Inicio Tags Glúten

Tag: Glúten

Dieta sem glúten só é recomendada para pessoas intolerantes

Segundo o estudo, publicado na revista médica britânica BMJ, a restrição do glúten (proteína encontrada nos cereais como o trigo, centeio e cevada) pode também resultar numa baixa ingestão de grãos integrais, que estão associados a benefícios cardiovasculares.

Os investigadores defendem que não devem ser encorajadas dietas sem glúten entre pessoas sem a doença celíaca, que afeta pessoas com predisposição genética causada pela constante sensibilidade ao glúten.

O glúten desencadeia inflamação e danos intestinais em pessoas intolerantes, e está associado a um aumento do risco da doença arterial coronária que é reduzido após o tratamento com uma dieta sem esta proteína.

No entanto, o número de pessoas sem a doença celíaca que começou a evitar o glúten também aumentou nos últimos anos, em parte devido à crença de que esta proteína pode ter efeitos prejudiciais para a saúde.

Apesar da crescente tendência das dietas com pouco glúten ou sem este, nenhum estudo a longo prazo avaliou a relação desta proteína com o risco de doenças crónicas, como a doença arterial coronária, em pessoas que não sejam celíacas.

Uma equipa de investigadores dos Estados Unidos decidiu analisar a associação a longo prazo da ingestão de glúten com o desenvolvimento da doença arterial coronária e analisou dados de 64.714 mulheres e 45.303 homens profissionais da saúde sem historial da doença. Estes preencheram um questionário alimentar detalhado em 1986, que foi atualizado a cada quatro anos até 2010.

O consumo de glúten e o desenvolvimento da doença arterial coronária foi acompanhado durante os 24 anos. Depois do ajuste dos fatores de risco conhecidos, não foi encontrada uma associação significativa entre a ingestão da proteína e o risco subsequente da doença.

Os autores dizem que este é um estudo de observação, portanto não podem ser retiradas conclusões de causa-efeito.

Ainda assim, concluem que as suas descobertas “não apoiam a promoção de uma dieta de restritção do glúten com o objetivo de reduzir o risco da doença arterial coronária” e que “a promoção de dietas sem glúten com a finalidade de prevenção [dessa] doença entre pessoas sem a doença celíaca não deve ser recomendada”.

LUSA

Retirar o glúten da dieta pode melhorar desempenho cerebral

Tem-se tornado uma tendência eliminar o glúten da dieta. Várias celebridades têm adotado este tipo de dieta e recomendam mas agora um estudo demonstra que além de outros benefícios, a dieta sem glúten também consegue aumentar a concentração e ajudá-lo a pensar de forma mais clara.

Um estudo britânico desenvolvido pelo Instituto de Nutrição e Saúde Rowett da Universidade de Aberdeen descobriu que uma dieta livre de glúten promove uma ingestão nutricional saudável, reduzindo a sensação de inchaço e a flatulência, melhora a concentração e contribui para a saúde digestiva e cerebral.

Conta o Daily Mail que este estudo descobriu ainda que redefinir a sua dieta para remover o glúten faz com que ingira mais fibra e reduz o consumo de sal, que por sua vez reduzem o colesterol e a glucose no sangue.

O estudo ‘Going Gluten Free’ sugere que eliminar o glúten da dieta pode fazer com que se mantenha mais saudável.

Para este estudo os investigadores pediram a 95 adultos – 64 mulheres e 31 homens – que adotassem uma dieta livre de glúten durante três semanas e que depois voltassem às suas dietas ‘normais’ durante o mesmo período de tempo.

As pessoas envolvidas no estudo relataram que as dores de estômago e a flatulência tinham reduzido e que os níveis de fadiga eram menores durante o período em que não ingeriram glúten.

Como explica a investigadora que liderou o estudo Dra. Alexandra Johnstone, durante o período sem glúten os voluntários também admitiram fazer as tarefas mais rapidamente, pensar de forma mais clara e descomplicada e ainda sentiram menos necessidade de descansar, uma vez que se sentiam com mais energia.

Espanhóis criam os primeiros snacks totalmente isentos de glúten

O número de pessoas que tenta escapar ao glúten é cada vez maior, mas só os celíacos sabem o quão difícil é encontrar alimentos e produtos totalmente isentos desta proteína do trigo.

Em Espanha, essa dificuldade já está a ser ultrapassada. E graças à Facundo, empresa especializada em snacks totalmente livres de glúten, ovos, lactose, soja e frutos secos.

Passados cinco anos de tentativas e experiências, os produtos criados pela Facundo já conseguiram a inclusão no ‘Livro Branco’ de alimentos adequados para celíacos por parte da Federação das Associações para Celíacos de Espanha, conta o El Mundo.

“Todos os nossos produtos são livres de glúten. E é isso o que nos diferencia dos nossos concorrentes, porque somos o único fabricante de snacks e frutos secos em que toda a gama de produtos é livre de glúten e ovo”, explica David Villarga, um dos mentores do projeto.

Para eliminar o glúten de todos os produtos, a empresa teve eliminar todas as matérias-primas que contêm glúten, substituir todas as essências que tinham glúten e fazer uma limpeza profunda de todas as linhas de produção para eliminar qualquer vestígio.

EMPRESAS