O papel do IT na Contabilidade

As Tecnologias de Informação, também conhecidas por TI, desempenham um papel fundamental na sociedade atual, abrangendo diversas áreas. Neste sentido, a contabilidade não é exceção, pois as TI transformaram a maneira como os contabilistas lidam com suas responsabilidades diárias.

111

Artigo de Ana Caetano, Senior Accountant da Finpartner e Inês Maurício, Supervisora da Finpartner

As Tecnologias de Informação são o conjunto de recursos e ferramentas utilizadas com o intuito de armazenar, transmitir e processar informações. As TI são fundamentais para a organização e partilha de dados nas mais variadas áreas, podendo a sua utilização ser encontrada nas maiores organizações, mas também em pequenas tarefas do dia-a-dia do comum cidadão.

Na área específica da contabilidade, as TI desempenham um papel muito importante, pois proporcionam melhorias significativas em eficiência, precisão e capacidade de análise de dados.

Alguns exemplos práticos destas melhorias incluem softwares de contabilidade (ERP’s), ferramentas para análise e elaboração de relatórios financeiros, robôs para automação de processos, softwares de reconhecimento ótico de caracteres (OCR) para recolha e captura de dados, entre outros.

Estas ferramentas possuem um caráter de extrema importância, pois possibilitam automatizar muitas das tarefas rotineiras, permitindo que os contabilistas dediquem mais tempo a atividades de maior valor, como à análise da informação e ao aconselhamento ao cliente.

Como em qualquer avanço tecnológico, o uso de TI na contabilidade apresenta vantagens e desvantagens. Entre as vantagens estão o aumento da produtividade, da eficiência e da redução de erros, mas também a análise de dados mais rápida e a possibilidade de personalização de relatórios consoante as necessidades do cliente.

Por outro lado, existem também desvantagens que incluem os elevados custos de implementação e manutenção das ferramentas tecnológicas, os desafios na integração entre diferentes softwares, a dependência tecnológica e uma das maiores desvantagens da utilização das TI, a elevada exposição a todos os riscos cibernéticos.

Tal como já foi referido, as TI revolucionaram a contabilidade, substituindo processos manuais por soluções automatizadas. Os documentos em papel são atualmente substituídos por formatos digitais, os lançamentos contabilísticos são realizados por robôs tendo por base regras previamente definidas, e por fim os reportes periódicos que são necessários para os clientes, podem ser elaborados em poucos minutos.

Como é obvio, para que todas estas mudanças ocorram, é importante garantir que todos os robôs e softwares sejam capazes de se ligar entre si. É fundamental que exista uma integração eficaz das diferentes TI na contabilidade das empresas. Algumas boas práticas incluem a avaliação das necessidades, a definição de objetivos, a integração dos sistemas, a manutenção contínua, a possibilidade de recolha de métricas de utilização e a atualização e melhoria continua com base no feedback dos utilizadores.

Ao referir todas as mudanças tecnológicas, é importante salientar que foi através da transformação tecnológica que foi permitido aos contabilistas terem mais tempo para se concentrarem na análise dos dados, na elaboração de relatórios e o mais importante, no aconselhamento ao cliente, pois, além de conseguirem estar mais disponíveis, possuem agora a capacidade para oferecer soluções cada vez mais personalizadas.

É igualmente importante referir, que estas ferramentas permitiram uma maior diminuição dos erros, contribuindo assim para uma maior confiança por parte do cliente. Os contabilistas tornaram-se num parceiro sempre disponível para ajudar o negócio do seu cliente a crescer.

É evidente que a evolução tecnológica não estagnou e já é visível quais serão as futuras tendências nas TI. Na área da contabilidade, a evolução tecnológica será constante, mas é importante destacar a inteligência artificial. Os contabilistas devem preparar-se para o tema da segurança cibernética, para atualização constante das ferramentas utilizadas, deverão apostar na formação contínua e claro, ter capacidade de inovar, só assim será possível acompanhar as mudanças tecnológicas neste sector.

A integração da IA na contabilidade vai além da simples automatização de tarefas rotineiras. Estamos a aproximar-nos de uma era em que algoritmos inteligentes podem analisar dados complexos, identificar padrões, e oferecer insights estratégicos. Os contabilistas devem estar preparados não apenas para utilizar ferramentas baseadas em IA, mas também compreender e interpretar os resultados gerados por essas mesmas tecnologias.

