Portugal é um dos países de eleição dos ingleses e franceses para comprar casa

Um recente estudo do Grupo iad revela que ingleses e franceses ambicionam comprar casa no estrangeiro nos próximos anos e colocam Portugal no seu top de preferências. Mediante a análise deste estudo e dos valores das transações registadas pela imobiliária, o Grupo iad criou uma plataforma de investimento imobiliário a nível internacional, com profissionais especializados e adaptados ao idioma do cliente.

Data:

Tendo por base estudos realizados pelo Grupo iad, foi possível averiguar que Portugal é um dos países de eleição dos ingleses e franceses para compra de casa. Dos quatro mil inquiridos (2000 franceses e 2000 ingleses), 25% dos franceses e 28% dos ingleses afirmaram pretender comprar casa no estrangeiro nos próximos anos e colocaram Portugal no seu top 5. A maioria dos inquiridos está disposta a investir ente 200 mil a 400 mil euros pela casa certa.

“Há muitos anos que Portugal atrai cada vez mais estrangeiros, uma vez que o nosso país tem características especiais, como o clima ameno, a segurança, a afabilidade dos portugueses e, claro o custo de vida mais baixo. Por outro lado, outro fator que ajuda e muito são os benefícios fiscais que o país oferece aos estrangeiros que se mudam para cá”, refere Alfredo Valente, CEO da iad Portugal.

A partir destes dados, o Grupo iad sentiu a necessidade de criar uma plataforma online que desse resposta a uma necessidade do mercado e oferecesse um serviço de investimento imobiliário a nível mundial, com consultores imobiliários especialistas no setor e que prestam um serviço personalizado, falando na mesma língua do investidor. O iad Overseas agrega mais de 90.000 imóveis provenientes das filiais do Grupo iad e tem a premissa de estar mais próxima do comprador estrangeiro, prestando um serviço com maior qualidade e mais personalizado, prestado por um consultor com qualificação iad Overseas.

“Investir no estrangeiro requer o apoio das pessoas certas, que compreendam as especificidades do mercado local, verifiquem a qualidade do imóvel adquirido ou o tipo de contrato de arrendamento, calculem a rentabilidade do investimento e disponham de uma rede de consultores e promotores imobiliários fiáveis e, se possível, que falem francês e inglês”, refere Laurent Molin, Diretor de Marketing do Grupo iad.

O Grupo iad, a rede imobiliária de consultores independentes nº 1 de França e a principal rede de consultores imobiliários da Europa, proporciona agora, através da nova plataforma iad Overseas, uma experiência de compra de imóveis internacional personalizada mantendo os seus padrões de qualidade.

Dados iad Portugal | Compradores estrangeiros

A iad Portugal registou, no primeiro trimestre de 2023, que 28% das suas transações tiveram um comprador estrangeiro, igualando o valor da totalidade do ano de 2022. Constataram também que os estrangeiros que mais compram casa em Portugal são os franceses (6%), brasileiros (3%) e neerlandeses (3%), revelando ainda que no top 5 de nacionalidades estão os alemães e os ingleses. Durante o mesmo período, foram registadas transações de compradores de 25 nacionalidades diferentes.

“A importância dos compradores internacionais para a dinamização do mercado português é inequívoca. Na iad continuaremos a procurar as melhores oportunidades para os nossos clientes proprietários trabalhando ativa e estrategicamente a componente internacional da difusão dos nossos imóveis”, afirma Alfredo Valente, CEO da iad Portugal. A apetência por zonas tradicionalmente procuradas pelos investidores estrangeiros mantém-se, mas Alfredo realça que “há um crescente interesse por zonas mais rurais, o que abre novas oportunidades de negócio”.

Partilhar

Revista Digital

Revista Pontos de Vista Edição 131

Popular

Mais Artigos deste tipo

O Xiaomi Pad 6S Pro 12.4 chega às lojas portuguesas

Um ecrã emblemático para uma produtividade aprimorada O Xiaomi Pad...

CARRIS e SIBS disponibilizam pagamento com MB WAY

A partir de hoje, viajar na CARRIS é ainda...

Workshop “Plano Nacional de Prospeção no âmbito do CRM Act”

No âmbito da recente aprovação, pela Comissão Europeia, do...