Inicio Tags Multibanco

Tag: Multibanco

Fecho da CGD deixa 5 mil pessoas sem um único banco ou Multibanco

“Isto não é admissível numa terra onde o balcão da Caixa até tinha resultados muito bons e era o único disponível para uma freguesia com 5.000 habitantes e inserida num eixo económico importante – com muita indústria, sobretudo de ferragens, mas também de cortiça e calçado, e com estabelecimentos de referência de diversão noturna, para cujos clientes as caixas Multibanco são muito importantes”, explica Mário Jorge Reis à Lusa.

“A CGD não pode encerrar balcões assim, sem critério, sem pré-aviso e em total desrespeito para com o Poder Local democrático, quando, para os assuntos que lhe interessa, sabe chamar os contribuintes a ajudar o banco e são eles a recapitalizá-lo”, realça.

A crítica de Mário Jorge Reis à falta de pré-aviso deve-se “ao facto de que não houve ainda qualquer comunicação formal à Junta de Freguesia” sobre o enceramento do banco: “Tudo o que recebemos foi enquanto clientes como os outros, através de uma carta que nem sequer veio pelo correio – deixaram-na na porta da Junta, [segura] entre o vidro e um cartaz”.

Essa missiva informava que, a partir do dia 2 de julho, os clientes deveriam procurar os serviços da CGD no balcão da freguesia vizinha de Santa Maria da Lamas, o que o presidente da Junta de Rio Meão diz não ser fácil para todos, porque, sem viatura própria, no horário de funcionamento do banco “só haverá um autocarro público a funcionar, e com sorte!”.

A ausência de pré-aviso formal reveste-se de gravidade acrescida devido ao que a Junta considera “duas outras jogadas”: a falta de antecipação não permitiu antecipação suficiente para “pressionar as negociações” com outras instituições bancárias convidadas a instalarem-se na freguesia e vem dificultando o esclarecimento dos clientes da CGD, que estão a ser convencidos a não transferir as suas contas para outros bancos “com a promessa ilusória de um cartão de débito gratuito, quando a verdade é que só estão isentos de anuidade por um ano”.

Entretanto, a Câmara Municipal de Santa Maria da Feira revelou que está em “negociações avançadas” com a Caixa de Crédito Agrícola com vista a que essa instituição abra novas dependências em Rio Meão e também em Romariz – outra freguesia do concelho em que a CGD deverá encerrar um balcão na próxima sexta-feira.

“Estamos a trabalhar para que as populações atingidas pelo encerramento dos balcões da CGD não fiquem desprotegidas”, afirma em comunicado o presidente da Câmara, Emídio Sousa.

LUSA

Multibanco regista em julho maior número de operações processadas

A rede Multibanco registou em julho “o melhor mês de sempre” deste serviço, “com o maior número de operações processadas”, que totalizaram mais de 223 milhões, foi esta terça-feira anunciado.

“Além deste marco, foram alcançados ainda três recordes: do maior número de levantamentos, de compras e de operações de baixo valor”, refere a SIBS em comunicado.

“No total registaram-se mais de 223 milhões de operações, numa média superior a 7,2 milhões de operações processadas por dia. A taxa de crescimento face ao mês homólogo atingiu os 6,5%. Face ao anterior mês recordista (dezembro de 2015) registaram-se mais 5,6% em número de operações”, adiantou.

Os levantamentos e compras na rede Multibanco “atingiram um novo máximo histórico, com mais de 126 milhões de operações realizadas”, tendo sido realizados 1,3 milhões de levantamentos por dia e 2,8 milhões de compras.

“As operações de baixo valor, que incluem, entre outras, os pagamentos de portagens e de parques de estacionamento, também apresentaram um novo máximo histórico, tanto em número, como em valor, com mais de 36 milhões de operações e mais de 98 milhões de euros, representando uma utilização diária de 1,2 milhões de operações”, acrescentou.

“É interessante referir ainda que, além do mês de julho, todos os meses, entre março e junho deste ano, entraram diretamente para o ‘TOP’ 10 do ‘ranking’ de maior número de operações da rede Multibanco”, concluiu a entidade.

É assim que se rouba dinheiro no multibanco

Uma mulher espera para usar a caixa de multibanco. De repente, deixa cair a carteira no chão e baixa-se para a apanhar. Um homem, que está à frente dela a levantar dinheiro, apercebe-se do sucedido e baixa-se para a ajudar. Um outro homem, que levanta dinheiro na caixa ao lado, aproveita para roubar o cartão. A mulher, entretanto, já se encontrava num ângulo em que conseguira ver e decorar o código PIN.

Este é um dos esquemas mais usados para roubar dinheiro nos terminais ATM e está a ser divulgado pelo Barclays, do Reino Unido. O banco apela a que os clientes não se distraiam para que não seja alvos de fraude e publicou o vídeo a mostrar o esquema.

Diz o The Independent que as fraudes nos terminais ATM têm crescido a alta velocidade no Reino Unido, correspondendo ao roubo de 32,7 libras (quase 39 milhões de euros). Veja como se processa o golpe:

Multibanco oferece dinheiro durante uma hora

Isto porque uma máquina multibanco, que estava num supermercado, começou a dar dinheiro grátis aos utilizadores que a usaram esta quarta-feira.

A máquina estava a disponibilizar o dobro dos montantes que os utilizadores estavam a pedir e nas contas apenas estava a ser debitado o valor que pediam. Por exemplo, quem pedia 20 libras recebia 40, mas apenas ficava sem 20 na conta.

À imprensa local, um responsável do supermercado explicou que se tratou de uma avaria na máquina.

O incidente terá começado por volta das 22h00 e não se sabe ao certo quantas pessoas conseguiram utilizar as máquinas, já que nas redes sociais muitos garantiram que havia filas de espera.

Valor das compras com Multibanco cresceu no início da época de Natal

Ainda segundo a empresa gestora da rede Multibanco, o valor médio dos pagamentos em lojas, nos terminais de pagamento automático do Multibanco, foi de 40 euros, menos um euro do que entre 24 e 30 de novembro de 2014.

No entanto, o número de transações foi maior, de 17,6 milhões, pelo que foram gastos 699 milhões de euros em compras nos primeiros dias da época de Natal, quando em período comparável de 2014 foram gastos 646 milhões de euros.

Já em termos de levantamentos feitos nas caixas automáticas da rede Multibanco, houve uma diminuição de 5,9% face ao período comparável do ano passado para 512 milhões de euros.

Também caiu o valor médio levantado por dia, em um euro, para 63 euros.

No total, no período entre 23 e 29 de novembro, foram efetuados 8,1 milhões de levantamentos no valor de 512 milhões de euros e feitas 17,6 milhões de compras no valor de 699 milhões de euros.

Assim, somando os números disponibilizados pela SIBS, nos primeiros dias da época natalícia foram processados 1211 milhões de euros na rede Multibanco em Portugal.

EMPRESAS