Inicio Tags Emirates

Tag: Emirates

Emirates investe em rede de autocarros tecnológica

Para proporcionar aos passageiros um transporte ainda mais confortável para quando chegam, partem ou transitam no Aeroporto Internacional do Dubai, a Emirates tomou a iniciativa de trazer uma frota de novos autocarros de alta tecnologia para as operações de passageiros em terra.

Esses novos autocarros transportarão os passageiros da Emirates entre os terminais e os seus aviões através de estacionamento remoto. Dez desses novos autocarros já estão em serviço e mais 30 serão entregues até janeiro de 2019. A frota estará completa com 128 autocarros até 2020.

A Emirates é a primeira companhia aérea do mundo a introduzir autocarros, a par do transporte aéreo, que têm igual capacidade de lugares sentados e em pé, uma melhoria significativa nos padrões que existem atualmente no transporte aeroportuário, que geralmente priorizam o espaço em pé e oferecem lugares sentados mínimos.

A nova frota de autocarros tem também acesso fácil à rampa e assentos dobráveis para tornar a viagem mais confortável para os passageiros que usem cadeiras de rodas ou que viajem com carrinhos de bebé. Existem ainda outras características personalizadas como: iluminação ambiente, uma instalação de intercomunicador para contactar o motorista, microfones para anúncios importantes e sistemas de informação de voo, que passam a informação mais recente aos passageiros. Aparecerão ainda mensagens rápidas e claras na parte de fora dos autocarros para chamar a atenção dos passageiros mais facilmente sobre para que direção irá cada um dos autocarros.

Emirates investe em rede de autocarros tecnológica

Para proporcionar aos passageiros um transporte ainda mais confortável para quando chegam, partem ou transitam no Aeroporto Internacional do Dubai, a Emirates tomou a iniciativa de trazer uma frota de novos autocarros de alta tecnologia para as operações de passageiros em terra.

Esses novos autocarros transportarão os passageiros da Emirates entre os terminais e os seus aviões através de estacionamento remoto. Dez desses novos autocarros já estão em serviço e mais 30 serão entregues até janeiro de 2019. A frota estará completa com 128 autocarros até 2020.

A Emirates é a primeira companhia aérea do mundo a introduzir autocarros, a par do transporte aéreo, que têm igual capacidade de lugares sentados e em pé, uma melhoria significativa nos padrões que existem atualmente no transporte aeroportuário, que geralmente priorizam o espaço em pé e oferecem lugares sentados mínimos.

A nova frota de autocarros tem também acesso fácil à rampa e assentos dobráveis para tornar a viagem mais confortável para os passageiros que usem cadeiras de rodas ou que viajem com carrinhos de bebé. Existem ainda outras características personalizadas como: iluminação ambiente, uma instalação de intercomunicador para contactar o motorista, microfones para anúncios importantes e sistemas de informação de voo, que passam a informação mais recente aos passageiros. Aparecerão ainda mensagens rápidas e claras na parte de fora dos autocarros para chamar a atenção dos passageiros mais facilmente sobre para que direção irá cada um dos autocarros.

Emirates recruta pela primeira vez em Braga

© Revista Embarque

Para participar, os requisitos são os mesmos: os candidatos apenas precisam de comparecer no Open Day e levar um currículo atualizado em inglês e uma fotografia recente. Não é necessário pré-registo, apenas preparação para passarem o dia inteiro no local. Os candidatos pré-selecionados serão informados dos novos horários para novas avaliações e entrevistas.

A tripulação de cabine beneficia de uma série de vantagens que compõem o pacote salarial, desde um rendimento livre de impostos, uma casa moderna gratuita no Dubai para partilhar, transporte gratuito de ida e volta para o trabalho, cuidados de saúde assegurados, além de descontos especiais em compras e atividades de lazer na cidade. A companhia aérea também oferece benefícios de viagem interessantes para a tripulação de cabine, bem como para os seus amigos e familiares, particularmente vantajosos, uma vez que a crescente rede global da Emirates oferece muitas oportunidades de viagem nos seis continentes da companhia aérea.

