“A essência da Mulher é criar e multiplicar”

A Revista Pontos de Vista conversou com a Clementina Nazário que, por um lado é CEO da DekPool, empresa especialista na construção, reabilitação e montagem de todo o tipo de piscinas e, por outro, é Fundadora do projeto Lilith, uma marca de lingerie que combina o empreendedorismo com a expressão feminina na moda íntima. Conheça os seus dois lados, de que forma os mesmos se complementam e se traduzem na Mulher e Profissional que é.

199

Para começar, enquanto CEO da DekPool, empresa especialista na construção, reabilitação e montagem de todo o tipo de piscinas, gostaríamos de conhecer as mais recentes novidades da empresa. Sabemos que a marca se expandiu para o mercado espanhol e que conta, hoje, com novas parcerias. O que nos pode contar sobre estas questões?
Este ano contamos com o lançamento de alguns artigos inovadores e ecológicos. Apesar de sempre ter sido uma preocupação nossa, cada vez mais apostamos nos artigos eco. Este ano lançamos tambem uma panóplia de produtos diversificados, virados essencialmente para um nicho de clientela de gama Alta.

Considerando a expansão da DekPool para o mercado espanhol, qual tem vindo a ser a abordagem da empresa no sentido de se adaptar às necessidades e preferências dos clientes espanhóis?
Nós temos parcerias com o mercado espanhol, não estamos a trabalhar ainda esse mercado.

Falemos, agora, do mais recente projeto que fundou: a Lilith, uma marca de lingerie. Este projeto é um admirável exemplo de como a Clementina Nazário combina empreendedorismo com a expressão feminina na moda íntima. Poderia partilhar um pouco sobre o que a inspirou a criar a Lilith?
Esta marca surge de uma parceria com uma fábrica brasileira, um desafio que me foi lançado, e, como tudo na minha vida, juntei uma paixão pessoal ao lado económico. Porque não? Eu sou uma mulher de paixões, o que gera muitas vezes controvérsias.

Neste mês dedicado às Mulheres, é importante reconhecer o impacto das Mulheres Empreendedoras. Sendo uma delas, qual é a sua visão no que concerne à importância desta efeméride?
A essência da mulher é criar e multiplicar. durante muito tempo fomos vistas como algo “útil”, mas a nossa essência sempre esteve presente. Mulheres empreendedoras, no fundo sempre fomos. A evolução da mente coletiva e a coragem das mulheres da minha geração apenas nos permitiu fazer aquilo que as nossas ancestrais não conseguiram.

No seio da Lilith, sendo esta uma marca mais feminina, como se posiciona em relação aos movimentos de empoderamento feminino e autoaceitação?
Durante algum tempo fui bailarina. Na altura,  fui muito criticada “Porque uma bailarina não podia trabalhar nas obras”. Eu sempre tive o meu feminino/masculino muito equilibrado, ou seja, o meu empoderamento feminino já se deu há algum tempo e a minha feminilidade sempre esteve presente. Eu uso botas de biqueira de aço no exterior quando necessário, mas tambem gosto muito do conforto de uma boa lingerie, mais uma vez para algo impensável. Mas as mulheres podem executar qualquer tarefa e vestir algo menos apelativo à vista de todos… Mas o requinte começa por “dentro”. Muitos podem estar a imaginar uma mulher de biqueira de Aço em lingerie sexy…

Há alguma campanha ou mensagem que gostaria de promover no âmbito do Dia Internacional da Mulher?
A nossa beleza começa no nosso interior, na nossa mente, não no nosso corpo. Nunca nos devemos esquecer que a mulher cria e multiplica… vejam-se mais vezes ao espelho e aceitem-se como são. Mas, e acima de tudo, amem-se

Com os olhos postos no futuro, quais são as suas expetativas para o crescimento e desenvolvimento da DekPool nos próximos anos? Existem planos para diversificar os seus serviços ou expandir para novos mercados?
Sim, neste momento os nossos esforços têm sido apostar na diversificação de produtos e trazer de certa forma mais inovação. Daí a necessidade que houve de abrandar e reestruturar no ano que passou.

Quanto à Lilith, como perspetiva a evolução da marca a curto e médio prazo?
Neste momento a marca vai avançar essencialmente online e posteriormente com lojas físicas. Apostando agora na venda direta e revenda, numa primeira fase. E posteriormente crescer, talvez, para uma cadeia de franchisados.

Como planeia continuar a destacar-se como uma marca inovadora e progressista na indústria da moda íntima?
Inovação, criatividade, conforto, diversidade e, acima de tudo, qualidade.