A perspetiva dos Colaboradores da Catraport

A Revista Pontos de Vista também esteve à conversa com alguns dos colaboradores da Catraport. Uma deles foi Tiago Pardelinha, Técnico de Manutenção e Planeamento de Manutenção.

241

Dois dos valores da Catraport são a inovação e a tecnologia. Que mais-valias esta aposta aporta para o seu posto de trabalho?

Principalmente na manutenção, é importante a empresa apostar na tecnologia, porque quando temos tecnologia conseguimos prever falhas, ou fazer manutenções preditivas. Por exemplo, conseguimos receber alertas de que algo falhou e pensar de uma forma mais fácil quando temos que executar certas tarefas. Se a empresa não apostasse na tecnologia, tornava-se muito mais difícil de executar funções e os recursos humanos teriam que fazer um trabalho exaustivo, perdendo tempo para se realizar outros trabalhos mais importantes.

A Catraport também recebe alguns estudantes do Instituto Politécnico de Bragança, em regime de estágio curricular ou profissional. Nesse sentido, que conselhos dá aos alunos que pretendam vir trabalhar nesta empresa?

Também sou ex e atual aluno do Instituto Politécnico de Bragança. Esta é uma empresa exemplar para se estar presente, seja de que forma for. Da Catraport, acabamos sempre por levar muitas informações, aprendizagens e também deixar um bocadinho de nós. Os estudantes precisam de ter uma mente aberta e de gostarem de participar e evoluir, tanto mentalmente, como profissionalmente.