Embora não seja necessária nenhuma experiência anterior, há vários critérios a ser considerados, como: os candidatos terem, pelo menos, 21 anos no momento de inscrição e um alcance de braço de 212 cm quando estão em ponta dos pés. Para mais informação acerca dos requisitos para o processo de seleção, bem como salário inicial e benefícios da tripulação de cabine, podem ser encontradas aqui.

Atualmente, a Emirates voa para cerca de 160 destinos, em seis continentes, operando uma frota de 270 aviões de larga dimensão. A companhia aérea é a maior operadora global de aviões Boeing 777 e Airbus A380. A Emirates oferece aos candidatos uma excelente oportunidade de carreira, formação detalhada e uma troca de experiências culturais inigualável, tendo a oportunidade de trabalhar numa equipa completamente internacional, com colaboradores de mais de 135 nacionalidades, dos quais mais de 500 são portugueses.

Sobre a Emirates:

A companhia aérea Emirates foi fundada em 1985 com apenas duas aeronaves. Voando atualmente para mais de 160 destinos, em 86 países, em seis continentes, a Emirates opera as maiores frotas do mundo de Airbus A380 e Boeing 777, oferecendo aos passageiros o conforto dos mais recentes e eficientes aviões de larga dimensão. Inspiramos viajantes de todo o mundo com a nossa rede de destinos crescente, um sistema de entretenimento a bordo líder na indústria, cozinha de inspiração regional e serviço de classe mundial.

O Grupo Emirates liga ainda milhões de pessoas em terra todos os anos, através de outras das suas operações que incluem o Emirates Holidays, a sua subdivisão dedicada a marketing de viagens, bem como o seu operador de turismo Arabian Adventures.

A Emirates SkyCargo, a divisão de carga, apoia ligações comerciais contínuas. Empregando equipas multinacionais e multiculturais, com mais de 160 nacionalidades, a Emirates está empenhada em ligar pessoas em todo o mundo, ajudando-as a descobrir, usufruir e partilhar novas experiências. Este compromisso reflete-se no seu vasto portfólio de patrocínios culturais e de desportos internacionais.

Emirates Group Security recebe Simpósio da Segurança Global da Aviação no Dubai

Esta será a terceira edição do encontro da Segurança Global da Aviação (AVSEC Global), depois de eventos anteriores realizados na mesma cidade, em 2013 e 2015, pela Emirates Group Security.

Com o tema “Ahead of Tomorrow”, o simpósio da AVSEC Global 2017 irá focar-se nas iniciativas e tecnologias que guiarão a segurança da aviação no futuro. O simpósio está programado para reunir alguns dos mais proeminentes líderes da indústria em segurança global para discutir desafios importantes desta matéria no futuro, incluindo  Sir Tim Clark, Presidente da Emirates Airline, Khoo Boon Hui, Ex-presidente da Interpol, Sachi Wimmer, Diretora Executiva do Escritório de Segurança de Transportes do Governo Australiano e Christine Negroni, escritora e jornalista especializada em aviação. A conferência será inaugurada pelo Sheikh Ahmed bin Saeed Al Maktoum, Presidente e Chefe Executivo do Grupo e companhia aérea Emirates.

“Desde o seu início em 2013, que o Simpósio da AVSEC Global se tornou num evento significativo a nível global em segurança da aviação,” realça Abdullah Al Hashimi, Vice-presidente Sénior da Divisão de Segurança do Grupo da Emirates. “Enquanto plataforma, o simpósio AVSEC Global permite que importantes decisores das companhias aéreas, governos, operadores de aeroportos, reguladores e indústria de carga se juntem para partilhar ideias e as melhores práticas que resultem em melhorias mensuráveis na segurança global da aviação,” acrescenta.

O simpósio da AVSEC Global 2017 sustenta-se no sucesso do evento de 2015, que reuniu mais de 600 profissionais do setor e mais de 20 patrocinadores e expositores. Além de uma exposição, o evento atribuirá ainda os Prémios Internacionais de Excelência na Segurança da Aviação, que reconhecem o desempenho e excecionais conquistas no setor de segurança global da aviação. Para as nomeações são indicados tanto indivíduos como organizações e os premiados serão escolhidos por um grupo eminente de especialistas da indústria de segurança da aviação.

