Inicio Tags Porto

Tag: Porto

Cuidadores 19’ está a chegar ao Porto

Este encontro reúne profissionais de referência e cujo tema em foco é o papel do cuidador informal, refletindo em conjunto e de forma sustentada acerca das estratégias de apoio e inclusão para a melhoria da qualidade de vida de quem cuida.

Este Encontro pretende criar um momento de atualização de conhecimento, reflexão conjunta com profissionais de referência, a apresentação dos resultados da intervenção da Cuidadores e o reforço dos objetivos orientados para ação no apoio a cuidadores informais. Uma oportunidade única de ouvir pessoas de referência, conhecer melhor a história inspiradora da Cuidadores e de fazer parte de um projeto inovador.

Associação Cuidadores

Em Portugal, a tendência existente é que com o envelhecimento da população, existam cada vez mais pessoas em situação de dependência e, consequentemente, sejam precisos cada vez mais cuidadores. O posicionamento da Cuidadores é abrangente, apoiando cuidadores de pessoas com dependência devido a diferentes causas, como deficiência, sequelas de AVC, quedas, doença oncológica, entre outras.

A Cuidadores é uma associação sem fins lucrativos, que tem como missão apoiar todos os que prestam cuidados a familiares e amigos de forma não remunerada.

Tem como parceiro a maior organização do Reino Unido de apoio aos cuidadores, a Carers Trust. Com mais de 35 anos de experiência, esta organização possui uma ampla rede de parceiros independentes, que prestam múltiplos serviços especializados direcionados para a promoção da qualidade de vida de quem cuida.

Com esta parceria, a Cuidadores pretende implementar em Portugal uma rede de apoio a nível nacional, aproveitando os conhecimentos já adquiridos no Reino Unido, mas focando a sua atuação nas necessidades, perfil e realidade dos cuidadores portugueses.

Porque nem todos sentimos as mesmas dificuldades e desenvolvemos diferentes expectativas e projetos de vida, a Cuidadores disponibiliza serviços de apoio individual e/ou grupal, nas modalidades presencial e/ou à distância.

 

Edifício Emporium traz habitação de luxo à Baixa do Porto

Na zona prime do Porto, na esquina das Ruas de Sá da Bandeira e Guedes de Azevedo, o emblemático Edifício Emporium, está a ser transformado num exclusivo condomínio de luxo de apenas 23 apartamentos de tipologias T1 a T4. A Predibisa e a JLL foram escolhidas para comercializar, em regime de co-exclusividade, este projeto único numa localização privilegiada. A superior qualidade e a distinção do projeto, que alia história a contemporaneidade, são valências para um projeto que se apresenta como um investimento seguro e uma oportunidade atrativa para quem pretende viver no centro do Porto.

O Emporium está a ser reconvertido para um projeto de habitação moderna é constituído por 23 habitações, com estacionamento e um amplo jardim privado, com mais de 800 m2. Como áreas totais, os  apartamentos de tipologias T1 até T4, distribuídos entre o primeiro e quartos pisos, variam entre os 79 m2 e os 240 m2 e os preços de venda registam valores a partir dos 330 mil euros.

O Emporium traduz o melhor da Baixa. A envolvente tem o ambiente tradicional de bairro, mas encontra-se a poucos minutos de todas as razões porque se escolhe viver no Porto. Implementado numa zona de grande centralidade, perto do Mercado do Bolhão e da Rua de Santa Catarina, principal artéria de comércio da cidade, o Emporium dispõe ainda de outras valências como a proximidade a equipamentos de ensino e uma rede de transportes públicos, com duas estações de Metro nas proximidades, assim como a uma oferta cultural e de lazer diversificada, colocando-o no centro de toda a atividade da Baixa.

O Emporium é um dos mais carismáticos edifícios na rua Sá da Bandeira, tendo sido projetado pelo arquiteto José Porto e construído em 1948 para ser um edifício de grande prestígio, o que foi conseguido através da solidez do betão armado e da cuidada seleção de materiais nobres, combinados com a aparência moderna do traçado e a dignidade da arquitetura clássica. A intervenção em curso, do arquiteto Duarte Morais Soares, preserva a história do Emporium, mas, ao incluir um exclusivo jardim com mais de 800 m2 no seu interior com árvores de grande escala e uma garagem privativa, permite aos residentes viver tranquilamente no centro da cidade.

