Inicio Tags Ponta Delgada

Tag: Ponta Delgada

Ponta Delgada é a escolha dos portugueses para viajar nas férias de verão de 2019

Os portugueses têm sido consistentes quanto ao seu destino preferido para viajar em 2019: os dois mais recentes estudos da eDreams, sobre as preferências de viagem nas férias na Páscoa e no primeiro fim de semana de maio, também colocaram a cidade açoriana no topo da lista de destinos escolhidos pelos portugueses.

 

Paris, Funchal, Barcelona e Londres têm disputado entre si os restantes lugares do pódio de destinos preferidos, e no Verão 2019 a capital madeirense conseguiu mesmo chegar ao terceiro lugar das mais escolhidas, o que mostra que os portugueses cada vez mais escolhem destinos domésticos para as suas férias. As restantes 8 cidades do Top 10 também se encontram todas na Europa.

 

A eDreams decidiu também explorar quais são as cinco cidades portuguesas mais escolhidas por quem não quer viajar para o estrangeiro e os resultados demonstram que os arquipélagos dos Açores e da Madeira são destinos de férias cuja popularidade tem vindo a crescer sem igual – Ponta Delgada, Funchal, Terceira, Horta e Pico são os destinos domésticos mais procurados.

 

O estudo revela também as cinco cidades que registam maior crescimento da procura, este ano, em relação ao mesmo período do ano passado, são Basileia (com um crescimento astronómico de 675%), Bilbau (317%), Dusseldorf (213%), Tenerife (144%) e Colónia (138%). Este aumento deve-se à abertura de novas rotas desde Portugal, por parte de companhias como a TAP e a Volotea, entre outras.

 

Outros dados recolhidos pela eDreams relativamente às preferências nas férias de Verão 2019 revelam que os portugueses vão viajar, em média, entre 1 e 6 dias e o mês mais popular para viajar é junho, com o maior número de partidas registadas na semana de 1 a 8 de junho. Segundo os dados recolhidos, é possível também concluir que os portugueses estão a beneficiar de tarifas mais económicas do que no ano passado: em 2018 pagaram, em média, 437€ pelas suas viagens de Verão e em 2019, o valor é de 417€.

 

Para concluir, a eDreams decidiu saber também qual a nacionalidade dos viajantes estrangeiros que mais escolheram Portugal como o seu destino de eleição para o Verão de 2019: franceses, alemães, ingleses, suíços e espanhóis são os que parecem ter mais vontade em conhecer o nosso país. As cidades mais procuradas pelos turistas são Lisboa, Porto, Faro, Funchal e ainda… Ponta Delgada, claro está.

Açores: Escola em Ponta Delgada encerrada devido a “infestação de roedores”

Eduardo Cunha Vaz adianta que foi alertado esta quarta-feira à tarde para a situação na “Escola da Mãe de Deus”, como é usualmente conhecida, onde terão sido encontrados “dejetos de roedores” e foram registados “alguns estragos”.

O delegado optou assim por encerrar até à próxima segunda-feira a Escola Básica do Primeiro Ciclo e Jardim de Infância de São Pedro, em Ponta Delgada, que acolhe cerca de 230 alunos, para proceder à “desratização” e garantir que esta “seja feita com eficácia”.

Na segunda-feira, o delegado de saúde concelhio vai proceder a uma “reavaliação” e posteriormente decidir se as aulas arrancam na terça-feira ou se a escola permanecerá “mais alguns dias encerrada”.

Segundo o responsável, a escola apresenta “problemas estruturais” e “algumas portas de entrada para os roedores”, nomeadamente por se tratar de “um edifício antigo” com “uma porta de madeira já ruída e janelas sem redes mosquiteiras”.

A presidente do conselho executivo da Escola Básica Integrada Roberto Ivens, que tem a gestão da Escola Básica do Primeiro Ciclo e Jardim de Infância de São Pedro, admite “o histórico” relativamente ao aparecimento de roedores naquela escola.

