Inicio Tags Portugal Homes

Tag: Portugal Homes

Portugal Homes uma referência no universo empresarial

 

A Portugal Homes é um dos principais players no domínio do mercado imobiliário em Portugal, apresentando também uma nova visão sobre o setor. Neste sentido e apenas para contextualizar, de que forma é que a Portugal Homes se tem vindo a assumir como um parceiro de confiança e credibilidade no setor?

Andreia Leite (AL) Inovação e diferenciação são as palavras chave. Inovamos na forma como captamos os nossos clientes e em todo o procedimento para os trazer a Portugal. Somos dotados de uma atitude ativa ao viajar pelo mundo inteiro para reunirmos com os nossos clientes um a um no seu país de origem. O objetivo passa por criar uma relação de confiança desde o 1º minuto num ambiente familiar aos clientes.

Diferenciamo-nos pela forma como damos continuidade à relação estabelecida com esses mesmos clientes através do nosso departamento de After Sales, pois pretendemos que essa ligação se prolongue no tempo, sem esquecer a produção de estudos de mercado especializados e feitos à medida de cada investidor. Sim! Um dos departamentos da Portugal Homes é o de Análise de Mercado que produz estudos de mercado e analisa possibilidades de investimento. Aliás, tudo na Portugal Homes é feito in house, um fator de extrema relevância no que toca à qualidade e personalização dos serviços que prestamos e, por conseguinte, à excelente reputação que estamos neste momento a construir com objetivo último de sermos cada vez mais uma referência no mercado.

A vossa filosofia assenta neste vetor, ou seja, “Compreender os nossos pontos fortes e aceitar nossas fraquezas”. O que significa este lema e de que forma é importante na orgânica diária da empresa em prol do vosso cliente?

Mariana Lemos Vieira (MLV) Essa é uma frase tirada do nosso site e brochura, vejo que fez trabalho de casa. Poderíamos ignorar as nossas fraquezas e focar-nos somente nos nossos pontos fortes, mas é exatamente na análise e compreensão das nossas fraquezas que nos tornamos mais fortes. Fazemos de tudo para perceber onde podemos melhorar, trabalhamos muito para que os erros não se repitam e tentamos ao máximo que essas mesmas fraquezas se transformem e se tornem em pontos fortes.

Esse lema é importante porque nos permite não ter medo de falhar, mas sobretudo saber o que fazer caso se erre e repetir o processo quando encontramos a fórmula correta.

Pelo facto de serem Mulheres e Líderes, algumas vez sentiram, ao longo da vossa carreira, algum estigma pelo facto de serem Mulheres num universo que até há bem pouco tempo estava “reservado” aos Homens?

Verónica Rosa (VR) A liderança é um percurso de aprendizagem constante, percurso esse que nem sempre é fácil, principalmente neste sector que se encontrava reservado para Homens até há bem pouco tempo. Recordo vários episódios em que fui olhada como uma “boneca” ou silenciada numa reunião, tudo isto são alguns exemplos dos estigmas existentes. Mas cabe-nos a nós como Mulheres sabermos lidar com o estigma e vencê-lo, minimizando-o e reduzindo-o à sua mais ínfima importância. Como Líder cabe-me a mim ajudar uma colega ou amiga a fazer o mesmo. Ninguém merece viver com estes estigmas, a narrativa é nossa só nós a podemos escrever.

MLV A minha entrada no mercado imobiliário é também recente, mas confesso que nesta e noutras áreas, ainda sinto alguma desigualdade entre o papel do homem e da mulher no mundo empresarial.

O caminho que nós mulheres temos que percorrer para criarmos uma relação de confiança com um cliente é algo moroso. Muitas vezes, do lado do recetor, não ouvir uma voz grossa e grave pode alterar a forma como percebe e interpreta a mensagem.  Por vezes esquecemo-nos, mas a forma é sempre mais importante do que a própria mensagem. Nessa perspetiva, e para combater o estigma, sinto que temos que ser mulheres muito assertivas e determinadas, só assim conseguimos conquistar positivamente a confiança dos nossos clientes.

Na vossa dinâmica, como é que a personalização que colocam em cada processo é importante para criar essa relação de confiança com o cliente?

AL A personalização é um dos nossos fortes, motivo pelo qual somos a única agência imobiliária em Lisboa com um serviço completo de After Sales. A nossa relação com o cliente não termina após a assinatura de uma escritura, vai muito para além disso. Vai desde representação fiscal, a verificarmos com periocidade se está tudo bem com o imóvel, conectarmos água, luz e gás, entre outros. Esta “personalização” foi um dos pilares do crescimento da Portugal Homes enquanto organização e queremos que continue a ser ao sermos constantemente referenciados por clientes a familiares e amigos. Foi assim que o nosso negócio começou.

No caso de clientes investidores, o importante são os números, e ter um departamento que possa prestar uma análise detalhada sobre o mercado e potenciais investimentos é sem dúvida um fator crítico de sucesso.

No dia 8 de março comemorou-se o Dia Internacional da Mulher. Em 2019, por que direitos, na sua opinião, ainda têm de lutar as mulheres?

VR É alarmante a diferença salarial existente para os mesmos cargos entre homens e mulheres, inclusivamente assustador que nos dias que correm uma mulher continue a ser penalizada profissionalmente pela sua escolha de ser Mãe, igualmente assustador são os inúmeros casos de assédio sexual que ouvimos falar todos os dias nas notícias. Tudo isto são razões para continuar a lutar e com o tempo mudança virá. A Portugal Homes é o perfeito exemplo disso, uma empresa com, não uma mas sim, três mulheres em cargos de chefia. Trabalhar numa empresa que promove este ideal é algo que me enche de orgulho.

De futuro, o que Podemos esperar da Portugal Homes?

Numa só palavra, revolucionar. As ideias existem e algumas já estão a ser colocadas em prática com sucesso, como é o exemplo do nosso departamento de After Sales e do departamento de Análise de Mercados, outras ainda estão no papel, por assim dizer. Mas da Portugal Homes poderão esperar sempre o melhor, uma empresa consolidada e uma referência não só no sector imobiliário, mas no mundo empresarial em geral.

 

EMPRESAS