Com acabamentos que primam pelo detalhe e superior qualidade, o projeto tem como matriz o pleno conforto, com cada habitação do Edifício Emporium a dispor de pavimentos em madeira maciça de castanho, quartos de banho em mármore, caixilharias em madeira maciça com vidros duplos e sofisticadas cozinhas Boffi totalmente equipadas com eletrodomésticos Gaggenau e Siemens.

Para Joana Lima, responsável pela reabilitação urbana da Predibisa, “O Edifício Emporium é um produto imobiliário que se pauta pela singularidade e pelo potencial de valorização. Trata-se de um projeto de reabilitação que incorpora todo o simbolismo de uma zona histórica, numa harmonia perfeita de memória com contemporaneidade. A centralidade do imóvel e os altos padrões de conforto inerentes ao projeto de reconversão, aliando um luxuriante jardim e estacionamento privativo, fazem deste empreendimento um bom ativo de rendimento e, simultaneamente, a morada ideal para quem procura residir no centro da cidade. É muito gratificante participar ativamente na comercialização deste magnífico projeto”.

Já Patrícia Barão, Head of Residential da JLL, sublinha que “o Emporium será uma referência de qualidade na reabilitação urbana no Porto. Ao mesmo tempo, propõe aos seus habitantes uma experiência de refúgio no coração da cidade, com um enorme jardim, apartamentos amplos de grande qualidade e estacionamento. Isto, na envolvência histórica e carismática da Baixa, a apenas dois passos dos melhores restaurantes, museus, teatros e lojas da cidade. É uma proposta de primeira classe que vai de certeza ter uma aceitação extraordinária quer para habitação quer para investimento.”

NATIONAL GEOGRAPHIC INAUGURA EXPOSIÇÃO ‘Sharks, uma missão de Brian Skerry’ na galeria da biodiversidade da universidade do Porto

Todos os anos, cerca de 100 milhões de tubarões são capturados de forma acidental ou para comercialização das suas barbatanas, fazendo com que muitas espécies estejam à beira da extinção e alterando de forma dramática a biodiversidade marinha, já que estes predadores são essenciais para manter o equilíbrio destes ecossistemas. Estes factos motivaram Brian Skerry a retratar diferentes espécies de tubarões com o objetivo de despertar consciências e promover o conhecimento sobre estes animais.

«Sharks, uma missão de Brian Skerry» é uma extraordinária viagem ao mundo dos tubarões através de 50 fotografias, que chegou pela primeira vez à Europa em 2018, com Portugal como país eleito para a estreia, e esteve patente até ao dia 6 de janeiro no Oceanário de Lisboa. A exposição ruma agora a norte, para a Galeria da Biodiversidade, no Jardim Botânico do Porto, onde estará patente de terça-feira a domingo, das 10h às 18h.

Esta exposição única de Brian Skerry, fotógrafo e fotojornalista da National Geographic especializado em vida marinha e ambientes subaquáticos, oferece uma nova perspetiva sobre estes predadores do oceano, para sublinhar a importância da sua proteção. Este é um projeto que nos ensina a apreciar os tubarões em vez de os temer.

No Porto, e pela primeira vez em Portugal, será possível entrar numa “Shark Cage” semelhante à utilizada por Brian Skerry nas suas expedições. Nesta instalação imersiva, os visitantes poderão viver a experiência de estar no fundo do mar, em plena observação científica, e, vestindo a pele do fotógrafo, nadar com os tubarões.

Com uma paixão especial por estes animais, Brian Skerry conta com mais de 10 mil horas de mergulho, tendo realizado 14 viagens à volta do mundo para fotografar as mais variadas espécies, entre as quais o tubarão-tigre, o tubarão-branco e o tubarão-azul. Tudo começou há 30 anos, após o seu primeiro encontro com um tubarão-azul, na costa de Rhode Island nos EUA. Skerry, que ficou encantado com a pele azul do animal, descreve da seguinte forma o momento: «Todos os meus sentidos ficaram em alerta. O meu coração acelerou à medida que me aproximei até cerca de um metro de distância. O tubarão mal reparou na minha presença e desapareceu.»