“Sim já terá acontecido, aliás tem acontecido, os ratos proliferam pela ilha [de São Miguel] e não é novidade”, admitiu Adelaide Gomes.

A responsável lembra que em dezembro tinham sido colocadas algumas armadilhas e que “só ao longo do dia [de ontem, quarta-feira] se foi apercebendo da gravidade da situação” e que por isso a escola funcionou normalmente.

“Logo de início achou-se que não seria nada de grave, depois mais para o final do dia é que se conseguiu perceber a gravidade da situação, mas desde cedo que estávamos em contacto com a Câmara Municipal [de Ponta Delgada] para que se atuasse”, disse.

Para a presidente do conselho executivo, “a prioridade neste momento é garantir a segurança dos alunos” para que tudo “volte à normalidade”, admitindo encontrar uma solução alternativa caso o delegado de saúde mantenha a escola encerrada na próxima semana.

“Haveremos de encontrar uma solução para minorar os danos provocados aos alunos”, admitiu a responsável.

Adelaide Gomes lembrou que já foi lançado “um concurso internacional para a execução de uma obra de grande dimensão” para remodelar aquela escola centenária, que se espera que arranque ainda este ano.

LUSA

Ponta Delgada recebe encontro internacional de poesia

“O encontro tem como tema genérico a condição de ilhéu, aliás muito apropriado à proveniência dos respetivos participantes e assume Ponta Delgada como sendo a cidade dos poetas e na perspetiva de uma certa periodicidade no futuro”, afirmou o coordenador regional da iniciativa organizada pelo município de Ponta Delgada, José Andrade.

Na conferência de imprensa de apresentação do encontro, cujo coordenador internacional é João Carlos Abreu, antigo secretário regional do Turismo da Madeira, José Andrade adiantou que está confirmada a participação de 15 poetas de Itália, Cabo Verde, Canárias, Madeira e outros naturais de São Miguel, mas residentes em Lisboa.

José Andrade acrescentou que estão ainda confirmadas inscrições de 30 poetas residentes na ilha de São Miguel, um número de participantes que prevê que se alargue nos próximos dias.

O programa arranca na quinta-feira, 12 de outubro, com a inauguração de uma exposição de pintura representativa da Macaronésia (Açores, Madeira, Canárias e Cabo Verde), a que se seguirá a sessão de abertura e o lançamento de um livro com nove poemas insulares de nove poetas contemporâneos das nove ilhas.

Neste dia decorre também o primeiro de três painéis temáticos.

Na sexta-feira, realiza-se a sessão “Os poetas ao encontro dos estudantes”, na biblioteca da escola secundária Antero de Quental, a que se segue o lançamento de livros de Nuno Costa Santos e Daniel Gonçalves, e um segundo painel temático, no Centro Cultural Natália Correia.

No terceiro e último dia deste encontro internacional, a 14 de outubro, a biblioteca da escola Antero de Quental recebe uma homenagem a Eduíno de Jesus, enquanto o Centro Cultural Natália Correia acolhe o lançamento do livro de poemas de Paula de Sousa Lima e Leonardo Sousa, e ainda o terceiro painel temático.

O encontro termina com uma gala de poesia, no Forte de São Brás.

José Andrade explicou que todas as sessões são de entrada livre, para fomentar nas diferentes gerações o gosto pela poesia e a celebração da condição de ilhéu por via da expressão poética.

O presidente da câmara, José Manuel Bolieiro, salientou que a iniciativa pretende fazer de Ponta Delgada uma cidade de poetas e de poesia.

O autarca frisou ainda que este é um evento que se pretende consolidar no futuro, criando uma iniciativa cultural de referência neste género literário.

Ponta Delgada é um dos destinos preferidos dos portugueses para visitar na Semana Santa

Esta é a conclusão da eDreams, a maior agência de viagens online, após a análise do número de reservas registado na plataforma e aplicação da marca, para o período de 18 a 28 de março de 2016.

