Inicio Tags Rali

Tag: Rali

Bruno Magalhães vence Rali Casinos do Algarve e é vice-campeão nacional

Bruno Magalhães

Apesar de já ter ganho o Rali Casinos do Algarve em 2007 e 2009, Bruno Magalhães já não disputava a prova algarvia há uma década, ao contrário dos seus três adversários com quem discutia o título nacional. O piloto do Hyundai i20 R5 readaptou-se rapidamente aos troços do Algarve e voltou a mostrar a sua rapidez, obtendo um triunfo categórico que, contudo, seria insuficiente para se sagrar campeão.

“Lutámos até ao último metro da época e saímos do Algarve com a sensação de dever cumprido”, afirmou Bruno Magalhães, que foi ainda o mais rápido em três classificativas. “Ganhámos um rali muito difícil e que eu já não disputava há 10 anos. Foi um campeonato extremamente disputado, onde fizemos uma segunda metade de época fantástica, com duas vitórias e mais dois pódios nos últimos quatro ralis. Penso que o ponto de viragem foi mesmo o Rali de Castelo Branco. A partir daí fomos sempre muito competitivos, recuperámos muitos pontos e lutámos pelo título até ao final. Os meus parabéns ao Ricardo Teodósio e ao José Teixeira”, realçou o tricampeão nacional e vice-campeão da Europa.

No seu ano de regresso ao CPR, Bruno Magalhães conseguiu duas vitórias (Madeira e Algarve) e um total de seis pódios em oito possíveis, terminando todos os ralis da temporada.

Bruno Magalhães motivado para a estreia no Rali Terras D’Aboboreira

O Rali Terras D’Aboboreira é uma prova completamente nova para Bruno Magalhães, que, no entanto, está motivado pelo triunfo na ronda do CPR no emblemático Rali Vinho da Madeira. Um resultado que o colocou ainda mais próximo do topo do campeonato, deixando tudo em aberto para os três últimos ralis da temporada: Rali Terras D’Aboboreira, Rali Vidreiro e Rali Casinos do Algarve.

“Não escondo que o resultado e a nossa performance na Madeira foram muito motivadores”, referiu Bruno Magalhães. “Esta terça-feira fizemos um pequeno teste com o carro e percebemos que está tudo a postos para o Rali Terras D’Aboboreira, uma prova completamente nova para nós. Vamos decidir o set-up a utilizar depois dos reconhecimentos, mas o objetivo é voltar a discutir o primeiro lugar, até porque ainda está tudo em aberto no campeonato. Os candidatos ao título vão dar tudo por tudo, e é nestas condições de exigência máxima que gostamos de competir”, apontou o tricampeão nacional e vice-campeão da Europa.

EMPRESAS