Luís Fernambuco, diretor geral da National Geographic Partners em Portugal afirma que “É com enorme satisfação que trazemos “Sharks” para o Porto em parceria com a Galeria da Biodiversidade e a Universidade do Porto. É para nós uma honra poder colaborar de novo com estes parceiros, sobretudo depois do tremendo êxito que tivemos com a exposição Photo Ark, na Galeria da Biodiversidade, pela qual passaram mais de 60.000 pessoas. Através da lente de Brian Skerry o público vai poder conhecer melhor estes animais belíssimos e, esperamos, ultrapassar os mitos e preconceitos que os rodeiam. Este extraordinário trabalho é também uma importante chamada de alerta para o perigo eminente em que vivem os tubarões e o impacto que o seu desaparecimento tem no frágil equilíbrio dos ecossistemas marinhos.”

Para Nuno Ferrand, diretor do Museu de História Natural e da Ciência da Universidade do Porto, “a renovação da parceria com a National Geographic para trazer ao Porto mais uma extraordinária exposição, com a qualidade a que já nos habituámos e que desta vez nos apresenta um novo olhar sobre um dos mais emblemáticos animais que habitam os nossos oceanos, é não só entusiasmante mas também um motivo de grande orgulho. As incríveis fotografias de Brian Skerry mostram-nos a diversidade e delicadeza destes lindíssimos animais que ocupam um lugar especial no imaginário de todos nós, ao mesmo tempo que nos dão a conhecer aspetos particulares dos seus comportamentos e dos seus habitats, chamando a atenção para as ameaças que estes enfrentam e para a relevância de tomarmos medidas eficazes para assegurar a sua proteção, da qual depende o equilíbrio dos ecossistemas marinhos. É, por isso, um prazer ter a oportunidade de receber esta fantástica exposição na Galeria da Biodiversidade, casa de outro, já bem conhecido e mágico hóspede, que reina também nos oceanos: a baleia-azul. E mais, nesta passagem pelo Porto, a exposição oferece-nos a oportunidade de nos pormos mesmo na pele de um biólogo marinho, a nadar com os tubarões. Esta é definitivamente uma das várias iniciativas que o Museu tem este ano reservadas para os seus visitantes a não perder.”

 “Estou convicto que esta exposição será um acontecimento cultural e científico de grande significado para a cidade, que irá certamente atrair muito público”, garante o Reitor da Universidade do Porto. “Pela sua qualidade, a exposição prestigia a Universidade do Porto e vem reafirmar o nosso empenho na divulgação científica, tecnológica e cultural. Esta é uma das tarefas mais nobres das instituições de ensino superior. As universidades têm o dever não só de produzir conhecimento, mas também de facilitar o seu acesso pela comunidade, em particular pelos mais jovens”, acrescenta António de Sousa Pereira.

Os bilhetes para a exposição podem ser adquiridos na Galeria da Biodiversidade ou online através da BOL, em www.bol.pt. A exposição tem o apoio da Audi e-tron e Conselheiros da Visão.

Boyden Portugal em expansão

A Boyden Portugal está em expansão. A multinacional líder de mercado em Executive Search abre escritório no Porto e escolhe Bernardo Costa Macedo para liderar o novo escritório, tendo-o igualmente nomeado Partner.

“A abertura do escritório no Porto apoia a estratégia da Boyden Portugal de continuar a prestar aos seus clientes serviços de excelência alicerçados nas melhores práticas e numa exemplar integridade, posicionar a empresa e alcançar uma cada vez maior relevância no panorama nacional e internacional”, afirma Fernando Neves de Almeida, Country Manager da Boyden Global Executive Search Portugal.

A Boyden Portugal foi a primeira empresa internacional de Executive Search a chegar ao mercado Português em 1986 e ao longo das últimas três décadas tem revelado uma profunda capacidade de entendimento da cultura organizacional dos clientes e dos desafios a que os profissionais a contratar estarão sujeitos; desenvolve um recrutamento profissional, executado com grande rigor e chega à totalidade dos profissionais potencialmente interessantes do mercado para uma determinada posição em Portugal.

“Numa altura em que a competição pelo talento é intensa, a Boyden Portugal continua a destacar-se e a afirmar-se no mercado por perceber quais as pessoas que encaixam na cultura organizacional do cliente, nos desafios inerentes à posição em causa e no momento de vida da empresa”, acrescenta Fernando Neves de Almeida.

