Melgaço celebra 30.ª Edição da Festa do Alvarinho e do Fumeiro

Área específica para provas personalizadas e para o estabelecimento de parcerias e negócios é uma das apostas da autarquia melgacense.

191

De 26 a 28 de abril, Melgaço celebra a 30ª edição da Festa do Alvarinho e do Fumeiro. O certame reunirá 29 produtores de alvarinho da sub-região de Monção e Melgaço e 16 produtores de produtos locais / inovadores. A inauguração acontecerá pelas 18h00 do dia 26 de abril, no largo do Mercado Municipal.

Depois do sucesso de 2023, a autarquia volta a apostar numa área específica para provas personalizadas, no interior do recinto, onde os produtores poderão apresentar os seus produtos. Enquanto na última edição a ação era dirigida a profissionais do setor, este ano os produtores poderão realizar provas, que carecem de agendamento, dirigidas ao público em geral. A ação assume-se, fundamentalmente, como uma forma de permitir aos participantes estabelecerem parcerias e negócios.

Com uma área total de 3800m2, o certame apresentará ainda espaços específicos para a restauração, onde quatro restaurantes apresentarão excelentes propostas gastronómicas, e contará ainda com a presença de sete stands de animação turística/institucionais. Juntos, vão dar a conhecer o potencial da região num certame que atrai milhares de visitantes de vários pontos do país, mas também da vizinha Galiza e ainda melgacenses emigrantes.

«Com o passar dos anos, edição após edição, a Festa do Alvarinho e do Fumeiro foi-se fortalecendo e afirmando-se como um evento de referência, um exemplo e um modelo de boa prática a implementar noutras regiões. Temos vindo a inovar, renovando o conceito e espaço, de forma a proporcionarmos, de ano para ano, um evento único e ímpar, que corresponda às espectativas de quem nos visita, mas também dos participantes e, por isso, temos potenciado ações entre os produtores e possíveis clientes, para que estes tenham oportunidade de, durante a festa, estabelecerem parcerias e negócios.», refere o autarca de Melgaço, Manoel Batista, acrescentando ainda que «a programação da presente edição oferecerá um programa recheado de momentos que prometem dar a conhecer o que de melhor se faz no território».

Sobre o impacto do certame na região, Manoel Batista afirma que estes eventos são de extrema importância para a economia: «São, indiscutivelmente, fulcrais para o desenvolvimento do território. Não são só festa e vinho! São a nossa Cultura. O nosso ADN. A nossa história.»

Durante os três dias do evento será possível assistir a showcookings protagonizados pelos chefes Rui Paula, Hélio Loureiro e David Couñago Freire, que apresentarão propostas gastronómicas harmonizados com alvarinho da sub-região de Monção e Melgaço.

Os visitantes terão também oportunidade de assistir a quatro provas comentadas de vinhos: Valéria Zeferino, da Revista Grandes Escolhas, que se debruçará na temática “Alvarinho à prova do tempo”; a Associação de Produtores de Alvarinho da Sub-Região de Monção e Melgaço – (APA), com o tema “Monção e Melgaço: Um Terroir Único”; Beatriz Machado, da Nieeport, com a temática “Uma Casta. Vários Estilos de Vinho”; e Manuel Malfeito, do Instituto Superior de Agronomia de Lisboa, com o tema “Entender as diferentes expressões do Alvarinho, sem descrever aromas nem dar notas”.

Para além da exposição, prova e venda de produtos, o programa do evento contempla ainda o concurso do Mel, Salpicão, Presunto e Broa de Melgaço, produtos com Indicação Geográfica Protegida (IGP), mas também momentos de animação musical, diurna e noturna, que serão protagonizados por Quim Barreiros, pelo Grupo América, pelo Dj Viktor Soul, pelo grupo Charanga Camisas Negras, por Berto Boss, com o espetáculo Forever 80´s, e por um encontro de grupos folclóricos (Grupo Etnográfico da Casa do Povo de Melgaço, Danças e Cantares Castrejos, Grupo Danças e Cantares de Mazedo e o Rancho Folclórico da Casa do Povo de Tramagal). Haverá, ainda, uma diversidade de atividades paralelas, de animação turística e desportiva e, também, de enoturismo, que permitirão dar a conhecer Melgaço. Programa de atividades disponível em www.festadoalvarinho.pt.

O recinto da Festa conta com um total de 52 expositores e uma zona de degustações com capacidade para cerca de 480 pessoas sentadas. Os visitantes poderão adquirir o copo de prova no stand da organização do evento, pelo valor de 3,5€.

A Festa do Alvarinho e do Fumeiro é organizada pela Câmara Municipal de Melgaço e decorre nos dias 26, 27 e 28 de abril, entre as 10h e as 04h00 e no domingo entre as 10h e as 20h00.

29 Produtos de Alvarinho

18 de Melgaço: Adega do Sossego, Alvaianas, Anselmo Mendes, Casa de Canhotos, Casa de Midão, Dom Ponciano, Dom Salvador, Dona Paterna, Encostas da Capela, Encosta dos Castelos, Quinta da Pigarra – Encostas de Melgaço, Quintas de Melgaço, Quinta do Louridal – Poema, Quinta do Regueiro, Pequenos Rebentos – Márcio Lopes, Soalheiro, Terras de Real e Valados de Melgaço.

11 de Monção: Alvaminho, Cortinha Velha, Encostas de Sende, Encostas do Mouro, Monsão 1261, Provam, Quinta das Pereirinhas – Foral de Monção, Quinta de Alderiz, Quinta de Setas, Quinta do Mascanho e Terras de Conclave.

16 Produtores de Produtos Locais / Inovadores

Aveleira – Fumeiro Tradicional, Crepes Prendokas, Delícias de Alvaredo, Fumeiro das Tias – Sabores de Virtelo, Melgaço em Sabores, O Casal, Produtos de Alvaredo, Prados de Melgaço – Queijaria, Produtos Inovadores (MinhodKa, Artesanali’s, Hidromel de Alvarinho e MonsãoGin), Roscas de Melgaço, Saberes da Tradição, Sabores Castrejos e Sabor do Céu.

4 Restaurantes

Miracastro, Miradouro do Castelo, O Brandeiro e Tasquinha Castreja.

7 Entidades de Animação Turística / Artesanato

Associação Cultural, Recreativa e Desportiva Melgaço Radical; Associação Coraltours Minho; Associação Portuguesa do Cão de Castro Laboreiro; Associação Promotores Turísticos Branda da Aveleira; Escola Superior de Desporto e Lazer; EPRAMI – Escola Superior do Alto Minho Interior; e Montes de Laboreiro/Melgaço WhiteWater.