Inicio Tags Urban Beach

Tag: Urban Beach

PSP volta a encerrar Urban Beach e detém administrador após festa privada

A mesma fonte adiantou que o administrador foi detido por ter desobedecido ao despacho do Ministério da Administração Interna que tinha ordenado o encerramento do espaço durante seis meses.

O encerramento aconteceu após um episódio de agressões cujo vídeo foi tornado público no dia 02 de novembro e também a existência de 38 queixas apresentadas à PSP desde o início do ano, por alegadas práticas violentas ou atos de natureza discriminatória ou racista”.

A PSP deslocou-se ao Urban Beach, cerca das 23:00 de segunda-feira, na altura em que decorria uma festa privada, tendo encerrado novamente o local e detido um administrador.

A 2 de novembro foi divulgado um vídeo onde se vê seguranças da discoteca a agredirem violentamente um homem que aparentemente estava indefeso e não demonstrava qualquer resistência.

Urban Beach: Vítimas de agressão vão apresentar queixa-crime

Sandra Cardoso explicou à Lusa que as duas vítimas – André Reis e Magnuson Gomes – só prestaram declarações como ofendidos em sede de inquérito para aplicação de medidas de coação, pelo que o próximo passo da defesa é apresentar queixa ao Ministério Público.

A advogada adiantou que a queixa é um dos requisitos obrigatórios para o pedido de indemnização cível por parte das vítimas.

O Tribunal de Instrução Criminal de Lisboa decretou no sábado a prisão preventiva para dois seguranças da discoteca, indiciados de tentativa de homicídio qualificado na forma tentada, enquanto a um terceiro elemento foi-lhe imputado o crime de ofensa à integridade física, saindo em liberdade, mas com proibição de contactar com as vítimas e com os coarguidos, além de ficar impedido de exercer a atividade de segurança privada.

Entretanto, o Ministério da Administração Interna ordenou o encerramento do espaço na madrugada de sexta-feira, alegando não só o episódio de quarta-feira, mas também as 38 queixas sobre a Urban Beach apresentadas à PSP desde o início do ano, por alegadas práticas violentas ou atos de natureza discriminatória ou racista”. A discoteca vai ficar fechada durante seis meses.

A empresa de segurança privada PSG, empregadora dos vigilantes indiciados, já anunciou que vai rescindir todos os contratos com estabelecimentos de diversão noturna para “se distanciar de situações semelhantes”.

Urban Beach: 38 queixas sobre apresentadas este ano à PSP contribuíram para fecho

O MAI confirma que ordenou o encerramento daquele estabelecimento de diversão noturna na madrugada de hoje, diz que notificação do despacho do ministro Eduardo Cabrita “foi feita cerca das 04:30” e que o Urban Beach foi encerrado na altura, com a retirada das pessoas que estavam no interior.

“A decisão foi tomada após audição do presidente da Câmara Municipal de Lisboa”, acrescenta o MAI.

“O Ministério da Administração Interna determinou o encerramento do estabelecimento K Urban Beach, na sequência dos acontecimentos da madrugada de 1 de novembro”, diz um comunicado do gabinete de Eduardo Cabrita, fazendo referência à agressão a dois jovens pelos seguranças do estabelecimento noturno, a qual ficou registada em vídeo.

Segundo avança esta manhã o Correio da Manhã, um dos seguranças do espaço foi detido esta madrugada na mesma operação que levou ao encerramento da casa.

Administração Interna ordenou encerramento da discoteca Urban Beach após agressões

O Ministério da Administração Interna (MAI) “determinou o encerramento do estabelecimento K Urban Beach, na sequência dos acontecimentos da madrugada de 1 de novembro”, lê-se em comunicado enviado às redações.

Em causa estão as agressões, gravadas à porta da discoteca em Lisboa e tornadas públicas esta quarta-feira, bem como, esclarece o MAI, “as 38 queixas efetuadas à PSP sobre este estabelecimento ao longo do ano de 2017”.

“A notificação do despacho do Ministro da Administração Interna foi feita cerca das 4h30 [desta sexta-feira] e o estabelecimento encerrado com a retirada das pessoas que se encontravam no interior”.

De acordo com a TVI, um dos seguranças filmado nas agressões já terá sido mesmo detido.

AS AGRESSÕES EXTREMAMENTE VIOLENTAS DOS SEGURANÇAS

Três seguranças do Urban Beach foram filmados a agredir violentamente dois jovens à porta da discoteca, na madrugada de 1 de novembro, depois da festa de Halloween que decorreu no espaço.

Em causa estão elementos da empresa de segurança privada PSG, mas a empresa, no dia em que o caso se tornou público, esclareceu que ainda “não tem qualquer comentário a fazer”, realçando que o caso está a ser “investigado”.

Ao Notícias ao Minuto, a PSP de Lisboa confirmou que foi chamada ao local naquela mesma noite, assim como o INEM, que transportou duas pessoas para uma unidade hospitalar.

NÃO FOI UMA PRIMEIRA VEZ, PELO CONTRÁRIO

As imagens chegaram à internet, às redes sociais e rapidamente se tornaram virais, partilhadas por milhares de pessoas. Foi o suficiente para que centenas de jovens recordassem episódios do género.

Esta não é a primeira vez que a discoteca está no centro das atenções por agressões de seguranças. Em fevereiro do ano passado, duas jovens de 26 anos garantem ter sido agredidas pelos elementos de segurança, mas o caso acabou por não ter repercussões por não haver provas.

Contudo, sites de avaliação como o TripAdvisor ou o Google Reviews revelam a existência de outras agressões, em dias e festas diferentes, uma realidade também denunciada por vários jovens nas redes sociais.

Há queixas e não só na internet

Apesar de ser na internet que se encontram o maior número de exemplos de agressões levadas a cabo por seguranças, a PSP recebeu 38 queixas sobre episódios do género na discoteca.

A discoteca lisboeta, perante toda a polémica, acabou por reagir em comunicado, onde ressalvou que “repudia veementemente” os factos ocorridos, sustentando que se trata de “um problema estritamente de segurança na via pública”.

Os responsáveis referem ainda que “as imagens identificam de forma clara os agressores e o local onde tais eventos ocorreram”, considerando que os responsáveis devem ser “severamente punidos”.

Paulo Dâmaso, o presidente do conselho de administração do Urban Beach, em declarações à RTP, anunciou mesmo que “a primeira decisão foi afastar as pessoas que foram identificadas”.

O VÍDEO, A REVOLTA NAS REDES SOCIAIS E DEPOIS A DECISÃO SUPERIOR

As proporções do vídeo com as imagens chocantes levaram várias personalidades e entidades a reagir e a pedir que fossem tomadas decisões em relação aos seguranças, à empresa mas também à discoteca.

A Câmara de Lisboa pediu mesmo uma reunião com a secretária de Estado da Administração Interna, Isabel Oneto, para analisar a situação de violência que ocorreu esta quarta-feira de madrugada.

E assim foi. Esta manhã, o Ministério da Administração Interna anunciou o encerramento da discoteca Urban Beach, justificando o ato com as imagens divulgadas e também com as queixas recebidas ao longo do ano.

EMPRESAS