Nesta perspetiva, a nomeação de Bernardo Costa Macedo como Partner da Boyden Portugal é o corolário da mais valia trazida pelo consultor desde que integrou a organização como Advisor, no início de 2017.

A sua experiência, num percurso profissional que integrou posições de gestão em consultoria em Portugal e no Brasil, e com responsabilidades de chefia, assume particular relevância na resposta aos atuais desafios do Executive Search.

“Com Bernardo Costa Macedo, a Boyden Portugal distingue-se como a empresa portuguesa de Executive Search mais versátil do ponto de vista da multiplicidade de experiências profissionais. O desempenho evidenciado por este profissional de excelência tem catapultado a relevância da organização no panorama nacional, consolidando as suas competências e capacidades”, diz o Country Manager da Boyden Portugal, Fernando Neves de Almeida.

Bernardo Costa Macedo, licenciado em Engenharia Civil pelo Instituto Superior de Engenharia de Lisboa, trabalhou 27 anos na Accenture, tendo liderado o escritório do Porto daquela organização durante 15 anos. Mudou-se para São Paulo, Brasil, em 2010, onde liderou a área de Infrastructure and Transportation da Accenture na América Latina até finais de 2014, momento em que regressou a Portugal. Assume agora o desafio de liderar o escritório da Boyden Portugal no Porto.

Para Bernardo Costa Macedo “a vertente organizacional, dos recursos humanos e da sua liderança é a que se destaca como a dimensão de maior relevância para o sucesso das organizações” numa altura em que a transformação digital está no topo de todas as agendas.

Segundo o novo Partner da Boyden Portugal, “o reconhecimento da Boyden como uma empresa de excelência na prestação de serviços ligados à vertente de Recursos Humanos deu-me a oportunidade de trabalhar na área onde acredito pode ser gerado maior valor para as empresas. E ao contrário do que a tecnologia aparenta, este momento de emergência de novas ferramentas e hábitos de âmbito digital tem revelado a cada vez mais imperiosa necessidade da contratação de serviços de Executive Search”.

“O desafio de ser Partner na Boyden vem reforçar a importância e a responsabilidade do recrutamento profissional para o desenvolvimento e crescimento das empresas e dos mercados, uma vez que os recursos humanos são o asset mais importante de uma empresa e esta tem de os cuidar bem, seja na atração ou na retenção de talento”, afirma Bernardo Costa Macedo. 

Sobre a Boyden:

A Boyden é uma empresa líder em consultoria de liderança e talento com mais de 65 escritórios em mais de 40 países. O nosso alcance global permite-nos atender às necessidades de clientes em qualquer local no qual estes desenvolvam o seu negócio. Unimos organizações de referência a líderes de topo através de processos de executive search, interim management e soluções em consultoria de liderança. Para informações adicionais, por favor visite www.boyden.com.

Nove apartamentos no Porto com Armonia

De fácil acesso ao centro da cidade ou ao aeroporto, o Armonia conjuga os benefícios de viver na cidade, sem esquecer as viagens sejam em família ou em negócios.

Já em fase de comercialização pela Portugal Sotheby’s International Realty, o Armonia é composto por nove apartamentos com áreas habitáveis entre 154 metros quadrados e 301 metros quadrados. São dois apartamentos T2, um T3D, um T3 na penthouse com um magnífico terraço e uma piscina e cinco T4, um dos quais localizado no rés-do-chão com acesso direto ao seu próprio jardim privado e à garagem.

Os residentes também terão acesso a um exclusivo ginásio topo de gama, jardim comum, assim como a dois pisos subterrâneos para estacionamento. Luz e espaço estão no coração do empreendimento Armonia, aliados a uma cuidada atenção pelos detalhes, materiais, acabamentos, ambiente e eficiência energética (A+). As áreas amplas e generosas, refletem o conceito de uma arquitetura contemporânea e sofisticada.

“Hoje em dia existe uma procura elevada no Porto. Empreendimentos como o Armonia são uma importante resposta a essa necessidade e ajudam continuar a dinamizar o mercado”, refere Miguel Poisson, Diretor da Portugal Sothebys International Realty. Acrescenta ainda que “o Armonia trará certamente ao Porto uma maior procura externa, olha-se cada vez mais para Portugal não só como um local interessante para passar férias ou para investir, mas também para residir. Estamos certos que rapidamente se tornará no condomínio mais exclusivo do Porto.”

ebankIT foi distinguida com o prémio ‘PME Excelência 2018 – Exportação’

Com sede no Porto, a ebankIT é detentora da plataforma digital bancária portuguesa que mais se internacionalizou no último ano, com clientes – bancos e cooperativas de crédito – em mais de 20 países.

