DGRM marca presença na 106ª sessão do Comité de Segurança Marítima da IMO 

Em representação de Portugal e da Direção-Geral de Recursos Naturais, Segurança e Serviços Marítimos (DGRM), participa, nesta sessão, a Chefe de Divisão das Novas Construções, a Engenheira Conceição Gallis.

139

A Direção-Geral de Recursos Naturais, Segurança e Serviços Marítimos (DGRM) está a participar, até ao próximo dia 11 de novembro, na 106ª reunião do Comité de Segurança Marítima da International Maritime Organization (IMO), que tem lugar em Londres.

Nesta sessão, a representar Portugal, em conjunto com o Ministério dos Negócios Estrangeiros, da parte da DGRM está a Chefe de Divisão das Novas Construções, a Engenheira Conceição Gallis.

O ponto mais importante a discutir neste encontro “é a análise e a salvaguarda da segurança no «corredor dos cereais» como resultado do acordo obtido no passado mês de julho, para que possam ser exportados de forma segura, a partir do porto Ucraniano de Odessa, os cereais necessários a diversos países, em particular aos países mais pobres, que dependem das ações humanitárias das Nações Unidas”, tal como salienta a DGRM em comunicado divulgado à imprensa.

A este tópico junta-se também “a continuação dos trabalhos sobre o Maritime Autonomous Surface Ships (MASS), no desenvolvimento de um instrumento baseado em objetivos para o MASS”, bem como a discussão de outros assuntos que foram adiados,sucessivamente, devido às restrições impostas para o combate da pandemia covid-19, como por exemplo “a Segurança de Navios de Passageiros em viagens domésticas, onde um grupo de países do extremo oriente tenta que a própria IMO passe a ter regras bem definidas, nesta matéria, após uma série de graves acidentes”, adianta a entidade na mesma nota.

A DGRM destaca ainda que o conjunto de decisões que sairão da reunião servirão para “responder aos desafios atuais e continuar a contribuir globalmente para navios mais seguros, cooperando igualmente para um ambiente mais sustentável e um mundo mais resiliente”.