 

Emirates destaca o papel das mulheres na aviação com um desafio de simulador

Reconhecendo a importância da contribuição das mulheres para o crescimento e desenvolvimento da aviação, a Emirates recebeu recentemente Shaesta Waiz para um desafio de simulador num Boeing 777, na sua base do Dubai.

Waiz é a fundadora e piloto da Dreams Soar, Inc. (DSI), uma organização sem fins lucrativos cuja missão é inspirar e capacitar mulheres jovens para se tornarem a próxima geração de profissionais nas áreas CTEM (Ciência, Tecnologia, Engenharia e Matemática) e aviação, através de uma missão com impacto global. Esta inclui um projeto de voo a solo, onde Waiz pilota um Beechcraft Bonanza A36 numa volta ao mundo. Waiz parou no Dubai, uma das 34 paragens na sua viagem pelos cinco continentes e 18 países, que totalizará cerca de 47 mil quilómetros.

Shaesta foi recebida no Emirates Aviation College por Bakhita Al Muheiri, Comandante do Boeing 777 da Emirates, para avaliar as suas habilidades aéreas num simulador Boeing 777 da companhia aérea. Aos 24 anos, Bakhita é uma das pilotos mais jovens da Emirates. Ganhou as suas asas em 2016 e acumulou mais de 1100 horas de voo, após completar o Programa Nacional de Pilotos Cadetes da companhia aérea. Depois de um pequeno briefing, Shaesta e Bakhita iniciaram o seu desafio de simulador no cockpit do Boeing 777, descolando, aterrando e pilotando cada viagem programada. Aqui pode ver as pilotos comandar o simulador Boeing 777 e a partilha das suas experiências.

Adel Al Redha, Vice-presidente Executivo e Chefe de Operações da companhia aérea Emirates, referiu: “Através do nosso Programa Nacional de Pilotos Cadetes, queremos melhorar a próxima geração de pilotos do sexo feminino, criando um ambiente que as preserve, estimule e valorize para que possam progredir e assumir um papel mais significativo na nossa indústria. Também acreditamos que uma das formas de responder às suas necessidades é aproveitando o talento feminino, incentivando-as a construir a sua carreira profissional na aviação, um dos campos mais gratificantes.”

Bakhita Al Muheiri também comentou a experiência de Shaesta com o simulador: “Sinto-me realmente inspirado pela história da Shaesta. Enquanto primeira piloto civil do Afeganistão, ela demonstrou que o mundo está repleto de oportunidades e, quando apresentamos as mulheres a um amplo conjunto de carreiras nas áreas de CTEM e aviação, aumentamos o seu interesse em entrar em setores de evolução acelerada, com uma grande quantidade de oportunidades.”

Comentando o seu desafio no simulador Boeing 777 de duplo motor, Shaesta disse: “Um avião não sabe se é uma rapariga ou um rapaz, qual a sua religião ou história e reage apenas com base na indicação do piloto. A minha esperança, pelo tempo que estive no simulador Boeing 777 com a Bakhita a aprender com a sua história e pelo facto da Emirates ajudar a abrir caminho para muitas jovens, é que haja mais mulheres a dedicar o seu tempo e energia a inspirar a próxima geração. Vamos trabalhar em conjunto e utilizar os nossos recursos para criar futuros mais brilhantes.”

A tripulação feminina de cockpit da Emirates provém de 24 nacionalidades e tem entre 20 e 59 anos. A Emirates também tem a primeira mulher árabe piloto a comandar um A380, bem como a mais nova piloto a operar num A380. Além disso, a Emirates emprega mulheres, profissionais altamente qualificadas que trabalham como engenheiras aeronáuticas, mecânicas e técnicas de manutenção e reparação de aviões. Também desempenham cargos importantes nas operações de voo da companhia aérea.

emi2

Mais tarde, a Autoridade Geral de Aviação Civil dos Emirados Árabes Unidos recebeu Shaesta na Kidzania, no Dubai Mall, para falar com jovens e mulheres acerca das suas experiências e do projeto Dreams Soar. Bakhita Al Muhairi e as cadetes femininas, Khalid Ali Al Mansoori e Maryam Yousuf Bin Ismail também falaram sobre as suas viagens de aviação, de modo a tentar inspirar as jovens presentes.