“A ebankIT apresenta um elevado patamar ao nível das exportações, com cerca de 99% das vendas realizadas nos mercados internacionais, pelo que é particularmente gratificante ver reconhecido todo o esforço alocado à internacionalização da marca ebankIT”, considerou Renato Oliveira, CEO da empresa.

O mesmo responsável destacou que “a ebankIT é hoje uma das líderes mundiais no setor da transformação digital bancária, sendo que a vocação internacional faz parte do ADN da empresa. Neste sentido, estamos a trabalhar para, ao longo de 2019, aumentar a presença na América do Norte, África do sul e no Médio Oriente, alavancando sobre projetos bem sucedidos e em curso nestas regiões, mas também na penetração em novos mercados na Europa, como o Reino Unido, França e Alemanha, onde se encontram players de alto nível da banca”.

Fundada em 2014, a ebankIT desenvolveu em Portugal uma plataforma digital que se distingue por permitir um rápido go-to-market de inovadoras experiências de cliente em todos os canais digitais, como mobile banking, homebanking, corporate banking, contact center, branch front-office, smartwatch e realidade aumentada.

Depois de encerrar o último ano com um volume de faturação na ordem dos €10M (€6M em 2017), a ebankIT prevê duplicar este valor em 2019.

A entrega dos prémios e estatuto PME Excelência 2018 decorreu ontem, em Braga, tendo sido distinguidas mais 22% de empresas que em 2017. A entrega das distinções foi presidida pelo primeiro-ministro António Costa, numa cerimónia que contou também com as presenças do ministro Adjunto e da Economia, Pedro Siza Vieira, e do secretário de Estado da Economia, João Neves.

Segundo a organização, as empresas que ostentam o estatuto de PME Excelência empregam mais de 86600 pessoas, sendo responsáveis por um volume de negócios superior a 10 mil milhões de Euros, dos quais 24% resultam de exportações.

A 3ª edição do National Geographic Summit conta com uma nova oradora

Em 2019, National Geographic traz de novo a Portugal algumas das mais proeminentes vozes que trabalham em prol da proteção do planeta e da conservação das espécies. Especialistas nacionais e internacionais que trazem até nós a sua experiência, ideias e formas de atuação, com o objetivo de reduzir (e em alguns casos) eliminar a produção e o consumo de plásticos descartáveis.
Nesta conferência serão abordadas duas perspetivas, a primeira, de enquadramento e tomada de consciência do problema e suas consequências, mostrando o quão belo é o nosso planeta e aquilo que está a ser posto em causa, com:
Brian Skerry, fotógrafo National Geographic, um dos principais fotógrafos subaquáticos do mundo, e uma das mais reputadas vozes na área da conservação marinha. Tivemos recentemente a sua exposição “Sharks” no Oceanário de Lisboa, onde podemos conhecer o seu trabalho em prol da conservação dos tubarões;
Lucy Hawkes, ecologista e investigadora, foca o seu trabalho nas migrações feitas pelas aves e algumas espécies marinhas, trazendo a palco a perspetiva dos animais relativamente à poluição dos oceanos através do plástico;
Paula Sobral, bióloga, especialista em microplásticos e lixo marinho, fundadora e Presidente da Associação Portuguesa do Lixo Marinho. Irá partilhar connosco o seu trabalho e dar-nos uma perspetiva científica sobre este problema.
foto Claire.jpgE uma segunda parte em que vamos endereçar as soluções e os caminhos a seguir, com:
Jamie Butterworth, responsável pela gestão de investimentos na Circularity Capital, vai falar sobre a economia circular e sobre como esta pode ser uma mais-valia para as empresas, nomeadamente PME, reduzindo custos e otimizando recursos. Abordará o desafio de como poderemos evitar o consumo de plásticos a montante na cadeia de valor;
Claire Sancelot, que vai partilhar a sua experiência ao viver um estilo de vida com Desperdício Zero, sem produzir lixo. Distinguida pelas Nações Unidas pelo seu trabalho em prol de um desenvolvimento sustentável, vai mostrar como é possível (também para as famílias, já que tem 3 filhos) ter um estilo de vida com o mínimo de desperdício e sem abdicar do conforto ou qualidade de vida. Claire Sancelot estará presente no National Geographic Summit 2019, no lugar de Lauren Singer, que por motivos alheios à organização, não poderá estar presente.
A conferência realiza-se no dia 29 de abril, na Casa da Música, no Porto e tem início às 15h00 e termina às 19h00. Os últimos bilhetes estão à venda por 50€ e ainda podem ser adquiridos em www.ticketline.pt ou na Casa da Música.
Saiba mais sobre o National Georgraphic Summit em www.natgeo.pt/summit2019 e assuma o compromisso “Planeta ou Plástico?” em https://www.natgeo.pt/planeta-ou-plastico-assuma-o-compromisso.

