Parques e monumentos de Sintra passam a ser gratuitos aos domingos e feriados para residentes em Portugal

Os parques e os monumentos sob gestão da Parques de Sintra vão ter entrada gratuita aos domingos e feriados, a partir de 2 de janeiro de 2024, para todos os cidadãos com residência em Portugal.

186

Segundo a empresa, serão abrangidos monumentos como os Palácios Nacionais de Sintra, de Queluz e da Pena, o Palácio de Monserrate, o Chalet da Condessa d’Edla, o Castelo dos Mouros e o Convento dos Capuchos.

Atualmente, os munícipes de Sintra já podem visitar gratuitamente estes parques e monumentos aos domingos, mas, a partir de 2 de janeiro, a medida alarga-se a todos os residentes no território nacional e estará disponível também aos feriados.

Segundo a empresa, a partir do início do próximo ano serão introduzidas novidades no sistema de bilhética: Os visitantes que comprem bilhetes ‘online’ com uma antecipação de pelo menos três dias terão um desconto de 15%.

Passam ainda a estar disponíveis reservas de datas para visitas em todos os monumentos, que podem ser reagendadas automaticamente.

Apenas no Palácio Nacional da Pena se mantém o atual sistema, de reserva de data e hora, embora com uma redução de cerca de 15% dos visitantes diários.

“Este conjunto de medidas, acompanhado da atualização dos tarifários, que não eram revistos há cerca de uma década, tem como objetivos aumentar a eficiência da operação, evitando filas de espera e assegurando a melhoria da qualidade da visitação e salvaguarda da sustentabilidade do património e da empresa”, destacou a Parques de Sintra.

A Parques de Sintra – Monte da Lua é uma empresa de capitais exclusivamente públicos, que tem como acionistas a Direção Geral do Tesouro e Finanças (que representa o Estado), o Instituto da Conservação da Natureza e Florestas, o Turismo de Portugal e a Câmara Municipal de Sintra.

Nos últimos dez anos, as áreas sob gestão da empresa (Parque e Palácio Nacional da Pena, Palácios Nacionais de Sintra e de Queluz, Chalet da Condessa d’Edla, Castelo dos Mouros, Palácio e Jardins de Monserrate, Convento dos Capuchos e Escola Portuguesa de Arte Equestre) receberam cerca de 25 milhões de visitas.