Inicio Tags LAWLAB

Tag: LAWLAB

“Um líder tem de colocar paixão naquilo que faz”

A exercer advocacia há mais de 20 anos, Carla Vieira Mesquita decidiu abarcar uma nova experiência em consultoria com a Lawlab, uma empresa que pretende fazer a ligação, dar apoio e criar condições às empresas para conseguirem, sustentadamente, levar a cabo os seus projetos. A Lawlab atua no desenvolvimento de estratégias, selecionando as melhores soluções jurídicas para apoiar o crescimento das empresas, bem como criar um sistema de suporte e gerenciamento de informações. “Fui advogada durante muito tempo em Portugal. Há cerca de oito anos saí do país, mas continuei a ter muitas solicitações mesmo estando fora. Rapidamente percebei que o mercado internacional, nomeadamente as grandes estruturas societárias, necessitavam de muito apoio, não só a nível jurídico, como a nível fiscal ou financeiro. Desenvolvi diversos contactos a nível internacional e resolvi criar uma empresa que fizesse a ligação de várias jurisdições internacionalmente”, começa por explicar Carla Vieira Mesquita.

A 23 presta apoio local em qualquer país através de ligações que “estabelecemos a vários níveis, conseguindo corresponder ao apoio que as empresas necessitam”, refere a nossa entrevistada. É, portanto, neste momento, uma empresa multidisciplinar e com ligações multinacionais que já está presente um pouco por todo o mundo.

Com sede em Luanda, a empresa está mais presente em Angola e na África Subsariana, percebendo as realidades diferentes entre os mercados africano, europeu, americano e asiático, procurando sempre estabelecer ligação entre eles. “As empresas estão permanentemente a dinamizar, a desenvolver grandes projetos e precisam cada vez mais de o fazer sustentadamente, como empresa que oferece uma ampla gama de serviços para garantir que os clientes obtenham a melhor estratégia e conselho possível. Procuramos atender aos seus pedidos em todos os aspetos das atividades comerciais ou privadas e aconselhar no âmbito das questões jurídico-legais, fiscais com vista a uma melhor implementação das suas atividades”, elucida a advogada.

A LAWLAB disponibiliza, pois, soluções jurídicas e financeiras adequadas à dimensão de cada cliente. “Pretendemos ser eficientes, rápidos e inovadores, otimizando custos. Mas um fator fulcral para a nossa diferenciação é a ligação que conseguimos fazer entre sociedades e grupos empresariais nos diversos países onde atuamos”, afirma Carla Vieira Mesquita.

Há mais de 20 anos nesta atividade atua para dar soluções eficazes. “A mais-valia é atuar preventivamente e de forma segura. Quando as empresas e as pessoas nos procuram sabem que vão encontrar soluções pragmáticas e eficazes, sejam as questões de que natureza forem. Refiro-me a grupos bastantes estruturados que nos procuram no sentido de evitar que determinadas situações de risco possam surgir”, reforça a nossa entrevista.

Colocar paixão no que se faz

Carla Vieira Mesquita faz, portanto, a gestão de pessoas em várias localizações geográficas. Está sempre em comunicação, praticamente 24 horas por dia online, suportando-se das novas tecnologias para a distribuição de trabalho, realização de fóruns ou partilhas de conhecimento. “Ser um bom gestor de pessoas é partilhar conhecimento, motivar e sobretudo viver com muita paixão. Acho que isso passa para os outros, a paixão pelo que faço acaba por transparecer. Há momentos melhores e momentos menos bons, mas a partilha serve para isso mesmo, para que todos se sintam apoiados, nos bons e menos bons desafios”, afirma a nossa entrevistada.

Quando questionada sobre as características de um líder, para Carla Vieira Mesquita “um bom líder reveste-se de características inatas. Hoje em dia existem muitas formas de aprender ou aperfeiçoar estilos de liderança. Mas, para mim, a liderança é algo que nasce com algumas pessoas. Determinadas pessoas procuram formação para as ajudarem a serem líderes, mas existem características que já pré-existem. Um bom líder transmite entusiasmo e as pessoas sentem isso”, explica a advogada.