Qual é o melhor mundo que conseguimos imaginar?

O tema escolhido é o Imaginar, como convite a utilizarmos o nosso poder criativo na construção do melhor mundo que conseguimos imaginar.

Serve, ainda, como provocação para reflexão à volta das questões: Quão livre é a nossa imaginação? O que nos mantém alheados do nosso poder criativo e desejo mais profundo de sermos uma sociedade equilibrada e saudável?

Cidade Mais

O Cidade Mais é um festival anual que celebra a Sustentabilidade. Tem como intuito ampliar a cultura urbana da sustentabilidade ambiental, social e económica através da criação de sinergias entre cidadãos, projectos, autarquias e empresas que inspiram.

É um evento gratuito onde acontecem conferências, sessões de trabalho, oficinas, aulas abertas, espectáculos, uma praça empresarial e um mercado.

O festival acontece em Julho nos Jardins do Palácio de Cristal e Biblioteca Almeida Garrett.

As principais metas:

• Descobrir o ecossistema local empresarial, cultural e ambiental;

• Provocar a reflexão e o encontro;

• Facilitar a adopção de hábitos responsáveis.

• Criar comunidades resilientes;

• Simplificar a sustentabilidade. O CIDADE+ abre-se à cocriação com todos os interessados, desde a sua fase de concepção à produção do mesmo.

Organização: daRaiz (Associação Moving Cause)

Parceiro Principal: Câmara Municipal do Porto

Parceiros Estratégicos: Booq e BioRumo

Abertura oficial da 39ª edição do Fantasporto

PROSPECT, O FILME DE ABERTURA

A co-produção canadiano-americana “Prospect”, de Zeek Earl e Chris Caldwell, a exibir na Sessão Oficial de Abertura do 39º Fantasporto, é um excelente exemplo do cinema independente americano. Trata-se de uma obra de ficção científica em que uma adolescente e o pai vão a uma lua remota e tóxica, esperando encontrar riqueza. Encontram um filão fabuloso, mas também se deparam com dificuldades de vária ordem totalmente inesperadas. O filme, com a notável Sophie Thatcher e também Pedro Pascal, obteve excelentes críticas do Variety e do Hollywood Reporter, sendo seleccionado para os festivais de Seattle e Denver. Uma surpresa do cinema produzido no final de 2018.
Segue-se, às 23:30, a exibição em cópia integral restaurada de “Alien” (1979), de Ridley Scott, uma homenagem do Fantasporto na passagem dos 40 anos da sua estreia ao original da celebrada saga do mesmo nome. No Pequeno Auditório, destaque para a Retrospectiva do Cinema de Taiwan, com “The Husband’s Secret”, de Lin Tuan-Chiu, em estreia internacional, a que se segue “His Master’s Voice”, filme de ficção científica do húngaro Gyorgy Palfi (CF), realizador do filme choque do Fantas com “Taxidermia”, Prémio do Público em 2007. Trata-se de mais uma obra de Ficção Científica, baseado numa história de Stanislaw Lem (autor de Solaris).

