmo conseguidos contra tudo e contra todos.

Texto em: http://www.fcporto.pt/pt/noticias/Pages/jogador-1-pos-feirense-fc-porto-16jor-liga-nos.aspx

Cristiano Ronaldo treina à parte no Real Madrid pelo terceiro dia consecutivo

O ‘capitão’ da seleção lusa, a recuperar de uma dura entrada sofrida na final do Mundial de Clubes, face ao Grêmio, esteve no relvado, mas a trabalhar à parte, sendo que, segundo fontes dos ‘merengues’, citadas pela agência espanhola EFE, a sua presença na 17.ª jornada da Liga espanhola não corre perigo.

Ainda assim, Ronaldo esteve toda a semana à margem do grupo, estando previsto que se reincorpore na sexta-feira, véspera de um encontro que o Real Madrid enfrenta, ainda que com um jogo em atraso, a 11 pontos do líder FC Barcelona.

Além do português, apenas o guarda-redes Luca Zidane, filho do treinador Zinedine Zidane e terceiro da hierarquia no Real Madrid, não participou no treino, que contou com o reforçou do guarda-redes júnior Moha.

Por seu lado, o galês Gareth Bale, que vem sendo utilizado nos últimos jogos, tem trabalhado sem problemas e poderá ser chamado à titularidade, para formar o famoso ‘BBC’, com Benzema e Cristiano, o que relegaria Isco para o banco.

Ainda assim, o mais provável é que o galês fique fora do ‘onze’, que deverá ser formado por Carvajal, Sergio Ramos, Varane e Marcelo, à frente de Navas, um meio-campo com Casemiro, Kroos, Modris e Isco e um ataque com Ronaldo e Benzema.

O encontro entre o Real Madrid, quarto classificado, com 31 pontos (menos um jogo), e o FC Barcelona, líder invicto, com 42, realiza-se no sábado, no Estádio Santiago Bernabéu, em Madrid, pelas 13:00 locais (12:00 em Lisboa).

LUSA

SLB – FCP: Bilhetes à venda a partir de domingo

Esta quarta-feira, o Benfica anunciou que começará a vender os bilhetes para o Clássico diante do FC Porto – 27.ª jornada da I Liga – no próximo dia 19 de abril, domingo. Os sócios das águias terão prioridade na compra dos ingressos, que custarão entre 20 e 75 euros.

No entanto, é de referir que o jogo ainda não tem hora nem data agendada, apenas se sabe que irá se disputar entre o dia 1 ou 2 de abril.

Estando ambos os clubes com uma diferença de apenas de um ponto, o Clássico poderá ser um duelo determinante para as contas do campeonato português.

Jorge Jesus fica

O Sporting perdeu com o Desportivo de Chaves por 1-0 e está fora da Taça de Portugal. O único golo do encontro foi apontado por Carlos Ponck aos 87 minutos.

O presidente do Sporting, Bruno de Carvalho, usou o Facebook para se pronunciar acerca da eliminação do Sporting da Taça de Portugal, após a derrota com o Chaves, esta terça-feira.

“Sem rodeios, esta época ao nível do futebol tem sido uma desilusão”, escreve Bruno de Carvalho. “Resta-nos lutar pelo campeonato. Atirar a toalha ao chão não é uma hipótese”, pode ler-se na publicação no Facebook oficial do presidente do Sporting.

“Estou triste, desolado, mas estados de alma não são compatíveis nem se podem confundir com as funções que assumi e que tenho tido a honra e o privilégio de exercer”, escreve Bruno de Carvalho.

Reconhecendo que nos ciclos negativos “tudo e todos são colocados em causa”, Bruno de Carvalho segura a equipa técnica. “Irei, com o treinador Jorge Jesus, fazer o que nos compete, isto é, manter a coesão de um grupo que necessita de elevar os seus níveis de entrega e de acerto técnico-tático, mas, para isso, a sua autoconfiança e autoestima têm de ser trabalhadas”.

“O plantel sofrerá um emagrecimento neste mercado de inverno, o que vai fortalecer o grupo”, revelou Bruno de Carvalho, com uma mensagem para o grupo de trabalho. “Precisamos dos melhores focados, e determinar, mais uma vez, a linha da exigência extrema que existe neste Clube”, acrescentou.

Ao Sporting só resta a Primeira Liga mas está a oito pontos do líder Benfica, numa altura em que se vai iniciar a segunda volta.

Pinto da Costa entra para a história mundial do futebol como o líder com maior longevidade de sempre

 

O líder azul e branco passou Santiago Bernabéu que, até agora, era o presidente com mais dias à frente de um clube. Neste caso o Real Madrid, a quem dá o nome do estádio atualmente.

Não é concreto o dia em que o espanhol tomou posse no clube merengue. Alguns registos apontam para que tenha começado no dia 11 de setembro de 1943, outros para que tenha sido no dia 14 ou até mesmo 15. Mas seja qual for o dia, hoje [sexta-feira, dia 13 de janeiro], Bernabéu foi ultrapassado pelo presidente que agora está à mais tempo à frente de um clube: Pinto da Costa.

São quase 35 anos à frente do emblema que sempre disse amar. Para trás, neste seu ‘reinado’ ficam já 58 títulos conquistados no futebol profissional, 34 no futebol de formação, 23 no andebol, 35 no basquetebol, 62 no hóquei em patins, 96 no bilhar, 91 no boxe, 31 na natação, 42 no desporto adaptado, quatro no ciclismo e outros tantos no voleibol.

Cristiano Ronaldo, uma das maravilhas de Portugal

“Soma e segue” é uma expressão que acompanha dignamente o futebolista que começou no Sporting.

Ganhou a Bola de Ouro atribuído pela revista France Football, recebeu o seu quarto troféu de melhor jogador do mundo, num ano em que conquistou a Liga dos Campeões e o Mundial de clubes pelo Real Madrid, e o Europeu pela seleção portuguesa.

O argentino Lionel Messi (FC Barcelona), que já tem cinco prémios, e o francês Antoine Griezmann (Atlético de Madrid), que se estreia no “top-3”, eram os adversários do português.

Os votos para o prémio FIFA foram efetuados por representantes de órgãos de comunicação social, selecionadores nacionais, capitães das seleções e adeptos. Os quatro têm um peso igual no resultado final (25% cada).

EMPRESAS