Preços de venda de casa aumentaram em todas as tipologias, diz estudo da Imovirtual

A tipologia T0 foi aquela que apresentou um aumento mais expressivo, face a 2021.

296

O valor de venda de casa encareceu em todas as tipologias em outubro, comparativamente ao período homólogo de 2021 e também ao mês anterior – setembro. O aumento mais expressivo encontra-se nos T0, com um acréscimo de 9%, onde o preço de venda subiu de 198.225€ para 215.184€.

Estas referências advêm de um estudo desenvolvido, recentemente, pela Imovirtual- portal de imóveis – que baseou a sua pesquisa em dados disponíveis na plataforma, tendo-os anunciado esta quarta-feira, em comunicado.

Face a outubro do ano passado, registaram-se aumentos de 7% nas tipologias T2 (aumentou para 272.109€), T4 (aumentou para 601.224) e T5 (aumentou para 887.584€). Já nos T3 verificou-se um aumento de 6%, ou seja, atualmente custam 376.386€. Por último, os T1 cresceram 4%, fixando o preço em 239.846€, logo são os que menos aumentaram de preço.

Relativamente a setembro, os valores de venda não tiveram grandes alterações, o que revelou estabilidade perante o mês antecedente – agosto, tal como adianta a Imovirtual na nota partilhada.

“O preço de venda sobe em relação ao ano passado, no entanto com valores menos significativos do que o arrendamento, que está a experienciar um verdadeiro aumento das rendas mensais. Estes dados mostram que se mantém a tendência do mercado de venda, no entanto de forma cautelosa devido à inflação e aumento das taxas de juro, que podem desmotivar possíveis compradores nesta fase. Tal verifica-se pela estabilização do preço em relação aos meses anteriores”, salientou em comunicado Ricardo Feferbaum, diretor geral do Imovirtual.

Conclusões sobre os aumentos de preço de venda de casa por distrito 

Tipologia T0

  • Destaca-se a região do Porto com o maior aumento do preço de venda (+18%) e o distrito de Bragança com a quebra mais elevada do valor médio de venda em outubro (-64%), em relação ao mesmo mês de 2021.
  • No que diz respeito ao mês de setembro, verifica-se uma estabilização do valor da venda média (-2%). Destaca-se a zona de Évora com um aumento +31%. Castelo Branco, regista ainda a maior quebra do preço de venda em outubro (-49%), face a setembro, descendo de 173.375€ para 88.573€.

Tipologia T1

  • Évora é o distrito que regista o maior aumento do valor médio de venda em outubro (+91%), em relação ao ano passado. No entanto, a região de Viseu apresenta a maior quebra do preço médio de venda (-5%), comparativamente a outubro de 2021.
  • Verifica-se ainda uma quebra de -1% no valor médio dos imóveis para comprar em outubro, em comparação a setembro, sobretudo em Lisboa (-4%). Portalegre (48.177€) foi a zona com o maior aumento do preço de venda, face ao mês de setembro (+11%), quando se fixava em 43.459€.

Tipologia T2

  • No que diz respeito aos T2, o preço médio de venda aumentou +7% em outubro (de 254.446€ para 272.109€), face ao ano passado, sobretudo na Ilha da Madeira, onde o valor aumenta +37% (de 250.276€ para 342.072€). Évora destaca-se como a zona com a maior quebra do preço de venda em outubro (-21%), em relação ao ano passado.
  • Por outro lado, o valor do preço médio de venda estabiliza em outubro (0%), comparativamente ao mês de setembro. Coimbra apresenta o maior aumento do preço de venda (+5%), comparativamente ao mês de setembro. Beja, Bragança, Castelo Branco e Lisboa foram os distritos com maior quebra do preço médio de venda (-2% todos), face ao mês de setembro.

Tipologia T3

  •  A Ilha da Madeira tem o maior aumento do preço de venda (+24%) e Bragança a maior quebra do preço de venda em outubro (-10%), em relação ao período homólogo de 2021.
  • O preço médio de venda dos T3 também se manteve estável em outubro (0%), face a setembro, passando de 375.332€ para 376.386€. Guarda apresenta a maior subida do preço de venda (+8%) neste intervalo de tempo. Já Évora e Portalegre registam a maior quebra do preço de venda em outubro, relativamente ao mês de setembro (ambas -3%).

Tipologia T4

  • O maior aumento do preço é na Guarda (+80%), onde comprar um T4 agora custa 238.715€.
  • Relativamente ao mês setembro, o preço de venda de um T4 aumentou +1% em outubro. Nos T4, é também a Guarda que revela o maior aumento do preço de venda (+64%).

Tipologia T5+

  • Évora apresenta a maior subida do preço de venda (+39%) e Coimbra a maior quebra em outubro (-3%), em comparação com o ano anterior.
  • Face a setembro, o preço de venda de um T5+ aumentou também +1% em outubro. O distrito de Évora destaca-se também como a zona com o maior aumento do preço médio de venda nos T5+ (+8%), comparativamente ao mês de setembro. Castelo Branco regista ainda a maior quebra do preço de venda em outubro, em comparação ao mês de setembro (-5%).

*informação retirada do comunicado da Imovirtual