Inicio Tags Pão

Tag: pão

O pão vegan (e sem glúten) que pode fazer em casa na quarentena

Foto e Texto: NIT

O pão tem sido um dos alimentos que mais se tem feito em casa nos últimos tempos. A autora do blogue NiT “Mamã Paleo”, Ana S. Guerreiro, tem uma proposta à qual chamou pão de quarentena — é vegan e não contém glúten.

“Tem sido, de facto, o pão que mais vezes fiz nos últimos tempos e o nome encaixa na perfeição. Fica com uma textura fantástica e um sabor muito neutro e agradável. Além disso, como costumo cozer numa panela de ferro fundido tapada, consigo obter uma côdea estaladiça”, conta.

Vai precisar de 12 ingredientes, mas não se assuste: a confeção é fácil de seguir — até para os iniciantes. Tome nota.

Do que precisa

— 500 mililitros de água morna;
— 100 gramas de farinha de aveia;
— 80 gramas de farinha de arroz;
— 80 gramas polvilho doce ou araruta;
— 40 gramas de linhaça moída;
— 40 gramas farinha de batata doce;
— Duas colheres de sopa rasas de psyllium husk;
— Uma colher de sopa de azeite;
— Uma colher de chá de açúcar de coco;
— Uma colher de chá de vinagre;
— Sete gramas de fermento de padeiro;
— Sal (q.b.).

Como se faz

Misture bem a farinha de arroz, a farinha de aveia, o polvilho, a linhaça moída, a farinha de batata doce e o psyllium. Depois, deve usar 30 dos 500 mililitros de água e adicionar o fermento de padeiro e o açúcar. Espere cerca de 15 minutos.

Em seguida, junte a água, o azeite, o vinagre e o fermento dissolvido às farinhas, e mexa bem. Depois, cubra a massa com um pano e deixe repousar durante, pelo menos, três horas — pode deixar à noite para fazer de manhã. Assim, a massa vai triplicar de tamanho.

Polvilhe uma folha de papel vegetal com farinha de arroz e verta a massa. Confira a forma de um pão – pode, também fazer vários mais pequenos – e coloque dentro de um tacho de barro ou ferro fundido quente (pode aquecer no forno). Tape e leve ao forno, aquecido a 220 graus, durante 35 minutos. Depois, destape, retire do tacho e deixe cozinhar mais dez minutos, até ficar com o exterior bem estaladiço e dourado.

Padarias que vendam pão com redução de sal antes de 2021 terão selo de qualidade

Segundo Fernando Araújo, a medida está a ser analisada com a Direção-Geral da Saúde (DGS) e a indústria da panificação que tem mostrado “uma grande abertura” para produzir pão com menos sal.

A lei atual impõe como limite máximo de sal no pão 1,4 gramas por cada 100 granas de produto, enquanto “países como Inglaterra já estão em um grama”, disse.

Fernando Araújo recordou que Portugal tem um terço de pessoas hipertensas e as mais elevadas taxas europeias de Acidentes Vasculares Cerebrais (AVC).

“É necessário fazer alguma coisa”, sublinhou em entrevista à agência Lusa.

O acordo firmado com a indústria da panificação estabelece que até 2021 será reduzida a quantidade de sal no pão, até atingir um grama de sal por 100 gramas de produto.

Trata-se de “uma meta a quatro anos, ao fim dos quais será reduzido 30% do sal no pão”, destacou.

O acordo vai agora ser transformado em lei e caberá ao Instituto Nacional de Saúde Dr. Ricardo Jorge (INSA) realizar “um plano de amostragem anual às padarias de todo o país” para averiguar se a lei será cumprida.

“A indústria da panificação mostrou uma grande abertura para reformular a forma de produzir os pães, incluindo os tradicionais que estão excluídos da lei atual”, disse.

Segundo Fernando Araújo, as padarias que atinjam antes de 2021 o objetivo definido para essa data — um grama de sal por 100 gramas de pão — terá um selo de qualidade que poderá usar de forma visível no estabelecimento.

Esse selo deverá atestar que essa padaria cumpre “o objetivo ambicioso de 2021”.

LUSA

EMPRESAS