AMERICANOS, BRASILEIROS, COREANOS OU HÚNGAROS
PÓEM O FANTAS A “ESCALDAR”

“The Witch in the Window”, filme de terror do americano Andy Milton, a concurso na secção oficial de Cinema Fantástico abre o programa de sábado, a que se seguem o êxito de bilheteira asiático “ The Witch: Part 1- The Subversion”, do sul-coreano Hoon-Jung Park, filme de acção de terror também a concurso  e que foi Nº 1 na bilheteira na Coreia. E, às 19:00, “Albatroz”, do brasileiro Daniel Augusto, em estreia europeia, um thriller escrito por Braulio Mantovani, argumentista de “Tropa de Elite” e “Cidade de Deus”, filme que lhe deu uma nomeação para o Oscar.
O grande destaque do dia é “Human, Space, Time and Human”, um drama de terror do mestre sul-coreano Kim Ki-Duk (CF/OE), várias vezes premiado no festival, que venceu em 2013 a secção Orient Express com o filme “Pietá”. Um filme com cenas eventualmente chocantes.
Outro ‘habitué’ do Fantasporto é o húngaro Károly Mézsáros, que este ano nos traz “X – The eXploited”, um thriller a concurso na Semana dos Realizadores (SR), sobre uma mulher-polícia tem ataques de pânico graves mas que descobre uma história tenebrosa. Trata-se da segunda longa-metragem deste cineasta que em 2015 venceu o Prémio de Melhor Filme do Fantasporto com “Liza, The Fox-Fairy”. Georgy Palfi e Karoly Meszáros estarão no Porto para apresentar os dois filmes húngaros em competição. A não perder.
No Pequeno Auditório, continua a ser exibida a Retrospectiva do Cinema de Taiwan, com “May 13th, Night of Sorrow”, de Lin Tuan-Chiu, uma nova estreia internacional, seguindo-se às 17:15 “Open”, de Orsi Nagypál, filme incluído na retrospectiva do Novíssimo Cinema da Hungria.
“Dos Veces Tú”, de Solomón Askenazi, em estreia mundial, marca a presença do México no programa deste Fantasporto, em cuja trama duas amigas trocam de maridos durante um casamento apenas para se divertirem, uma brincadeira que lhe trará uma série de complicações e novos e estranhos relacionamentos.
Segue-se “Waiting for Sunset”, do filipino Carlo Catu, em estreia internacional, sobre um casal de idade que vive junto há muito sem se poder casar  e que se enfrentam com um estranho desafio. Um conto de ternura e humanidade, com grandes interpretações que foi vencedor do Melhor Filme no Cinemalaya Independent Film Festival.

AMERICANOS EM TRÁS OS MONTES E CHINESES NO PORTO!
GRANDES FILMES APRESENTADOS PELOS SEUS REALIZADORES

O programa de domingo abre com um prato forte, “Reborn”, filme de terror do britânico Julian Richards (realizador de “Darklands” e “The Last Horror Movie” e que trabalhou para a Amblin), incluído na secção oficial de Cinema Fantástico, a que também concorre o filme seguinte, “The Head Hunter”, de Jordan Downey (EUA), ambos exibidos na presença dos seus realizadores e produtores. Se em “Reborn” já sabemos que as emoções ficarão ao rubro, The Head Hunter,  é um outro filme de terror vindo, desta vez dos Estados Unidos, mas com uma “perninha” portuguesa: o filme foi rodado em Trás os Montes! Uma bela surpresa.
Forte destaque também para a estreia mundial do filme de ficção científica “Last Sunrise”, do chinês Wen Ren, filme que, antes de estrear, já se tornou viral nas redes sociais e na imprensa asiática, dado ser a primeira produção do género, vinda da China. A sua exibição também na presença do realizador e produtora, e antecede outro dos pontos altos do festival.

