Inicio Tags Fisioterapia

Tag: fisioterapia

ESTAR NA FRENTE A PENSAR DIFERENTE

Quando se fala em fisioterapia é recorrente fazer-se uma associação redutora de tudo o que ela pode oferecer. Há mitos por desvendar sobre todo o potencial desta ciência e de como ela pode ser ampla.

Para perceber esta ciência, é preciso saber que disciplinas fazem parte do seu objeto de estudo. São elas: anatomia, citologia, fisiologia, embriologia, histologia, biofísica, biomecânica, bioquímica, cinesiologia, farmacologia, neurociências, genética, imunologia, além da antropologia, ética, filosofia, sociologia, deontologia, entre outras…

Miguel Arez, veio contrariar a perceção de fisioterapia com tratamentos alternativos alheios ao que a maioria da população conhece. Tratamentos diretamente ligados a uma significativa melhoria contínua da vida dos seus pacientes. O saber advém da experiência na área e da incansável pesquisa de métodos e equipamentos que permitam uma evolução da fisioterapia.

Quem é Miguel Arez?

Na Escola Superior de Alcoitão, em 1986, formou-se em Fisioterapia. Foi convidado e aceitou para trabalhar no Sport Lisboa e Benfica onde esteve 15 anos. Garante que foi no clube que ganhou experiência para se tornar um fisioterapeuta de calibre. Mais tarde, surge outro convite, desta vez para trabalhar com o Grupo Desportivo da Assembleia da República.

Em Setembro de 2001, é convidado para trabalhar no Hospital Particular do Algarve.

Mais tarde, da necessidade de criar uma equipa de trabalho, edifica a Clínica Fisio Miguel Arez.

O objetivo foi criar uma clínica com uma dinâmica de trabalho diferente, apostando na alta tecnologia para a saúde.

“Tenho bons contactos no estrangeiro e quando há uma novidade vou avaliá-la e se considerar que é boa implanto-a cá na clínica”.

A revolução aconteceu quando foi convidado para ter formação em Espanha. De Espanha trouxe consigo mais experiência e com ela a visão de conceber uma clínica com recursos extraordinários no que concerne a equipamentos de alta tecnologia, que permitem por exemplo a regeneração de cartilagem, e o tratamento de tendinites crónicas.

PROJETO PIONEIRO EM PORTUGAL

A Clínica Fisio Miguel Arez é especializada em lesões graves, ruturas completas, lesões meniscais e pubalgias. Trata também uma série de patologias: distensões musculares, ruturas musculares, tendinites, lombalgias, cervicalgias, hérnias discais e conta com uma rede de conceituados médicos especializados em Ortopedia e Medicina Desportiva, para dar uma resposta ampla a qualquer paciente que sofra qualquer tipo de lesão ou patologia.

Porém, existe um tratamento inovador e impulsionado de forma exclusiva pela clínica: o Biomagnetismo.

O conceito é praticamente desconhecido em Portugal. Não se tratando de um tratamento dito milagroso, já apresenta resultados fascinantes para muitas das patologias cujo tratamento prescrito, via medicina convencional, pode muitas vezes retrair a qualidade de vida de milhares de pessoas. Falamos de fibromialgia, diabetes, alergias, entre muitas outras.

Indolor, simples e preventivo. Consiste na aplicação de ímanes em pontos específicos do corpo de forma a combater bactérias, fungos, vírus, parasitas… que originam diversas doenças.

“Entre o trabalho em Espanha e Portugal, 1000 pessoas já foram tratadas com sucesso. As sessões são acessíveis e extensíveis a qualquer pessoa”, garante.

Para Miguel Arez, o desconhecimento ou a desconfiança são os grandes obstáculos à adesão do tratamento. “Pode usar-se o tratamento de forma preventiva uma vez que no nosso organismo residem parasitas, evitando assim, possivelmente, doenças para as quais poderemos ter uma predisposição”.

José Cruz e Fátima Antunes, ambos familiares de Miguel Arez e profissionais na área da saúde, foram os primeiros a introduzir o conceito em Portugal.

Miguel Arez e Lília Silva, o seu “braço direito” na clínica, confiam que a continuação de um trabalho ético, vanguardista cujos resultados falam por si, farão do biomagnetismo um tratamento reconhecido.

“A percentagem de pessoas que conhece este tratamento ainda é muito reduzido, porém quem experimenta sente melhorias céleres”, afirma o nosso entrevistado. A clínica, além das soluções inovadoras e tecnológicas, prima, também, pela cortesia de tratar cada paciente como único. Com uma equipa altamente especializada, focada e motivada.