Quanto à questão da desigualdade de género, Carla Vieira Mesquita afirma que não é uma realidade para ela, nunca sentiu, de forma alguma, diferença pelo facto de ser mulher. “Sou rígida e sei criar barreiras quando é necessário criá-las. Tenho características que me permitiram conseguir impor-me no mercado e conseguir o reconhecimento pelo meu trabalho e não pelo facto de ser mulher ou homem. Posso mesmo referir que gosto bastante de trabalhar com equipas constituídas por elementos masculinos”, refere Carla Vieira Mesquita para quem homens e mulheres são, naturalmente, diferentes, mas complementam-se.

“Quando comecei a minha carreira profissional achei que poderia enfrentar dificuldades por ser nova, mas rapidamente percebi que o facto de ser jovem ou mulher não representariam quaisquer obstáculos. Percebi que o respeito se ganha e se conquista e, felizmente, fui sempre conquistando o respeito pelo meu trabalho”, adianta a nossa interlocutora.

Para Carla Vieira Mesquita a mulher tem uma capacidade de resposta muito boa. É multitasking, consegue conciliar várias coisas ao mesmo tempo e gerir situações diversas. Os homens podem não conseguir corresponder tão bem como elas. “Mas já encontrei homens com este tipo de características. Sei que somos diferentes, somos importantes no contributo para o meio empresarial pela nossa capacidade de resiliência e de gerir bem a pressão ou situações de stress, mas homens e mulheres são igualmente importantes para o sucesso de uma organização. É importante que sejam dadas oportunidades de igual forma aos dois géneros, pois as mulheres têm tanta capacidade como os homens para exercer funções de topo e para liderar”, realça a advogada que considera não existirem, hoje em dia, tantos obstáculos para uma mulher ascender profissionalmente como há 20 anos atrás quando começou a construir a sua carreira profissional. “Existe, de facto, ainda a questão da maternidade, por exemplo, mas, como tudo, esse não é um facto impeditivo”, menciona a nossa interlocutora.

Carla Vieira Mesquita tem dois filhos, uma com 12 anos e outro com 14 anos, e sempre conseguiu conciliar a atividade profissional com a vida familiar. Mas acredita que existam mães que não consigam, porque sabe que para manter a carreira teve de fazer uma boa gestão do tempo e abdicar de algumas coisas. “Quando viajei durante um longo período de tempo os meus filhos viajaram comigo. Hoje em dia, eles já estão um pouco mais autónomos e eu consegui arranjar uma plataforma para gerir melhor o meu horário de trabalho. O importante é que a minha família percebe essa gestão e colaboram nesse sentido. Mas também há mulheres que optam por não ter filhos ou atrasar a maternidade para se dedicar à carreira profissional. Cada caso é um caso. Somos todas diferentes e não precisamos de ser supermulheres para conseguirmos conciliar a carreira com a vida familiar. Sempre levei as coisas com muita naturalidade, as situações e respetivas soluções surgiam quando tinham de surgir”, refere a nossa entrevistada para quem os dias nunca são iguais. “Começam muito cedo, às 5h da manhã e acabam tarde. São dias intensos, viajo entre continentes, mas gosto muito do que faço. E essa é chave do sucesso, estarmos apaixonados pelo que fazemos é a melhor motivação no dia-a-dia”, enaltece Carla Vieira Mesquita.

A grande paixão de Carla Vieira Mesquita foi sempre exercer advocacia na barra dos tribunais, mas não se arrepende do rumo que o seu percurso profissional hoje em dia tomou. Adora fotografia, atividade que já só consegue conciliar em momentos de lazer. “Hoje em dia tenho equipas constituídas entre 12 a 40 pessoas a trabalhar em Portugal, em Angola e em outras geografias, tenho pessoas para gerir e não consigo estar em todo o lado, por isso tive de abdicar de algumas coisas”, explica.

“Ser mulher é conseguir abarcar um sem número de tarefas muito diversificadas ao longo de um dia”, diz-nos a nossa entrevistada que tem procurado ser assertiva, objetiva e encontrar soluções rápidas e inovadoras. “Temos de saber ser práticos e conseguir transmitir isso às nossas equipas. Quando um cliente nos procura para lhe apresentarmos soluções temos de saber ser eficientes para otimizar o seu tempo e recursos”, conclui Carla Vieira Mesquita.

 

EMPRESAS