Inicio Tags Preço de combustíveis

Tag: preço de combustíveis

O custo de ter carro pode variar até 344 euros por mês na Europa

Entre os proprietários europeus, os noruegueses são os que mais pagam para conduzir um automóvel. Mensalmente, os noruegueses pagam quase o dobro do que os automobilistas húngaros em veículos a gasolina, 708€ e 364€, respetivamente. A Holanda é o país mais caro para os condutores de veículos a gasóleo. Em média, os holandeses gastam 695€ por mês no seu veículo a gasóleo. Nos carros a gasóleo, a Hungria é, mais uma vez, o país mais barato (369€). Estas são apenas algumas das conclusões do LeasePlan CarCost Index 2016, um estudo recente sobre os custos de propriedade de automóveis e utilização de carros a gasolina e gasóleo em 24 países europeus. Este estudo internacional mapeia todos os parâmetros do custo de um automóvel em grande detalhe, aproveitando o conhecimento e experiência da LeasePlan a partir da sua própria frota multimarca, usando a metodologia Index.

O LeasePlan CarCost Index fornece informações sobre os parâmetros de custo total dos veículos no segmento de veículos utilitários e familiares, como o Renault Clio, Opel Corsa, Volkswagen Golf e Ford Focus. O índice compara os custos mais importantes, como o preço de compra, custos de depreciação, reparações e manutenção, seguros, impostos e despesas de combustível, incluindo pneus de inverno, se exigido por lei. A análise é baseada nos primeiros três anos de custos operacionais e uma quilometragem anual de 20.000 kms.

Divisão europeia: diferenças regionais

Na Europa, o custo médio de condução de um carro pequeno a médio pode variar 344€ por mês. Os três países mais caros para conduzir um veículo a gasolina são a Noruega (708€), Itália (678€) e a Dinamarca (673€). O ranking dos países mais caros dos carros a gasóleo é liderado pela Holanda (695€), seguido pela Finlândia (684€) e Noruega (681€). De destacar que nos países da Europa de Leste, como na Hungria, República Checa e Roménia, os custos de condução de um automóvel a gasolina e a gasóleo são significativamente inferiores, a partir de 369€ por mês.

Proprietários têm pouca influência nos custos dos automóveis

Os custos de depreciação são aqueles que mais contribuem para o custo total de utilização do veículo. Na Europa, o custo médio de depreciação dos veículos de pequena e média dimensão representam 37% do custo total. Na Hungria, o baixo custo global deve-se principalmente ao preço de compra inferior à média, o que afeta positivamente os custos de depreciação. O imposto de circulação e o IVA representam 20%, enquanto o combustível contribui 16%, para o custo total de um carro por mês. Isto significa que os proprietários de automóveis têm relativamente pouca influência sobre os custos.

Em 6 dos 24 países europeus analisados, conduzir um carro a gasóleo é mais caro do que conduzir um carro a gasolina. Embora o preço do gasóleo seja mais barato que o preço da gasolina, outros fatores, como impostos mais caros, seguros ou encargos de manutenção, explicam o maior custo total para os veículos a gasóleo em alguns países.

A importância da fiscalidade ambiental

O estudo mostra também que existe uma forte correlação entre o custo global elevado e o Imposto de Circulação/IVA entre os dois tipos de veículos para os países mais caros (Itália, Países Nórdicos e Holanda) e vice-versa para os países mais baratos, menos sujeitos a tributação (Hungria, República Checa e Roménia). Tal pode ser visto como um reflexo dos movimentos “verdes” relativamente fortes nos países mais caros, o que se traduz em regulação ambiental via tributação. Por exemplo, na Holanda o IVA e o Imposto de Circulação somam 31% dos custos totais de condução de um veículo a gasóleo. Quando se trata de veículos a gasolina, a Noruega é o número um em impostos, o que pode acrescentar até 29% do custo total.