Com o avanço tecnológico, a segurança cibernética torna-se uma prioridade crítica. As empresas precisam adotar medidas rigorosas para proteger dados sensíveis de clientes e informações financeiras. Investir em protocolos de segurança robustos, criptografia avançada e educação contínua sobre ameaças cibernéticas é essencial para mitigar potenciais riscos.

A inovação é o combustível que impulsiona o sucesso na era digital. Os contabilistas devem cultivar a capacidade de inovar, seja na personalização de soluções para clientes específicos, na implementação de novas tecnologias ou na criação de métodos mais eficientes de análise de dados. A criatividade torna-se um ativo valioso na construção de uma prática contabilística diferenciada.

Enquanto a tecnologia avança, é essencial lembrar que a expertise humana continua insubstituível. A colaboração harmoniosa entre a inteligência artificial e o conhecimento contabilístico é o caminho a percorrer.

Em forma de conclusão, é importante salientar que as TI revolucionaram a contabilidade, proporcionando inúmeros benefícios. O papel dos contabilistas evoluiu graças a este progresso tecnológico, garantindo assim uma prestação de serviços mais eficiente, precisa e centrada no cliente. O futuro da contabilidade está intrinsecamente ligado ao avanço contínuo das TI, exigindo dos profissionais uma constante adaptação e aprimoramento.

À medida que refletimos sobre as TI e contabilidade, torna-se evidente que essa fusão revolucionou não apenas as práticas na área da contabilidade, mas também o papel fundamental desempenhado pelos contabilistas na sociedade moderna.

Automação e o Impacto na Contabilidade

A automação de tarefas rotineiras trouxe benefícios significativos para os contabilistas, permitindo-lhes dedicar mais tempo a análises mais aprofundadas, à elaboração de relatórios estratégicos e, principalmente, ao aconselhamento personalizado aos clientes.

A eficiência e a precisão tornaram-se características distintivas da contabilidade moderna, impulsionadas pela automação e pela capacidade das Tecnologias de Informação (TI) de processar dados de forma rápida e confiável. No entanto, é a centralidade no cliente que se destaca como um diferencial crucial. A personalização das soluções contabilísticas, agora possível graças às TI, fortaleceu a relação entre contabilistas e clientes.

A inteligência artificial, a segurança cibernética e outras inovações moldarão o cenário contabilístico

À medida que projetamos o futuro, é evidente que as TI continuarão a evoluir. A inteligência artificial, a segurança cibernética e outras inovações moldarão o cenário contabilístico. No entanto, mais do que uma revolução, será um caminho contínuo de adaptação e aprimoramento. Os profissionais serão desafiados a permanecer na vanguarda, abraçando mudanças, investindo em conhecimento e cultivando a capacidade de inovar.

Em forma de conclusão, é importante salientar que as TI revolucionaram a contabilidade, proporcionando inúmeros benefícios, contudo foram muitos os desafios vividos ao longo desta evolução. O papel dos contabilistas evoluiu graças a este progresso tecnológico, garantindo assim uma prestação de serviços mais eficiente, precisa e centrada no cliente. O futuro da contabilidade está intrinsecamente ligado ao avanço contínuo das TI, exigindo dos profissionais uma constante adaptação e aprimoramento.

Missão, Valores e Valores  «made in» Finpartner

A missão da Finpartner baseia-se em três perguntas fundamentais que traduzem as orientações globais para o futuro da sociedade, fundamentando assim a razão de ser e aquilo que a Finpartner pretende alcançar.

A Finpartner é uma empresa de contabilidade que prima pela prestação de serviços personalizados a cada um dos seus clientes nas diferentes áreas em que atuamos (contabilidade, processamento salarial, assessoria, fiscalidade e consultoria).

A Finpartner distingue-se, das restantes empresas de contabilidade, pelo conceito diferenciado de proximidade ao cliente aliado à utilização das novas tecnologias e a uma equipa jovem e comprometida. Acredita assim que pode fazer a diferença num setor que atualmente se encontra estagnado.

Almeja ser uma referência a nível nacional e internacional voltando a sua atuação não só para as empresas, mas também para as pessoas singulares, assegurando sempre uma prestação de serviço de excelência e respondendo a todos os desafios que a conjuntura económica e fiscal lhe exige.

Os seus valores ajudam a trabalhar de forma a ser mais eficientes e pró-ativos, pautando os seus serviços pelo rigor, integridade e eficiência, adotando uma postura ativa na relação com o cliente e tornando o serviço mais próximo e colaborativo através da utilização e desenvolvimento das ferramentas tecnológicas disponíveis.