A Emirates liga  pessoas e lugares e impulsiona o comércio e turismo. Com uma frota de 258 aviões eficientes em termos de combustível, a companhia aérea multipremiada voa para mais de 150 destinos, em seis continentes. A Emirates é a maior operadora da indústria de Boeing 777, com mais de 160 na sua frota. A companhia aérea é também a maior operadora mundial de A380 com 95 aviões. Na sua carteira de encomendas estão 216 aviões, no valor de 108 mil milhões de dólares americanos.

Dreams Soar, Inc. é uma organização sem fins lucrativos 501(c)(3) fundada  por Shaesta Waiz, com duas licenciaturas pela Embry-Riddle Aeronautical University, cuja missão é inspirar a próxima geração de profissionais de CTEM e aviação, a nível mundial. O voo solo pelo mundo corresponde à primeira fase da aposta mundial da Dreams Soar, em capacitar a geração seguinte para completar licenciaturas e conquistar carreiras, especificamente jovens mulheres e minorias, em Ciência, Tecnologia, Engenharia e Matemática (CTEM) e aviação. Com o apoio da sua equipa Dream, de estudantes e jovens profissionais, Waiz pretende ser a primeira piloto feminina do Afeganistão a voar em todo o mundo e a mais nova a fazê-lo num avião de motor único. A 13 de maio de 2017, Shaesta estreou-se no Aeroporto Internacional de Daytona Beach, onde o voo pelo mundo pretende aumentar o número de doações para a concessão de bolsas de estudo a jovens mulheres e homens em todo o mundo, que procuram formar-se em CTEM e em educação aeronáutica. Para mais informação sobre a Dreams Soar, visite dreamssoar.org.

 

Avião da Emirates incendeia-se durante aterragem do aeroporto do Dubai

Um avião da companhia aérea Emirates sofreu esta manhã um acidente, no aeroporto internacional do Dubai. A aeronave despenhou-se enquanto fazia uma aterragem de emergência, e não terá conseguido ativar o trem de aterragem. O avião acabou por explodir, já parado na pista.

A companhia já emitiu um comunicado no Facebook a confirmar o acidente. Seguiam 282 passageiros e 18 membros da tripulação a bordo da aeronave, e a Emirates já confirmou que não existe nenhuma vítima a registar:

“A Emirates pode confirmar que hoje, 3 de agosto de 2016, o voo EK521, vindo do aeroporto internacional de Trivandrum, em Thiruvananthapuram, Índia, para o Dubai, este envolvido num acidente no aeroporto internacional do Dubai”, escreveu a Emirates num comunicado na sua página de Facebook.

A companhia aérea adiantou ainda que “a principal prioridade neste momento é a segurança e o bem-estar de todos os envolvidos”. A companhia aérea já abriu uma linha de apoio aos clientes e às famílias, disponível nos Emirados Árabes Unidos, no Reino Unido e nos Estados Unidos da América.

O avião vinha de Thiruvananthapuram, na Índia, e preparava-se para aterrar no Dubai. De acordo com a Gulf News, o voo EK521 teve de fazer uma aterragem de emergência. Todos os passageiros foram retirados em segurança do Boeing 777-300, que já estava em atividade desde 2003.

Os ocupantes do avião eram maioritariamente indianos (226 dos 300). No voo seguiam ainda 24 britânicos, 11 naturais dos Emirados Árabes Unidos, seis dos EUA, cinco turcos, e quatro irlandeses.

Vários vídeos divulgados nas redes sociais mostram os momentos do acidente. Vê-se a aeronave a aterrar, explodir, e a deitar fumo:

Alguns vídeos mostram os momentos após o acidente, em que se começou a ver muito fumo a sair da aeronave.

De acordo com informações da Emirates, o avião partiu às 10h19 da Índia, e aterrou às 12h50 no Dubai (horas locais).

Todos os voos estão neste momento suspensos no aeroporto do Dubai, e a companhia aérea explica que está a haver “cooperação total” entre a Emirates e “as autoridades e serviços de emergência que estão a gerir a situação”.

A companhia aérea é a maior do Médio Oriente, e voa para 153 destinos em todo o mundo.

EMPRESAS