DA CORRUPÇÃO DOS OFF-SHORES 
À SURPREENDENTE FANTASIA DE IN FABRIC

Às 21:00,  é hora de “The Panama Papers”, de Alex Winter sobre a investigação jornalística sobre uma das grandes redes mundiais de fuga aos impostos e que envolve desde Putin e Trump até primeiros-ministros de vários países, personalidades da finança, da política, celebridades e gente anónima que colocam o seu dinheiro em “off-shores”, indiferentes ao resto do mundo que se afunda na desigualdade social e na pobreza. Elijah Wood (o Hobbit) é o narrador.
O programa de domingo termina em grande com a exibição às 23:15, de “In Fabric”, comédia de terror do britânico Peter Strickland (realizador de “Berberian Sound Studio”, premiado no Fantas 2012) passada numa grande loja por departamentos, tipo Corte Inglês, um dos filmes mais aclamados pela critica inglesa no final do passado ano e uma pérola de originalidade. No Pequeno Auditório começa a exibição dos filmes concorrentes ao Prémio de Cinema Português, com dez curtas-metragens, a que se segue, às 17:15, o filme Kills on Wheels (2016), de Attila Till, com que prossegue a retrospectiva do Novíssimo Cinema Húngaro.  “Framed”, filme de terror do nosso conhecido Marc Martínez Jordán, centrado numa aplicação que permite ver tudo nas redes sociais põe em causa os limites da tecnologia. O programa do Pequeno Auditório para domingo fecha com três médias metragens notáveis: “Set-Up”, do grego Vassilis Goudelis, em estreia mundial, passado durante a Guerra Civil  que se seguiu à II Guerra Mundial na Grécia; o filme deste último Natal da TV Globo, “Fuga de Natal”, e a versão final do realizador de “The Shipment”,  sendo que a versão curta vai ser exibida  a concurso na segunda feira, às 15.00hs no Grande Auditório.
Há cinema do Mundo no Porto. Para ver antes de todo mundo. Aproveite.

Emirates anuncia voo para o Porto

O Porto vai tornar-se no segundo destino da Emirates em Portugal, depois da capital, Lisboa, para onde a companhia aérea já voa atualmente com dois serviços diários. O novo voo será operado por um Boeing 777-300ER, numa configuração de três classes, oferecendo oito suites privadas na Primeira Classe, 42 assentos reclináveis na Classe Executiva e 310 assentos espaçosos na Classe Económica.

O novo serviço da Emirates proporcionará aos passageiros do norte de Portugal uma opção direta para viajar para o Dubai e depois a possibilidade de seguir para destinos em toda a rede global da companhia, especialmente para África, Ásia, Austrália e Médio Oriente. Não só o Porto beneficiará, que é uma das mais importantes áreas urbanas, como também Espanha, nomeadamente cidades como Vigo e Santiago de Compostela, pela proximidade ao Porto.

O voo entre o Dubai e o Porto será operado às terças, quintas, sábados e domingos, e partirá do Dubai como EK197, às 09:15hrs, chegando ao Porto às 14:30hrs. O voo de regresso, EK198, partirá do Porto às 17:35hrs e aterrará no Dubai às 4:15hrs da manhã seguinte. Esta programação permite aos passageiros ligações mais fáceis e convenientes aos voos da Emirates no Aeroporto Internacional do Dubai para os destinos mais procurados, como Luanda, Joanesburgo, Banguecoque, Xangai, Hong Kong, Melbourne e Sydney, entre outros.

Localizado perto da costa e do rio Douro, o Porto é mundialmente conhecido pela sua produção de vinho do Porto e pelo centro histórico da cidade, Património Mundial da UNESCO. Além de oferecer uma rica herança a nível cultural e uma grande variedade de atrações turísticas, o Porto é também uma importante cidade de comércio e indústria, atraindo viajantes na área dos negócios.

“O Porto está atualmente a desfrutar de maiores níveis de turismo, o que acaba por se refletir no crescimento do número de visitantes para Portugal como um todo. A introdução deste novo voo, juntamente com o nosso serviço de dois voos diários para Lisboa, ajudará a satisfazer esta crescente procura de passageiros que viajam em lazer e em negócios, bem como a proporcionar-lhes mais opções, maior flexibilidade e conectividade ao viajar para Portugal”, refere Tim Clark, Presidente da Emirates Airline.

Os passageiros, seja em que classe for, podem encontrar altos níveis de conforto ao viajar com a Emirates, desde o excelente serviço a bordo da tripulação de cabine internacional, incluindo membros portugueses, ao acesso a mais de 4.000 canais de entretenimento visual e de áudio. Neste sistema de entretenimento, o ice, encontram-se os mais recentes filmes, músicas e jogos. Além disto, ainda são preparadas refeições de inspiração regional e bebidas de cortesia. As famílias são ainda bem recebidas com produtos e serviços a pensar nas crianças.

O novo voo também permitirá que a Emirates SkyCargo ofereça até 18 toneladas de capacidade de carga no voo, dando às empresas locais a oportunidade de aumentar as suas exportações, como roupa, calçado, peças para automóvel e cortiça.

EMPRESAS