Barcelona, Amesterdão, Roma, Funchal, Madrid, Bruxelas e Lisboa completam o top de destinos mais visitados pelos turistas nacionais nesta época festiva onde, cerca de 80% dos portugueses opta por partir à descoberta de cidades europeias, enquanto 16% escolhe a culturalidade e paisagens nacionais.

Comparativamente a 2015, Itália, que assumia o primeiro lugar no top de países mais visitados, regista uma quebra de 9 p.p., o que faz com que seja o País com a maior descida no ranking eDreams, posicionando-se em 2016, na quinta posição, com 7% do total de reservas.

O Aeroporto da Portela e o Aeroporto Francisco Sá Carneiro, em Lisboa e Porto respetivamente são, segundo a eDreams, as principais portas de saída dos turistas nacionais que por estes dias procuram umas pequenas férias. As preferências dos, aproximadamente, 60% de portugueses que saem de Lisboa e 30% que saem do Porto são no entanto semelhantes, com as cidades de Paris e Londres a assumirem destaque, ocupando em ambos os casos os primeiro e segundo lugares do top de destinos destas duas cidades.

A análise agora apresentada pela eDreams permite ainda concluir que os Portugueses continuam a comprar com pouca antecedência com, aproximadamente, 40% do total de reservas em janeiro, 30% em fevereiro e apenas 11% ainda no mês de dezembro.

A maior agência online de viagens da Europa revela ainda que o preço médio de viagens para esta época do ano ronda os 205€, apesar de quando analisadas individualmente, o preço médio em algumas cidades ser consideravelmente inferior, como é o caso das viagens para Madrid: 111€, Paris: 128€ e Bruxelas: 155€.

Maioria dos turistas que visita Portugal na Páscoa são franceses
O estudo agora apresentado pela eDreams revela ainda qual a origem turística nesta altura do ano, concluindo que os Franceses e espanhóis são quem mais visita os solos Lusos na Semana Santa, com cerca de 50% e 25% do total de reservas respetivamente. Em terceiro e quarto lugar, os turistas Ingleses e Alemães, com 11% e 16% respetivamente são responsáveis pelo crescimento turístico nacional neste período do ano.

Governo vai construir nova cadeia em Ponta Delgada

Vasco Cordeiro fez este anúncio no final de uma reunião com o primeiro-ministro, António Costa, em Lisboa.

Ao enumerar os temas abordados com António Costa (PS), o governante açoriano disse que debateu, “à cabeça, a questão do estabelecimento prisional de Ponta Delgada e a necessidade de construção de um novo estabelecimento prisional”.

“Desta reunião sai já a decisão de que é para avançar esta construção”, frisou Vasco Cordeiro, adiantando que, “dentro em breve, deslocar-se-ão aos Açores técnicos que poderão fazer uma escolha das várias possibilidades de local que existem”.

Serão também revistas as questões de arquitetura, “de forma que, rapidamente, seja possível dar outra dignidade a estes serviços do Estado”, afirmou.

Em dezembro de 2015, o Estabelecimento Prisional de Ponta Delgada, na ilha de São Miguel, tinha 195 reclusos – 192 homens e três mulheres.

Em novembro, o Sindicato Nacional do Corpo da Guarda Prisional anunciou a elaboração de um inquérito sobre “a situação grave” da cadeia de Ponta Delgada.

“Falamos de um estabelecimento prisional que tem próximo de 150 anos e que, pela sua idade, demonstra um estado avançado de degradação e não reúne condições de alojamento individual dos reclusos, nem condições dignas de trabalho para os guardas prisionais”, disse à agência Lusa, na ocasião, o presidente do sindicato.

A construção de uma nova cadeia é uma pretensão antiga, tendo sido já disponibilizados terrenos pelo Governo Regional e Câmara de Ponta Delgada.

EMPRESAS