Safetykleen Portugal – Produtividade, Qualidade e Sustentabilidade

Assumidamente uma marca que tem como principais pilares a Inovação e as Pessoas, a Safetykleen Portugal é hoje um player de renome nos setores automóvel e industrial, perpetuando assim uma dinâmica de compromisso. A Revista Pontos de Vista foi conhecer a marca e esteve à conversa com António Pedro Pinheiro, General Manager Portugal and Middle East na Safetykleen, que nos contou tudo.

886

A Safetykleen é líder mundial no fornecimento de serviços de lavagem de peças, tratamento de superfícies e aplicação de produtos químicos. Fundada em 1973, a marca faz este ano 35 anos em Portugal e 50 anos na Europa. Como tem sido esta jornada?
Separando a história em dois momentos, por um lado temos a Safetykleen Corp. com sede nos Estados Unidos e foi pela cisão do negócio europeu com esta entidade que surgiu a Safetykleen Europe. Em Portugal a atividade da empresa deu início em 1989, tendo durante muitos anos reconhecida e operado com o nome Codisa empresa essa que veio mais tarde a ser adquirida pela Safetykleen Europe e que é hoje a Safetykleen Portugal. O percurso em Portugal resume-se a uma estratégia clara, colaboradores fantásticos, muita vontade, resiliência, seriedade e foco no serviço e qualidade prestada aos nosso parceiros e clientes.

Assim, dentro daquela que é a atividade da Safetykleen, a empresa oferece uma ampla gama de soluções para atender às necessidades dos seus clientes. Quantos clientes, esta marca líder, tem atualmente? Que setores aqui se destacam?
A Safetykleen Portugal presta os seus serviços a mais de 5000 clientes, em operações diretas de Business to Business através dentro de três áreas de negócio, Serviço de Limpeza de peças, Serviço de recolha de Resíduos e Serviços de Assessoria Ambiental.  A nossa atividade começou muito centrada no setor automóvel. Atualmente o nosso negócio reparte-se 50/50 entre setor automóvel e industrial. Setores como manutenção industrial, Papel, Vidro, Artes gráficas, toda a envolvente do trabalho de metais, aeroespacial, entre outros, são por nós escrutinados com maior detalhe possível.

Desde a invenção da primeira lavadora de peças, “uma tina sobre um tambor”, a Safetykleen sempre inovou para oferecer sistemas mais seguros e diferenciadores. De que forma a marca tem vindo, assim, a inovar os seus produtos e serviços e que importância, a inovação e a tecnologia, têm tido no sucesso destes anos de história?
Na inovação tecnológica procuramos ter parceiros que nos permitam estar sempre na linha da frente quer ao nível dos equipamentos que disponibilizamos, quer ao nível das soluções químicas, para que desta forma nos permita criar as melhores soluções para melhor servir os nossos clientes. É assim com os mais recentes equipamentos que introduzimos na nossa gama bem como o novo conjunto de soluções químicas que nos permite resolver problemas específicos de setores relevantes. Mas existe também um profundo investimento de inovação do serviço que é o verdadeiro elemento diferenciador, estamos por isso a investir fortemente a nível tecnológico e de serviço interno para garantirmos um serviço externo 100% focado nas necessidades dos nossos clientes aumentando a nossa velocidade e capacidade de resposta, garantindo a qualidade e compromisso que são o apanágio da Safetykleen.

Mas não fiquemos por aqui. O compromisso da Safetykleen é, também, com a redução do impacto ambiental. Que produtos foram desenvolvidos e medidas incrementadas neste sentido?
Recentemente introduzimos um produto que produz uma limpeza qualificada e nos permite reduzir a utilização e dependência de produtos de base petrolífera. No entanto tal como no setor automóvel compreendemos que os veículos a bateria ainda têm menor autonomia do que os de combustão interna o mesmo se aplica estas novas soluções. Mas é importante dar o primeiro passo para que se consiga no futuro as performances que todos desejamos e que permitam libertar-nos de produtos mais contaminantes e menos amigos do ambiente. O ambiente tem e ser um compromisso de todos.

Certo é, o mundo está a mudar – e os diferentes setores têm de mudar com ele. Neste sentido, como avalia o mercado em que a Safetykleen está e de que forma, a mesma, tem acompanhado estas mudanças?
Para a Safetykleen a mudança é óbvia, deixarmos de estar dependentes do setor automóvel nas suas redes de distribuição e manutenção, passando a trabalhar com estes a montante e no setor industrial em geral. Aí o trabalho e o serviço é muito mais técnico e exigente mas onde se consegue desenvolver estratégias de médio prazo mais sustentáveis para todos.

A lavagem de peças e equipamentos está a ganhar relevância no mercado industrial. Muitos afirmam que, o que era visto como uma atividade sem importância, considera-se, agora, um processo fundamental para o funcionamento, durabilidade e segurança de toda a cadeia de valor. Como sente que a Safetykleen pode apoiar também a indústria portuguesa?
O verdadeiro lema do serviço Safetykleen está focado na Produtividade, Qualidade e Sustentabilidade. Procurámos demonstrar aos nossos clientes a qualidade de limpeza e cumprir com os seus níveis de exigência demonstrando que se pode investir poupando dinheiro, sendo mais produtivos e que tudo deve ser feito cumprindo escrupulosamente com aquilo que dizemos e com a lei aplicável no país. Por isso temos seguros de responsabilidade ambiental superiores a 15M€ e somos ISO14001 e ISO 9001 em todos os serviços e em todas as localizações onde operamos.

Dentro da área industrial, existe algum segmento onde a Safetykleen se especializa? Dentro do mesmo, em que departamento, a marca, apoia os seus parceiros?
Um dos primeiros segmentos industriais onde nos destacamos foi nas artes gráficas e impressão, onde somos parceiros da Apigraf, orgulhosamente há mais de 20 anos. Porém, somos hoje em dia parceiros dos mais variados sectores, como a metalurgia, indústrias de plástico e borracha, indústria têxtil, transporte etc. Os departamentos de produção e manutenção são geralmente onde os nossos serviços acrescentam uma grande mais-valia aos nossos parceiros.

Observando o vindouro, que oportunidades e desafios com que a indústria, manutenção e os facility management se vão confrontar até 2030, nomeadamente nas vertentes das pessoas, da sustentabilidade e da tecnologia?
É um caminho normal e histórico que algumas indústrias e ou serviços se integrem e se harmonizem ou o contrário. A nossa leitura é simples e na qualidade do serviço que tem de ser de excelência que está a verdadeira razão de existir da Safetykleen. Um cliente que possa viver centrado no seu negócio e confiante no seu parceiro quer seja de gestão de serviço, gestão de stocks, gestão de transportes, entre outros, é sempre uma empresa mais e melhor preparada para o futuro. Se o nível de exigência for crescente consideramos isso uma oportunidade e não uma ameaça.

Para terminar, de que forma a Safetykleen irá pautar o seu caminho no futuro e continuar, assim, a ser líder no seu setor? Que novidades podemos esperar?
O nosso caminho passará essencialmente pelo crescimento orgânico procurando contratar cada vez mais e melhores quadros, abrirmos novas unidades no país, sempre com o intuito de aumentarmos a proximidade, qualidade, e a nossa velocidade e capacidade de resposta aos nossos parceiros e clientes.