Para António Oliveira Martins, Diretor-Geral da LeasePlan Portugal: “A depreciação e a falta de controlo dos custos dos veículos são dois fatores que podem tornar a tradicional propriedade do carro menos competitiva relativamente ao renting ou outras alternativas de mobilidade. A nossa presença em toda a cadeia de valor automóvel, assim como a nossa escala global, permite-nos gerir os nossos veículos em renting com custos muito competitivos e, na verdade, a um custo mais baixo para os nossos clientes. Devido à complexidade dos vários custos do veículo, recomendamos que os potenciais proprietários de automóveis ou gestores de frota pesquisem e analisem antes de decidirem a compra de um carro novo ou usado.”

Reparação e manutenção mais cara na Suécia

A Suécia tem os custos de manutenção e assistência em viagem mais elevados, em 15%, com um custo total de 85€. Pelo contrário, a Turquia tem os custos mais baixos de reparação e manutenção, a 28€ por mês. Isto não é surpreendente, uma vez que os custos da mão-de-obra representam uma parte significativa das despesas de reparação e de manutenção e o preço do valor/hora da Suécia pode ser três vezes mais elevada do que na Turquia.

Seguro: Suíça com os valores mais altos

A Suíça tem os valores de seguros mais altos da Europa. Estes custos totalizam 117€ por mês para gasolina e gasóleo. A República Checa é o país com o seguro mais barato para o veículo a gasolina, a 37€. O LeasePlan CarCost Index mostra que a Suécia é o país europeu mais barato para o seguro de veículos a gasóleo, a 39€ por mês.

Custos médios da gasolina: 100€ por mês

Com base numa quilometragem anual de 20.000 quilómetros, a despesa média mensal de combustível na Europa é de 100€ para a gasolina, e de 67€ para o gasóleo. A Itália assume a liderança nos custos de combustível com 136€ por mês para veículos a gasolina, devido ao elevado imposto de combustível. Com apenas 54€ por mês, os russos beneficiam de um custo de combustível mais barato para a gasolina, devido às grandes reservas de petróleo do país. O país mais barato para o gasóleo é a Polónia com 49€ por mês. 

Sobre o LeasePlan CarCost Index 2016

O futuro da mobilidade e a indústria de renting de veículos estão a ser moldados pela aceleração da evolução económica, tecnológica e social. A LeasePlan pretende dar a conhecer dados importantes sobre mobilidade global em toda a sua rede de empresas, que se encontra em 32 países em todo o mundo. O CarCost Index faz parte do LeasePlan MobilityMonitor. O LeasePlan MobilityMonitor permite que os leitores se mantenham atualizados sobre os principais desenvolvimentos e tomem decisões informadas sobre a gestão da frota e a mobilidade dos condutores.

O CarCost Index 2016 analisa os custos totais de possuir e operar veículos em 24 países: Áustria, Bélgica, Dinamarca, Finlândia, França, Alemanha, Grécia, Hungria, Irlanda, Itália, Luxemburgo, Holanda, Portugal, Roménia, Rússia, Eslováquia, Espanha, Suécia, Suíça, Turquia e Reino Unido.

Sobre a LeasePlan

A LeasePlan é líder global de gestão de frotas e de soluções de mobilidade, tendo a sua origem na Holanda. A sua oferta consiste no financiamento e gestão de frotas para satisfazer uma base de Clientes diversificada. Fundada em 1963, a LeasePlan tem crescido para se tornar a empresa líder mundial em gestão de frotas e soluções de mobilidade, com mais de 85% dos seus 7.400 colaboradores a operarem fora de território holandês. Atualmente, gere cerca de 1,6 milhões de veículos multimarca e oferece serviços globais de gestão de frota e de soluções de mobilidade em 32 países. A LeasePlan tem reforçado a presença em mercados maduros tradicionais, bem como apostado na expansão para novos mercados e no reforço dos mercados onde ocupa posições de liderança. O Grupo tem sido capaz de capitalizar a sua presença global e a sua rede internacional através da oferta de produtos inovadores e serviços de excelência que respondem às necessidades dos seus clientes multinacionais.

EMPRESAS