 

“Agradeço o profissionalismo e a dedicação de toda a minha equipa”

 

A tecnologia como instrumento fundamental de trabalho

Eduardo Luís

O FisioZero é um software que promove uma maior organização da informação em clínicas de fisioterapia e osteopatia. Em que consiste exatamente este programa? Quais são as suas mais-valias no dia-a-dia de consultórios dedicados a estas duas especialidades?
O FisioZero consiste numa ferramenta de trabalho fundamental para quem deseja ter o seu gabinete/clínica mais organizado e funcional. Num único software, estão disponíveis para consultas e registos: calendário de marcações, anamneses, avaliações aos pacientes, envio de ficheiros de apoio às consultas (raios-x, fotos, relatórios médicos…), gestão de pagamentos, envio automatizado de mensagens de texto, entre outras ferramentas úteis e indispensáveis. O software possui ainda campos personalizáveis para ajustar o mesmo às necessidades do utilizador.

Aquando da conceção deste software, por que motivo optaram pela fisioterapia e osteopatia especificamente? Existia ainda uma lacuna nestas áreas? No futuro poderemos ver este programa adequado a outras especialidades?
O Fisiozero, tal como o nome indica, nasceu em virtude da ausência de software na área dos registos exclusivos para Fisioterapia – corria o ano de 2012. O recurso habitual era o registo escrito em papel ou folhas de Excel, que estão longe de trazer a dinâmica e as ferramentas que o Fisiozero oferece. Este ano foi ainda introduzido o módulo de Osteopatia e prevemos que em 2016 seja inserido um outro módulo, a psicologia, numa tentativa de ir alargando o software a outras especialidades.

O Multi Terapeuta é uma outra ferramenta que permite a partilha de conhecimentos e opiniões entre profissionais. De que modo esta solução permite uma maior qualidade no tratamento de doentes?
Esta é sem dúvida uma funcionalidade bastante importante para que o paciente seja bem acompanhado. Existem clínicas com vários terapeutas e nem sempre é possível o paciente ser seguido pelo mesmo terapeuta. Neste contexto, é necessário que todos os terapeutas possam aceder ao histórico do paciente de forma a que este seja avaliado de forma consistente e contínua. Outra vantagem desta ferramenta é a possibilidade de partilha da agenda de marcações.

O software proporciona uma melhor gestão em ambiente de consultório e maior qualidade médica, mas contém ainda uma componente direcionada para os pacientes. O envio de SMS aquando da aproximação da data de consulta é um exemplo desta questão. Assim, de que forma os pacientes saem beneficiados com o FisioZero?
O envio automatizado de mensagens de texto traz grandes vantagens a todos os seus intervenientes e é já uma prática comum em centros hospitalares privados e públicos. A clínica beneficia com uma menor taxa de absentismo dos seus pacientes e há, consequentemente, um melhor fluxo das marcações. Outra vantagem é a questão de proximidade e cumplicidade que se gera entre todos os intervenientes, principalmente através das mensagens de aniversário.

A nível tecnológico, este software tem ainda mais-valias que beneficiam os seus utilizadores, nomeadamente a facilidade de utilização e a não obrigatoriedade de atualizações. O que podem dizer-nos sobre este programa num contexto mais técnico?
O Fisiozero, desde o primeiro dia que nasceu, foi desenvolvido com dois objetivos centrais: ser simples – necessitando de poucos minutos para ficar a conhecer globalmente o software; e ter uma linguagem de acesso universal e comum a todos os dispositivos eletrónicos – através de linguagem web. Este tipo de linguagem permite-nos criar novas funcionalidades que ficam disponíveis imediatamente para os nossos clientes, sem qualquer necessidade da sua intervenção. Outra vantagem é libertar por completo o cliente das cópias de segurança de ficheiros informáticos que possam ter de executar – no caso de usarem qualquer outra base de dados de pacientes ou registos –  essa passa a ser uma responsabilidade do Fisiozero.

Fazendo um balanço do que tem sido a atuação do FisioZero nos consultórios médicos, o que mudou desde a sua entrada no mercado? O que poderá ainda mudar no futuro?
O feedback obtido dos nossos clientes é muito positivo e motivador. Referem que adquiriram uma maior dinâmica interna nas suas clínicas, maior rapidez e facilidade na gestão das marcações, acesso imediato a todo o histórico do paciente, uma gestão simples e facilitada de pagamentos e a possibilidade de consulta de estatísticas. Referem ainda uma maior rentabilidade proporcionada com o envio automatizado de mensagens de texto e com a rápida consulta das fichas dos pacientes.

O que podem os vossos clientes contar com o Fisiozero hoje e no futuro?
As nossas principais premissas são o respeito pelos dados dos clientes e, por isso, temos de os manter salvaguardados através do uso de tecnologia de ponta. Uma outra premissa é a inovação contínua através da implementação de novas funcionalidades que proporcionem uma maior rentabilidade.

EMPRESAS