“O nosso objetivo é que a Marca continue a ser uma referência nacional”

No passado dia 4 e 5 de junho, rumámos até ao Altice Fórum Braga, onde se realizou a XII Convenção Aqui é Fresco – evento que nos deu a oportunidade de conversar com Joana Queiroz, Diretora Comercial da marca Conservas General. Em entrevista, a própria, abordou a importância que esta ocasião tem, principalmente na proximidade com todos os que, diariamente, usufruem destes produtos de referência nacional.

340

A General é uma marca portuguesa especializada na produção de conservas de peixe. É conhecida por oferecer uma variedade de produtos enlatados de alta qualidade, incluindo sardinhas, atum, cavala, anchovas, entre outros.

Importa referir que esta é uma marca distribuída pela Dom Manuel, que integra o mais antigo grupo mundial da indústria das conservas de peixe. Em atividade há mais de 50 anos, a Dom Manuel mantém a filosofia inovadora e uma imagem de marca ancorada na versátil gama General.

Estas Conservas têm uma longa tradição na indústria em Portugal. A General é reconhecida pela sua dedicação à seleção cuidadosa de matéria-prima fresca e de alta qualidade, bem como por seguir processos de produção rigorosos para garantir a preservação do sabor e da textura dos produtos.

Assim, os produtos da Conservas General são preparados de acordo com receitas tradicionais, utilizando métodos de produção artesanais e ingredientes naturais. Valorizamos, desde o primeiro dia, a autenticidade e o sabor dos alimentos e procura oferecer aos consumidores uma experiência gastronómica excecional.

Prova disso mesmo, são as diversas certificações independentes que esta marca possui, que asseguram que as suas conservas de peixe estão em conformidade com padrões internacionais exigidos pelos consumidores nos mais diversos mercados dos cinco continentes – um dos grandes objetivos da marca é fornecer aos consumidores produtos de alta qualidade, que representam a tradição culinária portuguesa e são apreciados tanto no mercado interno, quanto no externo.

Hoje, esta é uma marca universal que aspira à globalidade. As suas mais de 30 referências podem ser adquiridas em diversos países, em especial os de destino da emigração portuguesa, onde conquistam apreciadores todos os dias, inclusive entre a comunidade local.

Não nos podemos esquecer que, para os Chefs, em todo o mundo, Portugal surge com frequência, não apenas como destino de referência, mas também como fonte de inspiração culinária. E esta tendência transporta-se, facilmente, numa das latas General.

Sendo esta uma marca de referência nacional e, por isso, conhecida por todos nós, portugueses, a XII Convenção Aqui é Fresco foi, entre os dias 4 e 5 de junho, um meio para comunicar com os que todos os dias colocam estas Conservas nas suas mesas.

“Esta é uma Convenção muito importante para nós. A General é uma marca muito regional, muito antiga e muito conhecida em Portugal. Não só dos grandes centros urbanos, mas também do interior do país. Por esse motivo, é essencial estarmos em contacto com aqueles que são, no fundo, os clientes finais”, afirma Joana Queiroz, Diretora Comercial da Conservas General.

Nesta XII Convenção falou-se ainda de desperdício – da importância de todos, em uníssono, lutarem contra esse mal que afeta o planeta. Quando questionada sobre o tema, Joana Queiroz garantiu que “aqui, nas conservas, não temos muito desperdício uma vez que estamos a falar de produtos com uma duração de vida longa. O que nós temos, é um grande compromisso a nível industrial. A fábrica que produz estas conversas, da Ramirez, é muito verde, construída de raiz já a pensar na eficiência energética. Inclusivamente, usamos biomassa,  asseguramos já uma produção própria de energia elétrica de 40%, em 2024 será de 60% e toda a energia utilizada é 100% verde”.

A marca tem, por isso, uma grande preocupação com a sustentabilidade ambiental – além de garantir a pesca sustentável e a preservação dos recursos marítimos, adota práticas responsáveis de produção.

O caminho até ao momento é o reflexo do compromisso da Conservas General. Já houve muito a ser feito, mas há muito mais a fazer no futuro. Para Joana Queiroz, “o nosso objetivo é que a marca continue a ser uma referência nacional. Uma referência naquilo que nós podemos oferecer de diversidade e de continuidade. Eu acredito que temos a segurança alimentar e a qualidade para nos mantermos no mercado, com sucesso, por muitos mais anos”.